Legião Urbana – Índios

A Legião Urbana, banda pop rock que estourou em Brasília no final dos anos 80, voltou em 2015 como uma nova formação, após grandes disputas judiciais. As suas canções se tornaram eternas e revelam a cada dia a essência de suas letras. Adolescentes, jovens e adultos que ouviram no passado, e os de hoje, sempre se impressionam ao som dos embalos de suas canções altamente reflexivas, sobre a vida.
Confira aqui a canção Índios, na voz do vocalista Renato Russo(falecido em 1996), com Dado Vila Lobos na guitarra e Marcelo Bomfá na batera.


Nervoso com os critérios

Resultado de imagem para davidson magalhaesDavidson Magalhães, atual deputado federal do PCdoB, ficou irritado com a queda subtenente Gilson da coordenação regional do Detran de Itabuna neste fim de semana. Durante almoço de adesão em homenagem ao serviços prestados pelo militar a frete do órgão, Davidson falou em alto e bom som que “vai ter troco”, sobre a quebra de acordo, depois do “jogo ganhado”(eleições), se referindo a articulação política do governador Rui Costa.

Segundo o ex-presidente da Bahiagás a mudança de Gilson  pelo advogado Edmundo Tavares, por indicação do deputado estadual Rosemberg Pinto e do deputado federal licenciado e secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, ambos do PT, é “uma agressão” ao PCdoB. A insatisfação do comunista se dar pelas indicações do comando do  NRE5, Dires e agora Detran a Rosembergue, que segundo ele não teve mais de três mil votos em Itabuna e Ilhéus, sendo que o mesmo obteve  mais de 15 mil.

Durante o discurso gravado pelo site nachapaquente, o comuna registrou ainda que tem um grupo querendo jogar ele contra os ex-deputado Geraldo Simões, para justificar a ocupação do espaço políticos do petista na região.


Inscrições abertas para IV Jornada de Agroecologia da Bahia

resize.aspA IV Jornada de Agroecologia da Bahia está com inscrições abertas. O evento, que tem apoio do Incra, acontecerá entre os dias 29 de outubro de 1º de novembro, no assentamento Terra Vista, situado no município de Arataca, no Litoral Sul. A temática, deste ano, será “Terra, Território e Poder”.

Os interessados podem inscrever-se por meio deste blog: www.jornadadeagroecologiadabahia.blogspot.com

A jornada se constitui num espaço de discussão, articulação e troca de experiências entre assentados, agricultores familiares, quilombolas e indígenas, educadores e jovens da Bahia e de outros estados.

Desde 2012, o evento é organizado pela Teia de Agroecologia dos Povos. A ação tem agregado e disseminado experiências e aprendizados ancestrais e contemporâneos. Trata-se de uma rede sociopolítica e cultura pelo direito a terra e pela agroecologia.


Safra do caju deve dobrar em 2015, aponta IBGE

Produtores de caju estão animados com a perspectiva de bons resultados da safra da fruta em 2015. O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado esta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prevê que, este ano, a castanha de caju deverá somar 229 mil toneladas, o que representa um aumento de 113% em relação a 2014. O Ceará deve ser responsável pela maior fatia da produção. Segundo a IBGE, o estado deve produzir este ano 148 mil toneladas de castanha de caju – 64% do resultado nacional esperado.

A expectativa dos produtores cearenses é superar as 51 mil toneladas produzidas no ano passado. A Central de Cooperativas Copacaju possui seis cooperativas ativas, cada uma com cerca de 50 famílias em diferentes municípios. A presidente da entidade, Cleoneide Lima Silva, espera espantar a lembrança de um 2014 fraco. Mudanças no cultivo do cajueiro e a morte de árvores devido à severidade da seca deixaram a matéria-prima mais cara no ano passado, afetando o lucro das cooperativas, e foi preciso terceirizar a produção para poder atender o mercado.

A Copacaju comercializa castanha de caju para supermercados brasileiros e exporta para a Itália, além de fornecer a polpa do pedúnculo (parte carnosa do caju ou pseudo-fruto) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do governo federal.(Agencia Brasil)


Prefeitos discutem uma solução para a crise financeira nos municípios

Reunião com Prefeitos na Amurc_11_09_15_foto Viviane Cabral
Reunião com prefeitos na Amurc nesta sexta-feira,11, (foto Viviane Cabral).

