Entrega de comenda do mérito de São Jorge dos Ilhéus acontece dia 28

fazendas-de-cacau-na-rodovia-ilheus-urucuca-fazem-parte-do-roteiro-secom-mauricio-maron-1Como parte da programação do aniversário de 484 anos de fundação e 137 anos de elevação à categoria de cidade, a Prefeitura de Ilhéus realiza na próxima quinta-feira (28), a partir das 10 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, a entrega da comenda do mérito de São Jorge dos Ilhéos a personalidades que contribuem para o desenvolvimento do município.

A entrega do título será feita a sete pessoas de diferentes segmentos da sociedade. Antes da solenidade está programada uma recepção cultural feita pelo grupo de capoeira Liberdade e pelo bloco afro Mini-Congo, no foyer do Teatro.

Entre os homenageados estão Sílvio Luís Comin, especialista em Gestão de Projetos Industriais; a irmã Argentina Guimarães dos Santos, a professora Maria de Lourdes Netto Simões (Tica Simões), o mais antigo representante da velha guarda da capoeira angola de Ilhéus, mestre José Virgílio dos Santos, 84 anos; o radialista Laudelino Quinto de Souza, o presidente da Convenção Fraternal dos Ministros das Igrejas Assembleia de Deus da Bahia, Israel Alves Ferreira e o bioquímico Paulo Jorge Leopoldino. A comenda foi instituída pela Lei 2.191 de agosto de 1985.


SecultBA oferece capacitação para 120 jovens

Apostando na força e criatividade da juventude para impulsionar a cultura como um elemento de integração entre as pessoas, e no potencial da economia criativa para contribuir com o crescimento do estado, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia lança o projeto Bahia Criativa – Jovens Empreendedores.

A ação vai qualificar 120 jovens, entre 18 e 29 anos, que desenvolvem projetos ligados à cultura, através de capacitações e consultorias gratuitas, focadas no empreendedorismo e no estímulo à inovação.

Os cursos acontecerão em Salvador (duas turmas de 30 vagas), Vitória da Conquista e Ilhéus (30 vagas por turma), totalizando 64 horas de formação por grupo. A capacitação incluirá oficinas e consultorias coletivas, abordando temas como Financiamento de Empreendimentos Criativos; Marketing Cultural; Elaboração de Projetos; Preparação para pitching; Enquadramento de Projetos Culturais; Marketing para Empreendedores Culturais; e Formatação de Portfólio. As inscrições podem ser realizadas entre os dias 12 de junho e 06 de julho, no site da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br).


Rota do Cacau vai fortalecer cadeias produtivas para impulsionar o setor

Responsáveis por 95% da produção brasileira de cacau, os estados da Bahia e do Pará receberão apoio do programa Rotas de Integração Nacional. O objetivo é impulsionar a economia do setor e contribuir para a sustentabilidade das rejuvenalgiões cacaueiras do país. Os trabalhos serão iniciados em Ilhéus (BA) e na região do Xingu (PA), a partir de um acordo de cooperação técnica entre os Ministérios da Integração Nacional e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A expectativa é que até o fim deste ano a Rota do Cacau chegue também ao Espírito Santo e Rondônia.

A cadeia produtiva do cacau é estratégica para o desenvolvimento regional em razão do grande número de postos de trabalho gerados pelo setor, especialmente para a agricultura familiar e extrativistas em territórios de baixa renda. A Coordenadora-Geral de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Aline Fagundes, destaca importância da iniciativa. “Estamos buscando incentivos em todas as esferas para que as regiões cacaueiras se desenvolvam de maneira transversal, trabalhando cada elo da cadeia produtiva e envolvendo atores diversos. São parcerias importantes para que a gente construa políticas públicas de baixo para cima, sobretudo com participação efetiva do produtor”, explica.

