UESC lança Revista Brasileira de Ciências em Saúde

O Departamento de Ciências da Saúde (DCS) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) acaba de lançar a Revista Brasileira de Ciências em Saúde (REBRACISA). É uma revista de acesso aberto, apenas on-line, dedicada à publicação de artigos nas diversas áreas de avaliação/Conhecimento Capes de Ciências da Saúde.

De acordo com o professor/Dr. Ricardo Matos Santana, diretor do periódico “a revista busca a consolidação, promoção e atualização das tendências de pensamento e das práticas em Ciências da Saúde, em diálogo permanente com a Ciência e Tecnologia”.

A partir do lançamento do edital serão aceitos artigos relatando observações clínicas e intervenções, estudos experimentais e conceitos teóricos. “São todos bem-vindos desde que sejam de grande importância científica e relevância. Os artigos devem ser autênticos, educacionais e originais em seu conteúdo e com abordagem científica,” explica a professora/Dra. e gerente da revista Regiane Duarte.

“A Revista Brasileira de Ciências em Saúde – REBRACISA requer os mais elevados padrões de integridade científica, a fim de promover resultados de pesquisas confiáveis, reprodutíveis e verificáveis. Todos os autores são aconselhados a consultar os Princípios Éticos de Publicação da Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC antes de submeter um manuscrito”, frisam os diretores da revista.

“A apresentação de um manuscrito para esta revista dá a equipe editorial o direito de publicar se for aceito. Os manuscritos podem ser editados para melhorar a clareza e de expressão. Os Contatos são através do E-mail  rebracisa@uesc.br , https://twitter.com/REBRACISA_UESC,  telefone  (73)3680-5114, Fax: (73)3680-5115, no Departamento de Saúde – DCS no Pavilhão Jorge Amado 2º piso, no Campus Soane Nazaré de Andrade, da Universidade Estadual de Santa Cruz na Rodovia Jorge Amado, Km 16, Bairro Salobrinho, Ilhéus (BA).


Mutirão de Endoscopias e Colonoscopias será nesta sexta-feira em Itabuna

Como parte integrante da 4ª Jornada do Aparelho Digestivo do Interior da Bahia (JADIB), será realizado nesta sexta-feira (2.09) o Mutirão de Endoscopias e Colonoscopias, com total de 20 pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Serão 10 Colonoscopias e outras 10 Endoscopias Digestivas altas, incluindo procedimentos terapêuticos como Gastrostomia Endoscópicas, Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago e Retirada de pólipos. Todos os procedimentos serão realizados no Centro Cirúrgico do Hospital Calixto Midlej Filho com a presença de especialistas de Salvador e médicos da região.

Segundo o médico coordenador da Jornada, Dr. Augusto Lins, os pacientes que serão submetidos aos procedimentos durante o Mutirão já foram triados em atendimentos realizados na Policlínica de Itabuna. “Rastreamos os pacientes com demanda para procedimentos em intestino e estômago a partir de encaminhamentos das Unidades Básicas de Saúde e unidades especializadas SUS”, declarou o Médico Augusto Lins.

Ainda segundo o médico, os procedimentos serão realizados com o suporte de equipamentos endoscópicos de última geração, montados pela fabricante FUGINON, e liberação de material como Kits de Ligadura Elástica, Kits de Gastrostomia Endoscópicas, bem como outros acessórios, doados pela Empresa Boston Scientific. Os procedimentos serão operados por nove profissionais com grande expertise na área. “São colegas convidados para ministrar palestras e participar de mesas redondas que acontecerão no sábado, durante a Jornada, e que se voluntariaram a estar conosco neste Mutirão”, declarou Dr. Augusto. O Mutirão ainda conta com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna e Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.


Exame de vista pode vir a detectar Parkinson antes mesmo de primeiros sintomas

Mulher fazendo exame de vistaDa BBC Brasil

Segundo a professora e pesquisadora-chefe do estudo Francesca Cordeiro, da University College London, roedores que ainda não tinham nenhum sintoma da doença passaram pelo exame e apresentaram alterações no fundo dos olhos.

Ela afirmou que o método é barato e não invasivo e que “é potencialmente uma descoberta revolucionária no que diz respeito a diagnósticos rápidos e tratamento no início de uma das doenças mais debilitantes do mundo”.

“Com isso, talvez possamos intervir muito mais cedo e tratar de uma maneira mais eficiente pessoas com essa doença devastadora.”
Atualmente, não há exames de imagem ou de sangue que concluam um diagnóstico de Parkinson.

