FILHO DE BOLSONARO TENTOU ACERTAR A VIDA DE GURU IDEOLÓGICO DO CLÃ E GENERAL NEGOU; CAIU

dmite-770x513

O general Carlos Alberto Santos Cruz caiu – e agora fica mais claro o porque. Além de trombadas políticas com o chamado grupo ideológico do governo Bolsonaro, concretamente o agora ex-secretário de Governo da Presidência da República barrou a assinatura de dois contratos da TV Brasil com o guru do clã presidencial, Olavo de Carvalho.

Uma proposta que pagaria R$ 320 mil mensais de dinheiro público a Olavo, para fazer programas de doutrinação política pela TV Brasil, defendida pelo secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, foi negada por Santos Cruz. Mais tarde, Wajngarten apareceu com a mesma intenção, reajustada para R$ 400 mil mensais para o guru. Novamente recusada.

Apesar da levada do secretário, a maior pressão para Santos Cruz autorizar a assinatura do contrato foi de Carlos Bolsonaro.


Comentários