Militares brasileiros começam a deixar o Haiti

Força de Paz no HaitiNa noite desta quinta-feira, uma cerimônia na capital, Porto Príncipe, marcará o início oficial da desmobilização do batalhão brasileiro. O evento contará com a presença do ministro da Defesa, Raul Jungmann, que viajou para o Haiti na companhia de uma comitiva formada por militares e civis.

“À meia-noite do dia 1º de setembro, encerraremos oficialmente as operações. Isso quer dizer que, a partir de 2 de setembro, nenhum soldado brasileiro sairá às ruas armado para realizar patrulha ou qualquer operação”, disse o comandante da missão, general Ajax Porto Pinheiro, em entrevista à rádio Verde Oliva, do Exército brasileiro.

O cronograma de desmobilização prevê que 85% dos 981 militares brasileiros no país sejam trazidos de volta ao Brasil até 15 de setembro. Os outros 152 militares soldados e oficiais ficarão encarregados de proteger as instalações brasileiras e cuidar das últimas medidas administrativas necessárias à repatriação de todo o material e equipamento brasileiro até 15 de outubro, quando também deixarão aquele que é considerado o país mais pobre das Américas e um dos mais carentes do mundo.(Agência Brasil)


Atentado a embaixada dos EUA em Cabul mata cinco pessoas

Atentado suicida na embaixada dos Estados Unidos, em Cabul, mata cinco pessoasUm atentado suicida matou cinco pessoas e deixou vários feridos no centro de Cabul, nesta terça-feira (29). O ataque foi provocado por um homem bomba em uma rua comercial, nas proximidades da embaixada dos Estados Unidos. “Às 10h, um homem-bomba detonou os explosivos perto de um banco, próximo da praça Masud”, afirmou Najib Danish, porta-voz do ministério do Interior, à AFP.

Segundo informações do G1, a explosão ocorreu quando várias pessoas seguiam para o banco para receber o salário antes da festa muçulmana do Eid. Até então, o atentado não foi reivindicado por nenhum grupo terrorista. No entanto, esse ato engloba uma série de atentados sofridos pela capital do Afeganistão. Há três meses, um caminhão-bomba explodiu na cidade e deixou 150 mortos e 400 feridos, sendo a maioria das vítimas civis.


LATAM anuncia rota Salvador-Buenos Aires no verão 2018

O Grupo LATAM Airlines acaba de iniciar as vendas de passagens aéreas para a rota internacional Salvador-Buenos Aires/Ezeiza. O novo voo sazonal com origem na Bahia será operado na próxima alta temporada, a partir de janeiro de 2018. As passagens aéreas já estão disponíveis em latam.com e demais canais de venda.
Nenhuma outra companhia conecta o Brasil com o mundo com tamanha oferta de destinos, horários e itinerários como a LATAM. O investimento beneficia os viajantes de Salvador com destino a um importante polo de lazer no exterior, mas também amplia o acesso direto e sem conexões do turista estrangeiro a uma região brasileira com altíssimo potencial turístico.
Além disso, a LATAM vai aumentar de forma gradativa entre 2017 e 2018 o número de frequências semanais na rota São Paulo/Guarulhos – Nova York. O objetivo é elevar de 7 para 10 o número de voos operados pela LATAM por semana nesta rota. O aeroporto de Guarulhos é o principal hub (centro de conexões) internacional da companhia.
Lançamento da rota sazonal Salvador-Buenos Aires na alta temporada
Exclusivamente na alta temporada, entre 4 de janeiro de 2018 e 12 de fevereiro de 2018, o voo da LATAM Airlines Brasil decolará de Salvador às 23h30* das quintas, sextas, sábados e domingos, e pousará em Buenos Aires/Ezeiza às 4h20* do dia seguinte. O percurso inverso será realizado a 0h10* das segundas, sextas, sábados e domingos, com pouso na capital baiana às 4h25*. A operação contará com aeronaves modelo A321, com capacidade para 216 passageiros em classe Econômica.

