Festival de Economia Solidária leva produtos direto do produtor para o consumidor

festival-de-economia-solidaria-foto-yago-matheus-4Peças de artesanato, compotas, beiju, vestimenta, biscoitos e cerveja artesanal de umbu, tudo direto da mão dos produtores diretamente para o consumidor. Esse é o diferencial do Festival de Economia Solidária, iniciado nesta quinta-feira (15), e que segue até o dia 28/02, no Salvador Shopping, na Praça de Serviços, no Piso G1.

Realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), o evento reúne empreendimentos de economia solidária de 13 territórios de identidade, que abrangem 206 municípios baianos.

Empreendimentos como a Cooperativa Feminina da Agricultura Familiar e Economia Solidaria de Valença (Coomafes), que trouxe para o Festival o beiju e a banana chips produzidos pelas mulheres cooperadas, como carro-chefe do estande do Território Baixo Sul.

“Para nós dos movimentos sociais, que lutamos tanto para que as políticas públicas chegassem até os empreendimentos, esse espaço é a concretização de um sonho e resultado de uma luta. O Festival demonstra que o Governo do Estado tem acertado no investimento para o nosso segmento”, elogia Maria Joselita da Costa, a Branca, da Coomafes.


Comentários