Uesc sedia IV Congresso Nacional do Projeto Rondon

uesc_foto-nazauNesta quarta-feira (25) às 8h30min será instalado o IV Congresso Nacional do Projeto Rondon, promovido pelo Ministério da Defesa e realizado no auditório Paulo Souto do Centro de Arte e Cultura da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Durante o evento estão previstas palestras, conferências, rodas de conversa, minicursos, exposições, apresentação de trabalhos, comunicações científicas e premiações (artigos, causos e fotografias). O objetivo do Congresso é reunir professores e alunos rondonistas interessados em conhecer e partilhar as ações do Projeto Rondon e de outras ações de extensão universitária que tenham afinidade com seus temas e metodologia.

O tema deste ano “Cidadania e Sustentabilidade” se refere aos objetivos gerais do Projeto Rondon de contribuir para o desenvolvimento e o fortalecimento da cidadania do estudante universitário, e contribuir com o desenvolvimento sustentável, o bem-estar social e a qualidade de vida nas comunidades carentes, usando as habilidades universitárias. Esse tema também se identifica com a vocação da UESC, universidade anfitriã do evento, localizada no coração da Mata Atlântica, num dos sítios de maior beleza natural do país.


Os impactos do contingenciamento de verbas em instituições federais será apresentado no Congresso Nacional

audiencia_amurc_universidadeDurante a audiência pública sobre o contingenciamento de recursos federais às instituições de ensino, nesta terça-feira, 24, na Câmara Municipal de Vereadores de Itabuna, o presidente da Amurc e prefeito de Firmino Alves, Aurelino Cunha declarou que estará levando a temática ao Congresso Nacional, nos dias 1 e 2 de outubro. “A ideia é apresentar as reivindicações debatidas entre representantes de instituições de ensino federal e a sociedade civil sobre a necessidade de liberação de recursos para a manter o funcionamento das unidades”, destacou o gestor.

Durante o debate, a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB, Joana Angélica Guimarães ressaltou a importância da instituição para a sociedade e destacou que o seu papel não é apenas formar jovens para o mercado de trabalho, mas de promover o desenvolvimento científico e tecnológico. “Nós estamos para servir a região. Estamos para somar em defesa do patrimônio para que possamos ter o desenvolvimento da nossa região. Nós estaremos lutando para manter a nossa instituição”.

(mais…)


UFSB realizará Mesa Redonda com tema “A situação da universidade pública na atual conjuntura”

UFSBEm comemoração aos cinco anos de Início das suas Atividades e aos seis anos de Instalação do Conselho Universitário, no próximo dia 20 de setembro, às 19 horas, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) realizará a Mesa Redonda “A situação da universidade pública na atual conjuntura”.

Para participar da Mesa, foram convidados o Prof. João Carlos Salles, Presidente da Andifes e Reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e o Prof. Gesil Sampaio Amarante, do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

O evento ocorrerá no auditório da Reitoria, campus Jorge Amado, e será transmitido para os demais campi. No campus Sosígenes Costa, ocorrerá no Auditório Monte Pascoal 02. Já no campus Paulo Freire, na Sala 12.


Audiência pública debate o contingenciamento de recursos federais às instituições de ensino

camara-de-itabunaA Associação dos Municípios da Região Cacaueira – Amurc e a Câmara Municipal de Vereadores estarão reunindo representantes das instituições de Ensino Federal da região e a sociedade civil na próxima terça-feira, 24, das 9 às 12 horas, no Plenário Raymundo Lima, em Itabuna, para debater sobre os impactos provocados pelo contingenciamento de verbas nas instituições e a sua importância para o desenvolvimento regional.

O evento contará ainda com a presença de docentes, discentes e colaboradores das instituições, visando ampliar os debates em defesa das instituições de Ensino Federal no Sul da Bahia. Segundo o presidente da Amurc, Aurelino Cunha, os representantes das instituições vão poder ressaltar o papel das unidades para o desenvolvimento territorial e os impactos provocados pelo contingenciamento das verbas.

Segundo a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB, Joana Angélica Guimarães, a sociedade precisa entender que a universidade é um patrimônio público da região, e todo o impacto vai reverberar na sociedade. Ela falou ainda da necessidade de “ampliar a frente de defesa das instituições federais, com a participação política [de prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais], visando potencializar o poder de força e abrangência do debate em outras regiões do Estado da Bahia”.

Impactos (mais…)


Ser Educacional é o primeiro case de sucesso em automação de processos no Brasil

O Ser Educacional se tornou, oficialmente, o primeiro case de sucesso brasileiro de uma das melhores empresas de automação do mundo, a Blue Prism. O Grupo, mantenedor das marcas UNAMA, UNINASSAU, UNINABUCO, UNIVERITAS e UNIVERITAS/UNG, implementou, com sucesso, robôs que automatizaram processos e reduziram drasticamente o tempo de conclusão dos procedimentos internos, melhorando, assim, a experiência dos alunos de suas Instituições de Ensino Superior (IES).

