Bahia Cacau ministra Oficina em Seminário do Museu da Gastronomia Baiana

bahia_cacau_osana_xiii_festival_gastronomia_05_09_2019Em Salvador a Bahia Cacau foi responsável pelas instruções em Oficina durante o XIII Seminário “Cacau & Chocolate: patrimônio alimentar da Bahia” promovido pelo Senac nesta quinta-feira, 05. A iniciativa foi realizada em parceria com a Slow Food Brasil.

A história da produção do chocolate como processo – da origem na roça de cacau na região Sul do Estado até a criação da Agroindústria no município de Ibicaraí através da organização dos micros e pequenos produtores com a cooperativa – fez parte da contextualização do evento.

bahia_cacau_osana_xiii_festival_2_gastronomia_05_09_2019O diretor-presidente da Coopfesba Osaná Crisóstomo do Nascimento responsável pela Bahia Cacau, apresentou ao público formado por estudantes e profissionais da área de gastronomia, as variedades de produtos da culinária e degustação derivados do cacau-chocolate na Oficina denominada de “Descobrindo os múltiplos sabores do Cacau e Chocolate”.

“Podemos fazer além das barras o bombom, nibs, licores, mel de cacau, bolos, dentre outras delícias com o chocolate que na nossa fábrica a matéria prima do cacau é produzida por trabalhadores da agricultura familiar”, afirmou Osaná, enquanto os participantes experimentavam o mel de cacau e o nibs adicionado a quatro essências diferentes.


VI Festival Gastronômico Sabores de Itacaré movimenta a economia da cidade

festival-g-6Realizada no período de 25 a 28 de julho, a VI Edição do Festival Gastronômico Sabores de Itacaré foi responsável por movimentar mais de 120 mil reais na cidade, com a venda de 15 mil pratos e com mais de 80% de ocupação hoteleira. Ao todo foram 42 estabelecimentos, com 50 pratos diferentes, com opções para todos os gostos.

Entre os participantes, chefs renomados foram desafiados a usar a criatividade na elaboração das iguarias que, obrigatoriamente, deveriam conter ingredientes da agricultura familiar da região. No sábado, dia 27, o show de Maria Gadu levou uma multidão ao palco montado na orla. A degustação dos pratos nos restaurantes continua até o dia 3 de agosto.

De acordo com o prefeito de Itacaré, António de Anízio, o festival não está na sexta edição por acaso. O evento mobiliza toda a cidade, gera emprego e renda e atrai cada vez mais turista para a cidade. “Agora é comemorar e já pensar na edição de 2020”, complementou. O evento contou com Circuito Gastronômico, Feira Gastronômica, Armazém do Chocolate e produtos regionais, Cozinha Show com chefs convidados, feira da agricultura familiar, feirinha de artesanato e economia criativa e lançamento dos roteiros gastronômicos.

“O festival se consolida pois faz o link do campo à mesa. Aqui você tem um percurso onde há produtos na Feira da Agricultura Familiar, na cozinha show, nas aulas com possibilidades de uso do alimento, e a feira gastronômica, com pratos feitos à base da produção rural. O festival é a identidade da gastronomia da nossa Bahia”, disse o secretário de Turismo, Júlio Oliveira.

Thiago Lucas Endringer, integrante da Associação de Pequenos Produtores da Camboinha, do município de Itacaré, destacou a importância do festival e salientou que “aqui temos a oportunidade de apresentar tudo que produzimos de maneira orgânica e o resultado das vendas aqui na Feira é a geração de renda para nossas famílias”.