Projetos para ampliar e melhorar iluminação pública no município

A equipe técnica do departamento de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Administração da Prefeitura de Itabuna elaborou um conjunto de projetos para ampliar e melhorar a iluminação pública em ruas e avenidas do município.

O planejamento atende uma determinação do prefeito Fernando Gomes, que vem trabalhando para deixar a cidade mais iluminada e, consequentemente, mais segura para a população.

Com o objetivo de estimular a população a ocupar os espaços públicos, o prefeito Fernando Gomes e o secretário Dinailson Oliveira incluíram nas melhorias os locais onde a prática de atividade física ocorre com frequência, casos das avenidas Fernando Cordier e Aziz Maron. No projeto previsto para 2019, a prefeitura prevê a instalação de lâmpadas em Led, que são mais eficientes e possuem menor consumo de energia.

Após fazer um balanço das principais ações realizadas de 2017 até o mês de novembro de 2018, o diretor do Departamento de Iluminação, José Renato da Rocha informou que, no próximo ano, outros pontos estratégicos serão requalificados. Segundo Renato da Rocha, a avenida Princesa Isabel, a ponte do São Caetano e a ponte dos pedestres, localizada no bairro Conceição, também irão receber lâmpadas de Led.

Ao informar que ainda não há previsão para início da execução dos projetos, José Renato cita que outros locais que receberam estudos e devem ser contemplados são um trecho da avenida Manoel Chaves, que vai da Vila Olímpica até à BR 101, e avenida Roberto Santos, visando atender uma demanda reivindicada por condutores e pedestre.

O município de Itabuna possui 17.383 pontos de iluminação, incluindo os existentes nos distritos de Itamaracá, Mutuns e Roça do Povo. Os trabalhos para instalar lâmpadas na cidade e na zona rural contam com o apoio de 15 profissionais, com o auxílio de um veículo equipado com escada hidráulica, além de um veículo de apoio.


Itabuna tem vagas no Sine Bahia

vagasA unidade do SineBahia de Itabuna, está com diversas oportunidades para esta segunda-feira,05.

Os candidatos interessados devem se dirigir à unidade situada na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá. A coordenação informa que horário de atendimento é das 9h às 18h.

Os documentos necessários são: PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

 

OPERADOR DE TELEMARKETING

Ensino Médio completo

Não exige experiência

15 Vagas

 

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

06 Meses experiência na carteira e na função

Possuir Moto e CNH “A”

01 Vaga

 

AUXILIAR DE CONTABILIDADE (mais…)


Valorização do chocolate gourmet fortalece economia turística

A Bahia está representada por empresas produtoras de cacau e chocolate gourmet, de 30 de outubro a 4 de novembro, na 24ª edição do Salon du Chocolat, em Paris. O evento proporciona uma imersão no mercado europeu, participação em reuniões com importadores, workshops com chocolatiers e visitas a laboratórios e lojas conceito.

Considerado um dos mais importantes eventos internacionais para o setor de chocolates refinados, o Salon inclui seminários, conferências e ações de degustação. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e de Investimentos (Apex-Brasil) registra a participação de 17 empresas da Bahia, estado que retoma fortemente a produção de cacau. Em 2017, alcançou a produção de 83,9 mil toneladas.

Os produtores baianos estão reunidos no estande institucional da Cacau do Brasil e também no estande empresarial Origem Brasil. Além destes, a Mendoá Cacau tem estande próprio. A Secretaria do Turismo da Bahia apoia o estande institucional com o objetivo de fortalecer a presença do chocolate gourmet no mercado internacional, produto turístico que fortalece a economia do Estado.


Jovens itabunenses estão incluídos em diagnóstico do Governo Federal

pracariocachoeiraitabunaDezenas de jovens itabunenses foram ouvidos durante dois dias pela John Snow Brasil, empresa de consultoria responsável pela realização do Diagnóstico Situacional Quantitativo e Qualitativo dos Adolescentes e Jovens no Brasil na Faixa Etária de 12 a 29 Anos, que vem sendo implementado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), com recorte para a população vulnerável ou cadastrada no Cadastro Único e beneficiária dos programas de transferência de renda, especialmente do Bolsa Família.