Um dos maiores grupos de ensino superior do país, o Ser Educacional conta hoje com mais de 1.500 cursos em seu portfólio, distribuídos em mais de 50 unidades presenciais e centenas de polos de educação a distância. Desta forma, o Grupo se faz presente em todos os estados do Brasil, atingindo uma base de mais de 150 mil alunos matriculados. Por tratar diretamente com centenas de milhares de discentes, se tornou fundamental a implementação de sistemas que otimizassem o trabalho dos colaboradores e a geração de documentos para os estudantes.

(mais…)


Curso de Comunicação da UESC comemora 20 anos ganhando quatro prêmios nacionais

uescO curso de Comunicação Social, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), que comemora 20 anos, participou do 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – INTERCOM, ocorrido na Universidade Federal do Pará, em Belém, de 2 a 8 de setembro de 2019. Com o tema “Fluxos comunicacionais e crise da democracia”, este ano o congresso reuniu estudantes, professores, pesquisadores e comunicadores de todo o Brasil para debater jornalismo, relações públicas, publicidade, rádio, televisão, cinema, produção editorial e conteúdo para mídias digitais e políticas públicas de Comunicação, entre outros.

Além de apresentar trabalhos diversos na área de radio e audiovisual, a UESC concorreu em quatro categorias no prêmio Expocom – Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação e ganhou os quatro prêmios: melhor trabalho em documentário, com “A voz das Minas”, apresentado pela aluna Dayanna Monstans com orientação da professora Betânia Vilas Bôas; “O Casamento de Seu João” vencedor de melhor filme de animação, apresentado pela aluna Erica Maria com orientação dos professores Roberto Pazos e Rodrigo Bomfim; “Um Ser no Mundo” vencedor da categoria Programa Laboratorial de TV, apresentado pela aluna Lumma Maynart com orientação da professora Betânia Vilas Bôas e “Ipupiara: O chamado das águas” vencedor na modalidade ficção em vídeo, apresentado pelo aluno Florisval Elias Neto com orientação das professoras Eliana Albuquerque e Joliane Olschowsky.

“O curso de Comunicação da UESC ganhou todos os prêmios nas categorias em que concorreu. Os alunos já haviam ganhado a etapa Regional Nordeste do prêmio Foram para Belém representando todas as universidades desta região, mas especialmente a UESC,” festeja a professora Eliana Albuquerque.

(mais…)


Pesquisa e intervenção pedagógica abordaram práticas de professores do EJA

Como os professores que lecionam para as turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) tratam (ou não) dos temas de relações de gênero, sexualidade, classe e etnia em sala de aula? E por que esses temas importam na formação desse público estudantil?

Essas perguntas motivaram a pesquisa e a intervenção pedagógica realizada pelo professor Flávio Barreto de Matos, primeiro mestre formado pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais (PPGER). O mestrado profissional oferecido pela Universidade Federal do Sul da Bahia é voltado para educadores e dá oportunidade para a realização de estudos e experimentação de práticas pedagógicas que possam se tornar contribuições diretas para o aprimoramento do ensino.

No caso da pesquisa-ação de Flávio, que resultou no trabalho intitulado Os corpos que a Escola não toca: EJA e as dissidências sexuais e de gênero na perspectiva da formação docente, tratou-se da ausência de reflexões a respeito de classe socioeconômica, sexualidade, gênero e etnia perante turmas que são, em maioria, compostas por pessoas que se encontram nos pontos mais frágeis desses contínuos: pobres, de cor, travestis e transsexuais. Além da constatação, a pesquisa de Flávio propôs aos docentes participantes maneiras de alterar essa situação, agindo e refletindo para agir cada vez melhor.

Flávio falou sobre seu trabalho, defendido no dia 6 de maio de 2019 perante a banca formada pelos professores Ana Cristina Santos Peixoto (PPGER/UFSB), André Mitidieri (PPGLLR/UESC) e pelo orientador, professor Rafael Siqueira de Guimarães (PPGER/UFSB), na Secretaria Municipal de Educação de Una.


Aluno da FTC Itabuna é o único selecionado do Nordeste para a HackLab Fnesp 2019

 aluno-nilson-netto-da-ftc-itabuna-selecinado-para-p-hacklab-20“A Educação superior será transformada a partir do momento que passarmos a rever as metodologias de ensino e aprendizagem na educação básica”. Foi defendendo este pensamento em relação às perspectivas de mudanças no ensino superior brasileiro que o estudante Nilson da Silva Borges Netto, do 5º período do curso de Administração da FTC Itabuna, assegurou sua participação na 2ª edição do HackLab Fnesp. O jovem foi o único representante da região Nordeste do Brasil a participar do maior fórum de ensino superior da América Latina, que acontece no período de 25 a 27 de setembro, em São Paulo.