Para o diretor da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), vinculada ao Ministério da Agricultura, Juvenal Maynart, a Rota do Cacau deverá garantir à cadeia produtiva importantes ganhos no sentido de organização de todo o sistema. “Além disso, a parceria com o Ministério da Integração Nacional possibilita novas oportunidades de financiamento e crescimento econômico e tecnológico dos APLs [Arranjos Produtivos Locais]. Queremos reorganizar a atividade cacaueira para deixarmos de ser importadores de amêndoas e voltarmos à condição de atender a planta industrial e crescer o braço da exportação”, afirma.


Prefeito assina convênio que garante imediata recuperação asfáltica de Ilhéus

ilheusO prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou na manhã de hoje (21), em Salvador, o convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia, para a imediata substituição de pavimentação asfáltica nas principais ruas e avenidas da cidade.

O ato contou com as presenças do secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Demir Barbosa; diretores da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder); do deputado federal, Paulo Magalhães e da deputada estadual, Ângela Sousa.

“Este é um dos presentes mais importantes que damos ao povo de Ilhéus neste aniversário da cidade”, comemorou a deputada Ângela Sousa. No próximo dia 28, Ilhéus completa 484 anos de fundação e 137 anos de elevação à categoria de cidade.

Asfalto novo – O convênio assegura mais de 15 quilômetros de asfalto de primeira qualidade, para recuperar trechos importantes da zona urbana de Ilhéus, facilitando a trafegabilidade e dando segurança a motoristas e pedestres. “Este anúncio é importante, sobretudo por que mostra que absolutamente nada resiste ao trabalho”, destacou o prefeito Mário Alexandre.


Especialista aponta desafios e oportunidades para o segmento de panificação

Os desafios das empresas do setor de panificação e massas para se manter no mercado competitivo esteve em debate nesta quarta-feira, 20, em Itabuna, durante o Workshop de Inovação sobre “Criatividade e Inovação no processo produtivo do segmento de panificação e massas alimentícias”.

O evento integra as ações do Sebrae Conecta e foi conduzido pelo vice-presidente do Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria (ITPC), Emerson Amaral.

O especialista apresentou indicadores do ITPC, que registraram o crescimento do segmento de panificação em 3,2 % no ano de 2017, apesar do cenário turbulento no país. Ainda sobre esse período, ele destacou a queda de 1,7% no fluxo de clientes nas panificadoras, que, segundo ele, devem-se ao aparecimento de outras fontes de consumo, a exemplo dos foodstruks.


Sebrae Bahia tem horário de funcionamento alterado devido a Copa e São João

sebrae-logoOs festejos juninos e a Copa do Mundo vão alterar o horário de funcionamento do Sebrae Bahia. No dia 22 de junho, sexta-feira antes do São João, o expediente estará suspenso em todas as agências de atendimento do estado.

As atividades serão retomadas normalmente na segunda-feira, dia 25, com atendimento ao público de 9h às 17h.

Já durante os jogos do Brasil, o expediente será das 13h às 18h, para os dias que as partidas começarem às 9h; de 14h às 18h, quando começarem às 11h; e de 8h às 13h, quando o início for às 15h.


Governo entrega títulos para quilombolas e agricultores familiares

titulo_terra_entregueO sonho da propriedade definitiva da terra se tornou realidade nesta segunda-feira (18), para  famílias quilombolas e agricultores familiares baianos. O governador Rui Costa entregou, durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2018/2019,  oitoTítulos de Reconhecimento de Comunidades Remanescentes de Quilombos e 1.300 títulos de terra individuais.

A ação é o resultado do trabalho realizado pela Coordenação de Desenvolvimento de Agrário ( CDA), unidade  da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), para viabilizar a regularização fundiária em áreas individuais e coletivas do estado da Bahia.

Os Títulos de Domínio para Comunidades Remanescentes de Quilombos, estão beneficiando 771 famílias, em oito comunidades que representam mais de 12 mil hectares de terras nos municípios de Camamu, Morro do Chapéu, Biritinga, América Dourada, Seabra, Macaúbas. O investimento ultrapassa R$ 445 mil.