Os jovens foram divididos conforme a faixa etária e participaram de rodas de conversa na terça e quarta-feira, 30 e 31 de outubro, ocorridas na FTC Itabuna.

Segundo o consultor técnico da John Snow, Rafael Tsuyoshi Fujioka, o objetivo da pesquisa é ver a situação de vida dos jovens brasileiros em suas mais diferentes realidades, a partir de diversas variáveis, como Educação, Saúde, Bem-Estar e Empregabilidade. Ele ressalta que Itabuna está incluída entre os dez municípios brasileiros que foram selecionados pelo Ministério do Desenvolvimento Social para fazer parte da pesquisa, entre as cinco regiões do País. No Nordeste, também faz parte do diagnóstico o município de Pilar, em Alagoas.

“Identificando a situação de vida dos jovens brasileiros, considerando suas realidades, particularidades e cultura, será possível traçar um perfil e identificar necessidades que podem ser utilizadas pelo Governo Federal, visando fomentar a implementação de politicas públicas voltadas para a população jovem”, pontuou Rafael. Ele disse ainda que, durante as rodas de conversas, os participantes puderam expor sobre o acesso a serviços e espaços públicos.

De acordo com a secretária de Assistência Social de Itabuna, Sandra Neilma Costa, o fato de Itabuna ter sido incluída pelo MDS neste estudo deve-se, em grande parte, ao trabalho que vem sendo desenvolvido pelo governo municipal, por meio do Setor Juventude, na promoção de politicas públicas voltadas para os jovens e adolescentes itabunenses.

“Estar entre os 10 municípios brasileiros que servirão de base para este diagnóstico situacional é muito relevante, tendo em vista que as informações coletadas irão auxiliar o Governo Federal na adoção de novos programas voltados para os jovens brasileiros”, disse a secretária.


Semana Global do Empreendedorismo tem programação em Itabuna e Ilhéus

sebrae-itabuna-foto-mauricio-maron-unnamedPor Viviane Cabral

Ilhéus – Cerca de 170 vagas de capacitações para a Semana Global de Empreendedorismo (SGE) em Ilhéus e em Itabuna, sendo 110 gratuitas, nas áreas de inovação, gestão, liderança, finanças e planejamento já estão disponíveis para inscrição na Loja Virtual do Sebrae.

A programação, que é realizada em todo o mundo, acontece entre os próximos dias 5 e 9 de novembro nas agências de atendimento do Sebrae nos dois municípios.

A SGE é a maior celebração do mundo dos empreendedores, e objetiva disseminar a cultura empreendedora, conectando, capacitando e inspirando as pessoas a darem o próximo passo na sua jornada empreendedora. Pensando nisso, o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, explica que “serão realizadas ações locais para quem quer empreender e para aqueles que pretendem se capacitar”.

As atividades começam na próxima segunda-feira, 5, no Sebrae em Ilhéus, com a Clínica Tecnológica gratuita sobre “Como usar as Mídias Sociais em seu negócio”, das 13 às 17 horas. No mesmo dia e local, tem início o curso Gestão de Estoques NaMedida, que acontece até o dia 7, sempre das 18 às 22h. O curso tem o objetivo de capacitar donos de microempresas a realizar técnicas de gestão de estoque e otimizar resultados operacionais e financeiros. O custo é de R$ 150.

Já no período de 5 a 9 a programação na agência de atendimento em Itabuna, acontece sempre das 18h às 22h, com o curso intermediário de Gestão Financeira. O investimento é de R$ 150. O objetivo é possibilitar ao empresário uma melhor compreensão sobre o controle financeiro, aliada a uma análise sobre a tomada de decisões, que se resumem no desenvolvimento das seguintes competências: cognitiva, atitudinal e operacional.


Centro Estadual de Educação Profissional promove IX Festival Gastronômico nesta quinta-feira em Itabuna

Itabuna apresenta Plano de Saneamento em Seminário-01-foto Vinícius BorgesA cidade de Itabuna, a 455 km de Salvador, sediará, nesta quinta-feira (1/11), o IX Festival Gastronômico.

