Em entrevista na prisão, Lula diz que Brasil é ‘governado por um bando de maluco’

lula_entrevista_26_04_2019Do Estadão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em entrevista aos jornais Folha de S.Paulo e El País, concedida nesta sexta-feira, 26, e publicada nos sites das duas publicações, que o Brasil precisa fazer uma autocrítica e tem sido governado “por um bando de maluco”. Ele agradeceu ainda a solidariedade do vice-presidente Hamilton Mourão quando da morte de seu neto, Arthur.

Esta é a primeira entrevista que o ex-presidente concede depois da prisão, em 7 de abril do ano passado. “Vamos fazer uma autocrítica geral neste País. O que não pode é este País estar governado por esse bando de maluco que governa o País. O País não merece isso, e sobretudo o povo não merece isso”, disse o ex-presidente.

Segundo o relato do jornal, os jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas tiveram de ficar a quatro metros do ex-presidente. Lula respondeu às perguntas diante de uma mesa, da qual os entrevistadores não podiam se aproximar. A Polícia Federal informou aos presentes que a medida era o cumprimento de um protocolo de segurança comum a todos os presos.


Fachin dá 72 horas para AGU se manifestar sobre blindagem a procuradores

Fachin dá 72 horas para AGU se manifestar sobre blindagem a procuradores | Carlos Moura l SCO l STFO ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu 72 horas para a Advocacia-Geral da União (AGU) se manifestar sobre a ação em que Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) aponta abuso de poder por parte do presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli, e busca blindar procuradores de medidas na investigação sobre ameaças e disseminação de fake news contra integrantes da Corte e seus familiares.

“Ouça-se, com a urgência que o caso requer, o representante judicial da pessoa jurídica de direito público, Advocacia-Geral da União, no prazo de 72 (setenta e duas) horas”, determinou Fachin.

Dentro da Procuradoria-Geral da República (PGR), há o temor de que procuradores entrem na mira da investigação do STF.

Na ação proposta pela ANPR, é afirmado que o inquérito criado por Toffoli em 14 de março “não possui delimitações, sendo ilegalmente genérico e amplo”, tampouco aponta quem são os investigados.

“O presidente do STF, de ofício e em um só ato, instaurou Inquérito Criminal em claro abuso de poder, pois o Supremo Tribunal Federal não pode se confundir com órgão investigador, em vista do princípio acusatório”, disse a manifestação, assinada pelo advogado Daniel Meirelles Ferreira.(A Tarde)


Osni é um dos mais atuante deputado na ALBA

osni_albaO deputado estadual Osni Cardoso(PT) protocolou  23 propostas na Assembléia Legislativa da Bahia-ALBA em  50 dias de mandato, ganhando destaque como o segundo deputado em exercício que mais produziu nesse período.

Entre as solicitações encaminhadas, estão a continuação do Projeto Escolas Culturais, perfuração de poço artesiano e instalação de bomba no Sistema de Abastecimento de Água de Pedra Furada em Água Fria, recuperação total da BA-400 no trecho que liga os municípios de Lamarão e Água Fria e celeridade na ampliação do programa de universalização aos serviços de telecomunicações.

Para Serrinha, pedimos a pavimentação da via que liga a BA-409 à comunidade de Subaé, implantação de uma lavanderia pública de uso comunitário no CSU, reforma e ampliação da quadra poliesportiva do Colégio Rubem Nogueira e instalação de Delegacia da Mulher.

Pleiteamos ainda a criação da Frente Parlamentar em Defesa do Mar. Durante o mês de fevereiro participamos, com o Instituto Redemar, da campanha ‘O Mar Não Está Para Plástico’, de conscientização de banhistas e coleta de resíduos sólidos nas praias de Salvador. Na Alba, iniciamos conversas para implantar o Parlamento Verde, programa que institui políticas ambientais internas.

Em audiências nas secretarias de Infraestrutura e de Administração, reformçamos a necessidade de duplicação da Avenida Araci, em Serrinha, e da ampliação do Ponto Cidadão para um unidade da rede SAC, ampliando os serviços prestados para o município e região. Na Secretaria de Saúde, tratamos da regionalização dos serviços no Território do Sisal e destacamos a urgência na construção da Policlínica na região, obra assegurada pelo governador Rui Costa.

Já na Companhia de Ação Regional (CAR/SDR), ressaltamos a importância da reestruturação da cadeia produtiva do Sisal, do recaatingamento no semiárido baiano e um projeto que incentive a plantação de moringa e algaroba. Ampliação do acesso de rede de fibra óptica e aquisição de novos tratores foram pautas apresentadas à Secretaria de Relações Institucionais (Serin).


Eleitores de cinco cidades voltam às urnas neste domingo

eleicoesMais de dois anos após votarem para prefeito nas eleições regulares, os eleitores de cinco cidades brasileiras terão de voltar às urnas amanhã (17) para novamente escolher os mandatários de seus municípios.