            Ao lado de outros 31 estudantes universitários brasileiros e estrangeiros matriculados em Instituições de Ensino Superior (IES) das redes pública ou privada nacionais, Netto foi selecionado para maratona empreendedora, que é o HackLab, na qual os estudantes universitários têm a oportunidade de desenvolver soluções inovadoras para problemas reais do ensino superior brasileiro. Para garantir a participação do acadêmico no evento, a Rede FTC está oferecendo toda uma logística de apoio.

Segundo o diretor geral da FTC Itabuna, Kaminsky Mello Cholodovskis, é muito importante para uma Instituição de Ensino Superior oportunizar aos seus alunos a presença em eventos desta natureza, em que os conhecimentos científicos, aliados ao uso das novas tecnologias, irão gerar ideias inovadoras. “Neste sentido estamos garantindo todo apoio ao nosso aluno para que ele possa representar bem não somente os demais alunos da Rede FTC, como também os estudantes do Nordeste brasileiro”, disse.

O que é Hacklabs

Hacklabs são espaços físicos em formato de laboratório comunitário visando à solução de problemas em grupo. Estes seguem uma tendência contemporânea chamada “cultura maker” que trabalha na interseção da cultura DIY (do inglês, faça você mesmo) e da cultura hacker, que tem como princípios o compartilhamento, a abertura, a descentralização, o livre acesso à tecnologia e a melhoria do mundo.

Confira no link https://youtu.be/qQ67p_t22U4 o vídeo enviado pelo nosso aluno Nilson, a partir do qual ele foi selecionado. “


Fórum Regional discuti a implantação do BNCC e o Referencial Curricular

4º Encontro do Forsec e da RAE com dirigentes de educação dos municípios sulbaianosA implantação da Base Nacional Comum Curricular – BNCC e a construção do Referencial Curricular, considerando as características territoriais é o tema principal do II Fórum Regional de Educação do Sul da Bahia, que acontece no dia 10 de setembro, das 8 às 17 hs, no auditório Paulo Souto, na Uesc. O objetivo do evento é discutir e propor estratégias para garantir os direitos de aprendizagem e o desenvolvimento da educação regional.

A iniciativa é da Câmara Técnica de Educação (CTE) do Consórcio Litoral Sul (CDS-LS), em parceria com o Fórum Regional de Educação (Forsec), a Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc), a Uesc, 30 municípios da região, Instituto Arapyaú, Rede de Colaboração Intermunicipal de Educação e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

As temáticas estarão sendo debatidas em um espaço de diálogo, colaboração e cooperação intermunicipal, com vistas a refletir sobre educação para o fortalecimento dos municípios, contribuindo para a redução das desigualdades e atuando em favor de uma educação pública de qualidade e equidade.

Mais de 500 pessoas já estão confirmadas na segunda edição do fórum, entre dirigentes municipais de educação, gestores escolares, coordenadores pedagógicos, professores, técnicos em assuntos educacionais, assessores em educação e Conselho Municipal de Educação.

Programação

O evento terá início às 8 horas, com o credenciamento e acolhimento dos participantes. Logo depois começa uma roda de conversa sobre as temáticas: Processo de (Re)elaboração e Implantação do Referencial Curricular: o que une os municípios no território Litoral Sul da Bahia?; Currículo de Identidade do Estado da Bahia:  discussão dos seus pressupostos teóricos;

Pensando sobre a construção do Projeto Político-Pedagógico e sua consonância com a BNCC e com o Currículo Bahia e o Conselho Municipal de Educação: a sua importância no processo de normatização curricular, tendo em vista a responsabilidade de análise, parecer e normatização dos novos PPPs e currículos das escolas, alinhados à BNCC nos municípios, até março de 2020.

Já no período da tarde serão realizadas oficinas BNCC na Prática e Referencial Curricular (compreendendo competências, habilidades, direitos de aprendizagem e desenvolvimento, campos de experiências, planejamento, metodologias ativas e avaliação).

 

Área de anexos


Universidades Federais do Nordeste criam rede para promoção de tecnologia social

UFSBDirigentes das 18 universidades federais da região participaram do lançamento da Rede de Universidades Federais do Nordeste pela promoção da Tecnologia Social (Rede U.TecSocial), ocorrida no último sábado (24), no Salão Nobre da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), no Campus Dois Irmãos, em Recife.

A iniciativa tem como finalidade estabelecer relações de cooperação para compartilhamento de tecnologias sociais, conhecimentos científicos e populares e organizar intercâmbio de professores e alunos. O assessor de Assuntos Internacionais, professor Guilherme Fóscolo de Moura Gomes, acompanhou a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia, professora Joana Angélica Guimarães, no evento.

Na ocasião, as instituições participantes da Rede firmaram cooperação com a Universidade Soka durante a Conferência Internacional das Universidades do Nordeste e Universidade de Soka: o Ensino Superior em prol do Bem-Estar da Humanidade.A UFRPE conferiu o título de Doutor Honoris Causa ao pacifista, filósofo, educador, escritor e poeta Daisaku Ikeda, fundador da instituição de ensino e pesquisa sediada em Tóquio.

(mais…)