Caminhoneiros acusam traição e pedem impeachment de Bolsonaro

Caminhoneiros pediram o impeachment do presidente Jair Bolsonaro em vídeos que circularam em grupos de WhatsApp da categoria. Num dos vídeos, transportadores de Pernambuco afirmam ter recebido uma “facada” do presidente, em referência à suspensão do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), que ocorreria nesta quarta-feira (4), sobre a constitucionalidade da lei que instituiu a tabela do frete. O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, decidiu retirar a pauta do plenário e o julgamento foi adiado.

“Bolsonaro, nós votamos em você. Hoje, você é um traidor dessa classe que carrega o Brasil nas costas”, diz um participante do vídeo, segundo reportagem da agência Folhapress. Ao final, um grupo pede em coro o impeachment do presidente. Eles também afirmam que pedirão ajuda à CUT e defendem a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os caminhoneiros realizaram atos nos estados do Rio de Janeiro, Paraná e Ceará. De acordo com mensagens divulgadas pelos próprios motoristas, também houve ações na Paraíba, em Pernambuco e no Rio Grande do Sul.

As críticas a Bolsonaro não são unanimidade entra a categoria. Líderes das paralisações de 2018 ainda defendem diálogo com o governo. Parte da categoria promete fortalecer os protesto, inclusive com bloqueios nas rodovias, mas ainda não há consenso entre os motoristas.

“Nos grupos de WhatsApp da categoria, havia tanto os que reclamavam de a paralisação não ter atingido o nível esperado, como também os que contestavam e colocavam a culpa em quem apenas se queixava, mas não fazia sua parte”, diz trecho da matéria.

Um caso de agressão de policiais contra caminhoneiros teria intimidado a continuidade das ações. “Segundo um dos que afirma ter sido vítima da agressão ouvido pela reportagem, dois policiais com armas em riste deram socos em caminhoneiros que formavam um grupo de dez pessoas.

Também teriam quebrado celulares de alguns deles. Circula no WhatsApp vídeos mostrando caminhoneiros com camiseta amarela sendo empurrados por policiais e imagens das camisetas rasgadas e de uma pessoa agredida.”(Brasil 247)


Enoc é eleito prefeito em Camamu na eleição suplementar

Camamu: Vereador Enoc Souza é reeleito Presidente da CâmaraMais de 7 mil eleitores elegerem Enoc Souza Silva (Patriota) para prefeito de Camamu, no Baixo-Sul da Bahia. Ele foi apoiado pela prefeita Ioná Queiroz (PT), que teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral. O vice-prefeito eleito é Renivaldo Vidal (MDB). A escolha ocorreu na eleição suplementar, realizada neste domingo (1º), e cerca de 17 mil eleitores compareceram às urnas.

A diplomação dos eleitos será dia 13 de setembro no Fórum Eleitoral de Camamu. Já a posse, para cumprimento de mandato até dezembro de 2020, ocorrerá, na mesma data, na Câmara Municipal. Durante a realização do pleito, nenhuma urna eletrônica precisou ser substituída. Ao todo, 92 equipamentos foram preparados para o pleito, sendo 21 de contingência.

A eleição suplementar aconteceu após a prefeita Ioná Queiroz (PT) ter o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Os ministros do TSE consideraram que Ioná não poderia ter se candidatado nas eleições de 2016. Para eles, em 2 de outubro, a petista estava inelegível em virtude de condenação por abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2008. (Pimenta)


Ex-prefeito Ednaldo Martins bem na finta em Itaju do Colônia

padre-edinaldo_perfilUma pesquisa realizada pelo  Instituto Sócio Estatística  no município de Itaju do Colônia revela crescimento da oposição ao grupo do atual Prefeito Djalma. O levantamento foi realizado no  último sábado dia 10 de agosto e  as informações foram apuradas pelo   blog Tribuna de Palmira.

Um dado relevante é que o ex-prefeito Padre Ednaldo Martins apesar de não ter os holofotes voltado para ele, aparece em ascensão  com percentuais para se consolidar como forte candidato da oposição.

Segundo o blog os nomes do atual vice-prefeito Valério Aguiar, e dos vereadores Alex e Nilson Reis aparecem bem pontuados na pesquisa. Numa possível  coalizão entre lideranças e partidos da oposição caminha à passos largos para vencer as eleições em 2020.

É preciso enfatizar que esta amostragem é o cenário de momento, e que, pelo dinamismo da política estes dados podem ser alterados.

Outro aspecto importante analisado na pesquisa é o alto índice de rejeição da atual gestão do município.


