UFSB e ACI iniciam diálogo em prol do desenvolvimento regional

Ricardo Kalid, Joana Guimarães, Ronaldo Abude, Rogério Quintela e Juscelino VítorEmpresários e representes da sociedade de Itabuna e região, iniciaram uma série de debates com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), na noite desta segunda-feira, 24, com o objetivo de montar uma agenda de atividades em comum.

A ideia, segundo o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Ronaldo Abude, é envolver o setor empresarial e a sociedade nas decisões que estarão influenciando no desenvolvimento da região, junto à Academia.

Dentre as principais demandas, os empresários destacaram a necessidade de capacitação de profissionais que atuam nos diversos setores do comércio de Itabuna. Nesse sentido, o Assessor de Planejamento Estratégico da Reitoria, Rogério Quintela declarou que a interação entre universidade e empresa poderá ser incentivada a partir de investimentos no Parque Tecnológico da UFSB, que segundo ele será um vetor importante para a geração de profissionais cada vez mais capacitados.

Aliado a isso, o Pró-Reitor de Gestão Acadêmica, Ricardo Kalid reforçou a ideia de discutir, em conjunto com a UFSB, os cursos que estará oferecendo, visando incentivar o aparecimento de novos empreendedores, a exemplo do curso de Ciências Econômicas (com ênfase em Empreendedorismo, Economia Solidária e Criativa), que já integra a grade de cursos.

O presidente da ACI, Ronaldo Abude declarou que a expectativa é de que a classe empresarial “possa acordar e entender que, se ela não participar dos movimentos políticos, das decisões junto a universidade, a gente vai correr um sério risco de ter uma universidade que não represente os anseios da sociedade como um todo”, ressaltou.

Ao longo do debate, a vice-reitora da UFSB, Joana Guimarães revelou que o próximo passo é montar uma agenda de discussão, onde a classe empresarial e representantes da sociedade poderão lançar propostas à universidade. “Eu sempre falo que a universidade não chega para resolver os problemas, mas para somar e, acho que uma boa forma de atuar junto ao empresariado é entender melhor esse mundo, quais são as demandas e as parcerias”, destacou a professora Joana.

Além de representantes da ACI, a reunião contou com a presença de profissionais de: Sindicom, Adasb, IPC, Associação de Pequenos Produtores de Una, Ilhéus e Buerarema, e lideranças em geral.


Comentários