Arthur Roach, diretor de pesquisa da ONG Parkison’s UK, disse que há uma “necessidade urgente de um método simples e preciso para se detectar essa doença, principalmente nos primeiros estágios”.
“Apesar de a pesquisa ainda estar em seu estágio inicial e precisar ser testada em pessoas com Parkinson, um testes simples e não invasivo, exatamente como um exame de vista, poderia ser um passo significativo no tratamento da doença.”
Os pesquisadores disseram ainda que o método pode ser usado também para avaliar como os pacientes estão respondendo ao tratamento. O estudo foi divulgado na publicação Acta Neuropathologica Communications.
Os sintomas de Parkinson – que incluem tremores, rigidez muscular, lentidão nos movimentos e qualidade de vida prejudicada – geralmente surgem após as células cerebrais já terem sido danificadas.


Fundação Hospitalar de Camacan oferece Oficina para Gestantes

Promovendo sempre a solidariedade e a proteção à vida, a Fundação Hospitalar de Camacan oferece, neste mês de agosto, uma Oficina para Gestantes. Para participar, a futura mamãe precisa estar no terceiro trimestre, que se dá a partir da 27ª semana.

Às 37 semanas, o bebé é considerado um bebé de termo e pode nascer a qualquer momento. Todos os sistemas do bebé estão completamente desenvolvidos e prontos para a próxima etapa. Atentos aos cuidados que essa fase exige, os profissionais de diversas áreas prestarão serviços às gestantes, como orientações psicológicas, de enfermaria e pediatria, além de serviço bucal (dentista) e sessões de fisioterapia. No momento de conclusão da Oficina a gestante irá, ainda, receber um kit de apoio, com materiais de higiene pessoal e limpeza.

A Fundação Hospitalar vem trabalhando para melhor servir à população de Camacan e demais cidades vizinhas. Com localização privilegiada, oferece hoje instalações amplas, parque tecnológico de ponta, e profissionais capacitados. O telefone para contato é (73) 3283-2211.


Testes com a pílula do câncer começam hoje

Os testes clínicos com a fosfoetanolamina sintética para tratamento do câncer começam hoje (25) na capital paulista. Nesta primeira fase, dez pacientes receberão a medicação, conhecida como pílula do câncer, e serão monitorados por uma equipe multiprofissional do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

Posteriormente, serão testados mais 21 pacientes para dez tipos de tumores: cabeça e pescoço, pulmão, mama, cólon e reto, colo uterino, próstata, melanoma, pâncreas, estômago e fígado. Se os resultados se mostrarem positivos, serão incluídos novos pacientes, até o limite máximo de mil pessoas.

Os testes foram aprovados na Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, do Ministério da Saúde. A Fundação para o Remédio Popular (Furp), laboratório oficial da secretaria de Saúde do estado, forneceu as cápsulas da substância para realização da pesquisa.

Segundo a Secretaria de Saúde, o pesquisador aposentado da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos Gilberto Chierice vai acompanhar todo o processo.


Hospitais filantrópicos se unem em campanha contra o subfinanciamento do SUS!

Sete Hospitais filantrópicos e Santas Casas de Misericórdia na Bahia estão unidas para o enfrentamento do agravamento da crise financeira no setor de saúde. Em movimento iniciado pelo Hospital Martagão Gesteira e Santas Casas de Nazaré, Valença e Cruz das Almas, a campanha SOS Saúde na Bahia está com ações de comunicação e de mobilização iniciadas ainda na primeira semana de julho.

Na última semana, além da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, o movimento recebeu adesão das Santas Casas de Poções e Vitória da Conquista.

Na linha do que vem sendo intensamente apresentado pela Provedoria da Santa Casa de Itabuna, a campanha enfoca o subfinanciamento do SUS para diversos serviços estratégicos ofertados pelas instituições filantrópicas. Juntos, os sete hospitais somam cerca de 200 mil procedimentos/mês que deixarão de ser oferecidos caso as Unidades encerrem as atividades. Deste total, 66 mil atendimentos são realizados mensalmente na Santa Casa de Itabuna. Já a população de Nazaré, Valença e Vitória da Conquista, pode ver reduzidos 12 mil, 20 mil e 34 mil procedimentos mensais, respectivamente.


Banco de Sangue de Itabuna é foco de campanha da Unicred

A Uniced Região Sul da Bahia, em parceria com o Núcleo do Hemoterapia da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, está promovendo a Campanha “Doe Sague. Coopere com a Vida”.

Ao realizar sua doação de sangue voluntária, o doador contribui com o abastecimento do banco de sangue de Itabuna, um dos mais importantes do interior do Estado, atendendo a 116 municípios da região sul da Bahia. Ainda na última sexta-feira (01.07), a ação foi aberta com um mutirão de doadores da própria Unicred.

A campanha compreende uma grande mobilização entre os cooperados das três Agências da Unicred – Itabuna, Ilhéus e Jequié – e da comunidade em geral, tendo como marco o dia 9 de julho, chamado Dia do Cooperar 2016. A campanha está sendo realizada nas mídias sociais, além da distribuição de folder informativos e afixação de banners em locais estratégicos.

