Chocolat Amazônia Festival abre com convênio para incentivar produção de cacau

abertura-festival-internacional-do-chocolate-e-cacau-2019-credito-marivaldo-pascoal-11O VI Chocolat Amazônia Festival e Flor Pará 2019 abriu na noite de quinta-feira (19) com a assinatura de dois Protocolos de Intenções e um Termo de Intenções destinados a incentivar a produção local com vistas ao desenvolvimento econômico do Estado.

Os protocolos envolvem a empresa BTM Ltda e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), em parceria público-privada (PPP), para fabricação de máquinas e equipamentos para a indústria alimentícia paraense, e ainda o Banco do Estado do Pará (Banpará) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a partir de então credenciada pelo agente financeiro para operação de crédito.

A assinatura foi feita pelo governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, acompanhado de diversos secretários de Estado, representantes da indústria, prefeitos e outras lideranças. O evento acontece até o próximo domingo, dia 22, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém.

O Termo de Intenções envolve um convênio de cooperação técnico-científica para realização de ações conjuntas de qualificação profissional, tecnologia e inovação voltadas ao desenvolvimento de setores produtivos prioritários nas regiões de Integração do Pará. O termo foi firmado via Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), com o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), o Centro de Indústrias do Pará (CIP), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

O governador enfatizou que este é o maior evento do segmento da América Latina. As ações do governo serão voltadas para todos os produtores de cacau (pequenos, médios e grandes) e também para garantir a realização de toda a cadeia produtiva no Estado do Pará. Ele garantiu segurança jurídica e fomento para a cadeia produtiva do cacau no Estado do Pará aliada a preservação da floresta e a sustentabilidade. “Naquilo que couber ao governo faremos o dever de casa para garantir o ambiente de negócios. Isso é fruto do talento da nossa gente e para que consigamos fortalecer cada vez mais essas atividades, para gerarmos mais empregos e desenvolvimento vamos ter ações garantindo titulação de terras no Estado para promover segurança jurídica para quem produz no campo, assistência técnica, e crédito rural subsidiado”, declarou.

Público – De acordo com o organizador do Chocolat Festival, Marco Lessa, o público do primeiro dia já superou as expectativas. “A abertura foi excelente com um público que no primeiro superou todas as expectativas, muita gente já consumindo, uma presença significativa de autoridades e representantes de entidades e principalmente a presença do governador do Estado, Helder Barbalho”, falou. Ele destacou que a parceria com o governo se aprofunda com o incentivo a verticalização da cadeia produtiva. “O que está acontecendo no Brasil hoje é uma mudança absoluta, tanto de consumo, quanto de produção. O Pará está fazendo um trabalho completo dando condições para que a produção aumente e agora para que se verticalize, o que faz toda a diferença”, complementou.

Mais de 100 expositores do Pará e de outras regiões do Brasil, e até da América Latina, vão expor seus principais produtos, com destaque para amêndoas de cacau e chocolates de alta qualidade, arranjos de flores tropicais e peças únicas com gemas minerais encontradas em território paraense. O evento tem o propósito de abrir mercado para os produtos genuinamente paraenses e dar visibilidade às marcas locais, a fim de que o público local conheça e compreenda a importância de um produto como o cacau, fruto que preserva o meio ambiente e protagoniza um projeto social importante, na medida que desenvolve a economia a partir de cooperativas e associações de produtores rurais, como já ocorre no município de Medicilândia, na região de influência da Rodovia Transamazônica (BR-230), considerado o maior produtor de amêndoas do Brasil.

Flores – A 18ª edição do Flor Pará tem 45 estandes entre 32 produtores e associações dos municípios de Ananindeua, Benevides, Marituba, Santa Bárbara, Castanhal e Santo Antonio do Tauá vão expor flores tropicais, cactos, suculentas, plantas ornamentais e orquídeas. O principal foco é a capacitação, tecnologia, economia criativa e negócios. Também estão expostas no Festival uma coleção especial de joias inspiradas no chocolate e cacau produzidas por 15 marcas e empreendedores criativos do Espaço São José Liberto exclusivas para o festival. O encerramento do Festival contará com um desfile das joias.

O VI Chocolat Amazônia Festival e Flor Pará 2019 é uma realização do Governo do Estado do Pará por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e Desenvolvimento Agropecuário e Pesca (Sedap) em parceria com o Sebrae. O evento conta com patrocínio do Funcacau e Banpará e organização da MVU Eventos.


Comentários