Chocolate de origem do Sul da Bahia conquista consumidores de São Paulo

chocolat sp 5 (1) (1)Na semana que antecede a Páscoa, com a tradição dos ovos de chocolate, São Paulo recebeu o Chocolat Festival, realizado de sexta a domingo na Bienal do Ibirapuera. O evento que teve o apoio do Governo da Bahia, recebeu cerca de 20 mil pessoas e gerou R$ 5 milhões em negócios, abrindo um novo e importante mercado para o chocolate de origem produzido no Sul do Estado. O setor cresce 30% ao ano, com uma enorme demanda, em função da qualidade e com teores de amêndoas que variam de 50% até 100% de cacau, num produto de grande valor agregado.

chocolat sp 5 (2)“A avaliação é altamente positiva. Passamos três anos planejando o festival e como o cacaueiro também frutifica em três anos, chegou o momento de expandir e consolidar o chocolate de origem afirmou o coordenador do evento Marco Lessa”. “As marcas chegam a São Paulo de forma madura, com qualidade, embalagens atraentes”. “O resultado disso é que muitos consumidores disseram que não precisam mais comprar produtos premium da Europa, o que demostra a potencialidade dos nossos produtos como negócio sustentável”, disse.

Durante três dias, além da Feira do Chocolate, com mais de 40 marcas de origem do Sul da Bahia, o festival teve atividades como o Fórum do Cacau, Biofábrica de Cacau, Cozinha Show, Bean to Bar (da amendoa ao chocolate), ChocoDay, Ateliê do Chocolate e Cozinha Kids, um espaço especial para degustação e elaboração de chocolates, que fez a alegria das crianças.


Prefeito de Itacaré sanciona lei que cria o programa habitacional Viver Melhor

habitacao_itacareO prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, sancionou a Lei 341/2019, aprovada pela Câmara de Vereadores, que autoriza o Poder Executivo Municipal a criar o programa Habitacional “Viver Melhor” de construir ou reformar casas nas zonas urbana ou rural, destinadas às famílias de baixa renda, beneficiários de Programa Bolsa Família.

De acordo com a lei, será priorizada a família em que ficar comprovada, através de laudo assinado por técnico da Secretaria Municipal de Assistência Social, a urgência da necessidade, e que possua filhos menores de 18 anos detectados e/ou deficiente ou pessoa idosa.

Para ser contemplado com esse benefício do Programa Viver Melhor, os beneficiários terão que atender a condições como submeter-se a avaliação sócio econômica, comprovar a necessidade de ajuda segundo os padrões econômicos estabelecidos pelo Programa Bolsa Família; Estar a família cadastrada no Órgão de Assistência Social Municipal e no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); comprovar que mora no município pelo menos há dois anos e votar em Itacaré.

Ainda de acordo com a nova lei, os beneficiários deverão comprovar que a renda familiar não supera a um salário mínimo, obter parecer favorável do órgão municipal de Assistência Social, não pode ter bens imóvel ou móvel como terreno, casa, mesmo que seja na zona rural, área de terra, mesmo que de herança, e nem ter carro ou outros bens móveis cujo valor exceda a um salário mínimo. Também fica o Executivo autorizado a dispensar o pagamento das taxas públicas pertinentes a obra em geral.

O prefeito Antônio de Anízio informou que o objetivo do programa é realmente beneficiar pessoas mais carentes, garantindo dignidade, conforto e uma oportunidade de fato de viver melhor. E se for verificado a qualquer tempo que o beneficiário tenha usado de meios fraudulentos para obtenção dos benefícios da Lei, fica sujeito à devolução da casa à Secretária Municipal de Assistência Social, no caso de construção, além de responder judicialmente.


Sine em Itabuna com dezenas de vagas

vagasA unidade do SineBahia de Itabuna, está com diversas oportunidades para esta segunda-feira,15.

Os candidatos interessados devem se dirigir à unidade situada na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá. A coordenação informa que horário de atendimento é das 9h às 18h.

