Consórcio Litoral Sul integra ao debate internacional sobre resíduos sólidos

Consórcio Litoral Sul integra ao debate internacional sobre resíduos sólidosDurante a cerimônia online, nesta sexta-feira, 3, para a assinatura do acordo de Cooperação Técnica entre a Rede Nacional de Consórcios Públicos do Brasil e a Associação para a Gestão de Resíduos Sólidos de Portugal, o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul foi representado pelo secretário executivo, Luciano Veiga, que também preside o Conselho dos Secretários Executivo da Federação de Consórcios da Bahia – Fecbahia.

O Termo de Cooperação tem a finalidade de colaborar com os consórcios públicos, inclusive da Bahia, no planejamento, desenvolvimento e ações ligadas aos resíduos sólidos. A ideia é que a partir da observância sobre as práticas internacionais, bem como a ampliação do entendimento sobre os melhores modelos para desenvolver essas atividades de forma consorciada, venha atender as necessidades da região, em especial aos municípios que ainda possuem uma grande quantidade de lixões.

Para Luciano, é um grande passo porque a entidade ganha em conhecimento e começa a ter um lastro maior de visualização quanto as melhores práticas relacionadas a resíduos sólidos na Bahia, no Brasil e no mundo. “O Consórcio Litoral Sul passa a fazer parte desse debate, permitindo que ele tenha uma ampliação não só de conhecimento de informações, mas principalmente em relação a ter um envolvimento maior e melhor com as instituições internacionais que desenvolve essa atividade na Europa”.

Victor Ivo Borges, presidente da Rede Nacional de Consórcios Públicos destacou que esse acordo é de suma importância para o Brasil, tendo em vista que Portugal evoluiu muito nos últimos 10 anos na área de resíduos sólidos, reciclagem e a parte de organização dos municípios em consórcio. “É um caminho que nós podemos verificar e aprender com os países europeus, adaptando às condições do Brasil e aplicar no território nacional, visando ter um avanço nesse setor”.


Comentários