Professores são vacinados contra Influenza nas escolas

Para melhorar o índice de cobertura da vacinação contra a Influenza, em Ilhéus, técnicos da secretaria municipal da Saúde montaram hoje (25), durante todo o dia, postos volantes no Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne (IME), a maior escola da rede municipal de ensino, e no CEEP/Ceamev, a rede estadual. Pela manhã, foram vacinados 60 professores nas duas instituições.

A estratégia visa oportunizar os trabalhadores de educação – um dos públicos-alvo da campanha – a receber a dose única da vacina em seu próprio local de trabalho. Assim como acontece por todo o Brasil, a campanha está sem atingir o índice de cobertura de 90 por cento, exigido pelo Ministério da Saúde. A preocupação é prevenir doenças causadas pelo vírus influenza e até mortes. A campanha, que prevê a cobertura vacinal de 41.109 ilheenses, tem, até o momento, 42 por cento do índice alcançado.

De acordo com Gleidson Santana Souza, coordenador da Vigilância Epidemiológica do Município, ações semelhantes estão sendo executadas na zona rural de Ilhéus e, à noite, nas igrejas e templos religiosos. Grupos prioritários são convidados a se vacinar. “Além de proteger-se, contribui para que Ilhéus atinja a cobertura vacinal”, assegura.


Campanha de vacinação contra gripe segue até o dia 26 em Ibicaraí

campanha-de-vacinacao-contra-gripe-segue-ate-o-dia-26-em-ibicarai-2Durante todo o sábado, dia 13, aconteceu nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Ibicaraí o dia D de mobilização da campanha nacional da vacinação contra a gripe. S pessoas que tiverem dentro do grupo prioritário e que ainda não foram vacinadas, podem se dirigir às unidades de saúde até o dia 26 para realizar a vacinação.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Givanilson dos Santos (Van), mesmo a vacinação estando disponível desde o dia 24 de abril, em todas as UBS, a procura tem sido abaixo do esperado, e para tentar bater a meta de vacinação seguirá até o dia 26 de maio. “A recomendação dada pelo Ministério da Saúde é que precisamos atingir a meta de 90% do grupo prioritário. O prefeito Lula Brandão nos pediu todo o empenho para que a meta exigida seja batida até o próximo dia 26, dentro do calendário das vacinações no município”, disse Van.

Dia D – A ação ocorreu em todo o território nacional, das 8h às 17h e, em Ibicaraí, só ficou de fora a UBS do distrito do Cajueiro Novo, que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 19.

Grupos Prioritários – A vacinação é destinada ao grupo prioritário, que são crianças de 06 meses a menores de 05 anos, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, idosos, portadores de doenças crônicas e professores, que deve comparecer a UBS com documentos em mãos e a caderneta de vacinação.


Vacinação contra gripe no município de Buerarema

Cerca de 90 profissionais estiveram envolvidos no dia D de Vacinação contra gripe no município de Buerarema realizado neste sábado, dia 13, que teve início as 8h e finalizou as 17h, em todos os postos de saúde do município. A Secretaria de Saúde de Buerarema iniciou a campanha contra a influenza no dia de 17 abril. A meta é que 90% do público prioritário do município seja imunizados.

Faz parte do grupo prioritário as crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores que são a novidade deste ano.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Hercília Bomfim, a vacina protege contra os três subtipos do vírus recomendados pela Organização Mundial da Saúde-OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). “A vacina pode impedir as complicações provenientes dos principais subtipos de influenza que circulam hoje, e é totalmente segura.”

 


Ilhéus realizou Plenária sobre Atenção à Saúde da Mulher

ilheus-realizou-plenaria-sobre-atencao-a-saude-da-mulher-foto-clodoaldo-ribeiro-3A secretaria de Saúde (Sesau) da Prefeitura de Ilhéus e o Conselho Municipal de Saúde realizaram, na manhã desta sexta-feira, 5, a Plenária de Saúde da Mulher, com a participação de representantes da sociedade civil organizada, com o objetivo de discutir as políticas públicas do setor em atenção às mulheres. O evento aconteceu no auditório da Ceplac, no centro da cidade, tendo como temática central “Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade”.