Os documentos necessários são: PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

5 VAGAS

 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

Possuir habilidade com informática básica

1 VAGA

 

INSPETOR DE DISCIPLINA (MONITOR DE RESSOCIALIZAÇÃO) (PCD) (mais…)


A Marcha a Brasília – Unidos Pelo Brasil…

Luciano_Veiga_perfilPor Luciano Robson Rodrigues Veiga

A XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, com o tema “Unidos Pelo Brasil” foi encerrada nesta quinta-feira, dia 11, onde estiveram presentes em torno de nove mil municipalistas, que foram mais uma vez defender, em regra, a sobrevivência de um ente federado que vem desde da sua condição de independência garantida pela Constituição de 88, assumindo atribuições nas diversas áreas que antes cabiam em especial a União.

Ao longo das XXII marchas, algumas conquistas importantes foram obtidas, no âmbito do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. Destaca-se à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 391/2017, que acrescenta mais 1% ao primeiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) no mês de setembro de cada ano (em análise).

Projeto de lei que libera R$ 10 bilhões para Estados e Municípios, repartição de 70% dos recursos do bônus de assinatura dessa cessão onerosa para Estados e Municípios, além dos 70% dos royalties gerados através da exploração desses campos localizados na área do pré-sal.

Ministérios anunciaram também apoio aos municípios, a exemplo do Ministério da Saúde, que por sua vez, anunciou a intenção de publicar nos próximos dias uma revisão do programa Estratégia Saúde da Família (ESF), a do Desenvolvimento Regional onde serão oferecidos R$ 26,9 bilhões em investimentos por meio do Plano Nacional de Segurança Hídrica, para garantir até 2035, abastecimentos e atividades produtivas. Outros R$ 4 bilhões serão disponibilizados pela pasta nos próximos 4 anos, pelo Pró-Cidades dentre outros. Nas casas legislativas houve avanços no Plenário do Senado ao aprovar a PEC 61/2015, que destina recursos do orçamento direto para Estados e Municípios, no Congresso Nacional a favor do pacto federativo, aprovando as matérias positivas, como a Nova Previdência, e impedindo o avanço daquelas com impacto negativo. Os presidentes das duas frentes municipalistas – Pacto Federativo e Defesa dos Municípios – reforçaram o papel da Confederação no apoio técnico e na articulação política em prol dos Municípios.

As Marchas são momentos únicos e necessários para levar até Brasília, um movimento que respalde as pautas municipalistas garantindo a sua legitimidade e representatividade.

Olhando por este prisma, se faz necessário demonstrar força política, para acordar o Executivo, Legislativo e Judiciário quanto a existência dos municípios através das suas necessidades e não apenas território de colheita de votos.

O discurso mais recorrente nesta marcha foi a frase “Mais Municípios Menos Brasília”. Foi dito por diversas autoridades presentes, inclusive pelo Presidente da República. Espera-se que está máxima seja FATO. Os municípios não suportam mais OBRIGAÇÕES sem REMUNERAÇÕES. Os políticos precisam entender que este ente é a LOCOMOTIVA deste país e não vagões ou um simples reboque da Estrutura Federativa perversa.

Não se pode mais buscar só remédios, a exemplo de 1% de FPM em setembro de cada ano, que ora soa como salva-vidas ao mar, porém não tira o navio do naufrágio. É preciso que se reveja o Pacto Federativo e Tributário e demais reformas que legitime aos municípios a exercerem o seu papel.

A luta Municipalista tem que ganhar o povo, as ruas, só assim haverá as mudanças estruturantes. É triste ver o ente federado tão importante na condição de total dependência. A União o trata com olhar míope e distante.

Sigam lutando, pois o mar de promessas precisam se tornar realidade. As propostas e leis precisam atender a este ente, em que a realidade das pessoas são constituídas de fatos e não de promessas.

Luciano Robson Rodrigues Veiga é Administrador, Especialista em Planejamento de Cidades e Coordenador Executivo da Amurc.