Embarcação naufraga na Colômbia

Embarcação de três andares naufragou neste domingo na represa de Guatapé, na região de Antioquia, na Colômbia (Foto: Reprodução)Uma embarcação naufragou na tarde deste domingo (25) na represa El Peñol de Guatapé, um ponto turístico no noroeste da Colômbia. “Até o momento já temos, oficialmente, nove pessoas que foram encontradas mortas”, afirmou Margarita Moncada, diretora do Departamento Administrativo do Sistema de Prevenção, Atenção e Recuperação de Desasters (Dapard) do governo da Antioquia. Fontes oficiais afirmam que há 28 pessoas desaparecidas.

Um vídeo publicado na internet mostra o momento do naufrágio. Segundo as imagens, várias lanchas e embarcações que estavam ao redor auxiliaram no resgate dos passageiros, enquanto o barco submergia.

De acordo com o jornal colombiano, a embarcação tem três andares e estaria cheia de turistas. A agência EFE afirmou que, neste domingo, a represa estava especialmente cheia porque os colombianos aproveitam um fim de semana prolongado, já que esta segunda-feira (26) é feriado no país.

De acordo com Victoria, o governo, a força aérea, o exército e a polícia local ajudam no resgate dos passageiros. Ao jornal “El Tiempo”, Luis Bernardo Morales, capitão do corpo de bombeiros de Envigado, afirmou que todos os grupos de resgate na parte leste de Antioquia foram mobilizados para tentar atender às vítimas.(G1)


Explosão de carro-bomba mata mais de 40 pessoas na Síria

Explosão de carro-bomba mata mais de 40 pessoas na SíriaPelo menos 43 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas neste sábado (15) em um atentado com um carro-bomba na cidade de Aleppo, no norte da Síria, em uma região para onde foram levadas cerca de 5 mil pessoas que ontem foram retiradas de dois povoados xiitas, como parte de um acordo entre o governo de Bashar Al Assad e a oposição.

Segundo a Agência Brasil, a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos destacou que o número de vítimas aumentou depois que vários feridos que tinham recebido atendimento médico morreram e que foram encontrados outros corpos no local da explosão. Já a agência de notícias estatal síria Sana informou que dezenas de civis morreram e ficaram feridos, em sua maior parte crianças e mulheres, das famílias retiradas de Fua e Kefraya.


Países mais pobres são os que mais dão refúgio a imigrantes, diz ONU

Crianças refugiadas sírias em acampamento no LíbanoUm estudo feito pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) diz que o maior número de pessoas que fogem de conflitos e guerras acaba conseguindo abrigo, não nas nações desenvolvidas, mas em países mais pobres. O documento, divulgado ontem (28), mostra que a maioria das 3,2 milhões de pessoas forçadas a fugir de suas casas no ano passado encontrou refúgio em nações de baixa e média rendas. As informações são da ONU News.

“Os países que mais recebem pessoas deslocadas são os mais pobres”, frisou o alto comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi. Segundo Grandi, atualmente o mundo “enfrenta não só uma crise de números, mas de cooperação e solidariedade”.

O alto comissário explicou que mais da metade dos novos refugiados no mundo no primeiro semestre de 2016 vieram do conflito na Síria. A maioria ficou pela região do Oriente Médio mesmo, dividida entre Turquia, Jordânia, Líbano e Egito. Segundo o relatório do Acnur, outros refugiados fugiram de conflitos no Iraque, Burundi, Sudão do Sul, na República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Eritreia e Somália.

O Líbano e a Jordânia são os países que abrigam a maior quantidade de refugiados, em comparação ao tamanho de suas populações, explicou a agência da ONU. Já em termos econômicos, os países que sofrem o maior peso dos imigrantes são o Chade e o Sudão do Sul.(Agencia Brasil)


Ataque a boate em Istambul deixa 39 mortos e 69 feridos

Subiu para 39 o número de mortos e para 69 a quantidade de feridos em ataque armado contra uma boate em Istambul, na Turquia, ocorrido na madrugada do primeiro dia de 2017. Segundo o ministro do interior do país, Suleyman Soylu, 21 das vítimas fatais já foram identificadas, sendo 16 estrangeiros e cinco cidadãos turcos.

