Estrada do Cacau e do Chocolate avança como primeira estrada temática da Bahia

As primeiras placas de sinalização já estão instaladas às margens da rodovia BA 262. Nos 44 quilômetros entre a primeira fábrica do chocolate caseiro, localizada no Distrito Industrial de Ilhéus, e o entroncamento com a BR 101, no município de Uruçuca, o projeto da primeira estrada temática da Bahia traduz no cenário bucólico das fazendas de cacau, a oportunidade de reunir história, tradição e bons negócios, criando-se um novo equipamento turístico para toda a região.

A formatação da Estrada do Cacau e do Chocolate está em pleno andamento. Nesta fase anunciada em um encontro hoje (28) pela manhã, com produtores e entusiastas da iniciativa, caberá ao Sebrae unir os equipamentos, qualificar os novos protagonistas desta história e lincar cada produto que faz parte desta rota para que fábricas de chocolates gourmet, fazendas históricas, assentamentos, unidades industriais chocolateiras e até instituições de ensino possam fazer parte de uma única história, de um tema que une toda uma região produtora de cacau e derivados.

Esperanças renovadas – “O chão do cacau, a produção, o chocolate que renova nossas forças econômicas, fazem parte de muito do que a gente quer mostrar. Este é um pedaço histórico da região, que ganha força após cinco anos de debate”, destaca o vice-prefeito de Ilhéus e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes), José Nazal, presente ao encontro.

A expectativa é de que, já durante a 10ª edição do Festival Internacional do Chocolate, que acontecerá entre 18 e 22 de julho, em Ilhéus, o projeto esteja em atividade, com algumas fazendas já atuando com receptivo. Nazal projeta: “Iniciamos agora no segundo semestre deste ano e chegamos ao verão de 2019 como uma nova opção de turismo, conhecimento e lazer para os moradores da região e para os visitantes”.

Neste encontro realizado no Sebrae, estiveram presentes representantes do Governo da Bahia, de Prefeituras regionais, produtores – alguns com equipamentos já formatados e outros em busca de mais informações sobre a estrada. Da Prefeitura, além de Nazal, estiveram o secretário interino de Turismo e Esporte, Hélio Ricardo de Jesus; e da Industria e Comércio, Paulo Sérgio Santos.


Comentários