Dia “D” de vacinação

Voluntários, pessoal e toda a estrutura da Secretaria Municipal de Saúde estão mobilizados para “Dia D” a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e multivacinação neste sábado, 15 de agosto, em Itabuna.

A meta é vacinar 13 mil crianças entre seis meses e cinco anos de idade. Na tarde de hoje os 23 postos de vacinação começaram a receber os kits de vacinação que foram distribuídos pela Rede Frios.

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde, Gracilene dos Santos Dias, orienta os pais ou responsáveis para que acompanhem a criança aos locais de vacinação, levando o cartão de vacinação, já que a campanha também oferecerá vacinas para a que ainda não tenha sido vacinada.


Movimento propõe estimular economia via pequeno negócio

Uma proposta acaba de ser lançada em favor do fortalecimento da economia brasileira: compre da pequena e microempresa e resguarde fatia importante da riqueza do país e do mercado de trabalho nacional. Os pequenos e micro negócios são mais de 10 milhões em todo o país, têm faturamento de até R$ 3,6 milhões por ano e geram o equivalente a 27% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo Brasil.

Essa é a proposta do movimento nacional de estímulo ao consumo de serviços e produtos comercializados por pequenas e microempresas nacionais, lançado semana passada pelo Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), vinculado à Secretaria da Micro e Pequena Empresa, da Presidência da República.

Destacando o ineditismo da campanha – o Sebrae nunca utilizou iniciativa com tal dimensão em 42 anos de atuação –, o presidente da instituição, Luís Barreto, lembrou que os pequenos empreendimentos, mas que representam 95% do total das empresas registradas no país, são majoritários na geração de empregos com carteira assinada: 52%, ou acima de 17 milhões de vagas. No comércio, 70% das vagas estão nas PMEs.

“Isoladamente, uma empresa representa pouco. Mas, juntas, elas são decisivas para a economia e não se pode pensar no desenvolvimento do Brasil sem elas”, destaca a nota do Sebrae.



Secretaria mobiliza estudantes para etapas regionais dos projetos de arte e cultura

Cerca de mil estudantes lotaram o auditório do Colégio Estadual Governador Roberto Santos, em Paripiranga, município situado na região nordeste da Bahia, nesta quarta-feira (12), para participar da etapa escolar dos projetos de arte e cultura Tempos de Arte Literária (TAL), ‘Produção de Vídeos Estudantis (Prove), Festival Anual da Canção Estudantil (Face), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Mostra de Dança Estudantil (Dance) e o Artes Visuais Estudantis (AVE).

“A final da etapa escolar já faz parte do calendário de eventos da nossa escola. É um momento esperado pelos estudantes, que se mobilizam para realizar essa grande festa. Os projetos estruturantes de cultura têm fundamental importância em nosso processo pedagógico”, enfatiza o diretor José Barbosa. O estudante do 2º ano, Silas Nascimento, relata o trabalho desenvolvido com seus colegas para o projeto EPA. “Fizemos um levantamento da história de nossa região, contando sobre as tradições, festas e datas comemorativas. Isso com certeza nos deu a condição de resgatar os valores de nossa terra”, diz.

Com a poesia “Sofremente”, a estudante do 1º ano, Mirla Lorena Cruz, falou sobre a polêmica da maioridade penal. “O meu objetivo foi questionar quem realmente é o culpado pela violência contra o menor. Produzir esse trabalho nos dá condição de expressar nossos sentimentos e a capacidade de melhorarmos como pessoas, pois temos uma intensa relação com os colegas durante o desenvolvimento destes trabalhos”.


Dilma vem à Bahia nesta sexta

A presidente Dilma Rousseff vem à Bahia pela quarta vez em 2015. Amanhã, a petista, que vem enfrentando um espectro de crises política e econômica, vai a Juazeiro, no norte do estado, inaugurar um conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida.

Pela tarde, Dilma estará em Salvador para participar de um encontro com empresários na sede do Senai Cimatec, no bairro de Piatã, às 14h, onde existe uma expectativa de que a dirigente nacional anuncie recursos para obras estruturantes na capital, a exemplo do BRT. Em seguida, às 15h30, Dilma estará presente em evento do Dialoga Brasil com movimentos sociais.


