Ilhéus abre inscrição para o Concurso Literário Crônicas de Gabriela

decoracao-junina-comercio-de-ilheus-foto-mauricio-maron-2A Prefeitura de Ilhéus, através da secretaria municipal da Cultura (Secult) abriu nesta sexta-feira (1º), inscrição para o Concurso Literário Crônicas de Gabriela, em comemoração aos 60 anos do lançamento do livro “Gabriela, Cravo e Canela”, do escritor Jorge Amado. Um dos objetivos é incentivar a produção literária de crônicas, estimular a leitura da obra de Jorge Amado a partir do romance ‘Gabriela, cravo e canela’ e fomentar a escrita, a leitura, o livro e a literatura.

A inscrição é gratuita e deve ser enviada exclusivamente para o email: cultura@ilheus.ba.gov.br contendo arquivos em PDF, até o dia 15 de julho deste ano. O tema central é “Gabriela, cravo e canela, 60 anos do romance”.

De acordo com o regulamento, a ficha de inscrição será preenchida e assinada, anexadas cópias do RG, ou outro documento oficial com foto. O ato da inscrição no concurso implica na plena aceitação por parte dos inscritos das normas estabelecidas no edital, bem como a cessão, por tempo indeterminado, sem ônus dos direitos autorais dos trabalhos inscritos, para eventual publicação em quaisquer meios de comunicação, impresso ou eletrônico.

Podem participar maiores de 18 anos que devem atentar para a temática do concurso que foi pensada em homenagem aos 60 anos de publicação do romance ‘Gabriela, Cravo e Canela’, do escritor Jorge Amado, que possibilita a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade. As crônicas devem ser obrigatoriamente inéditas e escritas em língua portuguesa. Ficam automaticamente desclassificadas as já publicadas de forma impressa ou virtual, no todo ou em qualquer parte, ou divulgadas por qualquer meio de comunicação.


A Greve dos Caminhoneiros e os seus impactos nos municípios

Luciano Robson Rodrigues Veiga | luciano.veiga@hotmail.comLuciano_Veiga_perfil

Estamos visualizando uma pequena ponta do iceberg, onde há tributação em todo o escopo de produção e de serviços, inviabilizando os segmentos produtivos, pois, não cabe mais nos bolsos já furados do povo, o pagamento de uma crescente e desmedida forma de financiar o Estado, incorrendo na condição de inviabilizar alguns segmentos importantes da economia.

A atual crise econômica tem acentuado a já desequilibrada estrutura financeira dos municípios brasileiros.

Isso, se deve entre outras coisas: as desonerações feitas pela União nos últimos anos (a exemplo da CIDE); a estratégia do governo federal de elevar suas receitas por meio de contribuições e não aumento de impostos. Desta forma, diferente dos impostos que são distribuídas para os demais entes federativos via transferência constitucional as contribuições se constituem como receita apenas para a União.

Os municípios – o mais frágil dos entes federados, tem como base principal da sua receita os repasses do Fundo de Participação do Municípios – FPM. Trata-se de uma transferência constitucional, previsto no Art. 159, I, b da CF/88, da União para os Estados e o Distrito Federal, composto de 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Compondo essa cesta de tributos, têm-se 25% de IPI exportação (municípios exportadores), 25% de Contribuição sobre Intervenção no Domínio Econômico – CIDE (do produto arrecado) e a compensação financeira da Lei Kandir, além de tributos oriundos de arrecadação própria, que sofrera nos últimos anos, por parte do Governo Federal reduções significativas nas suas alíquotas.

Soma-se a tudo isso a diminuição significativa na arrecadação do ICMs e do ISS, que são sensíveis ao mercado.

Questiona-se ainda, se é constitucional as ações acometidas pela União, em uma federação constitucional simétrica de obrigações, fazer renúncia fiscal de impostos compartilhados, como se fossem uma federação assimétrica?

Identifica-se a inconstitucionalidade das interferências da União, no tocante as reduções de tributos, suas consequências no planejamento financeiro, em especial aos efeitos negativos junto aos tribunais de conta e a Lei Complementar no. 135/2010. Passando a demonstrar a inconstitucionalidade das interferências da União, nas reduções de tributos simétricos, apresentar as consequências jurídicas, efeitos negativos junto aos tribunais de conta e a Lei Complementar no. 135/2010.

