Reportagem mostra super patrimônio de Geddel

Resultado de imagem para geddel vieira limaDoze fazendas, casa na beira da praia, apartamentos de alto padrão, carros de luxo. Geddel Vieira Lima, o político que em três décadas sempre se manteve perto do poder, em diferentes governos, também conseguiu construir um patrimônio expressivo.

Geddel foi preso esta semana sob a acusação de atrapalhar investigações e é suspeito de ter recebido R$ 20 milhões em propina. O Fantástico esteve na Bahia, terra natal do peemedebista, para mostrar as propriedades dele.

Confira o vídeo.

Só na mesma região, o ex-ministro tem três fazendas. Duas de um lado, e uma de outro. Juntas, elas somam mais de 900 hectares. E de acordo com os preços praticados, elas valem, pelo menos, R$ 6 milhões. (do G1)


Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso

Resultado de imagem para geddel vieira limaDo G1

O ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima foi preso preventivamente nesta segunda-feira (3) na Bahia, por decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília.

G1 procurou por telefone as advogadas de Geddel, a assessoria de imprensa do ex-ministro e o diretório do PMDB, mas não tinha conseguido contato até a última atualização desta reportagem.

Ex-deputado e ex-ministro dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Michel Temer, Geddel era um principais nomes do PMDB no governo até pedir demissão, em novembro do ano passado, depois de supostamente ter pedido a intervenção do então ministro Marcelo Calero (Cultura) para liberar um empreendimento imobiliário em Salvador. À época, ele negou que tivesse feito pressão sobre Calero. No governo Temer, Geddel era um dos principais responsáveis pela articulação política com deputados e senadores.

Geddel Vieira Lima foi preso acusado de agir para atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal – o ex-ministro foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa entre 2011 e 2013, no governo Dilma Rousseff. A investigação, que se concentra no período em que Geddel ocupou o cargo, teve origem na análise de conversas registradas em um aparelho de telefone celular apreendido na casa do então deputado Eduardo Cunha.

O Ministério Público Federal (MPF) argumenta que Geddel atuou para evitar possíveis delações premiadas do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do doleiro Lúcio Funaro, ambos presos pela Operação Lava Jato e também investigados na Cui Bono. Segundo o MPF, Geddel tentou garantir que Cunha e Funaro recebessem vantagens indevidas para não fazer delação, além de “monitorar” o comportamento do doleiro para constrangê-lo a não fechar o acordo.

Na petição apresentada à Justiça, foram citadas mensagens enviadas recentemente (entre os meses de maio e junho) por Geddel à esposa de Lúcio Funaro. Para provar, tanto a existência desses contatos quanto a afirmação de que a iniciativa partiu do político, Funaro entregou à polícia cópias de diversas telas do aplicativo.


Em 72 horas, Rui faz duas visitas a Itabuna e Ilhéus

rui-costa_ilheusSão 72 horas de plena atividade nas duas principais cidades do Sul da Bahia. Nas visitas a Ilhéus e Itabuna, o governador Rui Costa mostra o ritmo que está imprimindo ao governo. A visita começou ontem a tarde em Ilhéus, onde o governador visitou as obras da nova ponte Ilhéus-Pontal, a primeira ponte estaiada da Bahia, recebeu a comenda da Ordem de São Jorge dos Ilhéus e assinou convênio para ampliação do sistema de esgotamento sanitário.

Na quinta-feira, ainda em Ilhéus, Rui visitou as obras do Hospital Regional da Costa do Cacau, entregou um caminhão destinado a transportes de produtos da agricultura familiar a assinou convênios do Programa Bahia Produtiva.

Nesta sexta-feira, Rui cumpre agenda em Itabuna. Ele visita as obras da Barragem do Rio Colônia, em fase de conclusão, que vão garantir o abastecimento de água para cerca de 250 mil pessoas; inaugura a sede da Ronda Maria da Penha e entrega uma viatura para reforçar o policiamento militar da cidade; além de assinar convênios do Programa Bahia Produtiva na área de fruticultura para o cultivo do cacau.

A nova ponte Ilhéus-Pontal, o Hospital Regional da Costa do Cacau e a construção da Barragem do Rio Colônia compõem o maior volume de obras estruturais realizadas pelo governo do Estado do Sul da Bahia. Rui também vem atuando para garantir a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna e a construção do Porto Sul e da Ferrovia Oeste-Leste, no trecho Ilhéus-Caitité.


Lula lidera pesquisa para 2018, diz Datafolha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue líder absoluto nas intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018; pesquisa Datafolha divulgada hoje mostra que Lula está na liderança em todos os cenários de primeiro turno, tendo entre 29% e 30% das intenções de voto; o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) aparece em segundo, empatado com Marina Silva (Rede-AC).

Quando disputa com Alckmin, o petista fica com 30%; nesse cenário, o tucano aparece apenas na quarta posição, com 8%, enquanto Bolsonaro, com 16%, e Marina, com 15%, aparecem embolados no segundo lugar.

