Padre Edinaldo confirma pré-candidatura a prefeito de Itaju do Colônia

padre-edinaldo_perfilO ex-prefeito de Itaju do Colônia e pré-candidato, Edinaldo Martins dos Santos, conhecido popularmente por Padre Edinaldo, conseguiu na Justiça suspender o julgamento das suas contas do exercício de 2014, através de ação patrocinada pelo advogado Valter Justiniano.

Segundo Justiniano que é associado do escritório Costa Vieira & Niella, “tal decisão foi proferida no processo tombado sob n° 8000365-91.2020.805.0133, pelo Juiz Rojas Sanches em 10 de julho de 2020, assim, certifica-se para toda comunidade que o pré-candidato está apto para concorrer as eleições em 2020, com a plenitude do gozo dos seus direitos políticos, sanando de uma vez por todas o cenário de dúvidas em relação a sua candidatura”


Itaju do Colônia: eleição indefinida, mas o fiel da balança pode ser padre Edinaldo

padre-edinaldo_perfilNo próximo dia 15 de novembro a população brasileira elegerá os gestores municipais. Em Itaju do Colônia o quadro ainda está indefinido. Dos três principais pré-candidatos, o comentário na cidade é que as alianças de possibilidades de vitória do próximo prefeito passa pela posição do grupo do ex-prefeito padre Edinaldo Martins(PP).

Edinaldo foi gestor durante 8 anos do município e é bastante respeitado pela população devido à forte intervenção na área social e a realização de muitas obras na cidade. Outra marca positiva do ex-gestor que antecedeu o atual Djalma Orrico, e não ter priorizado empregar no primeiro escalão da prefeitura familiares.

Com apoio dos deputados Carletto e Robinho, ambos do PP, e com um currículo de bom administrador a frente do município, o padre pode ser candidato ou apoiar um dos nomes postos na disputa. Acredita-se que sua decisão contribuirá para o resultado do pleito.


Recriação do SNI é um passo seguro em direção à ditadura, diz Celso Amorim

Celso Amorim e Jair BolsonaroDo Brasil 247

O embaixador e ex-ministro Celso Amorim disse à TV 247 que a recriação do Serviço Nacional de Informações (SNI) da ditadura militar por Jair Bolsonaro, agora com o nome de Centro de Inteligência Nacional (CIN), é um “passo seguro” rumo à volta do regime militar.

O ex-chanceler do governo Lula relembrou a fala do ex-ministro Golbery do Couto e Silva, um dos criadores do original SNI, que espionava partidos políticos e organizações sociais, e que mais tarde se arrependeu do feito. “É uma coisa perigosíssima. O melhor depoimento é do próprio Golbery, que foi o criador e que depois disse: ‘criei um monstro’, e foi necessário muito tempo para desfazer ou pelo modificar o perfil, a Abin ainda tem algumas características”.

O embaixador também esclareceu a diferença do novo SNI para outras agências de inteligência internacionais que, via de regra, monitoram ameaças externas, não seu próprio povo. “É espionagem interna, é uma coisa extremamente grave. Não é você ter um serviço de informações ou de inteligência para saber se vem alguma ameaça de algum lugar, isso é até natural, todos os países grandes e importantes têm, a Rússia tem, a China tem, os Estados Unidos têm, mas não, é uma coisa voltada para dentro, para espionar outros brasileiros. É um passo seguro em direção à ditadura”.


PT de Itabuna inaugura canal no YouTube com Encontro de Mulheres e participação de Gleisi Hoffmann

PT de Itabuna inaugura canal no YouTube com Encontro de Mulheres e participação de Gleisi HoffmannO diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Itabuna lançou, na manhã desse sábado (18), seu canal de vídeos na plataforma YouTube, a TV PT Itabuna. O lançamento foi feito com a realização do Encontro de Mulheres Mulher, Política e Poder, evento que teve a participação da presidenta nacional do partido, Gleisi Hoffmann.

O evento discutiu a participação da mulher na política e nos espaços de poder, e teve a participação das deputadas estaduais Neusa Cadore, Fátima Nunes e Maria Del Carmen, além de representantes do movimento Elas por Elas, do Partido dos Trabalhadores, e de lideranças femininas e feministas do estado.

Em sua participação, a presidenta Gleisi Hoffmann destacou a importância da mulher na luta pela sociedade. “Não é uma luta de mulheres, apenas. Lutamos pela sociedade brasileira. Avançamos muito, mas ainda há muito a conquistar”, declarou.

O presidente do PT de Itabuna, Jackson Moreira, destacou a felicidade pela criação da primeira TV PT do interior do estado e pela oportunidade de inaugurar o canal com um evento com as mulheres. “Esse evento seria realizado em março e foi adiado por conta da pandemia. A mesma pandemia nos mostrou a necessidade urgente de utilização das ferramentas tecnológicas de comunicação e fundamos o canal, que foi inaugurado com esse grande encontro”.