São elas: Cajamar, Lagoinha e Macaubal, em São Paulo; Piên, na região metropolitana de Curitiba; e Cabedelo, município da região metropolitana de João Pessoa.

As eleições suplementares ocorrem devido à cassação ou à rejeição tardia do registro de candidatura dos eleitos, conforme explicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na legislação.

No caso de Cajamar, cidade com 57 mil eleitores, a prefeita originalmente eleita, Ana Paula Polotto Ribas (PSB), e sua vice Dalete de Oliveira tiveram os mandatos cassados por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

Elas foram condenadas por se beneficiar com a realização de obras de pavimentação em dezenas de ruas da cidade nos meses que antecederam a votação. Após sucessivos recursos, o processo que resultou na cassação da prefeita e da vice somente foi finalizado no plenário do TSE em novembro do ano passado.

No caso de Cabedelo, no litoral da Paraíba, com 47 mil eleitores, a nova votação foi convocada após Leto Viana (PRP), eleito em 2016, ter sido afastado pela Câmara de Vereadores e posteriormente renunciar ao cargo, em outubro do ano passado, após ser preso pela Polícia Federal numa operação de combate à corrupção. (Agência Brasil)


Adélia Pinheiro é a nova secretária de Ciência e Tecnologia do Estado

adelia-pinheiro_uesc_secitOs quatro últimos nomes do secretariado estadual foram anunciados pelo governador Rui Costa para a segunda gestão, durante o programa #PapoCorreria, transmitido ao vivo nas redes sociais, nesta segunda-feira (18). O governador confirmou a reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Adélia Maria Carvalho de Melo Pinheiro, na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

Adélia Pinheiro é reitora da UESC em seu segundo mandato. Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Bahia(1987), especialização em Medicina Social e mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia(1993) e doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo(2003). Adélia também foi presidente e vice-presidente da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem).

Além da titular da Secti, o governador anunciou que a atual secretária Cibele Carvalho permanecerá na Secretaria de Relações Institucionais (Serin). Na pasta do Desenvolvimento Rural (SDR), assume Josias Gomes; na da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins

No dia 7 de fevereiro, durante cerimônia no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, Rui deu posse à parte do secretariado que já havia sido anunciada anteriormente, e aproveitou para anunciar o nome do novo secretário de Desenvolvimento Urbano, Sérgio Brito.

Na ocasião, tomaram posse os novos secretários do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira; de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Leonardo Goes; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães; do Turismo, Fausto Franco; e da Agricultura, Lucas Costa.

Também foram empossados os secretários Manoel Vitório (Fazenda), Ed™lvino Góes (Administração), Nestor Duarte (Administração Penitenciária), André Curvello (Comunicação Social), Bruno Dauster (Casa Civil), Maurício Barbosa (Segurança Pública), Fábio Vilas-Boas (Saúde); Marcus Cavalcanti (Infraestrutura); Arany Santana (Cultura), Julieta Palmeira (Política para as Mulheres); Fabya Reis (Promoção da Igualdade Racial); o vice-governador João Leão (Desenvolvimento Econômico); Jerônimo Rodrigues (Educação) e Walter Pinheiro (Planejamento).


Rui anuncia parte do Seretariado

Foto: Reprodução/FacebookO governador Rui Costa (PT) divulgou na tarde de onrem terça-feira (29) a minirreforma no secretariado que integrará o seu segundo mandato.

Em anúncio feito durante o programa Papo Correria, transmitido pelo Facebook, o petista confirmou a manutenção de Marcus Cavalcanti (Seinfra), Maurício Barbosa (Segurança Pública), Edelvino Góes (Saeb), Fabya Reis (Promoção da Igualdade Racial) e Nestor Duarte (Seap) em seus respectivos postos.

Jerônimo Rodrigues (Educação), Lucas Teixeira Costa (Seagri), Walter Pinheiro (Planejamento), Davidson Magalhães (Setre) e João Leão (SDE) são os novos nomes que passam a compor a gestão estadual.

Anteriormente, o chefe do Palácio de Ondina já havia batido o martelo sobre as permanências de Bruno Dauster (Casa Civil), Manoel Vitório (Fazenda), André Curvello (Comunicação), Paulo Moreno (PGE) e Fábio Vilas-Boas (Sesab).

Rui, entretanto, não informou quem comandará as secretarias do Meio Ambiente; da Cultura; de Desenvolvimento Urbano; de Justiça; de Turismo; das Relações Institucionais; de Políticas para as Mulheres; de Ciência e Tecnologia; de Infraestrutura Hídrica de Desenvolvimento Rural. (Bahia.BA)

TRESAaaa


Bolsonaro tem 55% dos votos válidos e Haddad, 45%, diz Datafoha

Resultado de imagem para haddad e bolsonaroO Instituto Datafolha divulgou na noite de hoje (27) A última pesquisa de intenção de voto para presidente da República antes do segundo turno, que ocorrerá neste domingo (28). O candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 55% dos votos válidos e Fernando Haddad, 45%. No levantamento anterior, divulgado na quinta (25), o ex-capitão havia marcado 56% das intenções, contra 44% do ex-prefeito de São Paulo. A diferença caiu de 12 para dez pontos percentuais.