Por Viviane Cabral-Amurc

A queda constante no repasse de recursos da União e do Estado para os municípios de todo o país tem levado os gestores a tomarem medidas emergenciais para manter a execução de serviços essenciais à população. Nesta sexta-feira (11), prefeitos do Sul da Bahia estiveram reunidos na sede da Amurc com o objetivo de encontrar uma solução para a crise financeira, que é fruto do sub-financiamento dos Programas Federais.

Os municípios são os grandes executores dos Programas Federais. Além de todos serem subfinanciados, grande parte está sem correção da inflação. Em vários casos, os municípios gastam 2/3 a mais do que recebem para a execução destes programas, que atualmente, somam 397 em todo o país.

De acordo com um estudo apresentando pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o sub-finaciamento é o grande problema dos municípios na atualidade, pois desde 1988, quando foram elevados a condição de ente federado autônomo, os municípios passaram a ser executores dos serviços públicos, sem os correspondentes recursos financeiros para fazer frente às novas responsabilidades.

Ainda segundo o estudo, o valor de repasse do Programa de Saúde da Família – PSF, atualmente varia entre R$ 7.130 e R$ 10.695 por equipe ao mês. De acordo com informações passadas por prefeituras de todo o país, o programa tem custado cerca de 3 vezes o valor do repasse realizado pela União.

Na educação, a situação não é muito diferente. De acordo com o presidente da Amurc, Lenildo Santana, alguns serviços, a exemplo da Educação é divido em: nível básico, que é de responsabilidade do município, nível médio, que é de responsabilidade do Estado e o ensino superior que é de responsabilidade do Governo Federal.

“No entanto, todo o deslocamento das cidades pequenas para as universidades que estão centralizadas em Itabuna e Ilhéus é quase completamente assumido pelos Governos Municipais e, não há destinação de recursos para o Ensino Universitário exatamente porque a responsabilidade é do Governo Federal”.

Da mesma forma acontece com o transporte de estudantes dos distritos para a sede dos municípios que fazem o Ensino Médio. Segundo o gestor, esse transporte é feito pelos municípios, sendo que o Estado não faz a devida reposição dos recursos, embora tenham convênios de contrapartida, como o Pnat e Pnaq, que são programas de custeio de transportes.

Diante das dificuldades, os gestores firmaram um compromisso de estarem reunidos nos próximos dias visando analisar medidas que poderão ser tomadas para evitar a “quebra” dos cofres públicos municipais. “A gente não pode dar andamento às atividades nas prefeituras hoje com os recursos que estamos recebendo do Governo Federal e do Governo Estadual. Pior ainda, as responsabilidades que estão sendo determinadas estão cada vez mais crescentes e a gente sem ter a previsão de cobertura dessas mesmas”, avaliou Lenildo Santana.


“Retomada da greve dos professores de Itabuna é temerária e prejudicial aos alunos”, afirma Dinalva.

Dinalva considera temerária retomada de greve (Foto Pedro Augusto).A secretária municipal de Educação, Dinalva Melo do Nascimento, destacou hoje o esforço que o governo vem fazendo para evitar uma nova paralisação dos professores de Itabuna, anunciada para acontecer a partir da segunda-feira, dia 14.

Ela voltou a pedir a compreensão de todos os profissionais da rede municipal de ensino para que repensem sobre a decisão tomada pela categoria.

“A greve de 72 dias deflagrada no primeiro semestre já resultou em um enorme prejuízo para todos: alunos, professores e governo. Para poder ser cumprido, o atual ano letivo será estendido até março do ano que vem. Uma nova paralisação vai comprometer ainda mais o futuro de 20 mil jovens estudantes, que ficarão sem aula por tempo indeterminado”, lamentou Dinalva. “O que peço, agora, é que pensem nestes jovens”, completou a secretária da Educação.