O cenário com Doria é similar e tem Lula na dianteira, com 30%, e o prefeito de São Paulo em um distante quarto lugar, com 10% das intenções dos eleitores; após escândalo da JBS, instituto de pesquisa não se deu nem ao trabalho de incluir Aécio Neves (PSDB-MG) e Michel Temer (PMDB) na lista de presidenciáveis. (Brasil 247)


Everaldo Anunciação é reeleito presidente do PT Bahia

pt bahia 1O presidente do PT/Bahia foi Everaldo Anunciação foi reeleito ontem (21), para um mandato de dois anos, durante a Etapa Estadual do 6º Congresso Nacicional Marisa Lula Letícia da Silva. O congresso contou com as presenças dos senadores Lindberg Farias e Gleisi Hoffmann.

Anunciação entende que “a população precisa do PT e o partido necessita do apoio popular para juntos derrotarmos os projetos dos golpistas que estão destruindo o que conquistamos com os governos Lula e Dilma.”


Flavio Barreto foi releito presidente do PT de Itabuna

Flavio BarretoFlavio Barreto foi reeleito neste no domingo,9, para conduzir do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em Itabuna. Com 369 votos, Flávio venceu Jackson Moreira que obteve 167 votos. Foram 36 votos em branco e 16 nulos, totalizando 571 votantes.

Na disputa estadual, Waldenor Pereira teve em Itabuna 322 votos, contra 155 do atual presidente, Everaldo Anunciação e 39 de Fernanda Silva.


Wagner participa inauguração de Centro de Inovação do Cacau no Sul da Bahia

Será realizado nesta sexta-feira (10) a partir das 13h30min, no auditório Paulo Souto, na UESC, o lançamento oficial do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia e a inauguração do Centro de Inovação do Cacau. O evento contará com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, que irá representando o governador Rui Costa.

A programação prevê a realização de palestras técnicas e um Momento dos Produtores. Realizado pela CEPLAC, UFSB, CEPEDI, UESC, SINEC, IF-Baiano de Uruçuca, Instituto Arapyaú, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Informação da Bahia e o WORLDWATCH Institute, o evento oficializa o início das atividades do Centro de Inovação do Cacau-CIC, que tem como objetivo construir, consolidar e difundir conhecimento sobre o cacau e o chocolate, com foco na melhora da produtividade, qualidade e rastreabilidade das amêndoas.


Janot quer ouvi o senador Aécio Neves sobre o caso Furnas

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao ministro do STF Gilmar Mendes que o senador Aécio Neves (PSDB) preste depoimento sobre o esquema de corrupção e propina em Furnas.

O pedido da PGR é foi aberto com base na delação de Delcídio do Amaral. O senador cassado afirmou que “sem dúvida” o tucano teria recebido propina em Furnas. O doleiro Alberto Yousseff mencionou em sua delação premiada que Aécio dividia a diretoria de Furnas com o PP e teria recebido cerca de R$ 4 milhões.

Caso Gilmar, relator do inquérito, acate a decisão, será a primeira vez em que Aécio falará sobre a corrupção na estatal federal de energia, em que ele é citado como beneficiário desde 2005. (Brasil 247)


Rosemberg critica governo Temer que vai levar 3,6 milhões à extrema pobreza

Rosembergue-alba“Os governos do PT retiraram 40 milhões de pessoas da extrema pobreza e os índices do Governo Federal, de hoje, diz que este Governo -Temer/PMDB- levará de volta a extrema pobreza, até o final deste ano, 3,6 milhões de brasileiros”, declarou o líder do PT na ALBA, deputado Rosemberg Pinto durante a sessão plenária, nesta terça-feira (14/02). O parlamentar elencou alguns atos do ‘desgoverno’ Temer, em respostas às críticas ao PT, como o fim do Fundo Social do Pré-Sal, o qual reservava parte dos royalties para educação e saúde; o processo de venda da Petrobras e o retorno de um governo que “age em prol das elites”.

Em continuidade as crítica ao governo Temer, Rosemberg afirmou que trata-se de “um governo corrupto, um governo sem direção, todos os seus gestores do primeiro escalão que estão no gabinete golpista da republica ou estão denunciados ou respondendo à operação Lava-Jato e alguns deles afastados pelo presidente”, apontou.


Lula pede ao STF para reconhecê-lo como ministro após decisão sobre Moreira

Poucas horas após o ministro Celso de Mello manter Moreira Franco como chefe da Secretaria-Geral da Presidência, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta terça-feira (14) ao Supremo Tribunal Federal que julgue recurso para reconhecê-lo como ministro da Casa Civil.

Em 17 de março do ano passado, Lula tomou posse como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff. No mesmo dia, porém, o ministro do STF Gilmar Mendes suspendeu a nomeação, argumentando que Lula tentou fraudar as investigações sobre ele na Operação Lava Jato.

Mais cedo, nesta terça, o ministro Celso de Mello rejeitou pedidos da Rede e do PSOL para suspender a nomeação de Moreira Franco na Secretaria-Geral.

Os partidos argumentaram que, citado em delação na Operação Lava Jato, o peemedebista tomou posse no último dia 3 em uma tentativa do presidente Michel Temer de blindá-lo das investigações. Na avaliação dessas legendas, o caso de Moreira é semelhante ao de Lula.

“Na verdade, a fundamentação exposta pelo decano desta Suprema Corte [Celso de Mello] para indeferir a liminar ali pleiteada [pela Rede e pelo PSOL], inclusive no tocante à legitimação ativa ‘ad causam’ de agremiações partidárias para a impetração de mandado de segurança coletivo, coincide com os argumentos apresentados pelo peticionário [Lula] na defesa apresentada nestes autos”, diz o pedido de Lula.(G1)