Paralisação no Hospital Luis Viana Filho de Ilhéus

hlvf-Ilhéus-março2016.2Funcionários do hospital Luis Viana Filho de Ilhéus, entre eles, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem e auxiliares de serviços, contratados pela Fundação José Silveira que presta serviços ao estado, deflagraram greve a partir desta quarta-feira, dia 1º de junho, pelo atraso no pagamento do salario do mês de abril.

Para a direção SINTESI, sindicato da categoria, “há um desrespeito pela SESAB e a Fundação que contrata os profissionais em relação ao pagamento do salário, estamos entrando com ação na justiça e vamos fazer protestos e paralizações”, afirmam. Ainda de acordo com os sindicalistas, o final da paralisação só ocorrerá com o salário na conta.

 


Novo calendário de vacinação contra gripe em Itabuna

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está tornando pública uma nova agenda para a imunização contra o vírus da gripe Influenza A (H1N1), com a chegada do quinto lote das vacinas distribuídas pela Secretaria de Saúde da Bahia.

Desta vez o público alvo será crianças com idade a partir de seis meses a cinco anos e gestantes. Nesta etapa, a SMS disponibilizará equipes multiprofissionais que, de modo itinerante, estarão nas Unidades Básicas de Saúde previamente agendadas, conforme cronograma divulgado.

Confira aqui o Calendário.

 


Glaucoma, doença silenciosa que pode causar cegueira

olhosGlaucoma é uma doença, que é mais comum depois dos 40 anos e na sua fase inicial raramente apresenta sintomas tornando-se responsável pelo maior quadro de cegueira irreversível do mundo, afeta principalmente os grupos de risco dos idosos, negros, diabéticos, portadores de pressão arterial alta ou muito baixa, portadores de apneia do sono, os que fazem uso prolongado de medicação a base corticoide.

Uma doença ocular hereditária, degenerativo e progressivo causado principalmente pelo aumento da pressão do olho. “Nos casos agudos os sinais e sintomas são evidentes e se apresentam em dor ocular intensa, baixa da visão, observação de halos coloridos em torno da luz, náusea e vômito. Em 80% dos casos, o diagnóstico é tardio e só é confirmada quando já ocasionou danos irreversíveis ao paciente.Portanto, a avaliação cuidadosa do seu oftalmologista considerando o fundo de olho, campo visual e outros fatores de risco, é importante para o diagnóstico precoce e o tratamento da doença”, esclareceu o oftalmologista Rogério Vidal.

Vale lembrar a população que o tratamento eficaz para recuperar as fibras nervosas lesadas no glaucoma ainda não existe, e a prevenção é o fator decisivo no combate ao Glaucoma. “Por isso o DayHORC, Hospital de Olhos Ruy Cunha abraçou a Campanha Nacional de Combate ao Glaucoma, que é realizada nacionalmente em maio.

Este é o quarto ano que nós realizaremos o GlaucomaDAY em Itabuna e nossa meta é expandir o atendimento para 3.500”.(Por Lorena Guimarães)


Oferta de serviços de saúde marca Semana de Enfermagem da FTC Itabuna

Ações na Praça Mobilizaram Professores e Estudantes de Enfermagem da FTCPara comemorar o Dia Mundial do Enfermeiro (12 de maio), professores e estudantes de Enfermagem da FTC Itabuna ocuparam a Praça José Bastos, em frente ao campus-sede da Faculdade, nesta quarta-feira, 11, para ofertar gratuitamente uma série de serviços de educação e prevenção em saúde para a comunidade.

As ações contaram com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, do Hospital de Olhos Beira Rio e do Grupo Se Toque.

O evento, que fez parte da programação da XII Semana de Enfermagem da FTC, atraiu centenas de pessoas que aproveitaram dos serviços para medir taxas de glicemia capilar, aferir a pressão arterial e ocular, bem como buscar informações e orientações sobre prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, câncer de mama e do colo do útero. A programação também incluiu um rodada de palestras no auditório Gervásio Oliveira, ocorrida à noite.

