Programação completa do São João em Ibicuí

Do Correio

Quadrilhas, sanfoneiros, forró pé de serra e decoração típica marcam o tradicional São João de Ibicuí, que acontece entre os dias 19 e 24 de junho. A programação gratuita terá seis dias de shows com mais de 30 artistas, como Calcinha Preta, Limão com Mel, Aduílio Mendes, Caninana do Forró, Caviar com Rapadura, Plays, Banda Lordão, Donas do Bar e Sivirina Xique Xique. Com o tema Povo Nordestino, o evento celebra o orgulho da região.

Com a preocupação de resgatar a tradição da festa, os festejos já começam nos dias 14, 15 e 16 de junho, com a terceira edição do Festival Estadual de Quadrilhas que receberá dez quadrilhas de diferentes regiões da Bahia. Indumentárias cheias de brilho e decoração típica mantém a beleza de uma das manifestações mais populares do São João;

“O povo nordestino vem historicamente resistindo a situações como seca, fome, abandono e ainda assim não costuma se abalar com afirmações que tentam diminuir a gente de alguma forma. O nordestino é um povo orgulhoso de sua luta, natureza e resistência. É uma população que trabalha duro, mas aproveita bem a vida sem precisar de muito, sendo feliz na simplicidade. O tema do São João vem para homenagear toda essa história”, destaca Marcos Galvão, prefeito de Ibicuí.

Festas fechadas

Além da programação gratuita do São João na Praça Regis Pacheco, Ibicuí conta com festas fechadas como Brega Light e Ticomia. A primeira, que acontece entre 23 e 24 de junho, celebra 18 anos ao som de Zé Neto & Cristiano, Wesley Safadão, Gusttavo Lima, Diego & Victor Hugo, Donas do Bar, Léo Santana, Parangolé, La Fúria, Jonas Esticado, Lambasaia, Tayrone, Trio da Huanna, Dorgival Dantas e Dennis DJ. Já a segunda festa, que acontece nos dias 22 e 23 de junho, inclui atrações como Flávio José, Saia Rodada, Márcia Fellipe e Mano Walter.

São João de Ibicuí 2019

Onde: Praça Regis Pacheco, Ibicuí (a cerca de 520 km de Salvador)
Quando: Festival de Quadrilhas – 14 de junho, a partir das 16h30; 15 e 16 de junho, a partir das 18h.
Shows – de 19 a 24 junho, a partir das 19h
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO

QUARTA-FEIRA (19 DE JUNHO)
Caninana
Iago Gouveia

QUINTA-FEIRA (20 DE JUNHO)
Calcinha Preta
Leo Ferra e Forrozão
Caviar com Rapadura
Michele Andrade

SEXTA-FEIRA (21 DE JUNHO)
Limão com Mel
Sobrinho
Donas do Bar
Dedim Gouveia

SÁBADO (22 DE JUNHO)
Forró dos Plays
Forró Balancear

DOMINGO (23 DE JUNHO)
Gigantes do Brasil
Lordão

SEGUNDA-FEIRA (24 DE JUNHO)
Aduílio Mendes
Bel Lima


“Times Higher Education“ aponta UESC entre as 150 melhores

uesc-frenteA UESC, Universidade Estadual de Santa Cruz, é a 101º nos rankings universitários da “Times Higher Education – Latin America 2019” (THE). Os Rankings Universitários da “Times Higher Education World” são as únicas tabelas de desempenho global que julgam as universidades através de suas pesquisas em todas as principais missões: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectivas internacionais.

O Latin America University Rankings do THE usa os mesmos 13 indicadores de desempenho cuidadosamente calibrados para fornecer as comparações mais abrangentes e equilibradas, confiáveis por estudantes, acadêmicos, líderes de universidades, indústria e até governos – mas as ponderações são especialmente direcionadas para refletir as características das universidades de economia emergente.