Na contagem das intenções de votos totais (incluindo brancos, nulos e indecisos), Bolsonaro marcou 47% e Haddad, 39%. Brancos e nulos somaram 8% e indecisos, 5%. No levantamento divulgado na quinta, a medição das intenções de votos totais registrou 48% para o candidato do PSL, 38% para o concorrente do PT, 8% brancos ou nulos e 6% indecisos.

Entre os que manifestaram desejo de anular ou votar em branco, 23% admitiram que ainda podem voltar atrás nessa decisão. Mantido este percentual, matematicamente a transferência de votos não seria suficiente para uma virada de Haddad, segundo o instituto. (Agencia Brasil)


Declaração de filho de Bolsonaro cheira a fascismo, diz FHC

fhcDa Folha | 21.10.2018

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) repudiou a declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do candidato a presidente Jair BOlsonaro (PSL), sobre fechar o STF (Supremo Tribunal Federal).

“As declarações do deputado Eduardo Bolsonaro merecem repúdio dos democratas. Prega a ação direta, ameaça o STF. Não apoio chicanas contra os vencedores, mas estas
cruzaram a linha, cheiram a fascismo. Têm meu repúdio, como quaisquer outras, de qualquer partido, contra leis, a Constituição”, afirmou FHC nas redes sociais neste domingo (21).

Vídeo replicado na internet mostra Eduardo Bolsonaro dizendo que, “se quiser fechar o STF, você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo, sem querer desmerecer o soldado e o cabo”.

Confira o vídeo polêmico:


No Nordeste, Haddad faz proposta para Bolsa Família e gás de cozinha

O candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, durante caminhada em São Luís — Foto: Afonso Diniz / G1O candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, prometeu neste domingo (21), caso seja eleito, um reajuste de 20% nos benefícios do Bolsa Família e um teto de R$ 49 para o preço do botijão de gás de cozinha. Segundo Haddad, as duas medidas entrariam em vigor em janeiro, primeiro mês do futuro governo.

Haddad dedicou o fim de semana à campanha no Nordeste. Após o primeiro turno, foi a primeira visita dele à região, onde venceu em todos os estados à exceção do Ceará. No sábado, o candidato esteve em Fortaleza, Juazeiro e Crato, no Ceará, e em Picos, no Piauí. Neste domingo, participou pela manhã de atividades de campanha em São Luís – onde fez uma caminhada e um ato na Praça do Coreto – antes de voltar para São Paulo.

Ele argumentou que o aumento de 20% para os benefícios do Bolsa Família é necessário porque, segundo disse, a inflação é mais elevada para os mais pobres.

“Bolsa Família, em janeiro, 20% de acréscimo no Bolsa Família. Porque as famílias estão sofrendo muito. Quem tem hoje um benefício de R$ 200, vai passar, em janeiro, para um benefício de R$ 240. Para enfrentar a carestia. A inflação de quem ganha pouco é mais alta”, disse.

Sobre o preço do gás de cozinha, afirmou que, a partir de 1º de janeiro de 2019, o botijão não poderá custar mais de R$ 49. De acordo com o mais recente levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, divulgado neste domingo, o menor preço médio para o consumidor no período entre os últimos dias 14 e 20 era de R$ 62,61, no Maranhão, e o maior, R$ 83,84, no Tocantins.

“Em 1º de janeiro vamos tomar uma medida e em nenhum lugar do país o gás vai poder custar mais de R$ 49”, disse Fernando Haddad. (G1)


Eleitor pode emitir certidão de quitação eleitoral a partir de segunda

eleicoesA partir da próxima segunda-feira (15), os eleitores poderão emitir pela internet, no site do Tribunal Superior Eleitoral, a certidão de quitação eleitoral. A certidão é um documento importante que comprova que o eleitor está em dia com a Justiça Eleitoral, e é exigido na hora de tirar o passaporte ou para assumir cargos públicos.

Também nos casos em que o eleitor perdeu o comprovante de votação, a certidão pode substituir o comprovante, já que ela é uma prova que o eleitor não possui débitos com o TSE.

A certidão pode ser obtida pessoalmente em qualquer cartório eleitoral, para isso basta levar o canhoto entregue no dia da votação do primeiro turno. Também pode ser emitida pelo site do TSE ou pelo Tribunal Regional da sua federação.

Se o eleitor preferir, ele também pode baixar o aplicativo E-titulo no celular ou no tablet e emitir o documento.

A certidão de quitação eleitoral é um documento gratuito. (Agência Brasil)