Lula recebeu decisão do STF com “naturalidade”, diz advogado

Logo após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender a transferência do ex-presidente Lula, o advogado Manoel Caetano Ferreira deu uma entrevista coletiva a jornalistas, no final da tarde desta quarta-feira (7), afirmando que a defesa e o próprio petista esperavam por decisão favorável.

“Ele já disse mais de uma vez, nas entrevistas que deu, que acredita no Supremo Tribunal Federal e recebeu com naturalidade a decisão que suspendeu a remoção dele para um presídio em São Paulo”, disse Ferreira.

O advogado ainda afirmou que não foi feito nenhum planejamento para uma possível transferência e que a defesa focou em tentar derrubar a decisão da juíza Carolina Lebbos. “Como era de se esperar, e a defesa acreditava, o Supremo Tribunal Federal acabou, ainda que parcialmente, fazendo justiça e corrigindo o equívoco que havia sido cometido pela Justiça Federal aqui do Paraná e, por ora, suspendeu a remoção do ex-presidente Lula para um presídio comum”, declarou.

Apesar de esperar pela decisão, Ferreira falou que Lula ficou indignado com a possível transferência. “Ele estava indignado, a prisão é injusta, ele se considera e é considerado um preso político e estava indignado com mais essa injustiça”, contou.


Bolsonaro ameaça prender Glenn e faz ataque homofóbico

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (27), em evento no Rio, que o jornalista americano Glenn Greenwald “talvez pegue uma cana aqui no Brasil”.

Desde 9 de junho o site The Intercept Brasil, dirigido por Glenn Greenwald, que tem publicado reportagens que demonstram como o ex-juiz e atual ministro Sergio Moro e procuradores da força-tarefa da Lava Jato manipularam a operação.

Bolsonaro usou expressões ofensivas e homofóbicas dirigidas a Greenwald e o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ).

Disse que são “malandros” por terem se casado e adotado dois filhos no país.

Ao referir-se à portaria publicada por Moro, nesta sexta-feira (26), que estabelece um rito sumário de deportação de estrangeiros considerados “perigosos” ou que tenham praticado ato “contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal”, Bolsonaro disse que Glenn Greenwald não se encaixa na portaria.

“Até porque – disse o presidente – ele é casado com outro homem e tem meninos adotados no Brasil. Malandro, malandro, para evitar um problema desse, casa com outro malandro e adota criança no Brasil. Esse é o problema que nós temos. Ele não vai embora, pode ficar tranquilo. Talvez pegue uma cana aqui no Brasil, não vai pegar lá fora não”, afirmou o presidente. (Brasil 247)


Rui Costa não vai a inauguração do aeroporto de Vitória Conquista

rui-costa-2Em vídeo publicado nas redes sociais na tarde desta segunda-feira (22), o governador Rui Costa afirmou que não participará da inauguração do Novo Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista.

Na opinião do governador, o evento se transformou em uma convenção político-partidária. “A medida anunciada é excluir o povo da inauguração, fazer uma inauguração restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária. Não posso concordar com isso”, disse ao explicar a decisão.

Na mensagem, Rui destacou a importância de todos os trabalhadores que se dedicaram por muitos anos na construção do equipamento e reconheceu o papel dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer; do ex-governador Jaques Wagner; e do ex-secretário estadual de infraestrutura, Otto Alencar, para a conclusão da obra.

Leia na íntegra a fala do governador: (mais…)


“Viva a Paraíba! Viva o Nordeste”, diz Fernando Haddad

(do Brasil 247)”Minha total solidariedade aos governadores do Nordeste, chamados de paraíbas pelo Bolsonaro em tom de deboche. Vocês são os melhores e orgulham a Nação pelo trabalho e respeito ao povo. Viva a Paraíba, viva o Nordeste!”, postou Fernando Haddad, em resposta ao preconceito de Jair Bolsonaro

O ex-prefeito Fernando Haddad, que disputou a presidência da República pelo PT, se solidarizou aos nordestinos, que foram alvo de discriminação e preconceito por parte de Jair Bolsonaro. “Minha total solidariedade aos governadores do Nordeste, chamados de paraíbas pelo Bolsonaro em tom de deboche. Vocês são os melhores e orgulham a Nação pelo trabalho e respeito ao povo. Viva a Paraíba, viva o Nordeste!”, postou.

Leia, abaixo, a carta dos governadores nordestinos:

Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população.

Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia.