Assembleia Legislativa debateu os 25 anos do ECA

Os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), completados no dia 13 de julho, foram debatidos nesta terça-feira (11) em encontro presidido pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT) na Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa.

A atividade, que constituiu-se em grande ato contra a redução da maioridade penal, reuniu autoridades, órgãos, entidades e movimentos sociais ligados à defesa dos Direitos das crianças e adolescentes na Bahia.

Fruto de uma ampla negociação com a sociedade civil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é uma norma que tornou a legislação infraconstitucional brasileira compatível com o novo paradigma introduzido pela Constituição Federal de 1998, que passou a atribuir à família, à sociedade e ao Estado a responsabilidade compartilhada de assegurar, com prioridade, os direitos fundamentais de crianças e de adolescentes.

A norma, aprovada em 13 de julho de 1990, contempla a doutrina da proteção integral e reconheceu crianças e adolescentes como titulares de direitos e não meros tutelados. Frente à importância do Estatuto, o deputado Marcelino Galo defendeu a sua efetivação e o debate sobre os avanços conquistados a partir do ECA, associada a implementação de políticas de educação e cultura que promovam e consolidem a inclusão cidadã de crianças e jovens que possam contribuir com a transformação social, econômica e cultural do Brasil. O parlamentar também criticou a tentativa do Congresso Nacional em reduzir a idade penal de 18 para 16 anos.

“Temos tradição neste país de fazermos, às vezes, as leis mais modernas e avançadas do mundo, mas depois não as implementando. Precisamos ter a capacidade e força política para implementar um estatuto tão importante como este. Sobretudo numa conjuntura como esta, em que as forças retrógradas avançam com uma proposta reacionária de condenar mais uma vez os nossos jovens. Não podemos aceitar a redução da maioridade penal, uma lei retrograda, que pune o povo mais pobre e negro deste país. Devemos unir força social e política para garantir a plena implementação do ECA com a garantia da promoção dos direitos das nossas crianças e adolescentes”, destacou Galo.

Também participaram do encontro, o deputado estadual Fábio Souto (DEM), o ouvidor geral do Estado, Yulo Oiticica, o vereador de Salvador, Gilmar Santiago, representantes do Conselho Estadual da Criança e Adolescente, da Superintendência de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos, da Defensoria Pública, da Fundação da Criança e do Adolescente (FUNDAC) e do projeto Corra para o Abraço.


Marcha das Margaridas

Mulheres camponesas viajam mais de 40 horas de ônibus para a Marcha das Margaridas, em Brasília. Elas buscam mais representatividade e melhores condições de trabalho e de vida no campo (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)Três meses antes de ser assassinada na porta de casa, na frente do marido e do filho pequeno, a líder sindical paraibana Margarida Maria Alves disse, em um discurso de comemoração pelo 1° de maio (Dia do Trabalhador), que era melhor morrer na luta do que morrer de fome. Trinta e dois anos depois de sua morte, as palavras de Margarida ainda ecoam entre as mulheres trabalhadoras rurais e dão força para a luta diária por representatividade e melhores condições de trabalho e de vida no campo.

Outra frase famosa do mesmo discurso, “da luta eu não fujo”, está gravada em umas das paredes da antiga casa de Margarida Alves, que se transformou em museu em 2001. Na construção simples, uma geladeira azul que foi da camponesa ainda está guardada.

Nos quatro cômodos da casinha de fachada amarela também estão à vista documentos da época em que Margarida liderava o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, atas de reuniões, instrumentos usados pelos trabalhadores no corte da cana-de-açúcar para as usinas, fotos e objetos pessoais: uma camisa branca com bordado de flores, os óculos, o chapéu usado por ela quando visitava os trabalhadores na roça e uma bolsa.(Agência Brasil)


ACI debate sobre Conselhos Municipais

Walter Sizenando, Ronaldo Abude e Honney Wense
Walter Sizenando, Ronaldo Abude e Honney Wense(Foto Viviane Cabral)

A participação ativa nas decisões do município de Itabuna é uma das principais metas a ser alcançada pelo atual presidente Ronaldo Abude. Para que isso aconteça, é necessário o maior envolvimento da classe empresarial nos Conselhos Municipais de Políticas Públicas, que teve a sua legislação esclarecida pelo advogado Walter Sizenando, nesta segunda-feira, 10, na ACI.