Ainda participaram do evento o pré-candidato a prefeito de Itabuna, Geraldo Simões, a vice-presidenta do PT, professora Ivone Miranda, a secretária municipal de Mulheres do PT Itabuna, Magali Moraes, além das lideranças feministas Célia Watanabe (mediadora); Elisângela Araújo, suplente de deputada federal; Nina Rosa, secretária de Organização do PT Itabuna; Brena Brito, secretária de Mulheres do PT Bahia; Sayonara Nery, pré-candidata a prefeita de Camacan; , além de Fernanda Silva, pré-candidata a prefeita de Uruçuca; da ex-presidenta municipal do PT, Miralva Moitinho, e da ex-candidata a prefeita de Itabuna, Juçara Feitosa.

Revolução

Jackson Moreira disse ainda que o objetivo maior do canal TV PT é familiarizar a militância e a própria sociedade com essa nova forma de expressão política. “É ferramenta de transformação na comunicação contemporânea. Ficamos três horas no ar, com um conteúdo muito rico, o que seria impossível na maioria dos canais tradicionais”.

Ele já projeta novos eventos na plataforma para os próximos dias, mas antes faz questão de agradecer aos operários na construção do canal. “Foi uma grande luta, para conseguir que hoje tudo estivesse pronto para essa inauguração. Quero agradecer a cada um companheiro que participou desse momento, desde aquele que fez a inscrição no canal até os que passaram a noite em claro, para que tudo estivesse perfeito no evento. Obrigado a todos e todas”.


“O sonho não pode ser só de um”, afirmou Lenildo em sua primeira Live com o reitor da UESC prof. Alessandro Santana

live_lenildo_alessandro_30_06_2020Na noite desta terça-feira, 30, o ex-prefeito do município de Ibicaraí Lenildo Santana estreou na Live e teve como convidado o economista e reitor da UESC prof. Alessandro Santana. Se referindo aos projetos de gestão dos municípios apresentados para o pleito eleitoral deste ano disse que “o sonho não pode ser só de um, tem que ser de todos”.

Com a experiência de 8 anos à frente do município de Ibicaraí o também economista e professor Lenildo Santana mediou o debate sobre o tema “A economia local no pós Covid: o desafio dos municípios”. Durante mais de 60 minutos foram apresentadas as possibilidades de desenvolvimento socioeconômico tendo os investimentos e estímulos na educação e na agricultura familiar como alternativas, além da participação popular.

Alessandro Santana disse que além das questões da saúde, educação e ambiental, “é necessário hoje Lenildo trabalharmos com a agenda e planejamento”. O economista acrescentou que “qualquer pessoa que vai exercer uma função pública, um cargo de gestor, tem que apresentar a comunidade um planejamento, esse planejamento deve ser cada vez mais participativo e democrático, a escuta é um exercício fundamental na democracia”.

Pensar a cidade e o município não como um problema mas como espaço de solução é um dos desafios para as lideranças políticas e para toda a população na implementação das políticas públicas de forma conjunta. “É preciso que a gente se preocupe com a cidade do mesmo jeito que a gente se preocupa com a nossa a casa, com a nossa família, com a nossa vida”, destacou Lenildo, pré-candidato a prefeito de Ibicaraí.


Bolsonaro banaliza mortes por Covid-19: “é o destino de todo mundo”

Jair Bolsonaro e covas para mortos por coronavírusNo dia em que o Brasil registrou um novo recorde desde o início da pandemia do coronavírus – mais 1.262 mortes em 24 horas -, Jair Bolsonaro tratou com desprezo vítimas e familiares de pessoas que morreram em decorrência de Covid-19.

Solicitado por uma apoiadora a dar uma palavra de consolo aos “enlutados” por mortes durante a pandemia, em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro respondeu: “Eu lamento todos os mortos, mas é o destino de todo mundo”.

Antes, após um pedido para “uma palavra de conforto nessa hora”, Bolsonaro havia dito: “Pode ter fé e acreditar que a gente vai mudar o Brasil”. (Brasil 247)


Folha e Globo suspenderam cobertura na porta do Palácio do Alvorada

Folha e Globo suspendem cobertura na porta do Alvorada por falta de segurançaA Folha de São Paulo e o Grupo Globo suspenderam temporariamente a cobertura jornalística na porta do Palácio do Alvorada, até que “o Palácio do Planalto garanta a segurançaa dos profissionais de imprensa”.

Apoiadores de Jair Bolsonaro hostilizam jornalistas, numa pra?tica que tem sido recorrente na porta da reside?ncia oficial, de acordo com matéria da Folha de São Paulo.