O festival é promovido pelo Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Biotecnologia e Saúde, unidade da rede estadual de ensino, com o objetivo de apresentar receitas e pratos desenvolvidos pelos estudantes do curso técnico de nível médio em Nutrição e Dietética, como parte da formação profissional.

O evento, que é aberto ao público, tem como tema Bahia: Berço de Diversidades na Arte, na Cultura e na Gastronomia e ocorrerá no Espaço Terceira Via Hall, a partir de 19h.

O festival também visa proporcionar aos alunos uma imersão sobre o conjunto de hábitos, tradições, crenças e, claro, da gastronomia presente em 11 Territórios de Identidade da Bahia, entre eles o Litoral Sul, Recôncavo, Costa do Descobrimento e Velho Chico. Para tanto, além de provar as delícias, o visitante poderá conhecer mais sobre a cultura e a identidade de cada território, a partir das manifestações culturais que serão destacadas.

Além disso, segundo afirma a diretora do CEEP, Josonita Marinho, o festival tem se consolidado como uma estratégia adotada pelo Centro para aproximar o estudante de situações próximas ao cotidiano da sua futura profissão. “Um aspecto importante do festival é o fomento a ações voltadas para a criação, promoção e comercialização de produtos gastronômicos, com o intuito de desenvolver no aluno um espírito empreendedor”, destacou.

Já Gilsandra Eduvirgens Loureiro, articuladora do curso, explica que o Festival é o momento em que os conhecimentos adquiridos na formação em sala de aula são expostos para a sociedade de forma multidisciplinar. “Existe um grande esforço de alunos e professores fazendo com que as atividades realizadas, desde a elaboração do projeto até a apresentação, englobem todas as matérias aplicadas ao curso, de forma coordenada, auxiliando no aprendizado e mostrando os futuros profissionais para o mundo do trabalho”, diz.


Defesa Civil de Itabuna está em alerta por conta das chuvas

A Defesa Civil de Itabuna está em alerta por conta das chuvas que tem caído na cidade nos últimos dias. Pelo fato de vários bairros apresentarem pontos vulneráveis com risco de deslizamento de terra, a Defesa Civil está realizando rondas nestas áreas com a finalidade de identificar qualquer anormalidade. Entre os bairros que se encontram em situação de risco ao menor registro de chuva, Califórnia, Maria Pinheiro, Zizo, Daniel Gomes, Monte Cristo e Santa Inês.

De acordo com a equipe da Defesa Civil, chamados já foram recebidos de moradores de alguns desses bairros que estão em estado de alerta, a exemplo da Califórnia, especificamente da Rua da Ladeirinha, que é considerado um ponto crítico para deslizamento de terras. Somente nesta localidade, de acordo com a Defesa Civil, 30 casas se encontram em situação de risco.

Para a Defesa Civil, é importante que a população que mantenha o estado de alerta para possíveis alagamentos e deslizamentos de terras em áreas vulneráveis, e que informe toda e qualquer situação que coloque em risco famílias e imóveis. Em caso de acidentes ou identificação de risco, importante entrar em contato pelo número 199 ou (73) 9 8825-8923, que está à disposição da população 24h.


Evento vai orientar gestores sobre como melhorar o equilíbrio fiscal no município

evento-sebrae-novembro-2018Com o objetivo de disseminar boas práticas da gestão fiscal municipal e criar uma rede de troca entre municípios da região Sul da Bahia, será realizada nos próximos dias 6 e 7, das 9 às 17hs, no auditório do Sebrae, em Ilhéus, a Oficina de Boas Práticas – Melhoria do Equilíbrio Fiscal Municipal. O evento é destinado à apresentação de boas práticas em desenvolvimento nos municípios da região, em parceria com a empresa Mouve Brasil, além de um momento prático de oficina com técnicos, secretários e prefeitos para elaboração de um Plano de Ação para a Melhoria Fiscal.

De acordo com a gestora do projeto na Bahia, Anna Deniz, na oficina, todos os municípios presentes receberão um diagnóstico da situação fiscal local personalizado pela Mouve e poderão elaborar soluções para problemas de arrecadação e otimização de despesas. “Os municípios possuem muitas questões em comum e soluções compartilhadas que podem ser aplicadas para que eles possam prosperar no equilíbrio financeiro”, destacou Anna.

