Fórum de Educação debate atualização do piso dos professores e define agenda para 2016

Reuniao_forsec_amurc
Encontro do Fórum de Educação aconteceu na Unime (Fotos Viviane Cabral/Amurc)

Prefeitos e secretários de educação associados ao Fórum de Secretários de Educação – Forsec da Amurc, estiveram reunidos nesta quarta-feira, 27, na Unime – Itabuna para discutir as ações da educação na região e a analisar a atualização do piso salarial dos professores. O evento também contou com a participação da Undime-BA.

O presidente da Amurc e prefeito e Ibicarai Lenildo Santana, chamou a atenção para que os gestores observem na linha futura do tempo. Para Lenildo “é preciso observar a capacidade financeira de cada município em pagar a atualização do piso”.

Forsec_plenaraiaA preocupação foi compartilhada com os gestores de educação dos municípios, que segundo a presidente do Forsec e secretária de Educação de Itabuna, Dinalva Melo, serão tomadas decisões com mais transparência, visando a melhoria da educação e a valorização dos professores. “Saímos com deliberações que nós fazem mais confortáveis nas tomadas de decisões, tanto do ponto de vista financeiro quanto político”, destacou.

Sobre as ações da educação para este ano o prefeito  Lenildo destaca a “ participação da sociedade, pois será construído um debate de forma ampla, com a participação dos diversos atores que são impactados, direta e/ou indiretamente nas atividades da educação”, concluiu o prefeito Lenildo.

Agenda e Parcerias

Durante o encontro os Secretários(as) de Educação construíram junto com o Instituto Natura, Instituto Arapyau e UESC que apoia a educação na região, uma agenda de trabalho e alinhou as diretrizes para o novo projeto em 2016 que prevê a elaboração de um “Memorial de Gestão”. Um registro dos projetos e ações da secretaria da educação de cada um dos 36 municípios da parceria, que servirão de base para os novos gestores que tomarão posse em 2017.

IN_forsec_unime_27_01_2016
Equipe do Instituto Natura constroem agenda com os gestores

Para este ano, a proposta visa envolver secretários municipais na elaboração de um Memorial de Transição para o próximo gestor. De acordo com a Gerente de Projetos Educacionais do Instituto Natura, Karina Rizek, “a ideia é que os secretários municipais deixem um legado para que as próximas gestões possam dar continuidade aos programas na área da educação”. Para isso, será realizada uma série de encontros com o apoio técnico do Instituto, com o objetivo de pensar e definir estratégias em torno da construção de um documento eficaz para todos os municípios.

Atualizado em 29/01/2016, as 8:10h e as 23:50h.


Ofertas de vagas de trabalho em Itabuna

Em meio as mudanças no mercado de trabalho no contexto  internacional e nacional,  em cada época surge crises e falta de confiança  na economia e no mercado de trabalho. Mais o sonho do emprego ou de se ter uma nova carreira sempre  está vivo. Para minimizar essa busca por um novo emprego o BLOG TEMPO PRESENTE, em parceria com o site NEUVOO, destaca uma série de oportunidades de empregos  no Sul da Bahia e em outras regiões.

Olhando o site NEUVOO é possivel encontrar diversas vagas específicas na cidade de ITABUNA (clique AQUI!) e mais de 4.000 ofertas de emprego disponíveis em todo estado da BAHIA (clique AQUI!).

Entre as vagas disponíveis em ITABUNA, podemos destacar:

Promotor de Vendas

Supervisor de Vendas

Técnico em Refrigeração de Ar Condicionado

Analista Jurídico

Líder de Produção

Monitor de Eventos

Representante de Vendas

Além do Brasil, o site Neuvoo está disponível nos seguintes países:

Emirados Árabes Unidos | Argentina | Áustria | Austrália | BélgicaBahrein  | Brasil | Canadá | Suíça | Chile | Colômbia | República Checa | Alemanha | Egito | Espanha | França | Reino Unido | Grécia | Hungria | Irlanda | Índia | Itália | JapãoKuwait | Cazaquistão | Luxemburgo | México | Nigéria | Holanda | Nova Zelândia | Omã | Peru | Polônia | Portugal | Catar | Romênia | Rússia | Arábia Saudita | Suécia | Turquia | Ucrânia | EUA | Venezuela | África do Sul

 


Índice de Confiança do Comércio cresce 6,4 pontos entre dezembro e janeiro

O Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 6,4 pontos em janeiro deste ano, na comparação com o mês anterior. O indicador atingiu 67,2 pontos, o maior patamar desde agosto passado, quando ficou em 67,3 pontos.