Em entrevistas a veículos de imprensa, Soylu afirmou ainda que esforços estão sendo feitos na tentativa de capturar o autor dos disparos, que estaria vestido de Papai Noel quando do ataque. Mais cedo, havia a informação por parte de vítimas e pessoas próximas ao local que duas ou três pessoas estariam envolvidas com a ação, classificada pelo governador de Istambul, Vasip Sahin, como “terrorista”.

Ao amanhecer do dia, além dos policiais empregados nas investigações e buscas ao autor, vários outros faziam a segurança nas imediações da boate Reina, onde o ataque ocorreu por volta de 1h30 (horário local; 21h30 em Brasília), após a virada de ano. O clube fica no bairro de Ortakoy, à margem europeia do estreito de Bósforo.

Leia mais no UOL.


Avião da Chapecoense cai na Colômbia e deixa 71 mortos

Avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (Foto: Luis Benavides/AP)O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29). Segundo autoridades colombianas, há 75 mortos e seis sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

Segundo comunicado da Aeronáutica Civil Colombiana, os seis sobreviventes são os jogadores Alan Ruschel, Neto e Follmann, o jornalista Rafael Henzel, o técnico da aeronave Erwin Tumiri e a comissária de bordo Ximena Suarez.

O goleiro Danilo também tinha sido resgatado com vida, mas morreu no hospital. O ex-jogador Mario Sergio, comentarista do canal FoxSports, está entre as vítimas, segundo o Bom Dia Brasil.(G1)


Cuba terá caravana em homenagem a Fidel

miamiEm Cuba, o Partido Comunista convocou o povo para homenagear Fidel Castro, a partir de segunda-feira (18) até o dia do funeral do líder cubano, no dia 4 de dezembro.

O partido organizou atos na segunda e terça-feiras da próxima semana, no Memorial Jose Marti. De acordo com o ritual previsto, todos os que comparecerem às homenagens deverão assinar um livro em que prometem fidelidade à Revolução Cubana. Haverá também uma missa na Praça Havana, onde Fidel costumava se dirigir às multidões.

Líder da Revolução Cubana em 1959, Fidel Castro governou Cuba até 2013, quando renunciou a presidência em nome do irmão, Raúl Castro, atual presidente do país. Ao anunciar a morte de Fidel na televisão estatal cubana, Raúl Castro disse que o corpo do irmão será cremado. Ele também decretou luto oficial de nove dias no país. Ainda hoje, a comissão organizadora dos funerais do líder cubano divulgará informações detalhadas sobre as homenagens póstumas.

Na quarta-feira (30), as cinzas de Fidel serão levadas em caravana, passando por várias partes da ilha, para lembrar a caranava da Liberdade de janeiro de 1959, liderada por Fidel para comemorar a vitória da revolução e a queda do ditador Fulgencia Batista. As cinzas serão colocadas em um cemitério na cidade cubana de Santiago.(Agência Brasil)


Manifestantes voltam a protestar contra Trump nos EUA

protesto_eua Agência Brasil

Pela terceira noite seguida, milhares de manifestantes voltaram às ruas das principais cidades dos Estados Unidos para protestar contra as políticas do presidente eleito, Donald Trump. Em Portland, a maior cidade do estado de Oregon, as manifestações se estendaram até a madrugada deste sábado (12) e estão sendo classificadas pela polícia local de motim em razão das depredações que ocorreram na cidade. Os manifestantes bloquearam ruas e interromperam o tráfego na Ponte Morrison, que atravessa o rio Willamette. Uma pessoa foi baleada nos protestos.

Em Atlanta, capital do estado da Geórgia, centenas de pessoas saíram às ruas para protestar contra a vitória de Trump nas eleições da última terça-feira (8). As manifestações de Atlanta foram pacíficas e acompanhadas a distância pela polícia. Na marcha, as pessoas entoavam a frase “Trump não é meu presidente”.

Em Miami, no estado da Flórida, protestos interromperam o trânsito do centro da cidade. Em Manhattan, área central de Nova York, centenas de pessoas participaram de um ato chamado comício do amor, em protesto contra Trump, no Washington Square Park, um parque público da cidade. Ecoando palavras de ordem como “Trump não é meu presidente” e “Trump fascista”, mais de 200 pessoas protestaram nas escadarias da sede do governo do estado de Washington, em Olympia.