A plenária contou com palestras feitas pela gerente Técnica e de Planejamento da Secretaria de Saúde, Sonilda Melo, e pela coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), Fátima Albuquerque. Também participaram a diretora do Departamento de Atenção Básica à Saúde, Andréa Flores, a coordenadora municipal de Saúde da Mulher, Joelma Sampaio, a coordenadora de Saúde na Zona Rural, Elma Valiense e diretores do Conselho Municipal de Saúde, Fred Santos, Yolando Souza e Diala Magalhães, entre outros.

Além das palestras, foi aberto espaço para debates e promovida mesa redonda para discussão de propostas a serem apresentadas na Conferência Macroregional de Saúde da Mulher, a ser realizada no dia 30 de maio, no auditório da FTC, em Itabuna. A plenária também abordou a violência física e psicológica sofrida pela mulher.

Na oportunidade, a enfermeira Sonilda Melo chamou atenção para a necessidade de inserção das mulheres na definição de políticas publicas de saúde e para a importância da denúncia contra todo e qualquer tipo de preconceito. Por sua vez, a coordenadora do CRAM, Fátima Albuquerque, salientou que “o conceito de violência contra a mulher é cultural, imposto desde a infância.”


Prefeitura de Ibicaraí estimula conhecimentos básicos na área de saúde

A prefeitura municipal de Ibicaraí, através da secretaria de Saúde, promoveu segunda-feira, dia 24, no hospital regional Arlete Maron de Magalhães, o curso de capacitação para os técnicos de enfermagem, administrado pelo enfermeiro Levi Gama e a coordenadora de enfermagem, Andréia Matos.

Com o tema “Cuidados de Enfermagem Relacionados ao CME (Central de Material Esterilizado)”, o curso de capacitação visa aprimorar e capacitar os técnicos de enfermagem dentro do estabelecimento de saúde, para prepará-los a receberem o material considerado “sujo e contaminado” e, posteriormente, descontaminá-los, esterilizá-los e prepará-los para armazenamento. Como as roupas limpas que vem da lavanderia, que depois de descontaminadas e esterilizadas, serão armazenadas para distribuição interna.


Fiocruz cria aplicativo para pesquisar doenças e monitorar animais silvestres

vacina_fiocruz_-_pesquisaEm tempo de uso crescente da tecnologia para soluções de problemas da sociedade, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) conta com a população para ajudar no combate de doenças no Brasil e na coleta de informações por meio do uso de um aplicativo gratuito e disponível no Google Play.

A bióloga Márcia Chame, que está à frente de um projeto de biodiversidade da Fiocruz, informou que, para ampliar a base de dados utilizados nas pesquisas, é preciso aumentar os meios de monitoramento das informações. Com o aplicativo, os especialistas recebem os dados regionais diretamente das populações.

“Acreditamos que a sociedade é parte do processo. Por isso, desde 2005 começamos a desenvolver um aplicativo em que qualquer pessoa no país pode nos ajudar no monitoramento de animais silvestres. Não só macacos, mas carnívoros, roedores e todo tipo de animais”, disse.

O aplicativo permite receber uma série de registros, inclusive fotos. “Ele funciona off line, de modo que no meio do campo há um georreferenciamento. As pessoas podem checar seus dados no mapa disponível e atrás dessas informações temos esses modelos.”


Nutricionista dá dicas para alérgicos aproveitarem a ceia da Semana Santa

Dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) apontam que 8% das crianças e 2% dos adultos brasileiros sofrem de algum tipo de alergia alimentar. Os alimentos que mais causam reações adversas no organismo são leite de vaca, clara de ovo, trigo, soja e frutos do mar. A professora do curso de Gastronomia do Centro Universitário Estácio, Joseni Lima, dá algumas dicas para quem possui alergia e não quer deixar de comer as delícias da ceia da Semana Santa.

Para as pessoas que não comem camarão, Joseni Lima afirma que é importante garantir a presença de temperos e condimentos como: cebola, coentro e, especialmente, o gengibre nas receitas baianas de moqueca, caruru e vatapá. “Esses elementos são realmente importantes para garantir o gosto marcante dessas receitas e para que elas não percam sabor devido à ausência do camarão”, diz.

