Consórcio Litoral Sul orienta sobre regulação da DAP

Técnicos do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Território Litoral Sul (CDS-LS) que integram o Projeto de Apoio à Rede de Associações Rurais realizaram orientação na Associação de Integração e Desenvolvimento da Agricultura Familiar do Meio Rural, localizada em Itajuípe, sobre a importância da regulação da Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP), documento de identificação que pode ser obtido pelo agricultor ou agricultora familiar para acesso a linhas de crédito e políticas públicas.

A iniciativa faz parte do cronograma de atividades de assistência técnica para 30 associações do território litoral sul, e direciona os associados com o propósito de garantir emissão da DAP, para os que não tiverem, e a regulação para que sejam seguidos todos os critérios definidos pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e beneficie o agricultor que realmente tenha direito à Declaração.

O coordenador do projeto, Raimundo José Gomes Nascimento, explicou que o documento funciona como identidade do agricultor, abrindo portas para que ele tenha acesso a iniciativas públicas que contribuam para sua qualidade de vida e desenvolvimento.

“Todo agricultor, pescador, indígena e demais produtores rurais devem ter a DAP para ter acesso ao Pronaf. A declaração é considerada o passaporte para acesso às políticas públicas que são desenhadas com o objetivo específico de fortalecimento da agricultura familiar. Por isso, todas as associações que fazem parte do projeto de apoio irão receber as devidas orientações sobre a importância da identidade do agricultor”, expressou Raimundo.

O Projeto de Apoio à Rede de Associações Rurais visa identificar os problemas, conhecer as demandas e traçar metas em busca de soluções através do Diagnóstico Rural Participativo (DRP.) A ação faz parte das atividades de concretização do DRP, realizado através do convênio entre a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), o CDS-LS e o Instituto Chocolate.


Comentários