Gestores da agricultura conhecem o projeto “Produtor de Água” de Ibirapitanga

reuniao-na-camara-de-vereadores-de-ibirapitangaSecretário e técnicos das secretárias da agricultura e meio ambiente dos municípios associados a Amurc conheceram a prática exitosa de preservação das nascentes e de educação ambiental no projeto Produtor de Água. A visita técnica foi realizada nesta terça-feira, 1º, no município de Ibirapitanga, onde existe a experiência pioneira na Bahia, que se tornou referência nacional.

Para dona Brasilina Supriano Brito Sousa, moradora a 25 anos, da fazenda Boa Vista na comunidade Joaquim da Mata no município Sulbaino, além de apreender a preservar o meio ambiente, teve o apoio da prefeitura para fazer novos cultivos na roça. “Conseguimos recuperar as seringas, plantar banana e cupuaçu”, afirma Brasilina. Ela completa que o projeto ajudou a fundar “a associação de agricultores na comunidade para fortalecer as lutas”.

comitiva_freade_ibirapitangaO projeto do produtor de Água de Ibirapitanga foi norteado pela lei nacional de Pagamento por Serviços Ambiental – PSA, implantado na prefeitura e aprovado pela   Câmara de Vereadores. “Atualmente 23 agricultores são remunerados de 6 em 6 meses pelas práticas de preservação e no atendimento aos critérios do contrato de parceria”, destaca Antônio Almeida Secretário de Agricultura do município.

A visita foi uma iniciativa do Fórum de Secretários de Agricultura e de Desenvolvimento Econômico – Freade, que é presidido pelo secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Maraú, Valdemir Souza Lisboa Filho. Segundo ele, o intercâmbio permitiu aos secretários conhecer mais sobre a Lei que rege o PSA, além dos  impactos na região. “Os secretários saíram muito animados, e o objetivo é ainda este ano, ter a aprovação da Lei de PSA pelas Câmaras de Vereadores e a sanção pelo Executivo, em 26 municípios associados a Amurc”, declarou.


Comentários