No trimestre encerrado em janeiro, o indicador avançou 1,2 ponto na comparação com o trimestre encerrado em dezembro. Essa foi a primeira alta nesse tipo de comparação, em 27 meses.

A alta entre dezembro e janeiro pode ser explicada tanto por mais confiança dos empresários do comércio no momento presente quanto por um otimismo maior em relação ao futuro. O Índice de Situação Atual, que retrata a percepção dos empresários em relação ao momento atual, subiu 9,9 pontos em relação ao mês anterior.

O Índice de Expectativas, que mede a opinião dos indicadores em relação aos próximos meses, subiu 2,7 pontos em janeiro. O crescimento do Icom foi observado em 12 dos 13 segmentos do comércio.

O Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 6,4 pontos em janeiro deste ano, na comparação com o mês anterior. O indicador atingiu 67,2 pontos, o maior patamar desde agosto passado, quando ficou em 67,3 pontos.

No trimestre encerrado em janeiro, o indicador avançou 1,2 ponto na comparação com o trimestre encerrado em dezembro. Essa foi a primeira alta nesse tipo de comparação, em 27 meses.

A alta entre dezembro e janeiro pode ser explicada tanto por mais confiança dos empresários do comércio no momento presente quanto por um otimismo maior em relação ao futuro. O Índice de Situação Atual, que retrata a percepção dos empresários em relação ao momento atual, subiu 9,9 pontos em relação ao mês anterior.

O Índice de Expectativas, que mede a opinião dos indicadores em relação aos próximos meses, subiu 2,7 pontos em janeiro. O crescimento do Icom foi observado em 12 dos 13 segmentos do comércio.(Agência Brasil)


FTC quer adquirir prédio da Prefeitura de Itabuna em leilão

FTC Itabuna (1)A direção da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) anunciou que irá participar do Leilão que a Prefeitura Municipal de Itabuna promoverá para a venda do imóvel onde hoje funciona o campus da Faculdade. Segundo o diretor da FTC, Januário Mourão e Lima, a Instituição já havia manifestado aos gestores municipais o interesse em adquirir o imóvel.

Ele destaca que, mesmo tendo iniciado os investimentos para a construção da sede própria, a Faculdade tem total interesse em adquirir o imóvel não só pela localização, como também pelo valor histórico que o prédio tem para a FTC e a própria cidade de Itabuna.

“Portanto, a notícia de que o governo municipal estará encaminhando à Câmara de Vereadores um projeto de lei solicitando autorização para leiloar o prédio não foi uma surpresa, mesmo porque em se tratando de um patrimônio público a venda só pode ser efetivada por meio de Leilão e nós temos todo o interesse de arrematá-lo”, argumenta o diretor.

Januário destaca que a aquisição do prédio é uma das prioridades da mantenedora por diversos fatores, dentre eles o fato de que a instalação do campus da FTC no imóvel, no ano de 2001, ainda é um marco referencial para na consolidação da cidade como polo de ensino superior, bem como para a economia do município.


Paralisação na saúde de Buerarema

Buerarema-27jan2016.2Na manhã desta quarta-feira (27), em Buerarema, os servidores das unidades básicas de saúde paralisaram os trabalhos, eles estão sem receber o salário do mês de dezembro. O secretario de administração Tiago Barreto, (filho do prefeito), alega que “o atraso no pagamento é devido a troca no comando da pasta, a nova secretaria de saúde está resolvendo os tramites burocráticos na agência bancária para encaminhar o pagamento”, afirma.

Já os dirigentes sindicais e os trabalhadores (as) discordam, conforme eles “essa situação aconteceu porque não houve planejamento do gestor, a troca de secretario já tem mais de 20 dias, eles pediram um prazo de 10 dias, entendendo a situação, os trabalhadores (as) esperaram, e até agora nada, estamos no prejuízo”, denunciam.

De acordo com os diretores do Sintesi, “os servidores só retornam ao serviço com o salário de dezembro na conta, e depois a greve pode até ter um reinicio, já que o salário do mês de janeiro deve ser pago até o dia 30”, concluíram.

 


Georreferenciamento na iluminação de Itabuna

A empresa Ghia Engenharia, responsável, desde dezembro, pelo serviço terceirizado do sistema de iluminação pública de Itabuna vai iniciar, nos próximos 40 dias, um trabalho de georreferenciamento com uso de GPS (Global Positioning System) para identificar “pontos escuros” onde o sistema precisa ser expandido ou melhorado.

Além disso, o trabalho também vai contribuir para o controle de qualidade dos 14 mil pontos públicos de energia existentes na cidade. A realização deste trabalho deve durar 90 dias, segundo informou Victor Freire, diretor operacional da empresa.

