Cônsul Geral de Cuba visita a Biofábrica de Cacau e destaca interesse do país na cooperação com o Sul da Bahia

biof1A Cônsul Geral da República de Cuba Milena Caridad Zaldívar e o Cônsul para Assuntos Econômicos e Comerciais Yoneski Gutiérrez estiveram em missão ao Litoral Sul da Bahia no último final de semana para conhecer a produção de mudas que a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) distribui aos agricultores familiares na Bahia por meio da Biofábrica de Cacau.

Na ocasião, os cônsules conheceram os viveiros e laboratório da instituição, em Ilhéus, e o plantio e desenvolvimento precoce das mudas de cacau no Projeto de Assentamento Dois Riachões, localizado no município de Ibirapitanga. A missão técnica foi articulada pelo deputado estadual Marcelino Galo.

“O objetivo da nossa visita foi precisamente conhecer o desenvolvimento que tem alcançado essa região na produção de cacau. Cuba tem muito interesse em conhecer essa experiência e começar a desenvolver parcerias que nos possibilitem aperfeiçoar os procedimentos, os mecanismos que temos lá para fortalecer a produção do cacau”, destacou a Cônsul Geral, que conheceu os diferentes tipos de propagação das mudas de cacau produzidas na Biofábrica com a parceria da SDR.

“Encontrei no sul da Bahia uma preparação de qualidade, um trabalho muito bem feito na área, desde o trabalho nos viveiros e laboratório ao campo. Acredito que uma parceria muito boa na troca de conhecimento vai acontecer entre o estado da Bahia e Cuba. Vou levando para o meu país essa experiência, esse saber que vocês têm adquirido aqui e uma agenda de ações, que vai incluir a participação de pesquisadores cubanos, e também a visita de uma delegação do sul da Bahia a Havana, incluindo a participação em eventos internacionais. Parabenizamos pelos 20 anos da Biofábrica e desejamos muito sucesso nos próximos anos e nessa parceria entre o sul da Bahia e Cuba que está se iniciando”, completou Milena Caridad.

“O sul da Bahia, ao receber a visita técnica do Consulado de Cuba, se fortalece na estratégia de inserir a região cacaueira no mercado internacional, ao passo em que também evidencia a importância da Biofábrica para a cadeia produtiva do cacau não apenas no Brasil, mas no contexto mundial. A SDR, por meio do secretário Josias Gomes, demonstra alinhamento e capacidade de expandir os horizontes da região e da Bahia”, ressaltou o diretor presidente da Biofábrica, Lanns Almeida. Fonte:SDR


Comentários