Sisu tem mais de 2,5 milhões de inscritos, diz MEC

Brasília - Ministro da Educação Aloizio Mercadante, anuncia reajuste de 11,36% no piso salarial dos professores em 2016 (Wilson Dias/Agência Brasil)Da Agência Brasil

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrou até as 17h 2.556.293 inscritos, segundo o Ministério da Educação (MEC). As inscrições serão encerradas hoje (14), às 23h59, no horário de Brasília.

O número corresponde a cerca de dez estudantes por vaga ofertada pelo sistema. “Muitos não entrarão no ensino superior agora, mas teremos outras oportunidades, entre elas o Sisu para vagas remanescentes, o ProUni e o Fies”, lembrou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Nesta edição, o Sisu oferece 228 mil vagas em 131 instituições públicas de educação superior. Pode se inscrever o estudante que participou da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obteve nota acima de 0 na prova de redação. É necessário informar o número de inscrição e a senha usados no exame.

As inscrições são feitas pela internet, no sitedo Sisu. O MEC divulgou hoje as últimas notas de corte, pontuação mínima para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para o curso. Elas estão disponíveis na página do programa.

Na inscrição, o candidato pode escolher até duas opções de curso, que poderão ser alteradas até quinta-feira (14). O resultado da chamada regular será divulgado no dia 18 e os selecionados deverão fazer a matrícula na instituição nos dias 22, 25 e 26. Assim como na edição anterior, só haverá uma chamada regular.

Quem não for selecionado ou for selecionado apenas para a segunda opção de curso pode aderir à lista de espera, que estará disponível na página do Sisu na internet nos dias 18 e 29 deste mês.

O ProUni, que oferece bolsas em instituições privadas de ensino superior, abrirá inscrições no próximo dia 19. As inscrições para o Fies serão abertas dia 26.


Amurc e parceiros planejam ações na educação para o ano 2016

Encontro com representantes da Amurc, Uesc, Forsec e Institutos Natura e Arapyaú
Encontro com representantes da Amurc, Uesc, Forsec e Institutos Natura e Arapyaú

Por Viviane Cabral | Amurc

O ano de 2016 será marcado pelas eleições municipais em todo o Brasil. Após esse período, será a oportunidade de auxiliar os novos gestores da educação municipal no processo de transição de governo, para garantir a continuidade de projetos importantes na área da educação. Isso será possível a partir da elaboração de um Memorial de Transição para o próximo gestor, proposta pelos Institutos Natura e Arapyaú aos representantes da Amurc, Uesc e Forsec – Fórum de Secretários de Educação Municipal- nesta terça-feira,12, que serão desenvolvidos este ano.

De acordo com a coordenadora do Instituto Natura, Márcia Barcellos Ferri o objetivo é construir, junto às entidades, um Memorial de Transição. “A ideia é que os secretários municipais deixem um legado para que as próximas gestões possam dar continuidade aos programas na área da educação. Para isso, precisaremos organizar uma governança interna local para cuidar desse projeto, pensar e definir estratégias para fazer o Memorial de todos os municípios”, explicou.

Dentre os projetos desenvolvidos no ano de 2015, e que segue de modelo para as próximas gestões, destaca-se a construção e a reforReunao_amurc_forsec_arapyau, innaturamulação de quase 100% dos Planos Municipais de Educação e de Carreira do Magistério realizados pela empresa Constat Educação para os municípios associados a Amurc. A iniciativa assegura para a Administração Pública a possibilidade de estar com a carreira organizada na área da Educação para os próximos 10 anos, de 36 municípios participantes do projeto.

O acompanhamento e a aplicação dessas e outras propostas é bem vista pelo presidente da presidente da Amurc e prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana, que aposta no aproveitamento das boas ações pela gestão municipal, independente ser oposição ou não ao Governo. “É uma iniciativa que vai inovar a educação, porque é muito comum a gente se limitar apenas a questão do programa orçamentário no período de transição. Com esse Memorial a gente terá um documento que vai dizer além daquilo que temos de orçamento”, enfatizou Lenildo.

A presidente do Forsec e secretária de Educação de Itabuna, Dinalva Melo, considerou positiva a iniciativa, como uma oportunidade de estabelecer um novo paradigma para os processos sucessórios para além da famosa transição. “Que nós não vivamos em 2017, aquilo que é próprio da saúde e da educação, que é a descontinuidade e o atordoamento que um secretário vive ao assumir a função, porque de um modo geral ele não encontra memória, nada registrado [após o período eleitoral]”, relatou a gestora.

Reunião

Visando sistematizar e ampliar as informações aos atores municipais, será realizado um encontro do Forsec no próximo dia 27/01, na Uesc, com a participação dos secretários de educação que fizeram do projeto desenvolvido no ano passado, pelos Institutos Natura e Arapyaú.