Após utilizar dos serviços ofertados, a dona de casa Rosineide Silva fez questão de ressaltar a importância da iniciativa da FTC para a comunidade. “Infelizmente, hoje vivemos num mundo marcado pela ganância, individualismo e deficiência na gestão pública. Entretanto, nos sentimos gratificados quando presenciamos iniciativas como essa, aonde uma instituição de ensino privada vem para a Praça com seus alunos e professores para cuidar das pessoas”

 


Bahia registrou 28 mortes por microcefalia

O Ministério da Saúde divulgou neste mês um novo protocolo para notificação de bebês com microcefalia. De acordo com os novos critérios (perímetro cefálico ? 31,9cm para bebês do sexo masculino e perímetro cefálico ? que 31,5cm para bebês do sexo feminino), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), revisou todos os casos notificados desde outubro de 2015.

Atté o dia 2 de abril de 2016, 563 casos notificados em 128 municípios se enquadram no novo critério. Desses, 232 foram investigados com a realização de exame de imagem e/ou exame laboratorial, sendo 171 confirmados e 61 descartados.

Dos 563 casos, foram notificados 28 óbitos por microcefalia, nos seguintes municípios: Alagoinhas (1), Anguera (1), Camaçari (3), Conceição do Jacuípe (1), Cravolândia (1), Crisópolis (1), Monte Santo (1), Barro Preto (1), Campo Formoso (1), Itabuna (1), Itapetinga (1), Olindina (1), Salvador (6), Tanhaçu (1), Esplanada (1), Feira de Santana (1), Tancredo Neves (1), Santo Antônio de Jesus (1), Simões Filho (1), Senhor do Bonfim (1) e Ilhéus (1).


ONU diz que vírus Zika pode ser combatido com saneamento básico

Brasil é o 112 pais em saneamento basico

Da Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que, para combater o vírus Zika, é necessário que os países melhorem o saneamento básico. A entidade disse que 100 milhões de pessoas vivem atualmente sem acesso a sistemas adequados de saneamento na América Latina e 70 milhões não têm água encanada.

O documento destaca que, quando as pessoas não têm serviços de saneamento, tendem a armazenar água de maneira insegura, o que favorece a proliferação de mosquitos. Zika, dengue e chycungunya são doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, mosquito que se reproduz em água parada.

Água e esgotos

“Enquanto o mundo procura soluções de alta tecnologia para combater o vírus Zika, não devemos esquecer o péssimo estado do acesso à água e ao esgotamento sanitário para as populações desfavorecidas”, disse o relator especial das Nações Unidas para o Direito Humano à Água e ao Saneamento, Léo Heller, em nota divulgada pela organização.

Em comunicado, três especialistas da ONU ressaltaram que há um forte vínculo entre sistemas de saneamento deficientes e o surto atual do vírus Zika, bem como outras doenças causadas pelo Aedes aegypti e que a maneira mais efetiva de enfrentar o problema é melhorar os serviços [de saneamento].

A organização ressalta que, na região latino-americana, são os mais pobres e marginalizados que sofrem de maneira desproporcional pela carga das doenças transmitidas por mosquitos, já que é esta a população que não tem acesso à água encanada e a esgotos.


Itabuna terá aplicação de inseticida residual para combate ao Aedes

Vane recebe secretário de Saúde da Bahia que anuncia reforço no combate ao Aedes aegytpi  Foto Lucas França (2)Itabuna será a primeira cidade baiana a receber borrifadores de inseticida residual de aplicação intra-domiciliar para combater o mosquito Aedes aegypti. O anuncio foi feito na  manhã deste sábado (5), pelo secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, durante visita ao município. Na próxima semana, serão disponibilizados 92 borrifadores para a Secretaria Municipal de Saúde. O inseticida residual combate o aedes num período de 12 meses e será aplicado em domicílios nas áreas com maior incidência de focos.

O secretário também destacou os serviços de limpeza da calha e das bordas e a retirada de baronesas do Rio Cachoeira, que corta a cidade, reduzindo os focos do mosquito. Acompanhado do assessor especial Mateus Simões, do superintendente dos Gestão do Sistemas de Regulação da Atenção à Saúde (Suregs).  José Rodrigues  e da gerente do Núcleo Regional de Saúde/Sul,  Marisa Eduane, Vilas-Boas visitou o QG da Dengue, onde são atendidos pacientes com suspeita de dengue, zika vírus e chikungunya e o Hospital de Base de Itabuna, onde funciona uma unidade de atendimento a pacientes que necessitam de internação.

O QG da Dengue, implantado pela Prefeitura de Itabuna, em parceria com a Sesab, conta com 120 profissionais trabalhando em esquema de plantão todos os setes dias da semana. São nove médicos, sendo cinco durante o dia e quatro no regime de plantão noturno.