Em geral, as avaliações de universidades consideram que são boas as instituições que produzem pesquisa científica robusta, recebem alunos internacionais e têm muitas patentes e prêmios. Para nova classificação lançada pela THE as instituições de excelência são aquelas que promovem igualdade de gênero e redução de pobreza.

(mais…)


Programação do São João no Pelourinho e no Subúrbio

pelo 1A festa de São João, tradição em todo o Nordeste, terá espaço garantido em Salvador entre os dias 20 e 24 de junho. Promovido pelo Governo do Estado, através da Bahiatursa, o São João da Bahia 2019 tem como tema “Respeita as Mina” e vai reunir grandes nomes do forró como Elba Ramalho, Simone e Simaria, Geraldo Azevedo, Solange Almeida e Alceu Valença. Nos dias 20 e 24, os shows se concentram nos largos Tereza Batista, Quincas Berro d´Água e Pedro Arcanjo.

Já entre os dias 21 e 23, além destes espaços, têm atrações no Largo do Pelourinho e no Cruzeiro de São Francisco. A programação de Paripe acontece nos dias 22 e 23 de junho.

Com shows simultâneos, a as apresentações dos largos começam na quinta-feira (20), às 18h. As atrações do primeiro dia são as bandas Filomena Bagaceira, A Patroa tem Daisy Soares, Gereba, Forró Passa Pé, Vinny Brasil, Norberto Curvello, Xote Bacana, Forró Sobepoeira, Xote de Anjo, Carlos Villela, Tio Barnabé, Lucas Melo, Edd Bala e Dona Encrenka.

Respeita as Mina

O segundo dia de festa será dedicado às mulheres. Na sexta-feira (21), a partir das 18h, as vozes femininas vão dominar os palcos espalhados pelos largos do Pelourinho, Tereza Batista, Quintas Berro d´Água, Pedro Arcanjo e do Cruzeiro de São Francisco. O grande destaque será o show de Elba Ramalho. O palco principal do projeto, instalado no Largo do Pelourinho, será aberto pela Orquestra Popular da Bahia. Três mulheres, Elen Wilson, Dheya Lessa e Elaine Fernandes, sobem ao palco para cantar os clássicos do forró.

(mais…)


Cidades médias e pequenas do Nordeste

josivaldo_perfil_2Por Josivaldo Dias

A seguir mostramos o  nosso resumo  do  artigo  de autoria de Doralice Sátyro Maia, publicado  na série de “Estudos e Pesquisas, número  87 ” da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia-SEI, no ano de 2010.

O artigo discute sobre as cidades médias e pequenas no Brasil, e apresenta dados estatísticos das realidades delas no Nordeste brasileiro no âmbito dos estudos da geografia e da urbanização.

As chamadas monografias urbanas, arcabouço metodológico que abrange os estudos e trabalhos brasileiros sobre as diversas cidades, revelam de acordo Maia, a diversidade das cidades, e ajuda a entender o processo de urbanização brasileiro, e em escala dinâmica do quadro das cidades médias e pequenas. (p. 16)

Nos aspectos da crítica aos estudos já realizados historicamente na área da geografia urbana até os anos de 1970 , a autora destaca  relevância com o  surgimento de autores como Milton Santos, Roberto Correa, Ariovaldo Umberto dentre outros. Principalmente com a divulgação de suas produções após os anos 1989 que começam a instigar a indagação sobre os estudos de metrópoles, e se estes, poderiam serem aplicados em cidades menores. (p. 17)

O desejo e necessidade de compreender as cidades médias e pequenas brasileira como algo importantes e singular é apresentado no qual já se pode hierarquizar urbanamente os conceitos e tamanho, a partir do material produzido também pelo IBGE. Dito isso, as cidades pequenas seriam aquelas com população até 20 mil habitantes, e as cidades médias, deste número até 500 mil, e acima deste, seriam as cidades grandes. (p.18)

