De olho em uma vaga na Câmara de Ilhéus João José se licencia do trabalho

O sociólogo e técnico João José, do quadro administrativo Universidade Estadual de Santa Cruz se licenciou do cargo nesta sexta-feira(01), de olho em uma das cadeiras da Câmara de Vereadores de Ilhéus.

João que também é sindicalista combativo e filiado ao Partido dos Trabalhadores(PT), ressaltou durante sua despedida temporária de suas funções, a importância da parceria, do debate, e do apoio dos amigos e colegas para jornada que se aproxima. “É gratificante puder contar com os amigos neste momento crucial para refletir os novos rumos para Ilhéus”, afirmou.

Nos corredores da UESC o nome de João tem circulado e sido comentado  bastante pela comunidade acadêmica. Morador do Salobinho e com relevantes serviços prestado no bairro, acredita em crescimento durante o processo eleitoral.


Geraldo é melhor no primeiro debate da Difusora

gs difusoraO pré-candidato a prefeito de Itabuna, Geraldo Simões (PT), foi quem apresentou as melhores propostas para administrar Itabuna a partir de 2017. Essa foi a percepção mais comentada nos grupos no WhatsApp, que atualmente pautam o discurso político na cidade. O debate foi promovido pela Rádio Difusora.

Geraldo, que inicialmente não havia sido convidado, teve sua participação garantida por meio de uma decisão da Justiça Eleitoral, pontuou ações que implantou quando foi prefeito em duas gestões, e apontou soluções para um eventual novo mandato.

Na Educação, por exemplo, cobrou uma participação articulada das instituições locais, e uma ação específica: educação em tempo integral. “A rua não é lugar para as crianças passarem metade do dia”.

Sobre a crise da água, Geraldo defende o aceleramento da obra da barragem do rio Colônia. “Não podemos esperar dois anos para a conclusão dessa obra. Sou contra a privatização da Emasa. A solução é acelerar as obras da barragem. Se a Emasa não tem capacidade de investimento, que seja devolvida ao governo do estado”.

O pré-candidato ainda falou sobre saúde, desemprego e violência. “Foi uma oportunidade mostrar ao povo de Itabuna que temos as melhores propostas para governar nossa cidade, caso o povo de Itabuna venha a nos dar mais uma oportunidade após as convenções de julho”.


Manifestação em Itabuna contra o golpe

manifestacao_contra_golpe_10_06_2016Com a participação expressiva de mulheres e estudantes, a Frente Brasil Popular promove na tarde de hoje em Itabuna o ato ´Fora Temer`.

Os manifestantes percorreram a avenida do Cinquentenário, exibindo faixas e cartazes contra o Golpe, em Defesa da Democracia e pela garantia dos direitos trabalhistas e sociais.

Também aconteceram discursos pedindo a saída de Michel Temer e a prisão de Eduardo Cunha.

Ato_2_foratemere_10_06_2016Jovens do Movimento Levante Popular reafirmaram o papel das mulheres na defesa da democracia e da presidente Dilma. Uma das palavras de ordem mais ouvidas era “Volta Dilma, as mulheres estão com você”.

Participaram também da  manifestação lideranças políticas da região. De acordo com os organizadores, o ato reuniu cerca de mil pessoas.


Antônio de Anízio vai elaborar plano de governo com participação popular em Itacaré

Evento do PGP reuniu centenas de pessoas em ItacaréVereador por cinco mandatos e prefeito de Itacaré no período de 2009 a 2012, Antônio de Anízio teve sua pré- candidatura à prefeitura de Itacaré lançada sábado, na Câmara de Vereadores, com grande participação de moradores de Taboquinhas, povoados e sede do município.

O evento contou também com a presença de lideranças regionais, dirigentes de partidos aliados, deputados estaduais Rosemberg Pinto e Fátima Nunes e presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação.
O ex-prefeito e pré-candidato pelo Partido dos Trabalhadores afirmou que, com a contribuição de moradores de todas as regiões do município, vai construir um plano de governo para melhorar as condições de vida do povo de Itacaré e Taboquinhas.

“Vamos ouvir e acatar sugestões dos trabalhadores rurais, empresários, donas de casa, estudantes, marisqueiras, pescadores e servidores públicos. Com todos os segmentos da sociedade participando, será muito mais fácil para o gestor acertar”, explicou.