A coordenadora executiva da CDA, Renata Rossi, explicou que Títulos de Domínio constituem uma importante conquista para as Comunidades Tradicionais Remanescentes de Quilombo: “Este título tem valor simbólico e concreto. Ele significa a segurança jurídica da propriedade do território, que é a essência da comunidade quilombola. Falar em comunidade quilombola é falar do direito à terra e ao seu território, o que lhe confere toda a identidade de luta, resistência, organização social e enfrentamento das desigualdades e injustiças que o povo negro sofreu ao longo da história.”

O secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, disse que “esta ação é a consolidação de um sonho para as comunidades quilombolas do Estado, que com seu trabalho constroem a vida no campo. A partir de hoje, as famílias e comunidades, com seu documento coletivo da terra, irão revolucionar o processo de produção no campo, para a sua família e para a comercialização. A Bahia, no momento de crise no Brasil, continua a política de valorização da agricultura familiar, viabilizando o Plano Safra”.

Segurança jurídica

Para Gilma Santana das Neves, quilombola da Comunidade de Lapinha,  município de América Dourada, e representante do Conselho Fiscal do Conselho Estadual Quilombola, o momento é uma grande conquista para o povo negro da Bahia: “Este título representa uma libertação para nossos povos, pois corríamos riscos de sermos expulsos de nossas  terras. O título nos dá a segurança jurídica para vivermos permanentemente nas nossas áreas, sem medo da repressão. Este é o início de uma nova etapa para que possamos alcançar e nos beneficiar de mais políticas públicas ofertadas pelo Governo do Estado”.

Neves também destacou que “o recebimento destes títulos demonstram o fortalecimento das associações e do Conselho Territorial e Estadual dos Quilombolas no desenvolvimento das políticas públicas. É  um incentivo para que as comunidades quilombolas da Bahia continuem a buscar os seus direitos, por meio da regularização do seu território”.

Parceria com Consórcios Públicos

Dentre os 1.300 títulos entregues, muitos foram fruto da parceria firmada entre a CDA e os Consórcios Públicos Municipais, por meio do projeto Bahia Mais Forte, Terra Legal, avaliado em mais de R$17 milhões e que prevê a regularização de 20 mil propriedades rurais.

Maria Aparecida Moreira da Silva, da Comunidade Lagoa do Peixe, no município de Lagoa Real, Território Sertão Produtivo, não escondeu a emoção: “ Estávamos com muita expectativa para receber este título que vai mudar a minha vida e dos meus filhos. Sem ter o documento, não tenho a terra de forma segura, não tenho como conseguir empréstimo no banco para investir nela. Estou muito feliz porque agora posso provar que a herança recebida pelo meu pai é de fato minha!”.(Fonte: CDA/SDR)


Censo coleta pela primeira vez dados sobre a localização de escolas

Carlos Eduardo Sanchez e dirigentes municipais de educação (1)Pela primeira vez, o Censo Escolar vai coletar também dados sobre a localização geográfica das escolas, por meio de um aplicativo. Isso permitirá, de acordo com o diretor de Estatísticas Educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Carlos Eduardo Moreno, que as escolas sejam localizadas em um mapa, facilitando, por exemplo, a execução de políticas públicas.

“É um insumo muito útil para municípios e estados que vão poder visualizar o posicionamento das escolas no território, podendo planejar o trajeto do ônibus escolar, calcular distâncias”, disse Moreno. Outra aplicação, segundo ele, é que no caso de uma catástrofe natural, haverá a informação de que escolas estão próximas.

O aplicativo Censo Localiza vem sendo desenvolvido há um ano por servidores do Inep. Os dados coletados serão públicos. A previsão, no entanto, é de que não serão disponibilizados no ano que vem, junto com o resultado do Censo Escolar 2018. Segundo Moreno, essas informações terão de passar por análises de qualidade, para saber se foram coletadas corretamente, antes de serem disponibilizadas.

