Países definem regras para implementar Acordo de Paris na COP24

cop_24Os representantes de mais de 150 países que se reuniram na Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas (COP24), em Katowice, na Polônia, definiram executar uma série de regras que permitem a implementação do Acordo de Paris.

A decisão foi unânime.Com a adoção das regras a partir de 2020, as nações signatárias deverão trabalhar juntas para enfrentar o aquecimento global sob o Acordo de Paris.

Pelas medidas aprovadas, todas as nações, incluindo os países em desenvolvimento, devem detalhar os esforços em curso para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. O primeiro relatório deve ser apresentado até o final de 2024.

Outra decisão é que as nações industrializadas informem às Nações Unidas a ajuda financeira que planejam fornecer aos países em desenvolvimento. Esses relatórios devem ser apresentados a cada dois anos. Este item ainda pode ser modificado.

 

LEIA MAIS NA AGENCIA BRASIL.


Conferência Ibero-americana discutirá mudança climática e refugiados

A Conferência Ibero-americana, da qual o presidente Michel Temer participa, em Antígua, na Guatemala, ao lado de chefes de Estado e de Governo de 22 países, pretende definir ações de cooperação para fortalecer laços bilaterais e dar continuidade a projetos em comum.

Neste encontro devem ser aprovados projetos relacionados à agenda, incluindo mudança climática, uso dos oceanos, migração e refugiados.

Criada em 1991, a cúpula nasceu de um encontro promovido pelos governos do México e da Espanha. O encontro deu origem à Conferência Ibero-americana, com a participação de 22 países da América do Sul e da Península Ibérica.

A Conferência Ibero-americana é um foro para que os países discutam e elaborem projetos que resultem em avanços econômicos, políticos e sociais em comum entre essas nações. Em média são apresentados 1,2 mil projetos bilaterais e 60 de cooperação trilateral por ano. (Agência Brasil)


Terremoto e tsunami na Indonésia mata mis de 800 pessoas

Resgate de adolescente que estava em sua casa atingida pelo terremoto e pelo tsunami em Palu, na ilha de Sulawesi, neste domingo (30)  — Foto: Arimacs Wilander/ APO número de mortos nos terremotos e no tsunami que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi dobrou e chegou a 832 em um balanço divulgado neste domingo (30). Porém, esse número pode subir, pois dezenas de pessoas seguem desaparecidas e mais de 500 estão feridas – muitas em estado grave.

Estima-se que 350 mil pessoas tenham sido afetadas pelo terremoto ou pelo tsunami, sendo que 16.732 estão desabrigados ou deslocados desde sexta-feira (28).

A maioria das vítimas foi registrada em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes na costa oeste da ilha, de acordo com a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio). Onze pessoas morreram na vizinha Donggala, a segunda cidade mais afetada.

Moradores da Indonésia tiveram de deixar a cidade e foram evacuados por aviões militares no Aeroporto de Palu. As autoridades também transportaram pessoas feridas.(G1)


Polícia diz que 3 morreram, em torneio na Flórida

A polícia de Jacksonville, na Flórida, Estados Unidos, informou que 3 pessoas morreram, incluindo o atirador, após tiros disparados em um importante centro comercial da cidade neste domingo (26).

Primeiramente, a mídia local publicou que 4 pessoas haviam morrido no ataque, informação que foi contestada pela polícia. O suspeito foi identificado como David Katz, de 24 anos, de Baltimore, no estado de Maryland, e estava na Flórida para o torneio do game “Madden NFL 19”. (G1)


Venezuela corta cinco zeros das notas de dinheiro e lança pacote

Com uma inflação estimada em 1.000.000% neste ano pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, lança hoje (20) um pacote de medidas que inclui o chamado “Madurazo”, que é  corte de cinco zeros da moeda local, que se chamará bolívar soberano.

Porém, o governo define o atual momento de “ponto de reflexão”. “Vamos desmontar a perversa guerra do capitalismo neoliberal”, afirmou o presidente.

Segundo as autoridades da Venezuela, haverá um novo redesenho da política fiscal e tributária do país, incluindo subsídios para a gasolina, reajustada em quatro pontos percentuais, e a definição de câmbio único, que flutuará de acordo com as definições do Banco Central Venezuelano. (Agencia Brasil)


Queda de avião “vintage” deixa 20 mortos na Suíça

 

Avião caiu nas proximidades do pico de Piz Segnas, a uma altitude de 2,5 mil metros - Foto: AFPDo Estadão

A queda de um avião nos Alpes suíços deixou 20 mortos, neste fim de semana. O acidente ocorreu no sábado, 4, e, neste domingo, 5, as autoridades confirmaram que todos os passageiros morreram. O grupo estava sobrevoando as montanhas em um tour promovido por uma empresa local que usa aviões militares antigos para promover suas rotas.