A Ghia já colocou à disposição da população de Itabuna o serviço de ligação gratuita para reclamações e solicitações de pequenas intervenções de engenharia no sistema, a exemplo dos serviços de manutenção, como substituição de lâmpadas ou sensores. A chamada pode ser feita para o número 0800-721-0112, entre 8 e 18 horas, de segunda à sexta-feira. A partir da segunda quinzena de fevereiro também terá expediente aos sábados das 8 às 17 horas.

Após a abertura da Ordem de Serviço, a empresa terá prazo de até 48 horas para o atendimento da solicitação. Victor Freire explica quanto a outros serviços como, por exemplo, alteração de potência ou substituição de braços, o procedimento é outro. “Abrimos a Ordem de Serviço e encaminhamos para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), que terá a autoridade para a realização da intervenção”, explicou.


Terceirizados ocupam sede do NRE5 em Itabuna para cobrar salários e benefícios

ocupacao_nre5_27_01_2016_foto divulgação sindilimpFuncionários da empresa  Locserv que desenvolvem serviços de portaria e no setor administrativo das escolas estaduais no Sul da Bahia fecharam as portas do Núcleo Regional de Educação-NRE5( antiga Direc 7) nesta quarta-feira(27) para exigir o pagamento de salário,  vale transporte e vale alimentação em atraso.

Segundo o diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp) “a empresa Locserv deve o salário de dezembro,  e o vale transporte e alimentação de janeiro de mais de 180 trabalhadores  terceirizados,  pais de família que depende apenas desta remuneração para sobreviverem”.

A categoria está disposta a continuar no NRE5 até que se encontre uma solução. O objetivo é  pressionar a Secretaria Estadual da Educação da Bahia, contratante da empresa, para que se encontre uma saída e os trabalhadores não sejam prejudicados mais uma vez.

Atrasos na empresa AML e Sandes

Além da cobrança de resolução referente a empresa  Locserv, o Sindilimp também quer resolver   os atrasos  dos trabalhadores terceirizados contratados pelas empresas Sandes e AMIL vinculadas a Secretaria Estadual da Educação.

O Sindlimp informou que a empresa Sandes está devendo ainda o décimo terceiro salário que deveria ser pago até o dia 20 de dezembro. Já a empresa AML deve os auxílios transporte e auxilio alimentação de  mês  dezembro do ano passado.

Atualizado em 28/01/2016, as 14:30h.


Situação de atraso dos prestadores da saúde de Itabuna é discutida entre Sintesi e Ministério Público

mp-itabuna-26jan2016
Reunião do Ministério Público em Itabuna ontem(foto Sintesi)

Nesta segunda-feira (25) em Itabuna,  os promotores de justiça Dra. Renata Caldas Sousa Lazzarini e Dr. Inocêncio Carvalho do Ministério Público Estadual colheram informações complementares dos dirigentes do Sintesi,Raimundo Santana, João Evangelista e Osiel do Carmo, sobre as denuncias de atraso nos repasses de recursos da MAC – Média e Alta Complexidade pelo Fundo Municipal de Saúde para as instituições prestadoras de serviços ao SUS-Sistema Único de Saúde.

De acordo com os sindicalistas “existem um cronograma regular do Fundo Nacional de Saúde com datas e valores das transferências dos recursos ao Fundo Municipal de Saúde, sempre no inicio de cada mês, esse cronograma manteve-se regular em janeiro de 2016, inclusive, houve antecipação de parte dos recursos da MAC no final do mês de dezembro de 2015, inexplicavelmente, o gestor do Fundo Municipal de Saúde,com o dinheiro em conta não cumpriu a regularidade dos pagamentos aos prestadores, essa situação inviabilizou que as instituições pagassem o salário aos trabalhadores e por pouco não afetou a assistência aos usuários”, denunciam.

Para os dirigentes do sindicato, as instituições ora penalizadas pela secretaria de saúde, estão sendo estratégicas para o combate de epidemia e viroses, já que as unidades básicas de saúde funcionam precariamente.(Ascom Sintesi)


Presidente da Emasa apresentou a situação financeira e de abastecimento de água aos empresários

Ricardo Campos, Roney Wense e Ronaldo Abude
Ricardo Campos, Roney Wense e Ronaldo Abude na ACI(Foto Viviane Cabral)

Em função da escassez de água potável na cidade de Itabuna, o presidente da Empresa Municipal de Águas e Saneamento – Emasa, Ricardo Campos foi convidado para a 1ª Reunião Ordinária na ACI, realizada nesta segunda-feira, 25, quando apresentou à classe empresarial, dados esclarecedores sobre a atual situação financeira da empresa e o sistema de distribuição de água no município.