Frutos dessa iniciativa já estão sendo colhidos desde o mês março deste ano, no município de Una, onde foi implementado, entre outras soluções, um sistema para a otimização do transporte escolar e o controle das contas de água e energia do município. Em Uruçuca, a partir da implantação de estratégias para a otimização da gestão de medicamentos, foi possível reduzir em 30 % os gastos no setor. Outras ações estão sendo implementadas em Canavieiras e Itacaré.

O evento é uma realização em conjunto com a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc, que investe na troca de experiência exitosas entre os municípios, realçando as melhores práticas de cada um. A partir daí, o secretário executivo Luciano Veiga acredita na “consolidação de processos e procedimentos, que resulte na inovação e melhoria da gestão pública municipal. É preciso reconhecer que temos a capacidade de enfrentar e superar desafios”.

Além da Amurc, a Oficina de Boas Práticas é uma realização em parceria com o Sebrae e o Instituto Arapyaú.


Temporada do Projeto Seis e Meia traz incentivo à diversidade cultural de Ilhéus

O Teatro Municipal de Ilhéus recebe, nesta quarta-feira (31), às 18h30min, os músicos Múcio Selecta, Mc Billyfat e Cabeça Isidoro para o encerramento da temporada do Projeto Seis e Meia.

Criado pela Secretaria Municipal da Cultura (Secult), o projeto incentiva a diversidade musical com diversos gêneros musicais, a exemplo de rock, rap, forró, hip-hop, dentre outros. Também se preocupa em incluir jovens artistas que começaram a carreira há pouco tempo. O ingresso custa R$ 2,00 e mais um quilo de alimento já pode ser adquirido na bilheteria do teatro.

Nos shows anteriores, o Projeto Seis e Meia teve participação de Ayam Ubrais Barco, e as bandas Intuito Neutro e Mulheres em Domínio Público, depois vieram no dia 10 deste mês a apresentação das cantoras Laís Marques, Pri Luparelli e Jacque Barreto. Já no dia 24 do mesmo mês, foi a vez dos artistas Eloah Monteiro, Cijay e Léo Abelha & banda marcar presença no Teatro Municipal.


Universidade Estadual de Santa Cruz terá três novos Professores Eméritos

Soane Nazaré de Andrade, Renée Albagli Nogueira e Antonio Joaquim Bastos da Silva, são os três docentes e reitores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) que se preparam para integrar o grupo restrito dos Professores Eméritos, título destinado aos professores que se destacaram pelos relevantes  serviços à Universidade e que, por isso mesmo, continuarão a colaborar com a Instituição.

Soane Nazaré

Nascido no povoado ilheense de Água Preta, hoje município de Uruçuca, aos cinco dias de agosto de1933, o Professor Soane Nazaré de Andrade é bacharel em Direito, pela Faculdade de Direito da Bahia turma de 1953.

Em 1969 iniciou sua luta para ampliar o ensino superior no Sul da Bahia com investimentos e articulações para a união da Faculdade de Direito de Ilhéus e das Faculdades de Filosofia e de Ciências Econômicas de Itabuna, posteriormente unidas e transformadas (1973) na Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna – FESPI (hoje UESC), da qual foi eleito seu primeiro Diretor-Geral, exercendo o cargo de 1973 a 1985. Sua participação no processo de estadualização da UESC é caracterizada como uma luta de muitos desafios e enfrentamentos. No momento mais agudo da crise financeira da instituição, em 1882, enfrentou o Conselho Diretor e assegurou a manutenção da mensalidade.

O Conselho Universitário reconhece o empenho e a atuação do Professor Soane Nazaré de Andrade como gestor pioneiro no processo de estadualização (1991) da UESC, concretizado seis anos após a sua gestão. Os segmentos que hoje estudam, ensinam, trabalham, pesquisam e levam ações da UESC à comunidade local precisam, com gratidão, reconhecer os feitos desse professor em prol da conquista do ensino superior local e regional.