Segundo o advogado, é através dos Conselhos Municipais que a sociedade pode ter a oportunidade de fazer com que seus anseios sejam verificados pelo Poder Público e sejam colocadas em prática. “Os Conselhos são órgãos colegiados com a capacidade deliberativa ou consultiva que se insere nos setores da sociedade [a exemplo da saúde], fazendo com que eles possam se expressar junto à população e aos poderes públicos para fazer com que contribua com a melhoria específica de uma comunidade”.

De acordo como site Portal da Transparência do Governo Federal, a participação nos Conselhos Municipais implica estabelecer uma sociedade na qual a cidadania deixe de ser apenas um direito, mas uma realidade. Por isso, a importância dos conselhos está no seu papel de fortalecimento da participação democrática da população na formulação e implementação de políticas públicas.


Polícia Civil inicia curso para mais de 800 aprovados em concurso

Aula inaugural para os aprovados no concurso para a Academia de Polícia da Bahia Na foto: Maurício Teles Barbosa, secretário de Segurança Pública Foto: Carol Garcia/GOVBA
Aula inaugural para os aprovados no concurso para a Academia de Polícia da Bahia (Foto: Carol Garcia/GOVBA)

A aula inaugural que marca o início da preparação de 823 convocados em concurso da Polícia Civil reuniu alunos, professores e autoridades envolvidas na Segurança Pública do estado, na manhã desta terça-feira (11), no Hotel Fiesta, no bairro do Itaigara, em Salvador. Eles serão preparados para integrar a força policial baiana, trabalhando como delegados, escrivães e investigadores, no treinamento que está previsto para terminar em dezembro deste ano. Quando estiverem aptos, poderão ser nomeados para as comarcas onde irão trabalhar.

No primeiro dia do Curso de Formação da Academia da Polícia Civil (Acadepol), depois de entoado o Hino Nacional e os alunos serem apresentados aos superiores, a aula ficou sob responsabilidade do secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, que considera o concurso um dos grandes investimentos para o estado.
Aula inaugural para os aprovados no concurso para a Academia de Polícia da Bahia-Fotos: Carol Garcia/GOVBA

Segundo Barbosa, os convocados começam em um momento em que o Estado precisa intensificar mais o trabalho de inteligência e de investigação. “A entrada desses novos profissionais vai reforçar o efetivo, que não cresceu desde 1997, quando houve o último concurso. Com a certeza, vamos melhorar ainda mais a prestação de serviços no interior, o combate ao narcotráfico, as investigações de homicídio, atuação das delegacias especializadas como a de atenção às mulheres”.


Seminário “Justiça Restaurativa” em Itabuna

A
Drª Isabel Maria Oliveira Lima abordará o tema “Cultura da paz”

A Vara da Infância e Juventude de Itabuna promove na noite da próxima quarta-feira (12), das 18 às 22 horas, o seminário “Justiça Restaurativa: Um Novo Olhar para o Ato Infracional”. Destinado a pais, professores, psicólogos, assistentes sociais, estudantes de Direito, Serviço Social e Psicologia, empresários e líderes comunitários, o seminário deverá reunir cerca de 250 participantes no auditório da FTC, em Itabuna.

Na ocasião serão realizadas duas palestras. A primeira, com o tema: “As práticas restaurativas enquanto política de desjudicialização e tratamento de conflitos: os rumos de uma cultura da paz”. A palestrante, Drª. Isabel Maria Oliveira Lima, é considerada uma das maiores autoridades brasileira no assunto.

Isabel é itabunense, filha do falecido promotor de Justiça Waly Oliveira Lima. Além de magistrada aposentada, é enfermeira, professora da Universidade Católica do Salvador e professora convidada da Universidade Federal do Sul da Bahia.

A outra palestra será ministrada pelo Dr. Marcos Bandeira, juiz da Vara da Infância e Juventude de Itabuna, sobre “Justiça Restaurativa e as medidas socioeducativas em meio aberto”. Após as palestras, haverá uma mesa-redonda com a participação dos palestrantes. A entrada é gratuita.