Conferência Ibero-americana discutirá mudança climática e refugiados

A Conferência Ibero-americana, da qual o presidente Michel Temer participa, em Antígua, na Guatemala, ao lado de chefes de Estado e de Governo de 22 países, pretende definir ações de cooperação para fortalecer laços bilaterais e dar continuidade a projetos em comum.

Neste encontro devem ser aprovados projetos relacionados à agenda, incluindo mudança climática, uso dos oceanos, migração e refugiados.

Criada em 1991, a cúpula nasceu de um encontro promovido pelos governos do México e da Espanha. O encontro deu origem à Conferência Ibero-americana, com a participação de 22 países da América do Sul e da Península Ibérica.

A Conferência Ibero-americana é um foro para que os países discutam e elaborem projetos que resultem em avanços econômicos, políticos e sociais em comum entre essas nações. Em média são apresentados 1,2 mil projetos bilaterais e 60 de cooperação trilateral por ano. (Agência Brasil)


Comentários