Papa Francisco celebra missa de Domingo de Ramos no Vaticano

papa-francisco-ramosO Papa Francisco celebrou a missa de Domingo de Ramos no Vaticano. A festa, que lembra a entrada de Jesus em Jerusalém aclamado por ramos de palmeiras e oliveiras, dá início à Semana Santa dos católicos.

O pontífice lembrou que Jesus deu o exemplo de despojamento e escolheu o caminho da humildade, durante sua homilia, na Praça São Pedro, diante de milhares de peregrinos e fiéis vindos de várias partes do mundo.

A opção pelo “triunfalismo”, segundo o pontífice, faz com que se busque atingir seus objetivos por meio de atalhos e falsos comprometimentos.

O papa lembrou que Jesus foi aclamado por alguns e sofreu ataques ferozes. “É impressionante o silêncio de Jesus na sua Paixão. Vence inclusivamente a tentação de responder, de ser «mediático». Nos momentos de escuridão e grande tribulação, é preciso ficar calado, ter a coragem de calar, contanto que seja um calar manso e não rancoroso”, afirmou Francisco.

No final do serviço de duas horas, Francisco pediu à multidão que orasse pela paz, particularmente na Terra Santa e em todo o Oriente Médio.(G1)


Mulheres da agricultura familiar são capacitadas na agroindústria da UESC

ascom-cooperast

A Cooperativa de Desenvolvimento Territorial -COOPERAST, entendendo a importância das agroindústrias para o desenvolvimento socioeconômico dos pequenos agricultores familiares, promoveu nesta quinta-feira (11), em parceria com a Universidade Estadualde Santa Cruz – UESC, a capacitação técnica das agricultoras familiares em processamento de frutas.

Utilizando a técnica de aulas teóricas e práticas, expositivas e dialogadas e utilização de grupos de trabalhos. Foram capacitadas pelo professor Antônio Fábio Reis Figueiredo, no Pavilhão de Agroindústria da UESC, as mulheres associadas da Embaúba (Associação de Produtores Orgânicos da APA Itacaré-Serra Grande).

Para Vinícius Monteiro, Diretor Presidente da COOPERAST, a função da cooperativa é promover parcerias para fortalecer as entidades parceiras, uma vez que, a EMBAUBA (Associação de Produtores Orgânicos da APA Itacaré-Serra Grande), está em processo de montagem de uma fábrica de processamento de frutas e levando estas mulheres envolvidas nesta montagem a um centro de pesquisa, fazendo com que elas possam aprender ainda mais na prática tudo que necessitam para usar no dia-dia de uma fábrica.


GONGOGI COMPLETOU, 57 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA

facebook_1555170016375

Conheça a nossa História

Histórico

O povoamento do atual Município de Gongogi teve início com a formação de duas aglomerações distintas.
Em 1928, Petrolino Araújo da Silva, Deocleciano Alves Ferreira, Sebastião Alves Ferreira e Clarino Rodrigues se estabeleceram às margens do Rio de Contas, em terrenos de propriedade de João Caetano Muniz e Claudiano Muniz e requereram ao Dr. Renato Laport, Delegado de Terras do Município de Itapira da Comarca de Itacaré, o desmembramento de sete hectares de terra das propriedades acima e fundaram o povoado de Itajaí. Construíram casas, escolas e edificaram uma capelinha consagrada a São Benedito. Seu desenvolvimento foi rápido, em 1934 foi o povoado elevado à categoria de Distrito de Paz, com mesmo nome, do município de Itapira (atual Ubaitaba) da Comarca de Itacaré. Em 1944 passou a denominar-se Distrito de Tapirama.
Por outro lado, em 1935, os fazendeiros Manoel Euzébio de Vasconcelos Couro, José Queiroz e o posseiro Jorge Kalid, construíram as primeiras casas para trabalhadores, às margens do Rio Gongogi, em terrenos de suas propriedades denominadas Pedrinhas e São José e construíram a Capela de Nossa Senhora Santana, cuja imagem fora trazida pelo Coronel Manduca e recebida pelos moradores com grande manifestação de fé. Poucos anos depois, estava formado o Povoado de Pedrinhas, cujo nome originou-se pelo fato de no local existir grande quantidade de pedras.
Em 1942, chegou àquele Povoado a locação da Estrada de Rodagem da BA-2, que partindo de Jequié a Itabuna, atravessaria toda aquela extensão de terras, ligando o Povoado ao Distrito de Ubatã e à Cidade de Ubaitaba, localidades mais próximas. Em 1945 já bastante adiantados os trabalhos de pavimentação da BA-2, veio o Povoado a sentir os primeiros sinais do progresso, com a construção de uma ponte de cimento armado sobre o Rio Gongogi. Era a estrada rasgando aquela vasta região, constituindo-se na única via para escoamento dos produtos, gerando riquezas e melhorando consideravelmente a vida de um povo.
Com a chegada dos garimpeiros (denominação usada usada na região para aqueles que trabalhavam na pavimentação da estrada), construíram-se casas, escolas e reformaram a Igreja de Nossa Senhora Santana. No ano seguinte, Eduardo Vasconcelos, filho de Manoel Euzébio de Vasconcelos (falecido) dividiu em pequenos lotes as terras de sua propriedade e distribuiu aos interessados para construção de casas, cuja atitude muito contribuiu para o desenvolvimento daquele povoado.