“Como animosidade dos militantes tem sido crescente, e sem que haja providências por parte das autoridades para proteger os jornalistas”, disse comunicado do vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Nesta segunda-feira (25), manifestantes bolsonaristas ficaram atra?s de uma grade e gesticulam e gritam contra a imprensa que estava no local.

“Sem vergonha. Vocês não mostram a realidade!”, disse outra mulher. “Eu não sei como vocês conseguem dormir à noite. Vocês não representam a população brasileira! Mídia comunista, comprada! Cambada de safados!”, gritou um homem. (Bahia Noticias)


Senador quer adiar eleições municipais para dezembro por causa da Covid-19

Candidato à presidência do Senado, Randolfe Rodrigues diz que ...O senador Randolfe Rodrigues (Rede), líder da minoria no Senado, apresentou, na sexta-feira (15), uma Proposta de Emenda à Constituição que adia em dois meses as eleições municipais em decorrência das medidas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

A proposta prevê que o pleito que elegerá prefeitos, vice-prefeitos e vereadores seja adiado para o dia 6 de dezembro deste ano -atualmente, está previsto para ocorrer no dia 4 de outubro.

Na PEC apresentada, ficam preservados o período dos respectivos mandatos, bem como a data da posse. A realização do segundo turno, nos municípios em que houver necessidade, ocorreria no dia 20 de dezembro deste ano.

A proposta também autoriza o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a promover a revisão do calendário eleitoral e a proceder aos ajustes na aplicação da legislação infraconstitucional.

No texto, o senador ressalta que, dependendo da evolução do coronavírus no país, será necessário estabelecer outras formas de realização da campanha eleitoral.


Partidos de esquerda vão assinar pedido de impeachment contra Bolsonaro

LulaO PT coordena esforços com o PSOL para apresentar o pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro, contando com o respaldo de cerca de 300 entidades que representam a sociedade brasileira em seus mais diversos setores. Os responsáveis pela iniciativa ainda não definiram a data para o lançamento do texto.

O  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicou em uma rede social que Bolsonaro atua com a ideia de endurecer cada vez mais, para instaurar um governo autoritário. E insta o presidente da Câmara a colocar o impeachment em votação. Lula considera que o Brasil não aguenta três meses do jeito que está sendo governado.

Por seu turno, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirma que está se formando um consenso dentro da legenda de que chegou a hora de o PT colocar na rua um bloco amplo de forças a favor do impeachment.

Outros partidos de centro-esquerda, como Rede, PDT e PSB formalizaram pedidos de abertura de um processo de afastamento na Câmara.

O PCdoB ainda não definiu se irá apoiar o pedido de impeachment. O deputado Orlando Silva, embora considere que a indignação com o governo de Bolsonaro seja geral, acha que é  não basta constatar que Jair Bolsonaro cometeu crime. O deputado considera que a proposta vai cair no vazio pois os partidos de esquerda e as entidades dos movimentos populares e democráticos vão propor o impeachment sabendo que não haverá encaminhamento na Câmara. Orlando Silva opina ainda que Bolsonaro vai se vitimizar para esconder a própria incompetência, informa a Folha de S.Paulo.


Bolsonaro ameaça: se governador não cumprir decreto, AGU vai tomar a devida medida

João Doria, Rui Costa, Wilson Witzel, Flávio Dino, Paulo Câmara e Jair BolsonaroJair Bolsonaro disse que Advocacia-Geral da União (AGU) vai intervir para que os governadores e prefeitos cumpram o decreto assinado por ele ontem, que incluiu na lista de atividades essenciais em meio à pandemia do novo coronavírus, salões de beleza e academias.

“Se porventura o governador disser que não vai cumprir, a AGU vai tomar a devida medida. Quando qualquer um de nós achar que uma lei ou decreto está exagerado, tem a Justiça ou o parlamento. Nós definimos quais eram as profissões essenciais. Fora daquilo, os governadores e prefeitos tomam as próprias providências. Aí entra em descumprimento de uma norma. Tem a ver com descumprimento, a AGU vai se empenhar para que aquele governador cumpra o decreto”, bravateou Bolsonaro.

Governadores de diversos estados, como Ceará, Maranhão, Bahia e São Paulo, já anunciaram que as medidas de isolamento estão mantidas e que não haverá alteração no rol de atividades essenciais.

O Supremo Tribunal Federal (STF) também já debateu o tema e reforçou o que diz a Constituição sobre a autonomia dos Estados e Municípios na tomada de medidas contra a pandemia.

No entanto, Bolsoanro continua a tratar com deboche a questão e diante do gradil do Alvorada, disse que a imprensa deveria sugerir outras profissões que entrariam neste rol de atividades essenciais.

“Se vocês quiserem me dar uma ideia… A questão de emprega interessa a todos nós. Se vocês da imprensa tiverem alguma sugestão de outra profissão que mereça ser classificada como essencial, a gente estuda e decide. O decreto é rápido”, afirmou.(do Brasil 247)