Antônio de Anízio disse que o objetivo é fazer uma gestão eficiente, que contará com parcerias com o governo do estado e população. “A implantação do Programa de Governo Participativo possibilitará que elaboremos um plano de governo que contemple os setores do turismo, pesca, agricultura familiar. Precisamos melhorar a geração de empregos, renda e qualidade do nosso povo”.

O pré-candidato destacou ainda que as unidades básicas de saúde precisam voltar a funcionar e se disse muito preocupado porque a educação, o turismo e a agricultura familiar estão abandonos.

“Escolas da zona rural estão sendo fechadas. Faltam produtos para o preparo da merenda escolar e há precariedade no transporte dos nossos estudantes. Esse descaso tem feito com que mais de 1.500 alunos trocassem Itacaré por municípios vizinhos”.


Plenária do PT de Itaju do Colônia debate pré-campanha

plenaria Itaju 2No último sábado(14), o Partido dos Trabalhadores(PT) do município de Itaju do Colônia realizou uma plenária com filiados e partidos aliados. O evento aconteceu no bairro Parque dos Rios e contou com a  presença do prefeito padre Edinaldo Martins (PT), vereadores e convidados.

Segundo a direção do Partido o encontro teve o objetivo de discutir as estratégias de mobilização da pré-campanha, e apresentar os  possíveis nomes de pré-candidatos ao pleito de outubro deste ano.

Além do PT, outros partidos prestigiaram a atividade como PRB, PTB e PSB. De acordo informações colhidas pelo Blog, a turma ligada ao prefeito está unida e já prepara um grande evento de lançamento do candidato a prefeito a sucessão do padre Edinaldo.

O governo construindo o presente e o futuro realizou muitas obras e implantou dezenas de programas sociais que melhorou a vida do povo itajuense em quase 8 anos a frente da prefeitura.


Punição sem crime é a “maior das brutalidades” contra o ser humano, diz Dilma

dilma_saidaCercada por dezenas de ex-ministros, parlamentares e servidores do Palácio do Planalto, a presidenta afastada Dilma Rousseff faz neste momento um pronunciamento à imprensa em que classificou o processo contra ela de “impeachment fraudulento”.

Dilma Rousseff admitiu que pode ter cometido erros, mas enfatizou que não cometeu crimes e que está sofrendo injustiça, a “maior das brutalidades que pode ser cometida”. “Quero dizer a todos vocês que foi aberto pelo Senado Federal o processo de impeachment e determina a suspensão do exercício do meu mandato pelo prazo máximo de 180 dias.”

Na sequência, ela evocou a condição de presidenta eleita. “Eu fui eleita presidenta por 54 milhões de cidadãs e de cidadãos brasileiros. E e nesta condição, de presidenta eleita, que eu me dirijo a vocês neste momento decisivo para a democracia brasileira e para nosso futuro como Nação.”

“Não cometi crime de responsabilidade. Não tenho contas no exterior, jamais compactuei com a corrupção. Esse processo é frágil, juridicamente inconsistente, injusto, desencadeado contra pessoa honesta e inocente. A maior das brutalidades que pode ser cometida por qualquer ser humano: puni-lo por um crime que não cometeu”, disse.

Em falas interrompidas por aplausos e gritos de apoio, a presidenta lembrou que foi eleita por 54 milhões de brasileiros e disse que o que está em jogo não é somente o seu mandato.

“O que está em jogo não é apenas o meu mandato. É o respeito às urnas. À vontade soberana ao povo brasileiro e à Constituição. São as conquistas dos últimos 13 anos. O que está em jogo é a proteção às crianças, jovens chegando às universidades e escolas técnicas. O que está em jogo é o futuro do país, esperança de avançar cada vez mais. Quero mais uma vez esclarecer fatos e denunciar riscos para país de um impeachment fraudulento. Um verdadeiro golpe”, declarou.

Leia mais na Agência Brasil.


Lideranças do PT condenam golpe contra presidenta Dilma

Lideranças do PT na Bahia e da região condenaram o Golpe contra a presidenta Dilma. O prefeito de Ibicarai e presidente da AMURC disse em sua página no Facebook que “uma presidenta honesta da república, eleita pela maioria dos brasileiros, foi obrigada a se afastar de suas funções sem ter cometido crime de responsabilidade”.

O ex-deputado e pré-candidato a prefeito de Itabuna Geraldo Simões afirmou no seu Facebook, o ato ser  “um golpe contra a presidenta Dilma, cometido pelo Congresso Nacional, com o apoio da mídia e da elite que não aceita as políticas públicas de inclusão social e milhões de brasileiros, e a inaceitável omissão do STF”.