“Para nós do Banco de Sangue a iniciativa é muito positiva e representará, com certeza, uma elevação necessária nos estoques da Unidade, o que é imprescindível neste mês, quando há uma queda natural no número de doações”, declarou o coordenador de Captação do banco de Sangue, Adelson Bispo.


III Seminário Regional sobre crack e outras drogas será realizado na UESC

Nesta quarta-feira (15), a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), através do Centro Regional de Referência para formação permanente em intervenção e prevenção ao uso de drogas (CRR) realiza o III Seminário Regional sobre crack e outras drogas.

O objetivo é promover a difusão de conhecimento acerca de aspectos da prevalência, da prevenção e da intervenção ao uso de drogas, com o apoio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) e da liderança do Grupo de Pesquisa em Saúde Mental da UESC, cadastrado no CNPq.

O evento destina-se aos gestores da Saúde, Assistência Social, Educação e áreas afins, profissionais de diferentes áreas de atuação, professores, pesquisadores, estudantes e a comunidade em geral. Terá lugar no Auditório do Centro de Arte e Cultura Governador Paulo Souto, no Campus Prof. Soane Nazaré de Andrade, em Ilhéus.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local do evento, a partir das 17 horas. O Seminário vai marcar o início das atividades do Centro Regional de Referência (CRR) para formação permanente de profissionais atuantes nas redes SUS e SUAS da região sul da Bahia.

A programação contará com a conferência “Prevenção e Atenção ao Uso de Álcool e Outras Drogas na Comunidade”, com o Dr. Erikson Felipe Furtado, do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP), Campus de Ribeirão Preto


Evento identifica glaucoma

Pacientes-cadastrados-durante-mutirão-do-glaucoma-580x387O esforço conjunto de médicos e colaboradores na 4ª Edição do GlaucomaDay, realizado em Itabuna pelo DayHORC- Hospital de Olhos Ruy Cunha no ultimo sábado (4), foi altamente positivo e diagnosticou a suspeita da doença em 768 pacientes.

Um dos beneficiados, o aposentado Jedeon Rodrigues dos Santos, cujo exame de tonometria indicou pressão ocular bastante elevada, elogiou bastante os serviços oferecidos. “Cheguei às 8:30 e às 9 horas já tinha sido atendido e saí com a consulta de acompanhamento agendada. Nunca imaginei que a pressão do meu olho estivesse alterada, nunca senti dor ou qualquer alteração na visão, mas graças ao atendimento no GlaucomaDay irei investigar a fundo a predisposição ao Glaucoma”, contou bastante satisfeito.

Durante a ação foram prestados 4.500 atendimentos à população, entre procedimentos de tonometria, fundoscopia, aferição de pressão arterial e glicemia, além de orientações médicas e distribuição de material informativo.

Aos pacientes que tiveram diagnóstico de glaucoma foi garantido o tratamento pelo SUS por meio de acompanhamento contínuo e até mesmo com recebimento de colírios. Segundo o oftalmologista Rogério Vidal, “O glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado por meio de procedimentos médicos e medicação”, explicou.


Centro de Referência apresenta atividades para profissionais de saúde e assistência social

IMG_3394Profissionais da saúde e assistência social foram orientados nesta quinta-feira, 2, sobre as atividades de Capacitação do Centro Regional de Referência (CRR) para a formação permanente, visando o enfrentamento do crack, álcool e outras drogas. O projeto de extensão da Uesc é desenvolvido desde 2011, nos municípios Sulbaianos, em parceria com a Amurc.

O coordenador do CRR, Alexandre Justo de Oliveira declarou que os cursos são oferecidos pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), com o objetivo de treinar os profissionais nos municípios, a exemplo dos secretários e técnicos das áreas da saúde, assistência social e da segurança pública.

“Já conseguimos desenvolver alguns projetos de intervenções muito interessantes em Itajuípe, Ilhéus, Itabuna, dentre outros municípios. Nas duas últimas versões, conseguimos capacitar em torno de 570 profissionais, e, a ideia agora é manter esse nível de potencial de capacitação dos profissionais”, pontuou Justo.

A iniciativa foi parabenizada pelo presidente da Amurc e prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana, que segundo ele, um dos grandes desafios é alinhar e compartilhar as ações em parceria com todos os segmentos do governo municipal. “Às vezes o tratamento da gestão das drogas é trabalhado de forma isolada. Mas o problema envolve vários segmentos do Governo, e precisa ter essa atenção”, destacou o gestor.

Capacitação

As atividades do CRR terão início no próximo dia 15 de junho, na Uesc, com o Seminário Regional sobre crack e outras drogas. Em seguida, no dia 16, será promovido um Curso de Aperfeiçoamento para profissionais atuantes no Programa de Saúde da Família, Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps).

Mais informações, entrar em contato com a Amurc pelo telefone: (73) 3613-5114.