A greve dos caminhoneiros, bem que poderia servir de debate sobre uma reforma do sistema tributário, dentro de um estado mais leve, eficiente, eficaz e efetivo na execução das suas políticas públicas. Para isso, será necessário o desenho e aprovação de um Pacto Federativo, onde os entes terão papeis definidos e as suas receitas e despesas moldadas a sua capacidade de sustentabilidade econômica-financeira-social.

Não ocorrendo, as reformas citadas além do Pacto Federativo, estaremos vivenciando um momento cíclico de greves e manifestações, é o que ocorre, quando não se trata as causas mas simplesmente os efeitos de uma crise.

Portanto, não se deve desfazer o Comitê de Crise, instalado pelo Governo Federal, mas, abrir um grande debate quanto a Reforma Tributária com Pacto Federativo versus o Papel do Estado e, de seus entes federados, pois a crise está longe de acabar, onde a miopia do agora prevalece sobre o planejar dos dias que virão, a começar do hoje.

Luciano Robson Rodrigues Veiga é Administrador, Especialista em Planejamento de Cidades e Coordenador Executivo da Amurc.


Reunião itinerante da Câmara de Agrimensura será em Itabuna

UFSB
Reunião da Câmara acontecerá no Campus Jorge Amado da UFSB em Itabuna

Está programado para os dias 07 e 08 de Junho em Itabuna, a reunião itinerante da Câmara Especializada em Engenharia de Agrimensura(CEAGRI) do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA).

De acordo com a programação o primeiro dia do evento tem como proposta dialogar com estudantes, professores, fiscais e profissionais do setor da região sul baiana, sobre as atribuições e exercício profissional.

Já o segundo dia será focado no debate sobre “Geotecnologias e Regularização Fundiária para os municípios”,  pontua  o   Eng. Agrm. Joseval Costa Carqueija, coordenador da CEAGRI.

O encontro vai acontecer no Auditório da Universidade Federal do Sul da Bua(UFSB), Campus Jorge Amado, que fica localizado na Rodovia   Ilhéus-Vitória da Conquista, bairro de Ferradas. As inscrições e mais informações pelo endereço eletrônico: luis.matos@creba.org.br, ou pelo telefone 71 3453-8921.


Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado

Resultado de imagem para posto combustivelO governo firmará um acordo com a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) para garantir o repasse do desconto de R$ 0,46 no litro do óleo diesel ao consumidor.

Em um Termo de Cooperação Técnica, governo – por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) –, federação e distribuidoras se comprometem a fazer o desconto chegar na bomba de combustível.

O acordo será assinado amanhã (1º), às 11h, no Ministério de Minas e Energia e foi anunciado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, em entrevista coletiva na noite de hoje (31) no Palácio do Planalto.

Padilha destacouas punições possíveis àqueles que não repassarem o desconto: multas de até R$ 9,4 milhões, suspensão temporária das atividades, interdição dos estabelecimentos e até mesmo cassação da licença.

A fiscalização será realizada pelos Procons estaduais. Caso um consumidor, ao abastecer com diesel, verificar a não aplicação do desconto, poderá fazer a denúncia ao Procon.

Padilha informou ainda que um número de telefone será usado como canal de comunicação para essas denúncias.(Agência Brasil)


Brincadeiras dos quadros de Ivan Cruz foram tema de projeto da Casa Amarela

As brincadeiras de rua tradicionais retratadas nas telas de Ivan Cruz inspiraram a sequência didática realizada pela Escola & Brinquedoteca A Casa Amarela, em Ilhéus. As turmas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I tiveram contato com obras e biografia do artista plástico carioca e, ao longo de duas semanas, fizeram releituras dos quadros, experimentando, também, as brincadeiras ilustradas. “Em uma manhã de sábado especial, convidamos as mães a participarem das atividades, recuperando os jogos de suas infâncias e ensinando-os às crianças”, explicou a diretora Sandra Catharina Santos.

A proposta de trabalhar com o projeto “Brincadeiras de Criança”, de Ivan Cruz, partiu da diretora pedagógica, Sara Lemos. “Focamos em jogos que estão cada vez menos integrados ao cotidiano infantil. A Casa Amarela vê a ludicidade enquanto instrumento de aprendizagem e toda a equipe pedagógica se envolveu para materializar o universo representado nas telas do artista plástico brasileiro”, informou Sara. A atividade ainda integrou a Semana Mundial do Brincar, realizada entre os dias 20 e 28 de maio, promovida pelo movimento Aliança pela Infância.

