Mulher morre no base, após ataque no ônibus em Itabuna

tragedia-busao-fbook-580x337Do Pimenta

A comerciária Maria Aparecida Reis faleceu, há pouco, no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Base de Itabuna. Ela havia sido baleada e esfaqueada pelo ex-companheiro dentro de um ônibus urbano, na Alameda da Juventude (Beira-Rio), em Itabuna, na manhã desta sexta-feira (8), quando se preparava para descer do ônibus e ir para o trabalho.

O crime foi cometido por Francisco Bento Rodrigues Neto, o Neto da Farinha, com quem a vítima conviveu por cerca de um ano. Os dois estavam separados há cerca de quatro meses e ele insistia para que reatassem a relação e fez ameaças à vítima, resultando em queixa policial no último dia 4. Maria Aparecida deixa três filhos.

PERSEGUIDA

A vítima era perseguida por Neto da Farinha desde quando ela decidiu pôr fim à relação. Ela tomou alguns cuidados que incluiu férias antecipadas do trabalho e chegou a desativar aplicativo de mensagem tamanha a perseguição sofrida.

Hoje, armado com faca e revólver, o ex-companheiro tomou o mesmo ônibus que Maria Aparecida. Eles discutiram dentro do ônibus. Quando ela se preparava para descer, no ponto em frente à Praça Olinto Leone, Neto atirou em Maria Aparecida e desferiu golpe de faca na parte alta do tórax. Na sequência, tirou a própria vida.

Ambulâncias do Samu foram acionadas. As equipes prestaram os primeiros atendimentos. Neto faleceu ainda no local. Maria Aparecida passou por cirurgia no Hospital de Base e, na sequência foi levada para o CTI, onde faleceu por volta das 17h.

Veja mais no Pimenta.


Comentários