Assim que assumiu a gestão, em 2013, Ricardo conta que encontrou a empresa totalmente sucateada, com três meses de salários atrasados, débito de R$ 20 milhões com a Coelba e dívida tributária. Segundo ele, a Emasa tem um faturamento entre 40 a 50 milhões/ano, mas a dívida atual é de R$ 80 milhões. Os principais gastos mensais são com energia (R$ 700 mil) e produtos químicos (R$ 400 mil).

Ainda segundo o presidente da Emasa, as dívidas deixaram o nome da empresa “sujo”, e por isso, a Emasa não tem como captar recursos para investimentos. “A Emasa nunca investiu em pesquisa e tecnologia. E, para universalizar o serviço de saneamento na cidade são necessários R$ 733 milhões. Hoje, apesar de a Emasa estar pagando as dívidas atuais em dia, não tem a menor capacidade de investimento”, revelou o gestor.

A resolução desses problemas, segundo Campos será possível a partir da execução do Plano Municipal de Saneamento Básico, que será finalizado ainda no primeiro semestre deste ano, após a Conferência Municipal para avaliação de diagnóstico, prognóstico, objetivos e metas para os próximos 20 anos nas áreas de abastecimento e saneamento básico de Itabuna.

Nesse contexto, foi destacada a participação da sociedade, inclusive a classe empresarial, que segundo o presidente da ACI, Ronaldo Abude, tem um importante papel na busca por um ambiente empreendedor na cidade. “Nós temos uma responsabilidade muito grande. Temos a capacidade de liderar e interferir nas decisões políticas de nossa cidade”, revelou o empresário.

Abastecimento

Sobre o abastecimento de água na cidade, Ricardo revelou que apesar da chuva, o volume de água que chegou ao Rio Almada ainda não é suficiente para desligar a captação em Castelo Novo. “Mas, o índice de salinidade poderá diminuir muito, já que iremos realizar um procedimento técnico, conhecido como “blended” (mistura) entre as águas dos rios Almada e do Rio Cachoeira”. (por Viviane Cabral).


As 50 cidades mais violenta do mundo; Brasil tem quase metade

fortaleza
Fortaleza no Brasil está na frente da lista das brsileiras segundo o levantamento

O Brasil é o país com o maior número de cidades entre as mais violentas do mundo em 2015, de acordo com um ranking internacional publicado nesta segunda-feira (25) por uma ONG mexicana. Das 50 cidades com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, 21 são brasileiras.

A lista, divulgada anualmente pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal, leva em conta o número de homicídios por 100 mil habitantes e inclui apenas cidades com 300 mil habitantes ou mais. Foram excluídos países que vivem “conflitos bélicos abertos”, como Síria e Iraque.

Apesar de o Brasil ser o país com mais representantes, o maior índice de violência foi detectado nas cidades da Venezuela. A taxa média brasileira foi de 45,5 homicídios por 100 mil habitantes e a venezuelana, de 74,65. Caracas, capital do país, lidera o ranking geral, com 119,87 homicídios dolosos para cada 100 mil habitantes.

Primeiro lugar por 4 anos seguidos, San Pedro Sula, em Honduras, conseguiu reduzir o número de homicídios e passou para o segundo lugar. San Salvador, capital de El Salvador, ficou em terceiro.

Das cidades brasileiras, a primeira a aparecer é Fortaleza, em 12º lugar. Em seguida vem Natal, em 13º, Salvador e região metropolitana, em 14º, e João Pessoa (conurbação), em 16º.

Belo Horizonte, que figurava na lista do ano anterior, desta vez não apareceu. O contrário aconteceu com 3 cidades brasileiras, que estavam fora da lista de 2014, mas entraram na de 2015:  Feira de Santana (27º), Vitória da Conquista (36º) e Campos dos Goytacazes (39º).

Também aparecem Maceió (18º lugar), São Luís (21º), Cuiabá (22º), Manaus (23º), Belém (26º), Goiânia e Aparecida de Goiânia (29º), Teresina (30º), Vitória (31º), Recife (37º), Aracaju (38º), Campina Grande (40º), Porto Alegre (43º), Curitiba (44º) e Macapá (48º).

Das 50, 41 ficam na América Latina: 21 no Brasil, 8 na Venezuela, 5 no México, 3 na Colômbia, 2 em Honduras, uma em El Salvador e uma na Guatemala. Outros países com cidades na lista foram África do Sul, Estados Unidos e Jamaica.

Leia mais aqui no G1