Para as releituras das telas de Ivan Cruz, as turmas da Educação Infantil utilizaram várias técnicas de pintura, como pincéis grossos e finos, rolinhos e as mãos. E, além de pintarem, as turmas do Ensino Fundamental I também analisaram as obras, a construção da figura humana, dando rostos aos personagens de Ivan Cruz. Assim, além da expressão artística, trabalharam também com o pensamento crítico-reflexivo.

Para a manhã recreativa com as mães dos estudantes, realizada no último dia 26, a equipe da Casa Amarela preparou um clima especial de infância, com muito colorido, alegria e leveza. Na Educação Infantil, os Grupos 01 e 02 trabalharam com aviõezinhos de papel, o Grupo 03 com o ioiô, o Grupo 04 com a pipa e o Grupo 05 com a amarelinha. Já os 1º e 2º e 3º anos do Fundamental I ficaram com esconde-esconde, elástico, corda e baleado. “Foi um dos projetos mais divertidos e leves que desenvolvemos. A experiência foi positiva para quem relembrou a infância e para as crianças, que descobriram as brincadeiras tradicionais”, afirmou Sandra Catharina.


Itabuna tem dezenas de vagas no Sine para esta sexta

vagasA unidade do SineBahia de Itabuna, está com diversas oportunidades para esta sexta-feira,01.

Os candidatos interessados devem se dirigir à unidade situada na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá. A coordenação informa que horário de atendimento é das 9h às 18h.

Os documentos necessários são: PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

 

AUXILIAR ADMISTRATIVO

Ensino Superior Cursando ou Completo em Administração, Economia ou RH

Possuir conhecimento na área administrativa e  ISO 9001

Possuir conhecimentos na área da Qualidade e auditorias

Possuir Conhecimento em Excel intermediário ou avançado

1 VAGA

 

TÉCNICO EM RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

Ensino Médio Completo

Curso Técnico ou Superior na área

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

VENDEDOR PRACISTA (mais…)


Sobre a crise que o Brasil está atravessando nos últimos dias

paulokliass-175Por Paulo Kliass | Economista

Um dos maiores problemas do casamento contraído entre uma tecnocracia governamental conservadora e determinados pensadores da ortodoxia neoliberal são os estragos sociais e políticos que eles costumam causar aos povos e nações pelo mundo afora.

Os caras se isolam da realidade concreta, se esquecem da dinâmica social e resolvem “brincar de país”, como se estivessem se divertindo com os amigos à frente de um jogo de tabuleiro. Mas todos sabemos que as consequências tendem a ser bastante graves e desastrosas.

A profunda crise que o Brasil está atravessando ao longo dos últimos dias tem exatamente essa característica. Com a consolidação do “golpeachment” de Dilma pelo Congresso Nacional ocorrido dois anos atrás, as forças vinculadas ao financismo internacional e às elites locais sentiram que estava aberta a oportunidade de iniciar uma temporada de caça ao Estado. Como se tratava de um governo ilegítimo, que não havia sido eleito para a tarefa do desmonte, a estratégia passava pela necessidade de se ancorar no endeusamento dos tecnocratas que colocariam – agora, sim! – a ordem na casa.

O “timing” da política seria tranquilamente resolvido pela inequívoca competência da duplinha dinâmica dos banqueiros Meirelles & Goldfajn na condução da política econômica. O austericídio iniciado por Joaquim Levy em 2015, ainda a pedido de Dilma Roussef, seria complementado rapidamente. Com o sucesso de ajuste macroeconômico, a economia voltaria crescer e Temer poderia comandar o processo sucessório sem maiores dificuldades, inclusive podendo lançar a própria candidatura para uma reeleiçãozinha básica. Só que não! Faltou combinar com os russos, como diria o saudoso Mané Garrincha.

Parente: do apagão da eletricidade ao apagão dos combustíveis.

No contexto da aliança com o tucanato para consolidar o mandato usurpado de forma ilegítima, Temer indicou Pedro Parente para presidir a maior empresa brasileira, a Petrobrás. Seria cômico, se não fosse trágico, que o comando da maior empresa estatal das Américas fosse entregue a quem ficou conhecido por patrocinar as trapalhadas do apagão da energia elétrica no governo FHC. Os resultados não tardariam muito a surgir, dessa vez no horizonte do setor de óleo e gás.