Ainda há de considerar na classificação das cidades, as questões econômicas, as questões políticas e o  contexto social na formação destas cidades, sendo que segundo Milton Santos citado por Maia, algumas cidades pequenas seriam denominadas de “cidades locais”, ou até “cidades de subsistências”, e ainda as “cidade do campo”, para relacionar esta última ao papel desempenhado de ponte entre o “global o local”, na oferta de bens e serviços a uma população regional. (p.21)

Em se tratando das cidades médias e pequenas especificamente no Nordeste brasileiro, embora estas apresentam similaridades com outras cidades de outras regiões do Brasil, elas possuem “diversidades, e, e ao mesmo tempo características singulares, que podem ser entendidas como regionais”. (p. 24)

No Nordeste, na classificação das cidades até 20 mil habitantes é preciso extrai destas as cidades com população de 1 mil até 5 mil habitantes. Maia define bem suas características:

São na verdade, as pequenas cidades, ou mesmo cidades locais, como expressou Milton Santos, que pouco oferecem de serviços e de estrutura urbana, que mantém relação intrínseca com o campo, bem como com o núcleo em nível superior da hierarquia urbana. Este quadro perfaz um total de 716 localidades, distribuídas por todo o território regional, inclusive no litoral, coincidindo na maioria das vezes, com as pequenas localidades utilizadas como segunda residência, ou como cidades que integram a região metropolitana da cidade hierarquicamente superior. (MAIA, 2010, p. 24)

Algumas cidades particularmente como as do estado Rio Grande Norte, tem destaque socioeconômico, a exemplo de atividades extrativistas de produção de sal e petróleo, porém o resultado financeiro destas atividades, pouco aquece os investimentos nas pequenas cidades.(p. 27)

Maia fez as contas das cidades de 20.001 a 50 mil habitantes e observou no Nordeste, um total de 156 nesta publicação do ano de 2010. Entre 50.001 e 100 mil, reduz para 38, o que se aproxima do número das cidade entre 100.001 e 500 mil habitantes que soma 31 núcleos. O restante são as cidades pequenas, menor que 20 habitantes (p. 29)

As cidades de até 20 mil habitantes sobrevivem basicamente dos repasse do Fundo de Participação dos Municípios(FPM), de outros recursos da União e dos Estados; e ainda da economia rural. No mais, elas são altamente dependentes de comércio e serviços mais especializados das cidades centrais a estes núcleos. (p.29)

Do total de 9 cidades apenas, acima de 500 mil habitantes no Nordeste onde 8 delas são capitais,  apresentam centralidades em função dos serviços administrativos, pelos atrativos turísticos, e expansão das empresas comercias e prestadores de serviços como nas áreas de saúde e educação, além de redes de restaurantes e hotéis, dentre outras atividades econômicas. As cidades entre 100 mil e 500 mil habitantes(31), como exemplo de Campina Grande, Feira de Santa e Vitória da Conquista (dados do IBGE 2010), também exercem papel importante na sua centralidade, com a oferta de bens e serviços. (p.34)

Para fins de finalização deste resumo, sugere-se para o maior entendimento e aprofundamento sobre as realidades urbanas das pequenas e medias cidades do território brasileiro, em especial do Nordeste, ir além dos dados fornecidos pelas instituições de estudo estatísticos e planejamento. Há uma necessidade de ir em campo para observar, conhecer e colher mais informações destas realidades.

Josivaldo Dias é Economista, Especialista em Planejamento de Cidades(UESC), e estudante do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da UNIFACS.


HRCC realiza primeiro implante de marca-passo CDIR em paciente

hospitalcostadocacau__1Francisco Luiz da Costa de Jesus foi o primeiro paciente a receber marca-passo implantável definitivo, do tipo Cardioversor / Desfibrilador Ressincronizador (CDIR), durante procedimento realizado na última semana, no Centro Cirúrgico do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus. O aparelho organiza os batimentos e serve de desfibrilador, reduzindo riscos de morte súbita por parada cardíaca.

