Indicador de Antecedente de Emprego sobe 1,8% e retoma tendência positiva

1366843056670-microempresaO Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) voltou a subir 1,8% em março, alcançando 73,8 pontos. A alta – segundo avaliação do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) – representa uma retomada da tendência positiva, interrompida pela queda de 1,1% em fevereiro.

Embora o resultado sinalize uma atenuação do ritmo de queda do total de pessoal ocupado na economia brasileira ao longo dos próximos meses, o indicador ainda permanece em um patamar muito baixo, na avaliação do economista da FGV Fernando de Holanda Barbosa Filho, e sinaliza para um mercado de trabalho bastante difícil nos próximos meses.

“O Indicador Antecedente de Emprego, mesmo mostrando recuperação agora em março, ainda se encontra em um patamar muito baixo, o que sinaliza um mercado de trabalho ainda fraco nos próximos meses”, disse o economista.

Para ele, a queda observada no Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) nos últimos meses “não indica forte recuperação, nem redução da taxa de desemprego a curto prazo, o que significa que os indicadores apontam para um mercado de trabalho ainda bastante difícil”, nos próximos meses.(Agência Brasil)


Comentários