Renée Albagli Nogueira

A Professora/Dra. Renée Albagli iniciou o seu percurso profissional na Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna, no Departamento de Ciências. Participou ativamente, desde essa época,do grupo que lutou pelo Ensino Superior da Região e pela estadualização da UESC.

A professora Renée, contribuiu na construção da Universidade em vários aspectos. Além disso, trabalhou em muitos outros cargos institucionais, inclusive como Pró-Reitora de Graduação, e cargos estaduais, como Presidente, em dois mandatos, do Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia (2006-2008), e como Conselheira do Conselho Estadual de Educação da Bahia (2004-2008) e (2008-2012). Como vice-reitora na gestão do Professor Altamirando Marques de Almeida (Reitor pró-tempore, 1991 – 1995) foi a primeira Reitora eleita da UESC; dirigiu a Instituição por dois mandatos, entre 1996-1999 e 1999-2003. Durante a sua gestão (1996 a 2003) foram implantados 23 novos cursos, sendo nove licenciaturas e 14 bacharelados, incluindo o curso de Medicina No mesmo período implantou projeto de absorção de Doutores, necessário à expansão de cursos de pós-graduação stricto sensu. Ao longo dos oito anos de gestão da homenageada registrou-se a instalação de 42 cursos de especialização (lato sensu) e 14 stricto sensu, 13 mestrados e um doutorado.

A UESC coordenou o Instituto Baiano de Biotecnologia e participou dos projetos Genoma e Prodema e avançou em áreas como genética e biologia molecular, zoologia, cultura e turismo, física médica e biocombustíveis. Em 2002 foi aprovada a Plataforma Cacau, junto ao MCT/FINEP, na tentativa de incrementar a economia cacaueira. Durante a gestão da professora, a UESC conseguiu cadastrar e organizar os grupos de pesquisa no CNPQ. Criou meios para ampliar a estrutura física da UESC.

Joaquim Bastos

O professor e mestre Antônio Joaquim Bastos da Silva foi assessor da direção da FESPI, sendo responsável pelos projetos de Extensão “Porto Seguro” e “Tosta Filho”, que causaram impacto na cultura e no meio ambiente regional.  Atuou na política universitária e nas lutas pela federalização e, depois, estadualização da Universidade Estadual de Santa Cruz. Liderou a criação da Associação dos Docentes Universitários – APRUNI. Eleito Reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, no período 2004/2012, captou o apoio dos governos Estadual e Federal e de agentes financiadores, como, por exemplo, o FINEP, MEC/FNDE, CAPES, SESU, INCRA, FAPESB, inclusive agentes do exterior, como a Comunidade Europeia e a International Foundation Science.

No seu reitorado a UESC criou 14 mestrados e três doutorados institucionais. Isto porque contava, no seu quadro docente, com 87% de mestres e doutores e com cerca de 200 grupos de pesquisa cadastrados no CNPq. Os laboratórios, que eram 64, saltaram para 191, inclusive o Centro de Biotecnologia e Genética, o Núcleo de Biologia Computacional e Gestão de Informações Biotecnológicas, o Centro de Microscopia Eletrônica e Microanálise, todos de última geração. No campo social a UESC acatou as cotas sociais, sendo 50% das vagas destinadas a alunos que cursaram o Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio em escolas públicas. Com relação à política estudantil foram destinadas 1074 bolsas de assistência estudantil entre 2011 e 2015.

Também foram construídos laboratórios, o IPAF, três pavilhões, dois blocos de salas de aula, uma quadra poliesportiva coberta, piscina semiolímpica e uma estação de tratamento de água.

Assinou convênios, que permitiam que nossos alunos cursassem parte de sua licenciatura fora do país, com Bélgica, Canadá, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, México, Portugal, Alemanha e Reino Unido. Recebeu em setembro de 2007, do Consejo Iberoamericano em Honor a la Calidad Educativa (CIHCE), no Panamá, os títulos de Doutor Honoris Causa e Magister em Gestão Educativa em Iberoamerica.

Os três professores Eméritos da UESC vão receber os respectivos títulos no próximo dia 1º de novembro, em solenidade no Auditório do Centro de Arte Cultura da Universidade.