O procedimento é classificado como cirurgia de média e alta complexidade. Uma frequência cardíaca normal fornece ao seu corpo a quantidade adequada de circulação sanguínea. A cirurgia foi realizada pelo médico Décio Cardoso, e transcorreu com sucesso, utilizando todos os paramentos e necessidades para o implante do aparelho regulador.

Internado no Hospital Regional Costa do Cacau, Francisco da Costa passou por diversos exames, até resultar no diagnóstico e ser encaminhado direto ao centro cirúrgico. O dispositivo não irá prevenir ou impedir doenças cardíacas. Contudo, o paciente se recupera na enfermaria da unidade, acompanhado de sua irmã Aldicéia Costa Santos.

“Meu irmão sempre foi muito bem atendido aqui no hospital pela equipe inteira e pelos plantonistas. Na minha opinião, o que o paciente precisa é de atenção, carinho, principalmente dos profissionais, enfermagem, técnicos e médicos, favorecendo o restabelecimento da saúde, por isso, estou muito satisfeita”, opinou Aldicéia.

O presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), José Antônio Sousa elogiou os avanços destacando a continuidade dos serviços. “Compromisso assumido pelo Governo do Estado, que investe na saúde dos baianos. Procedimentos que não eram realizados, agora são oferecidos de forma efetiva na unidade hospitalar”.


Escritório da Qualidade completa 01 ano em plena atividade

No dia 12 de junho de 2018 foi inaugurado o Escritório Integrado da Qualidade e Segurança do Paciente na Santa Casa. Criado para unificar as ações da acreditação hospitalar da instituição, é o setor que assessora os outros setores, orientando-os sobre a implantação da metodologia do sistema de gestão de qualidade. A metodologia que está sendo implantada é a Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Composto por uma equipe de profissionais altamente qualificados, como a jornalista e coordenadora do Escritório de Qualidade, Jackelinne Simões; as enfermeiras da Qualidade e Segurança do Paciente, Juliana Braga Nunes, Adriana Jovita e Nathalia Trindade e o administrador Danilo Itaparica, o escritório integrado de qualidade e segurança do paciente teve como possui entre as atividades, a implantação do sistema de gestão de qualidade, criação junto aos setores os mapeamentos de processos, mapeamento de riscos, sistema de gestão de documentos e gestão de ocorrências. “As notificações, eram feitas apenas pela enfermagem, agora são feitas por 100% dos colaboradores, setor administrativo e enfermagem”,destacou Danilo itaparica.

Em um ano de atuação, foi implantado parte do sistema de gestão de qualidade e atualmente, o escritório está desenvolvendo e analisando todas as partes do sistema, redesenhando setores, aplicando treinamentos e melhorias no setor, visando a busca da melhoria contínua dentro do âmbito hospitalar.


Amurc e FecBahia firmam ações com a Sedur para a regularização de resíduos sólidos

reuniao-fec-em-salvadorUma empresa de consultoria será contratada para a elaboração de um projeto que visa a regularização dos resíduos sólidos no Sul da Bahia. A ação foi firmada pelo secretário de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado da Bahia, Sérgio Luís Lacerda Brito, durante uma reunião nesta terça-feira, 18, em atendimento a uma solicitação da Amurc, em conjunto com a Federação dos Consórcios Públicos da Bahia – FecBahia para a participação dos Consórcios Públicos (CDS-Litoral Sul, CIMA, Médio Sudoeste, CIMURC e o CIAPRA) no projeto de resíduos sólidos.

A reunião contou com a presença do secretário executivo da Amurc e do CDS-LS, Luciano Veiga, do presidente da FecBahia, Claudinei Xavier Novato – Dr. Nei e de representantes do Estado, que firmaram ações articuladas entre os Consórcios Públicos e as secretarias do Estado para a confecção do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos até dezembro deste ano, e a contratação de consultoria para estudo e definição das melhores práticas que resultem da eliminação dos lixões, através da Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, que deverá ser definido até 2020.

