Um sonho de liberdade

Ouvidoria Geral do Estado Na foto: Yulo Oiticica, ouvidor geral do estado Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

Por Yulo Oiticica

Conheci Jean Wyllys quando ainda professor de uma universidade baiana. Este, com seus alunos do curso de jornalismo, marcaram comigo uma entrevista em nosso gabinete, com o objetivo de produzir um vídeo sobre a existência de grupos de extermínio na Bahia e a atuação das milícias.

Nessa oportunidade debatemos longamente com seus alunos sobre o tema. Não posso esquecer que o jovem professor ávido a leitura é apreciador para minha “tristeza”rsrs (digo isso porque ainda não me devolveu, mas está em boas mãos rs). Avistou em nossa biblioteca o livro “DOS FILHOS DESTE SOLO”, de meu amigo Nilmário Miranda. Livro autografado pelo mesmo e que eu tinha muito carinho. Jean me pediu emprestado, eu relutei pelo apreço, mas não resistir ao apelo daquele jovem professor que vinha a ser meu amigo e parceiro de lutas no parlamento e nos ideais de mundo.

Tempos depois o professor, intelectual, militante LGBTs, vem em um Reality Show, mostrar o que a Bahia também tem e orgulha a todos os baianos que como ele, acredita que não precisamos seguir rituais muitas vezes hipocritas que a sociedade nos impõe. Assim destila sapiência apurada, irreverência típica da baianidade.

É um jornalista culto que ao se desnudar diante de todo o Brasil, ganha o respeito e admiração de muitos brasileiros e brasileiras, ao ponto de ganhar a tão disputada competição.

Ao final deste episódio, Jean continua seu novo caminho, entrevistas, participações nos mais diversos programas e meios de comunicação… Sempre mostrando seus largos conhecimentos e inteligência rara, mas não tão rara, quando se fala de tantos e grandes baianos. Muitas vezes, como todos aqueles que inconformados com a injustiça e a violação de direitos, torna-se alvo da intolerância de alguns que não aceitam o livre pensamento de ideias e a democracia. Mas não para aí. Jean é convidado para ser candidato a Deputado Federal pelo Rio de Janeiro, se elege de primeira, inicia um trajetória no parlamento em defesa dos direitos humanos.

Parlamentar destemido e com um debate qualificado e preciso. Tive a oportunidade de dividir com Jean muitas lutas na Bahia em defesa de nossos povos indígenas, do combate ao extermínio da juventude negra, entre tantas outras. Viagens, audiências, encontros e enfrentamentos, nem sempre nos limites da ordem e sim marcados pela truculência, tirania e horrores implementados pelos senhores de engenho e de seus capitães do mato.

Jean se reelege para o segundo e terceiro mandato, se torna um deputado premiado diversas vezes pela sua competência e coerência.

Agora somos todos surpreendidos com a decisão de Jean, que imagino nada fácil, de sair do Brasil. Que ironia meu amigo… Você que leu o “Os filhos desde solo”, hoje larga seu sagrado solo que nasceu e construiu sua história sempre com bravura, para trilhar caminhos distantes.

E agora não é diferente, você sai de seu solo sagrado, para fazer sagrado o solo que irá pisar. Sim, você agora será andarilho do mundo. Levará nosso grito em todos os cantos da terra, assim como um dia Jesus fizera com seus amigos. Os enviou para que levassem um clamor de justiça e uma mensagem de um outro mundo possível, convidando a todos que tem fome e sede justiça para construí-lo com o amor.

Vai meu irmão, com a bravura de sempre, com a proteção do santo guerreiro. Que Oxóssi continue a abrir as matas à sua frente e enfrentar a selva contigo. Combata o bom combate e plante lírios diante dos canhões. Adoce o mundo com seu sorriso e gentileza. Eles não venceram… O sinal continua aberto para os que quebram grilhões,e quando não estiver, já estamos acostumado a fazer com que se abram.

Vai somar a tantos e tantas que fizeram do seus sonhos caminho, de sua declaração de amor, um declarado amor ao mundo e aos seres humanos. E aos que te criticam, perdoe, eles não conseguem ir além de seus caminhos estreitos, egoístas e medíocres. E você nasceu para fazer caminhos e neles, encontros.

Não direi adeus Jean, direi até a próxima esquina, seja para encarar a briga ou para o empréstimo do próximo livro.

Yulo Oiticica é militante dos Direitos Humanos e ex-deputado estadual pelo PT da Bahia por 4 mandatos.


Comentários