Para o ex-deputado e ouvidor geral do Estado, Yulo Oiticica a ação do Senado foi “uma violação à soberania do povo brasileiro que elegeu Dilma Rousseff com mais de 54 milhões de votos”. E completou, “não vamos nos abater nesta luta em defesa da democracia, do desenvolvimento e da justiça social”.

Uma decisão por 55 votos a 22 na votação do Senado afastou a presidenta Dilma por até seis meses do cargo.


Senado voto afastamento de Dilma hoje

:

O Senado deverá abrir o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff em sessão nesta quarta (11). Com voto de maioria simples, parlamentares deverão afastar Dilma pelo prazo máximo de 180 dias. O vice Michel Temer (PMDB) assume assim que for notificado da decisão. A votação será aberta no painel eletrônico.

Presidente do Senado, Renan Calheiros afirmou que pretende ter com Michel Temer, caso este assuma a Presidência da República, a mesma relação que possui atualmente com Dilma Rousseff, “de muita independência, mas especialmente de harmonia”: “Meu papel como presidente do Congresso é conversar com todos os atores, ajudar a dirimir dúvidas, levar informações. Com bom senso, com responsabilidade e equilíbrio, encaminhar o desfecho para a situação de impasse que está apavorando o Brasil”, afirmou.


Em Ibicarai, PT realiza plenária com o pré-candidato a prefeito Valter da Farmácia

Lenildo_valte_plenara_PT_ibicarai_06_05_2016Na última sexta-feira(06), o Partido dos Trabalhadores(PT) do município de Ibicaraí no Sul da Bahia, realizou uma plenária com sua militância, partidos aliados e apoiadores para discutir as estratégias políticas da pré-campanha a prefeito de Valter da Farmácia e dos vereadores do Partido.

O evento reuniu centenas pessoas no Clube da cidade. Wadson Santos presidente do PT, ao apresentar os pré-candidatos, falou do legado de 8 anos da administração petista do município e da importância da continuidade do projeto vitorioso. “É preciso ter orgulho de todas as conquistas neste período. Não podemos retroceder”, frisou o dirigente.

Para o vereador do Partido Comunista do Brasil-PCdoB, e presidente da Câmara Jesseone Santos Carvalho é preciso “estar unidos, acreditar no projeto e dialogar com todos”, para a continuidade da parceria que mudou á vida da população para melhor no município. Participaram também da plenária outros Partidos como o Partido Verde-PV que declaram apoio.

plenaria_pt_ibicarai_06_05_2016“Muito já foi feito, mas precisamos fazer ainda mais pela nossa comunidade. Preciso da ajuda de todos e vou me entregar de corpo e alma para sermos vitoriosos mais uma vez deste projeto político coletivo”, afirmou o pré-candidato a prefeito Valter da Farmácia.

O prefeito reeleito Lenildo Santana, lembrou que em 8 anos de gestão petista o município avançou com a construção de unidades de saúde, unidades habitacionais, creches, centros de referências na área social, aquisição de patrulha mecânica, automóveis e tantos outras ações de políticas publicas que incluíram milhares pessoas. “Vamos andar por toda a cidade e distritos, ouvindo a comunidade para construir um plano de governo para os próximos 4 anos do futuro do prefeito Valter”, destacou Lenildo.


MST ocupa fazenda ligada a Temer

Fazenda ligada a Temer é ocupada em SP, diz MSTO Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou no início da manhã desta segunda-feira (9) uma fazenda no interior de São Paulo. De acordo com o movimento, a propriedade é ligada ao vice-presidente Michel Temer (PMDB).

Em nota divulgada pela manhã, o MST afirma que o objetivo é denunciar “conspirações golpistas” do vice, que pode assumir a Presidência caso a presidente Dilma seja afastada pelo Senado na quarta-feira (11).

A fazenda fica localizada entre os municípios de Duartina, Fernão, Gália e Lucianópolis, nas proximidades de Bauru. De acordo com o MST, não há registros documentais da em nome de Temer, mas “é recorrente para os moradores da cidade a noção de quem é o verdadeiro dono da área.

” Além de protestarem contra Temer, os Sem Terra também pedem a reforma agrária em todo país e denunciam o cultivo eucalipto na propriedade, que seria nocivo ao solo, e a agressão aos direitos trabalhistas na propriedade. A fazenda tem cerca de 1500 hectares e pertenceria à empresa Argeplan. (Bahia Notícias)