Mais de 41 países tiveram transmissão de Zika desde 2015

Boletim divulgado hoje (4) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) informa que 52 países e territórios registraram casos de infecção por Zika desde 2007 contraídos dentro do país, chamados de autóctones. Destes, 41 tiveram transmissão interna da doença no atual surto, que começou em 2015, sendo que  31 estão nas Américas.

O boletim informa também que França, Estados Unidos e Itália reportaram transmissão local da doença, embora não tenham circulação do Aedes aegypti. Neste caso, provavelmente houve transmissão sexual da infecção.

De acordo com a OMS, até agora, o aumento de casos de microcefalia e outras malformações neonatais só foi percebido no Brasil e na Polinésia Francesa. No Brasil, 641 casos de microcefalia foram confirmados desde outubro do ano passado e destes 82 com testes laboratoriais confirmados para relação com o vírus Zika.

Quanto aos casos de Síndrome de Guillain-Barré, oito países registraram o aumento da doença neurológica, que já teve sua relação com o vírus Zika provada em artigo científico baseado nos dados da Polinésia Francesa.(Agencia Brasil)


Faxinaço contra Aedes aegypti no São Caetano

Secretário de Saúde, Paulo Bicalho, coordenou a mobilização contra o mosquito no São Caetano - Foto Gabriel de Oliveira (2)Luvas, sacos de lixo e disposição para percorrer ruas e visitar todas as casas. Estas foram as armas utilizadas na manhã desta quarta-feira, no bairro São Caetano, por coordenadores, enfermeiros e servidores de secretarias e órgãos municipais, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna, no primeiro  faxinaço de combate ao Aedes aegypti promovido pela Prefeitura de Itabuna com o apoio do Governo do Estado. O mutirão foi realizado entre as 8 horas da manhã e o meio-dia para mobilizar a comunidade do bairro contra o mosquito.

Durante o percurso os participantes do faxinaço mobilizaram a comunidade com a distribuição de material informativo e uma folhinha onde as famílias poderão registrar em um determinado dia da semana o resultado da vistoria em quintais no combate a focos do mosquito. O principal apelo foi para que as famílias não deixem água parada em suas casas evitando locais de proliferação de larvas do Aedes aegypti.

Pelo menos dois caminhões de lixo foram recolhidos na ação. Uma das principais preocupações do secretário municipal de Saúde, Paulo Bicalho, é o grande número de casas fechadas e tanques cobertos com telhas de amianto onduladas. Segundo disse isto é um convite ao mosquito para depositar seus ovos nestes locais que se transformam em criadouros de larvas. “As pessoas devem vedar os depósitos e tanques com telas ou lençóis. A cobertura inadequada afeta todo o trabalho de prevenção”, justificou.

 


Diretora-geral da OMS chega ao Brasil para discutir combate ao Zika

diretora omsDa Agência Brasil

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, chega hoje (23) ao Brasil para visita oficial. Ela desembarca em Brasília, onde será recebida pela presidenta Dilma Rousseff. Ao longo do dia, estão previstos ainda encontros com ministros de diversas pastas envolvidas na resposta brasileira à epidemia do vírus Zika.

Margaret Chan vem ao país acompanhada da diretora da Organização Pan-Americana de Saúde e diretora regional da OMS paras as Américas, Carissa Etienne. Da capital, ela deve seguir para o Recife, já que o estado de Pernambuco registra o maior número de casos de microcefalia possivelmente associados à infecção (182 casos da malformação confirmados e 1.203 em investigação).

No início do mês, a OMS declarou emergência em saúde pública de interesse internacional em razão do aumento de casos de infecção pelo Zika em diversos países e de uma possível relação da doença com quadros de malformação congênita e síndromes neurológicas. A decisão foi tomada após reunião de um comitê de emergência em Genebra.

O Ministério da Saúde investiga pelo menos 3.935 casos suspeitos de microcefalia possivelmente associada ao vírus. Até o dia 13 de fevereiro, 508 casos foram confirmados e 837 descartados de um total de 5.280 notificações. Desde a última quinta-feira (18), a notificação de casos suspeitos de infecção pelo Zika é obrigatória no Brasil. Todos os casos suspeitos deverão ser comunicados semanalmente às autoridades sanitárias.