Secretaria de Una fala sobre mudanças de estrutura nas escolas municipais

Leninha_sec_educacao
Secretaria Leninha otimista com as mudanças

Ao assumir a gestão em 2013 o governo constatou a precária condição física de muitas Unidades Escolares da rede, e entre elas o Andre Rebouças, um prédio centenário que há anos não recebia melhorias na sua estrutura física. Em 2014 o Governo da Responsabilidade faz adequações possíveis no prédio, visivelmente melhorou, mas pelo escasso recurso da educação municipal a construção de alguns espaços necessários para a oferta dos serviços tanto aos profissionais da educação daquela Unidade bem como aos estudantes não pode ser concluída.

Existe uma reivindicação da comunidade escolar do Andre Rebouças por um espaço adequado que fosse capaz de garantir o minimo de qualidade no processo ensino aprendizagem. Pois bem, o governo da responsabilidade priorizando o cuidar das pessoas, planeja para 2016 a mudança de endereço da Unidade Escolar André Rebouças para um dos prédios que será cedido pelo Estado no ato da Municipalização, entendendo que o espaço destinado pelo Estado tem condições em atender a demanda do coletivo do referido Colégio.

Após a confirmação do prédio que será cedido ao Município, podem dialogar com os pares da educação para otimizar e definir a melhor forma de utilização do espaço garantindo cada vez mais qualidade da educação pública. Entendemos que a educação publica é unica, não pode e nem deve ser dividida por redes. Independente de redes que oferta o ensino, o estudante primeiramente é MUNÍCIPE todos devem ter direito de aprendizagem em espaço de dignidade e respeito.

Quanto a Escola de Comandatuba, continuamos na construção da 1ª Escola de Tempo Integral do Campo em nossa Região: um projeto inovador que contempla além dos alunos residentes no Outeiro e imediações, também os 07 alunos da Escola da Região do Ribeirão das Varas e os 15 alunos matriculados até então do Colégio Humberto Rusciollei em Comandatuba. Um Projeto inovador, anseio de toda Nação Brasileira e que a Prefeita Diane manterá parte desta Escola com recursos próprios.(fonte: Una na Midia)


Empreendedorismo pode passar a ser ensinado nas escolas

EmpreendedorismoProjeto de Lei do Senado visa incluir nos currículos do ensino médio e dos anos finais do ensino fundamental o empreendedorismo. O objetivo do senador José Agripino (DEM-RN), autor do PLS 772/2015, é tratar o empreendedorismo não como uma nova disciplina, mas como tema transversal, assim como já acontece com os direitos humanos, tema incluído em 2014.

Para o senador, é preciso promover o protagonismo dos alunos e estimular atitudes de criatividade, assertividade e busca da inovação, o que não acontece normalmente nas escolas. De acordo com a justificativa do projeto, o que ocorre, em geral, é o estímulo à repetição, e não ao novo.

— Os reflexos sociais e econômicos desse paradigma são danosos, uma vez que ele tolhe aquilo que o brasileiro tem de melhor: a espontaneidade, a irreverência e a capacidade de criar.

Agripino explica que educação para o empreendedorismo não tem a pretensão de tornar todas as crianças empresários, mas criar uma mentalidade empreendedora para a vida, o que serviria também para o setor público, o mundo artístico e o voluntariado. Para ele, o empreendedorismo pode contribuir para os projetos de vida dos estudantes.

O texto está na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), onde tem como relatora a senadora Lídice da Mata (PSB-BA). A decisão da comissão é terminativa. Isso significa que o texto não precisará ser votado pelo Plenário se não houver recurso com esse fim, seguindo, então, direto para a Câmara dos Deputados.(Agência Senado)


Aberta inscrições no Sisu 2016

O Sisu vai oferecer 228 mil vagas em 131 instituições Começaram nesta segunda-feira (11) as inscrições para a primeira edição de 2016 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, no site do Sisu, até as 23h59 do dia 14 de janeiro, no horário de Brasília. Nesta edição, o Sisu vai oferecer 228 mil vagas em 131 instituições públicas de educação superior. Os candidatos já podem consultar as vagas disponíveis no site do programa.

Pode se inscrever no Sisu o estudante que participou da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obteve nota acima de zero na prova de redação. É necessário informar o número de inscrição e a senha usados no Enem de 2015.

O resultado da chamada regular do Sisu será divulgado no dia 18 de janeiro. Os selecionados deverão fazer a matrícula na instituição nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. Assim como na edição anterior, só haverá uma chamada regular.