A professora também sugere incluir bacalhau no preparo dos alimentos como forma de substituir o crustáceo “Uma alternativa para quem quer marcar bem no sabor é a substituição do camarão por bacalhau. As preparações ficam com apresentação convencional tanto na cor quanto no sabor”, completa Joseni.

Além da alergia a frutos do mar, tem aqueles que possuem intolerância ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, na cevada e no centeio. Neste caso, a mudança deve ser feita na tradicional receita do vatapá que leva pão ou farinha de trigo. A professora sugere como substitutos a fruta-pão, que possui um elevado teor de amido, ou abóbora assada. “Mesmo sem os ingredientes tradicionais, o vatapá fica delicioso e quem optar pela abóbora não precisa colocar o azeite de dendê ou usar uma quantidade mínima apenas para aromatizar”, recomenda Joseni.


Inscrições para Projeto Aquático começam em abril na Vila Olímpica

ItabunaA Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, através da Diretoria de Esporte, inicia no próximo dia 3 de abril, as inscrições gratuitas para aulas de Natação e Hidroginástica do Projeto Aquático, que serão realizadas na Vila Olímpica, no bairro São Caetano. O objetivo é unir pessoas que gostam de praticar os exercícios físicos para melhorar a qualidade de vida ou necessitam da prática do esporte para reabilitar-se de algum tipo de acidente. O projeto idealizado pela professora Nilza Maria Rodrigues em 2000, está na sua 17º edição.

As inscrições podem ser feitas na Vila Olímpica, de segunda à sexta, das 8h30min às 12 horas. No ato da matrícula são exigidos para os alunos da casa (adultos), carteira do projeto de 2016 e atestado médico do ano em curso. Para as crianças, deve ser apresentado também o atestado escolar de 2017. Quem pretende ingressar pela primeira vez no projeto, são necessários, além do atestado médico e carteira de identidade, duas fotos ¾. A criança ou adolescente que não possuir o RG, a inscrição poderá ser efetuada pelos pais ou responsáveis munidos da certidão de nascimento.

Segundo Nilza Maria, a expectativa é começar as atividades do projeto com pelo menos 800 pessoas inscritas. Para crianças com idade entre três e oitos anos é importante o acompanhamento dos pais. Pessoas com idade superior a 16 anos podem participar das atividades de hidroginástica. As aulas começam na dia 17 de abril, com turmas nos horários matutino e vespertino.

 


Capacitação em assistência de enfermagem na sala de parto em Ibicaraí

A prefeitura de Ibicaraí e a secretaria municipal de Saúde, através do Hospital Arlete Maron de Magalhães, promoveu na manhã de ontem, segunda-feira, dia 20, no prédio do Colégio Estadual Ana Nery, uma palestra sobre “Educação Continuada: Assistência de Enfermagem em Sala de Parto Normal” para enfermeiras do município.

A palestra foi ministrada pela técnica de enfermagem Tayjiane Bezerra que contou com o apoio da coordenadora de Enfermagem Andréia Matos. Durante mais de duas horas Tayjiane falou e mostrou slides sobre diversos assuntos relativos à capacitação em assistência de enfermagem na sala de parto.


Cuidados com a visão na volta às aulas

Resultado de imagem para crian;a de oculosO ano letivo nem bem começou e a professora do seu filho já sinalizou problemas relacionados a falta de atenção dele durante a aula? O caracterizou como uma criança desligada, a qual não demonstra interesse e apresenta grande dificuldade em aprender?

Em anexo segue matéria onde a oftalmopediatra do DayHORC –  Hospital de Olhos Ruy Cunha, Luciana Pinto de Carvalho – CRM 13.714, faz um alerta, aos sintomas que podem estar relacionados aos problemas da visão, pois a criança que tem dificuldade de enxergar não consegue acompanhar o ritmo dos colegas.

Para identificar os problemas pais e professores devem estar atentos aos comportamentos que evidenciem essas deficiências visuais. Os indícios são vários e podem ser percebidos facilmente.