Sai nova lista prévia do Minha Casa, Minha Vida em Ferradas

Obras de construção do condomínio São José  em Ferradas - Foto Gabriell de OliveiraA Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Assistência Social – SAS divulgou hoje nova lista com os nomes de 603 candidatos pré-selecionados a receber um imóvel do programa Minha Casa Minha Vida, na região de Ferradas.

Veja aqui a Lista.

Os pré-selecionados devem apresentar à Secretaria da Assistência Social originais e fotocópias de documentos pessoais e das pessoas que com eles residam, a partir de segunda-feira, dia 14, e até o dia 23, das 8 às 14 horas.

Estão sendo exigidos os seguintes documentos: CPF, RG, título de eleitor, comprovantes de residência e de renda, Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS e cartão do cadastro único – CadÚnico. Quem que não possui CadÚnico também deve comparecer para realizar inclusão do nome. O candidato que não apresentar a documentação exigida dentro do prazo vai dar lugar a outros beneficiários.

Quanto à documentação das pessoas que moram com o selecionado deve ser apresentado originais e fotocópias de Certidão de Nascimento (no caso de solteiros), certidão de casamento, divórcio ou atestado de óbito, no caso de viúvo. No caso de pessoa com deficiência deve ser apresentado laudo com CID original.

A relação atual está publicada no site oficial da Prefeitura (www.prefeituradeitabuna.com.br) e estará afixada nesta sexta-feira no prédio da prefeitura, no bairro São Caetano, na Casa do Bolsa Família, na Avenida Inácio Tosta Filho, e nas unidades de saúde.

A primeira lista foi divulgada pela Prefeitura de Itabuna em 12 de janeiro, a segunda no dia 18 de março e a terceira no dia 5 de junho passado.


Atraso de salário faz trabalhadores parar atividade na limpeza pública de Itabuna

Paralisao_limpeza_carros_biosanear_10_09_15Desde a amanhã desta quinta-feira(10), Itabuna está sem o serviço de limpeza pública. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp), a paralisação é motivada pelo não pagamento de salário do mês de agosto de mais de  100 garis que prestam serviço a empresa Biosanear, responsável pela coleta de lixo domiciliar na cidade.

O Sindicato pede a compreensão da comunidade pela ausência do serviço, e justifica que a decisão foi necessária devido o esgotamento do diálogo entre a categoria de trabalhadores e a empresa Biosanear.

De acordo José Carlos, dirigente do Sindilimp, “os pais de família que vivem do salário como coletores de resíduos sólidos não podem ficarem prejudicados em seus direitos”. José  Carlos acrescenta que “ espera o bom senso da empresa Biosanear e da prefeitura de Itabuna para que também a comunidade não seja prejudicada sem o serviço de limpeza, tão importante para a cidade”.


Prefeito de Ilhéus vai demitir 1.200 funcionários

Jabes Ribeiro anuncia demissão de 1.200 funcionários da prefeitura de Ilhéus. Foto: Políticos do Sul da BahiaO prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, anunciou terça-feira (8) durante uma entrevista coletiva na sede da administração que demitirá cerca de 1.200 funcionários da prefeitura entre contratados temporários e servidores não estáveis que ingressaram no serviço público entre os anos de 1983 e 1988.

Segundo o prefeito, essa medida será tomada com o objetivo de adequar o Município à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), reduzir os custos e providenciar a realização de concurso público.

Além disso, está prevista a redução de 20% dos salários dos ocupantes de cargos em comissão e 40% dos vencimentos do prefeito da cidade, por meio de decisão voluntária. A área mais afetada será de educação e saúde.  O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinsepi), desaprovou essa decisão e alegou que muitos servidores já estão desesperados.


Novo concurso para a Policia Militar em 2016

O governo do Estado da Bahia lançará, em 2016, um concurso para policial militar – na patente de soldado. A informação foi confirmada pelo governador Rui Costa durante o “Face to Face” – uma espécie de coletiva de imprensa, mas na rede social. O governador, no entanto, não cravou uma data.

Ainda de acordo com Costa, o concurso para professor estadual não será por área específica. “Necessitarão ter formação na área. Uma coisa é selecionar professores para um período provisório, outra coisa é selecionar professores para ficar durante muito tempo lecionando. Neste caso, devemos ter professores especialistas nas diversas áreas de ensino”, escreveu.