Simpósio de Atenção à Mulher Hospital de Base

A Residência Médica de Cirurgia Geral do Hospital de Base em conjunto com o internato de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) vai realizar nesta sexta-feira, dia 20, a partir das 8 horas, no auditório da unidade, evento científico multidisciplinar em busca da melhoria da saúde da mulher. “O Simpósio de Atenção à Mulher – O desafio da assistência ao trauma e à violência sexual e doméstica” é aberto a profissionais e estudantes de saúde.

O evento tem o propósito de identificar e solucionar falhas na assistência à pacientes do sexo feminino, vítima do trauma, da violência sexual e doméstica. Para uma das coordenadoras do Centro de Estudos do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães e organizadora do evento Daise Mara Santana, o Simpósio não poderia acontecer em um local mais propício.

“O Hospital de Base é o local onde a população de Itabuna e municípios circunvizinhos, vítima de trauma, solicita assistência à saúde. O objetivo do nosso encontro é integrar conhecimento científico das áreas de Medicina, Enfermagem, Assistência Social e Psicologia, além de compartilhar experiências cotidianas e rediscutir valores indispensáveis à saúde da mulher”, explicou. Mais informações podem ser obtidas pelo número: (73) 3214-165 durante o horário de expediente.


Sindilimp participa da campanha de prevenção ao câncer de próstata

Sindlimp_diretoria_03_11_153Unindo forças ao movimento internacional do Novembro Azul, o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp), entra na campanha de prevenção ao câncer de próstata, fazendo orientações a respeito dos riscos desta doença em sua base sindical na região.

Segundo informações da ONG da Inglaterra Cancer Care, 1,1 milhão de homens são afetados pelo câncer de próstata e a enfermidade provoca 307 mil mortes no mundo, todos os anos. O diagnóstico precoce tem 90 % de chances de cura. O exame de próstata deve ser feito anualmente a partir dos 45 anos de idade entre pessoas negras e nas que teve parentes de primeiro grau acometido com a doença. Nos demais homens com 50 anos.

“Hoje existem homens que por conta do preconceito, não fazem o exame de câncer de próstata, e isso pode levar a morte,” alerta José Norlando de Souza (40), diretor do Sindilimp. Para o sindicalista Elivan Oliveira dos Santos (32), prevenir ainda é o melhor remédio. “Essa doença do câncer se descoberta no início tem como o homem sobreviver”, salienta Elivan, que pretende fazer o exame quando estiver na idade indicado pelos especialistas.

Assim como a campanha do Outubro Rosa de prevenção ao câncer de mama realizada com sucesso, a proposta de chamar a atenção no Novembro Azul pretende alcançar os mesmos objetivos, alertar quanto a prevenção. “Estamos mobilizando os trabalhadores em nossas bases. Vamos durante todo o mês de novembro entregar panfletos educativos e realizar palestras sobre a importância da prevenção do câncer de próstata”, afirma o coordenador regional do Sindilimp José Carlos.


A cada mil mulheres, um homem tem câncer de mama

Um ano após retirar tumor, professor Maurício Tavares exibe cicatriz da cirurgia - Foto: Luciano da Matta | Ag. A TARDEDeu em A Tarde

O professor Maurício Tavares intercala emoção e um humor ácido ao falar do câncer de mama que precisou enfrentar no ano passado, aos 59 anos. Na época do diagnóstico, no entanto, o sentimento predominante, passado o susto da notícia, foi o medo da morte.

Tavares literalmente perdeu o sono – ficou dois meses sem pregar o olho, conta ele à equipe de reportagem de A TARDE – só de pensar nessa possibilidade.

“Fiquei muito tempo com insônia e nem podia tomar remédio forte, porque sou diabético. Tomo insulina e, caso tivesse hipoglicemia, poderia não acordar à noite”, ele relata, emocionado.

O professor faz parte de um grupo restrito de homens baianos, já que o câncer de mama é doença rara no mundo masculino. No ano passado, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) registrou apenas 29 casos do tipo. Em 2013, foram 35 e, em 2012, 45. Já em 2015, até o mês de junho, a secretaria contabilizou 12 casos.

De acordo com levantamento feito pelo Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB), a cada mil casos de tumor de mama feminino, um caso igual é registrado entre os homens no estado.

“Essa proporção é mais ou menos equivalente ao que a literatura médica vem publicando”, explica a oncologista Clarissa Mathias, uma das diretoras do NOB.

LEIA MIAS EM A TARDE.


Ações do programa “Crack, É Possível Vencer” em Itabuna

Estudantes do CIOMF participam de atividade do Crack, é Possível Vencer - Foto Divulgação (3)
Estudantes do CIOMF participam de atividade do Crack, é Possível Vencer

A Prefeitura de Itabuna, através do Departamento de Proteção Especial da Secretaria de Assistência Social (SAS), desenvolve o programa “Crack, é Possível Vencer” que trabalha simultaneamente prevenção, combate, reabilitação e reintegração social. A cada dia esse trabalho se intensifica com o objetivo de reduzir os índices de consumo de drogas e fornecendo apoio a grupos de risco em todas as suas demandas.

Prevenção, cuidado e autoridade. São essas as três frentes de atuação do Programa. A equipe à frente do Crack, é Possível Vencer, já mobilizou todos os eixos necessários para que o programa obtenha resultados, reunindo os setores de Educação, Saúde e Guarda Civil Municipal, agindo em todas as esferas.

A coordenadora das Políticas Municipais Sobre Drogas, Lívia Póvoas, conta que o Programa está sendo apresentado aos diretores e coordenadores de instituições de ensino. “Buscamos explanar aos diretores e coordenadores sobre a importância do projeto, as metas que precisamos atingir e expor as estratégias a serem desenvolvidas, pois com essa compreensão a ações estarão sempre em sintonia” disse.

Lívia Póvoas conta ainda que ações pedagógicas estão sendo realizadas com os alunos, tornando-os multiplicadores. “O objetivo é o de promover uma conscientização em relação à prevenção do uso e abuso de drogas, bem como reconhecer comportamentos de riscos no contexto escolar”, enfatiza. O primeiro encontro de Multiplicadores do programa ocorreu no Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (CIOMF).


Dia dos Agentes Comunitários de Saúde

Nesta segunda-feira, dia 4, será comemorado nacionalmente o Dia do Agente Comunitário de Saúde.

Em Itabuna, os 420 agentes comemoram a data com diversas conquistas entre as quais a implantação de uma Escola Técnica, com previsão de inicio das aulas em novembro deste ano, e a valorização pela Prefeitura da categoria, que na atual gestão passou a ter um dos maiores salários entre os municípios baianos, alcançando salário-base de R$ 1.114,00, ultrapassando até mesmo o da capital que tem salário-base de R$ 788.


Dia “D” de vacinação

Voluntários, pessoal e toda a estrutura da Secretaria Municipal de Saúde estão mobilizados para “Dia D” a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e multivacinação neste sábado, 15 de agosto, em Itabuna.

A meta é vacinar 13 mil crianças entre seis meses e cinco anos de idade. Na tarde de hoje os 23 postos de vacinação começaram a receber os kits de vacinação que foram distribuídos pela Rede Frios.

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde, Gracilene dos Santos Dias, orienta os pais ou responsáveis para que acompanhem a criança aos locais de vacinação, levando o cartão de vacinação, já que a campanha também oferecerá vacinas para a que ainda não tenha sido vacinada.