De acordo com a polícia suíça, o avião “vintage” caiu nas proximidades do pico de Piz Segnas, a uma altitude de 2,5 mil metros. Uma ampla operação de resgate foi iniciada ainda no sábado, com cinco helicópteros e o fechamento do espaço aéreo na região do acidente.

As informações oficiais apontam que todos os 17 passageiros, dois pilotos e uma aeromoça morreram. As vítimas eram suíças e austríacas e tinham comprado o pacote para ter o direito a voar em um avião fabricado na Alemanha em 1939, o Junker JU-52. A empresa que operava o tour é a JU-AIR, especializada em voos panorâmicos com aviões históricos.


Mulheres e meninas são as principais vítimas de tráfico humano

Mulheres_lutamNo Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, celebrado nesta segunda-feira (30), a Organização das Nações Unidas (ONU) apela para que os países fortaleçam as formas de combater esse crime contra seres humanos.

Relatório da ONU revela que quase um terço das vítimas desse tipo de crime são crianças. Atualmente, 71% das pessoas traficadas são meninas e mulheres.

No Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas o tema lançado é “Respondendo ao tráfico de crianças e jovens”. Relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) calcula que o mundo tenha pelo menos 21 milhões de vítimas de trabalho forçado. O número exato é desconhecido.

Em comunicado, a relatora especial da ONU sobre tráfico de pessoas, a italiana Maria Grazia Giammarinaro, disse que muitas pessoas são enganadas por criminosos e traficantes incluindo imigrantes, refugiados e pedidos de asilo, em busca de proteção ou de uma vida melhor. (Agência Brasil)


Terremoto na Indonésia mata ao menos 14 pessoas

O terremoto de magnitude 6,4 que atingiu a turística ilha de Lombok, na Indonésia, na manhã deste domingo, 29, já deixou ao menos 14 mortos e mais de 160 feridos. Milhares de pessoas estão desabrigadas, segundo as autoridades locais.

O terremoto foi seguido de outros 60 pequenos tremores nos minutos seguintes.

Lombok é uma ilha famosa por suas trilhas e praias paradisíacas e está localizada a 40 Km ao leste de Bali.

Muitas pessoas ficaram feridas porque estavam dormindo na hora do tremor e foram atingidas por escombros das residências atingidas, segundo Sutopo Purwo Nugroho, um porta-voz da agência de desastres do governo local. “O foco principal agora é evacuação e resgate. Alguns dos feridos ainda estão sendo tratados em clínicas”, disse ele.

“O terremoto foi tão forte … os turistas entraram em pânico, assustaram-se e escaparam dos hotéis”, disse à BBC Lalu Muhammad Iqbal, diretor de proteção ao cidadão do Ministério das Relações Exteriores da Indonésia.(BBC Brasil)


Colombianos vão às urnas para escolher novo presidente

Os quase 37 milhões de eleitores colombianos vão às urnas hoje (17) para escolher o sucessor do presidente Juan Manuel Santos. Dois candidatos estão na disputa e representam os extremos: o ex-senador Ivan Duque, de direita, e o esquerdista Ivan Petro, ex-guerrilheiro do M-19. O eleito terá mandato de quatro anos.

O resultado pode definir o futuro do acordo de paz, assinado em 2016, firmado entre o governo e as Forcas Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) – a maior guerrilha do país. Há ainda o desafio de reincorporar os ex-rebeldes das Farc na economia.


Pesquisadores encontram 80 sacolas plásticas em estômago de baleia na Tailândia

Ambientalistas tentando salvar baleia na TailândiaUma baleia-piloto morreu no sul da Tailândia depois de engolir 80 sacolas plásticas, segundo autoridades do país.

A baleia chegou a vomitar cinco sacolas durante uma tentativa de salvamento realizada por funcionários de conservação em um canal da província de Songkhla.

As 80 sacolas pesavam cerca de oito quilos. Elas impediram que a baleia conseguisse se alimentar de outras formas, segundo a marinha tailandesa.

A morte da baleia é mais um sintoma do crescimento da poluição nos oceanos. Um relatório sobre o futuro dos mares, divulgado recentemente pelo governo do Reino Unido, alertou que a quantidade de plástico no mar pode triplicar em uma década, a menos que o lixo seja contido.

A Tailândia é um dos maiores usuários de sacolas plásticas no mundo. No mês passado, o governo do país anunciou que está estudando criar uma taxa para tentar conter o uso do material.

Acredita-se que o plástico seja responsável por milhares mortes de animais todos os anos.(da BBC Brasil)