RENAN FILHO – Governador do Estado de Alagoas

RUI COSTA – Governador do Estado da Bahia

CAMILO SANTANA – Governador do Estado do Ceará

FLÁVIO DINO – Governador do Estado do Maranhão

JOÃO AZEVÊDO – Governador do Estado da Paraíba

PAULO CÂMARA – Governador do Estado de Pernambuco

WELLINGTON DIAS – Governador do Estado do Piauí

FÁTIMA BEZERRA – Governadora do Rio Grande do Norte


Extrema-direita agoniza nas ruas junto com Sergio Moro

Em movimento esvaziado, a extrema-direita foi às ruas com a mesma carga de ódio que caracterizou manifesstações anteriores. Eles pediram o fechamento do STF e manifestaram apoio a Sergio Moro, acuado pelas denúncias de vários veículos de imprensa que o acusam – com provas – de conluio com o Ministério Público.

Em movimento esvaziado, a extrema-direita foi às ruas com a mesma carga de ódio que caracterizou manifesstações anteriores. Eles pediram o fechamento do STF e manifestaram apoio a Sergio Moro, acuado pelas denúncias de vários veículos de imprensa que o acusam – com provas – de conluio com o Ministério Público

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “o ranço com Congresso e Supremo era tão presente quanto os apoios ao ex-juiz. Um minicaminhão com faixa do movimento Nas Ruas trazia na lateral uma cartolina que lembrava a frase do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre bastar um cabo e um soldado para fechar a mais alta corte do Judiciário brasileiro. Para ilustrar, um desenho do personagem Recruta Zero.”

A matéria ainda acrescenta que “o mesmo veículo anunciava a venda de copos do Moro e do presidente Jair Bolsonaro (PSL) por R$ 10. Pediam essa ajuda financeira dos protestantes, alegando que faziam um ato “do povo para o povo”, sem ajuda de CUT e MST, como seria o caso de manifestações esquerdistas.”(Brasil 247)


Paulo Henrique Amorim é afastado pela Record; perseguição do grupo do presidente Bolsonaro

paulo-henrique-amorinO jornalista e apresentador Paulo Henrique Amorim, 77, não faz mais parte da revista eletrônica Domingo Espetacular (Record). A emissora confirma o afastamento e afirma que os novos comandantes da atração serão Patrícia Costa e Eduardo Ribeiro, a partir deste domingo (30).

O motivo, de acordo com a assessoria de imprensa do canal, é uma reformulação no jornalismo da casa. Segundo eles, Paulo Henrique continua como um dos contratados e à disposição para futuros projetos.

Porém, segundo o site Notícias da TV, Amorim teria sido desligado por política. Por seu forte posicionamento de esquerda, ele, de acordo com o site, teria tido a cabeça pedida desde 2014 por diversas vezes por membros do poder contrários às suas ideias. Ainda segundo o portal, nos últimos meses, a emissora não teria mais conseguido resistir às pressões, já que Amorim é contrario ao governo do atual presidente.

Questionada se o afastamento seria por cunho político, a assessoria de imprensa da Record voltou a dizer que a única informação que poderia assegurar era a de que está acontecendo uma reformulação, implementada pelo vice-presidente de jornalismo, Antonio Guerreiro, desde janeiro deste ano.

Paulo Henrique Amorim ficou no ar pelo dominical por 13 anos. Sua primeira aparição foi em fevereiro de 2006.

Marco Antonio Villa já havia sido afastado da Jovem Pan, além de Raquel Scheherazade, do SBT. (Com informações do Bahia Notícia)


Vaza Jato trará áudios e vídeos e Glenn provará na Folha que os diálogos de Moro e Deltan são autênticos

Glenn: quero ver Moro se segurar na cadeira depois das próximas revelaçõesPor Renato Rovai | Revista Fórum

A revista Fórum apurou que o site The Intercept fechou uma parceria para publicar em parceria com a Folha de S.Paulo reportagens com materiais que estão sendo analisados na Vaza Jato.

Segundo informações obtidas pela Fórum, as primeiras reportagens desta parceria devem ser divulgadas na edição deste domingo (23) do jornal, com o objetivo de comprovar a autenticidade das mensagens trocadas entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, além dos áudios e vídeos que estão em poder da equipe de Glenn Greenwald e, agora, da Folha de S.Paulo.

Nesta quinta-feira (20), Greenwald divulgou em seu Twitter que o site está trabalhando em parceria com outros jornais e revistas no arquivo da Vaza Jato.

“Já estamos trabalhando com outros jornais/revistas no arquivo. Significa: 1) mais revelações serão reportados mais rapidamente; 2) ninguém pode alegar que a reportagem tem um viés ideológico; 3) quem quiser prender os que divulgar este material terá que prender muitos jornalistas”, tuitou.