UESC tem avaliação 4 no IGC

uescA Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), no Sul da Bahia, pelo quarto ano consecutivo tem resultado de avaliação 4 no Índice Geral de Cursos (IGC). s resultados do ciclo de avaliação de 2014 das instituições de ensino superior (universidades, faculdades, centros universitários e institutos federais) e de cursos nas áreas de exatas, humanas e biológicas, foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC).

“Os dados divulgados pelo MEC, estão demonstrando a consolidação dos resultados alcançados pela UESC, em seu conjunto,” avalia a reitora Adélia Pinheiro. A avaliação deixa a Universidade Estadual de Santa Cruz na categoria de excelência, que só é possível quando uma instituição chega às faixas 4 ou 5 no Índice Geral de Cursos (IGC), que vai de 1 a 5. Quem não atinge a nota mínima 3 tem classificação insatisfatória, segundo o Ministério da Educação.

Cada área do conhecimento é avaliada de três em três anos pelo Enade. Por isso, o IGC leva em conta os cursos analisados nos últimos 3 anos. Em 2014 foram classificados cursos como arquitetura, engenharias, ciências biológicas, letras, filosofia, pedagogia, graduações ligadas à área de tecnologia da Informação, entre outras.

Indicador oficial do ensino superior, o índice leva em conta a qualidade de cursos de graduação, por meio do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) e também a nota Capes, que mede o desempenho na pós-graduação. Nestes itens o mestrado da UESC foi avaliado com a nota 4,3 e o doutorado 4,7.


Rede de Educação Profissional inscreve até 5 de janeiro para novas vagas

CETEP_Itabuna
                                   Em Itabuna tem vagas no Ceep e Cetep

A Educação Profissional da rede estadual de ensino começa o ano de 2016 com um avanço no número de matrículas, com um total de 82 mil estudantes. Além disso, a rede está oferecendo mais 11 mil novas vagas na forma de articulação subsequente, cujas inscrições para o sorteio eletrônico estão abertas até 5 de janeiro, pelo Portal da Educação

Outras conquistas estão previstas para 2016, como, por exemplo, a ampliação da Educação Profissional em tempo integral. “Devemos chegar a cerca de 20 centros em Tempo Integral, com aproximadamente 50 turmas. É um avanço considerável que a gente espera estar prosseguindo em 2016”, destacou o superintendente da Educação Profissional da Secretaria da Educação do Estado, Almerico Lima.

Para continuar se destacando como a segunda maior rede estadual de Educação Profissional do Brasil, na oferta de cursos técnicos de nível médio, o investimento na formação profissional também será priorizado. Para isso, estão previstos o lançamento do mestrado profissional em Gestão na Educação Profissional, a ampliação da formação dos professores e o investimento nas inovações feitas pelos estudantes dos cursos técnicos em nível médio, com a criação da lei de patentes. “Nossa rede está começando a criar produtos e serviços bastante interessantes, precisa haver uma formalização disso, e queremos implantar nosso núcleo de propriedade intelectual aqui na Secretaria da Educação”, salientou Almerico Lima.


Rui Costa visitou 140 escolas de 82 municípios baianos em 2015

escolas rui 1Sedes e zonas rurais de 82 municípios baianos receberam a visita do governador Rui Costa, em 2015, onde entregou obras concluídas e assinou várias ordens de serviço para novas ações. Um dos grandes destaques das viagens foram as visitas a cerca de 140 escolas estaduais, municipais e creches, como forma de subsidiar o programa Educar para Tranformar – Um Pacto pela Educação. Dividido em cinco eixos, o programa tem como princípio a formação de parceria com educadores, municípios, universidades, movimentos sociais, empresários e as famílias para melhorar a educação pública.escolas rui 1

Nas visitas às escolas, ocorreram curiosidades, como o governador participando de atividades artísticas e culturais e mudando o roteiro em atendimento a convite de alunos de colégios que não estavam previstos nas viagens. No bairro do Uruguai, em Salvador, Rui visitou a Escola Estadual Polivalente San Diego, que não estava na agenda, e jogou capoeira. Em Feira de Santana, outra unidade, não incluída no roteiro e que recebeu a visita do governador, é o Colégio Estadual Celita Franca Silva.


Parcerias com Institutos Natura e Arapyaú fortalece ações da Amurc

Luciano Veiga - Amurc, Luciano Mewes e Thaísa Cavalcante, da Constat, Lenildo Santana - Amurc e Eduardo Sanches - Coordenador da Constat FOTO JOSIVALDO DIAS
Luciano Veiga – Amurc, Luciano Mewes e Thaísa Cavalcante, da Constat, Lenildo Santana – Amurc e Eduardo Sanches – Coordenador da Constat (Fotos Josivaldo Dias)

Por Viviane Cabral | Amurc

A construção e a reformulação de 100% dos Planos Municipais de Educação e de Carreira do Magistério realizados pela empresa Constat Educação para os municípios do Território Litoral Sul e demais localidade circunvizinhas, rendeu a continuidade da parceria dos Institutos Natura e Arapyaú com a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc em 2016. A iniciativa visa auxiliar os gestores da educação municipal no período de transição de governo, para a continuidade de projetos importantes.