Gentílico:

Formação Administrativa

Em 22.06.54, o povoado foi elevado à categoria de Distrito de Pedrinhas, do Município de Ubaitaba, ficando em igual condição o Distrito de Tapirama.
Em 12.04.62, por força do Decreto nº 1.668, que trata das Emancipações, foi criado o Município de Gongogi desmembrado do Município de Ubaitada, e elevada a Sede à categoria de cidade, passando o Distrito de Tapirama a pertencer ao município recém-criado.
Fonte
IBGE


AGENTES DE ENDEMIAS RECEBEM KITS

facebook_1555170293931

A Prefeitura de Gongogi, por meio da Secretaria de Saúde, em mais uma ação, na última terça-feira dia 09 de abril, realizou a entrega das bolsas e dos Kits para a realização dos trabalhos dos Agentes de Combate às Endemias. Na ocasião foram traçadas estratégias para a realização de prevenção de combate a Dengue e outras doenças. O vereador Neto de Joelson esteve presente e parabenizou o prefeito Kaçulo e o secretário de Saúde Romeu pelo apoio, e também todos os colegas Agentes de Combate às Endemias que receberam os kits.
Esse é o Governo Cuidando da Cidade e da Nossa Gente.

ASCOM-GONGOGI
Texto e fotos /colaboração- Thalissam
Coordenador Vig. Epidemiológica


OS 57 ANOS DE GONGOGI FOI MARCADO POR FESTIVIDADE CÍVICA E INAUGURAÇÕES

facebook_1555169884307

Um dia pra ficar na história! O município de Gongogi comemorou o aniversário com uma vasta programação. Pela manhã, as escolas  se reuniram para homenagear a cidade, tivemos também a presença da Fanfarra Bamugi, e autoridades políticas, como vereadores, secretários, o prefeito Kaçulo e também o deputado Estadual Sandro Régis. Às 10h da manhã foi realizada a Missa Solene, e a tarde foram inauguradas, a sede própria do Conselho Tutelar, a Sala Vermelha do hospital municipal, a reforma da Escola Santa Irene, o Posto de Saúde da Família na Santa Irene, e entregue um aparelho de ultrassom, um bisturi elétrico, e um eletrocardiógrafo para o hospital. Além da assinatura de ordem de serviço para construção da sede própria da secretaria de Saúde.

ASCOM-GONGOGI


BAMUGI PROMOVE NESTE SÁBADO 2° FESTIVAL DE FANFARRAS

117470547

Acontecerá neste sábado (13/04) a partir das 16h00, o segundo Festival de Fanfarras de Gongogi, promovido pela Bamugi.
O evento contará com a presença de diversas fanfarras e bandas da região. A organização está por conta das secretarias de Educação e Cultura. O apoio é da prefeitura de Gongogi. Governo Cuidando da Cidade e da Nossa Gente.
ASCOM-GONGOGI