(mais…)


Sérgio Velanes foi reeleito presidente da ACI

sergio-velanes-aciPor Viviane Cabral

A Associação Comercial e Empresarial de Itabuna – ACI reelegeu na noite desta segunda-feira, 17, o empresário Luiz Sérgio Neto Velanes para presidir a entidade no período de 2019-2021. O presidente assumiu o compromisso de continuar defendendo os interesses que influenciam no desenvolvimento da cidade, sempre em parceria com o Poder Público Municipal, além de dar continuidade a capacitação da classe empresarial, através do Programa Empreender.

Sérgio reforçou a importância de permanecer lutando em defesa do Associativismo, pois entende que a participação dos empresários é fundamental para a resolução de demandas que influencia no funcionamento do comércio, da indústria e do setor de serviços. “Nesse sentido, torna-se cada vez mais necessário, que os empresários se juntem para defender demandas importantes, tanto para a classe empresarial, como para a sociedade”.

Nos últimos dois anos à frente da entidade, o presidente defendeu a regularização do comércio informal, apoiando a instalação do shopping popular, a segurança no centro da cidade, com a implantação de um sistema de videomonitoramento, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Itabuna, o Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Itabuna – Sindicom e a Prefeitura Municipal.

(mais…)


Prefeito de Itacaré entrega carro para o Conselho Tutelar

Tutelar 3O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, entregou na tarde desta segunda-feira o novo veículo para Conselho Tutelar, um Citroen Aircross moderno que já está à disposição dos conselheiros e da comunidade. O objetivo é garantir aos membros do conselho melhores condições de trabalho e mais possibilidades de acompanhar e garantir os direitos das crianças e adolescentes do município. O veículo foi adquirido através de uma emenda parlamentar do deputado federal Ronaldo Carlleto (PP), junto ao Ministério do Desenvolvimento Social, solicitada pelo prefeito Antônio de Anízio.

Durante a solenidade de entrega do veículo os membros do Conselho Tutelar destacaram a parceria e o compromisso do governo municipal de criar condições para estar assegurando e zelando pelos direitos das crianças e adolescentes em Itacaré. De acordo com eles, apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelas prefeituras, Itacaré tem estado atenta às questões sociais, seja através das ações das secretarias ou dos conselhos, e vem desenvolvendo ações para garantir o acompanhamento às crianças e adolescentes em situação de riscos sociais e vulnerabilidade, além de prestar aconselhamento aos pais e responsáveis.

O prefeito Antônio de Anízio ressaltou o trabalho e a dedicação dos conselheiros municipais em Itacaré, que tem atuado com zelo, responsabilidade e compromisso nessa missão de amparar as crianças e adolescentes.E o novo veículo, segundo o prefeito, vai possibilitar um trabalho ainda melhor, garantindo mais mobilidade e o deslocamento para averiguar as denuncias e assegurar todo o acompanhamento necessário para todos.


Festival de Economia Solidária é atração no São João de Santo Antônio de Jesus

Os tradicionais festejos juninos em Santo Antônio de Jesus, a 187 km de Salvador, contarão com uma novidade este ano. Entre os dias 21 e 24 de junho, o município do Recôncavo Baiano receberá o Festival de Economia Solidária, aproveitando o fluxo diário de mais de 100 mil pessoas durante o período.

O evento é uma realização da prefeitura municipal, em parceria com a Secretaria Estadual de Trabalho Emprego, Renda e Esporte (Setre), a Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Estado da Bahia (Unisol Bahia) e o Centro Público de Economia Solidária do Recôncavo.

Mais de 30 empreendimentos solidários, de 10 territórios de identidade do estado, participarão do festival, que vai ocupar o Espaço da Diversidade, localizado próximo à biblioteca da cidade. Objetos artesanais confeccionados em couro, renda e cerâmica; produtos alimentícios da agricultura familiar, como queijo, doce de leite e licor; e iguarias juninas são alguns itens que estarão à venda no local.