“Vai ser possível pesquisar também, por exemplo, quais são as escolas de fronteira, as ribeirinhas. Isso é muito útil”, afirmou Moreno.

O aplicativo está disponível na Play Store, para celulares androids, e na App Store, para iphones. O app deve ser utilizado pelos usuários do Sistema Educacenso, responsáveis pela declaração de suas escolas. O prazo para enviar os dados de localização é o mesmo de coleta do censo deste ano, até 31 julho.(Agência Brasil)


Consórcio Litoral Sul é contemplado com equipamentos de infraestrutura

cdsls_maquinaO prefeito de Coaraci Jadson Albano representou o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul nesta segunda-feira, 18, em Salvador, durante a entrega de um trator e uma motoniveladora para atender aos municípios consorciados.

Os equipamentos irão atender o projeto de recuperação de estradas vicinais que será realizado em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia – Seinfra.

De acordo com o secretário executivo do CDS-LS, Luciano Veiga, os equipamentos irão trazer melhorias para as estradas vicinais dos municípios que integram o Território Litoral Sul. “A proposta visa a melhoria das estradas visando o escoamento da produção agrícola e o transporte das pessoas”, destacou.


Secretários municipais debatem sobre a reserva técnica de educação

reuniao-com-os-secretariosSecretários e técnicos municipais de educação dos municípios do Território Litoral Sul estão reunidos nesta terça-feira, 19, no auditório do hotel Tarik, em Itabuna para debater sobre a reserva técnica de educação. A ação é desenvolvida pelo Fórum de Secretários Municipais, vinculado a Associação dos Municípios da Região Cacaueira – Amurc, em parceria com a Pró-reitoria de Extensão da Uesc, os Institutos Natura e Arapyaú e o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul.

O encontro tem o objetivo inicial de solucionar a necessidade implantação da reserva técnica nas secretarias de educação, no qual o profissional da rede deve destinar uma parte das suas atividades, cerca de 30% para ações de planejamento e capacitação. De acordo com um diagnóstico realizado, alguns municípios estão em fase de implantação da reserva técnica, mas outros necessitam de orientação.

Visando atender a essas necessidades, a coordenadora da Rede de Apoio a Educação (RAE), Thamara Strelec, explica que “o grande motivo desse encontro é que eles possam se debruçar sobre a realidade da região a respeito do tema. E, a partir do diagnóstico realizado com os municípios, eles vão ter mais fundamento sobre o andamento e de que forma está sendo implementada a reserva técnica”.

Para a assessora pedagógica do município de Uruçuca, Célia Calmon, a expectativa é de que “a reserva técnica surta o efeito esperado, que é o fortalecimento da unidade, dos projetos, das atividades que devem ser realizados na coletividade e que o professor compreenda e que ele se sinta mais valorizado”.

Em outro momento, está prevista uma reunião específica com os municípios que integram o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul, que darão continuidade ao trabalho para a criação da Câmara Técnica de Educação. A iniciativa visa desenvolver um trabalho colaborativo na educação municipal, no qual os secretários vinculados aos consórcios da região, se reúnem periodicamente para trocar experiências e trabalhar em conjunto a educação pública da região.

Fortalecimento

O evento contempla uma série de atividades desenvolvidas através do Programa de Apoio Gerencial e Institucional às Prefeituras do Litoral Sul, com o objetivo de fortalecer a atuação dos gestores públicos municipais e melhorar os índices de educação na região. Para isso, o secretário executivo da Amurc, Luciano Veiga, enfatizou a importância do encontro visando, “a busca pela excelência da Gestão Pública, no sentido de compartilhar ideias e promover mudanças na educação regional”.

 O encontro conta com as participações da coordenadora de Educação do Instituto Arapyaú, Carolina Paseto e da subgerente de coordenação de integração comunitária da Pró-reitoria de Extensão da Uesc, Cintya Nobre.