O escolhido havia colecionado uma vasta experiência no interior dos grandes conglomerados industriais e financeiros privados, depois que o PSDB ficou alijado do governo federal em 2002. Assim, ele veio com a encomenda de atender aos interesses do financismo em primeiro lugar. E recuperou o fio da meada da famosa abertura do capital da Petrobrás na Bolsa de Valores de Nova Iorque em 2000. Em cerimônia que contou com a presença midiática até de Pelé, naquele momento a estatal brasileira converteu-se na primeira e única empresa estatal petrolífera do mundo a ser cotada naquele mercado tão conhecido por seu alto grau de especulação. Uma aventura irresponsável, com consequências para o futuro da mesma.

(mais…)


Prejuízos da pecuária com paralisação passam de R$ 3 bi, diz ministro

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, disse hoje (30), que o prejuízo no setor da pecuária com a paralisação dos caminhoneiros alcança mais de R$ 3 bilhões. Segundo ele, o número é da Associação Brasileira de Proteína Animal.

“Isso é um crescente porque já haviam sido abatidos ou descartados 64 milhões de aves, entre pintinhos de um dia e ovos que já estavam para eclodir e com a mortandade que está acontecendo nas granjas, já que falta alimentos [para os animais]”, disse o ministro, após participar de uma mesa no Fórum de Investimentos Brasil 2018, na capital paulista. “Eles [representantes de associações do setor] me relataram que os suínos e as aves estão sendo alimentados de forma aquém de suas necessidades”, falou.

Segundo Maggi, os prejuízos, “com certeza”, serão ainda maiores no setor. “Não tenho dúvida de que os prejuízos nesse setor serão na casa dos bilhões e bem para cima”, disse. (Agência Brasil)


Dia do Engenheiro Agrimensor

convite_final-dia_engenheiro_agrimensor
Com um Clique veja a Programação do Evento no site do CREA-BA, dia 04 em Salvador.

Para comemorar o Dia do Agrimensor, lembrado em 04 de junho, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia vai promover duas palestras gratuitas voltadas aos profissionais da área e para os interessados pelo funcionamento das Câmaras Especializadas do Sistema Confea/Crea e Mútua e Registro Torrens e o Papel do Engenheiro Agrimensor. O evento será realizado, às 18h30, no auditório da instituição.

A palestra sobre funcionamento das Câmaras Especializadas do Sistema Confea/Crea será ministrada pelo analista técnico, engenheiro civil Luís Paulo Matos. A apresentação sobre o Registro Torrens , que torna o imóvel insuscetível de reivindicação e garantida a propriedade pelo Estado, será feita pela assessora de magistrado do Tribunal de Justiça da Bahia, Renata Dantas.

Participarão ainda do evento o presidente do Crea, engenheiro civil Luís Edmundo Prado de Campos, o presidente da Associação dos Agrimensores do Estado da Bahia (Aseab), engenheiro agrimensor Juci Pitta e o coordenador das Câmaras Especializadas de Engenharia de Agrimensura do Sistema Confea/Crea e Mútua, engenheiro agrimensor Joseval Carqueija.


Inaugurados dois sistemas de abastecimento em localidades de Ibicuí

rui_ibicuiA população de Ibicuí, no centro sul da Bahia, recebeu a visita do governador Rui Costa nesta quarta-feira (30), quando foram anunciados uma série de investimentos em obras de infraestrutura viária, abastecimento de água, além da reforma do estádio municipal. Dentre as ações, está a entrega de dois sistemas de abastecimento de água para as localidades de Riachão do Lopes e Roça Comunitária Ibicuí, que contaram com um investimento de R$ 470 mil.

“Estamos aplicando um investimento alto aqui na cidade, com obras importantes para a população. As ações realizadas hoje representam o compromisso do Governo em trabalhar para garantir melhor qualidade de vida às pessoas. Só posso agradecer a receptividade do povo e reafirmar que continuarei trabalhando com dedicação”, declarou o governador.

Na oportunidade, Rui Costa também autorizou o lançamento do edital para licitação da obra de implantação do Sistema de Abastecimento de Água para o povoado de Água Doce. Serão investidos mais de R$ 4,2 milhões no projeto que contará com 500 ligações domiciliares, beneficiando mais de 1.900 moradores.

Para a infraestrutura viária da região, o governador assinou a autorização para a licitação da obra que vai recuperar a BA-262, no trecho entre Ibicuí, Iguaí e Ponto do Astério. A obra contará com recursos de mais de R$ 12,3 milhões e será feita em um trecho de 36 quilômetros, beneficiando 74 mil habitantes. Além de Iguaí e Ibicuí, a recuperação também vai melhorar o deslocamento dos moradores de Firmino Alves, Santa Cruz da Vitória e Nova Canaã.