Greve de ônibus deixa população de Itabuna a pé

greve_onibus-itabuna-580x320O itabunense que depende de ônibus para se deslocar dentro da cidade enfrenta problemas neste início da manhã de segunda-feira (3). Os rodoviários cruzaram os braços nas primeiras horas de hoje, iniciando greve por tempo indeterminado. Eles cobram reajuste de 5% no salário e 10% no tíquete refeição, mas as empresas não aceitaram conceder reajuste, conforme o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna (Sindirod), Arlensen Nascimento.

A frota de 92 veículos ficou retida nas garagens das empresas São Miguel, no Loteamento Nossa Senhora das Graças, e Viação Sorriso da Bahia, no São Caetano. Até as 8h desta segunda, os rodoviários decidem se vão rodar, em horários de pico, com 30% da frota.

A Associação das Empresas de Transporte Urbano de Itabuna (AETU) ainda não se posicionou, publicamente, quanto à paralisação nem informou se negociará com os rodoviários. De acordo com Arlensen, as empresas não admitiram conceder reajuste devido à defasagem na tarifa de ônibus e ao alto índice de gratuidade no município. Apenas o transporte rodoviário intermunicipal concedeu reajuste. (Pimenta)


Comentários