Incêndio criminoso destrói 22 ônibus em garagem em Jacobina

Um incêndio criminoso destruiu 22 ônibus da empresa de transporte intermunicipal Falcão Real/São Luiz, na madrugada deste domingo (6), na cidade de Jacobina, no Centro-Norte da Bahia. Ninguém ficou ferido. Este foi o segundo ataque à mesma empresa. Há 15 dias, outro ônibus foi incendiado em Miguel Calmon, cidade a 37 quilômetros de Jacobina.

De acordo com informações da Polícia Militar, um grupo de homens invadiu a garagem da empresa, que fica no bairro Tamarindo, e ateou fogo aos veículos. Quando policiais da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Jacobina) chegaram ao local, os suspeitos já tinham fugido. A PM isolou a área e fez rondas na região, mas ninguém foi preso.

No entanto, de acordo com o diretor da empresa, Valdir Brito, o ataque foi praticado por uma única pessoa, que rendeu o segurança antes de queimar os veículos. Pouco depois do incêndio na garagem, houve uma tentativa de queimar mais dois ônibus da Falcão Real na BA-131, no acesso a Miguel Calmon, sem sucesso. “A gente não pode dizer que foi a mesma pessoa e também não sabe por que fizeram isso, mas já é o segundo ataque. Tem 15 dias que queimaram outro carro lá em Miguel Calmon desse mesmo jeito”, afirmou.

Com os ônibus incendiados nesta madrugada, chega a 23 o número de veículos destruídos. O prejuízo, segundo o diretor, é de R$ 18 milhões, já que os ônibus correspondem a 12% da frota da empresa e não estavam no seguro. A Polícia Civil investiga o crime. (Correio)


Comentários