Para o presidente da Amurc e prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana, essa parceria tem resultado em ações importantes para os municípios, pois tem permitido aliar os interesses da região aos projetos de investimentos na área social. “Isso fortalece o que já foi feito com a construção dos PMEs e o Plano de Carreira, e, esperamos expandir essa parceria em 2016 com mais ações estruturantes na área da educação”, avaliou o gestor.

Marcelo Furtado - Diretor Executivo do Instituto Arapyaú
Marcelo Furtado – Diretor Executivo do Instituto Arapyaú

O diretor executivo do Instituto Arapyaú, Marcelo Furtado destacou que o resultado foi muito positivo e inédito no Brasil, tendo em vista o empenho dos municípios (prefeitos, secretários e técnicos) e o comprometimento da Amurc com o desenvolvimento regional para a construção de políticas públicas na área da educação. Nesse sentido, a continuidade do projeto ganha força com a implementação de uma agenda específica para o setor no próximo ano.

“Dado o fato de a Associação ser um encontro onde o alinhamento é feito pelo propósito maior de serem municípios que estão alinhados a uma visão de desenvolvimento, a gente identifica que isso nós dará o ambiente político pluripartidário, aberto, transparente e necessário, para garantir que as crianças e o ensino não sejam prejudicados pelo processo de transição política”, revelou Marcelo.

Identificado pela Amurc como um dos principais gargalos e um grande desafio para 2016, o processo de transição política possui um histórico de descontinuidade de projetos em todo o país. Então, a ideia, segundo Marcelo é conseguir elaborar 100 % dos planos municipais de transição na educação, utilizando como base, o material do MEC, adaptado a realidade regional, em parceria com a gestão pública, os professores e as escolas, visando garantir a continuidade dos planos.

“Será a primeira vez que estará sendo desenvolvido esse projeto na região, pois a gente sentiu que existe muita maturidade nessa rede da Amurc, existe muita integração, muita solidariedade. Existe um compromisso cívico, que vai além dos partidários, porque se tem uma aliança bastante diversa com representantes de todos os tipos de partidos e ideologias, e, no entanto, todos com o compromisso de desenvolvimento regional”, conclui o diretor executivo do Arapyaú.

PMEs e PCM

reuniao_simpi_amurc_itabuna_cosntat_plenario_02_12_2015Desde o mês de março deste ano, os municípios associados à Amurc vêm sendo contemplados com a assessoria e consultoria da empresa Constat Educação para a regularização de seus Planos Municipais de Educação (PMEs) e dos Planos de Carreira para os profissionais do magistério municipal. De acordo com o consultor, Carlos Eduardo Sanches, os prefeitos, secretários e técnicos foram orientados quanto a projeção para cada município, em específico.

“Na primeira fase do Plano Municipal de Educação, usamos toda a estrutura do Portal Conviva – ferramenta de gestão, com orientação técnica aos municípios, e, todos construíram seus planos, e foram realizados bons planejamentos de como devem ser esses planos, embora todos estejam enfrentando problemas de receita, que isso independe da posição e situação de cada prefeito”, relatou.

reuniao_una_plenario_2_constat_amurc_02_11_2015A segunda etapa foi de construção para alguns e de reestruturação para outros Planos de Carreira do Magistério. A iniciativa assegura para a Administração Pública a possibilidade de estar com a carreira organizada na área da Educação para os próximos 10 anos. “O importante é que os municípios têm até o mês de março de 2016 para que as Câmaras de Vereadores aprovem esses planos e implantem essa nova carreira no mês de abril, em virtude de ser um ano eleitoral”, concluiu.


Inep alerta para falsos e-mails sobre o Enem

Por meio da rede social Twitter, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou um alerta sobre e-mails falsos que o MEC teria enviado aos candidatos que fizeram provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano.

“O Inep informa que é falso o e-mail que alguns participantes do Enem 2015 receberam sobre erros na inscrição”. Uma segunda mensagem eletrônica informa que o Inep “não solicitou recadastramento de participantes do Enem 2015”.

O Enem 2015 ocorreu nos dias 24 e 25 de outubro.

O espelho da redação do Enem 2015 deve ser disponibilizado junto com as notas individuais de cada candidato, previstas para o início de janeiro 2016.(Agência Brasil)