Redação do Enem tratou sobre intolerância religiosa

Rio de Janeiro - Estudantes chegam ao Colégio Santo Inácio, em Botafogo, zona sul da capital fluminense, para o segundo dia de provas do Enem 2016. (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Da Agência Brasil

A redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 segue tendência das provas dos últimos anos de tratar temas sociais, na avaliação de professores de redação entrevistados pela Agência Brasil. O tema deste ano é “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Aproximadamente 8,4 milhões de candidatos deverão fazer a prova hoje (6). Os professores elogiaram a temática, mas criticaram a forma como o tema foi redigido. Segundo eles, o comando da questão poderá levar os estudantes a focarem mais nas proposições do que na dicussão da questão.

“Sou radicalmente a favor do tema, acho que foram muito felizes por uma questão muito simples: intolerância religiosa é um preconceito que não é tratado regularmente pela sociedade brasileira. Existe, é forte, mas para mim, é muito velada ainda, não é algo discutido abertamente”, diz o coordenador de Redação do Colégio Sigma, de Brasília, Eli Guimarães.

Guimarães diz que esperava que esse fosse o tema. “Acertei o tema da redação, foi o tema da avaliação do Sigma, do quarto perído do 3º ano do ensino médio, intolerância religiosa em questão no Brasil”, conta. “Esse tipo de discussão é fundamental, como foi no ano passado o tema da violência contra a mulher. São situações que geram debates público relevantes”, defende.

Segundo Zaira Dirani, professora de português, literatura e redação do Colégio Sagrado Coração de Maria, em Brasília, o Enem segue a tendência dos últimos anos de trazer temas sociais para serem discutidos pelos estudantes. Em 2015, o tema da redação foi “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”; em 2014, “Publicidade infantil em questão no Brasil”.


Reitor da UFSB finaliza atividades na Itália com parcerias entre universidades internacionais

parma-latA Universidade Federal do Sul da Bahia-UFSB, representada pelo Reitor Naomar de Almeida Filho, participou da Assembleia e Seminário Internacional do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), na Universidade de Parma, Itália. O foi encerrado, com uma solenidade presidida pelo Reitor Loris Borghi, dando posse ao novo Presidente do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), Reitor da UFPI José Arimatéia.

parma-latNa Conferência entre Reitores, a UFSB foi procurada para intercâmbio acadêmico com as universidades húngaras. Em breve, para concretizar o acordo, a Universidade receberá a visita da Professora Julia Morován, Secretária de Assuntos Internacionais, na perspectiva de receber alunos de graduação e Mestrados das universidades de Budapeste, em todas as áreas de conhecimento.

Outro ponto consolidado, foi a abertura de intercâmbio com as universidades italianas a partir de missões a serem realizadas no primeiro semestre de 2017, com a visita dos docentes da UFSB à Itália e a vinda de docentes italianos das áreas de Alimentos, Ambientais, Economia e Gestão para especificar os termos de cooperação.

Também está avançado ainda está o acordo com a Universidade de Birmingham, que propôs um convênio bilateral, com foco nas áreas de Educação e Ciências Sociais, através da sua Diretora de Parcerias Internacionais, Professora Bárbara Fawcett, que também visitará a Instituição em 2017.

De acordo no Naomar Almeida Filho, “a UFSB finaliza a Assembleia e o Seminário com diversas conquistas alcançadas: a aceitação por unanimidade para ser membro do GCUB, parcerias com universidades internacionais em andamento, despertar de interesse de outras Instituições por sua singularidade e divulgação do seu trabalho para a sociedade internacional”.


Itabuna investe em educação para o trânsito

educação para o transito1Depois de toda uma gestão sofrendo críticas pela condução da política de trânsito urbano, a prefeitura de Itabuna parece ter acertado a mão nesse setor, ao menos em uma área. Foi publicada no Diário Oficial a aquisição de livros para a educação para o trânsito, cuja temática será adotada a partir de 2017 na educação básica, em cumprimento ao Plano Municipal de Educação.

A iniciativa foi destacada no Balanço Geral, da TV Cabrália, pelo apresentador Tom Ribeiro. “Itabuna, que tem tantos problemas de trânsito, finalmente vai investir em educação. Botar os meninos e meninas para aprender tudo sobre o trânsito desde os primeiros anos escolares”, opinou.

A implantação de ações educativas permanentes, através da educação formal com suporte pedagógico adequado é uma realidade em diversas cidades do país. No Rio de Janeiro, a educação para o trânsito é lei estadual.


Reitores debatem “Universidade: trajetória, dilemas e desafios”

reitores-1As atividades do 59º Fórum Nacional de Reitores da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), foram reiniciadas na manhã desta sexta-feira (20), com a palestra proferida pela professora Elizabeth Balbachevscky, vice-Diretora do Centro de Pesquisa em Políticas Públicas da USP, sobre “Universidade no mundo: desafios para o futuro e governança”.

O evento que foi aberto na noite de quarta-feira (19), no auditório do Centro de Arte e Cultura Paulo Souto e prossegue até sábado (22),  nos salões de convenções do Hotel Praia do Sol, em Ilhéus. Em sua fala a professora Elizabeth Balbachevscky provocou “os dilemas da universidade contemporânea”, concluiu frisando a necessidade da construção do  engajamento interno e externo na reforma da gestão das instituições.

Com o tema “Universidade: trajetória, dilemas e desafios” o 59º Fórum Nacional de Reitores da Abruem é realizado pelas Universidades Estaduais de Santa Cruz (UESC), de Feira de Santana (UEFS), do Estado da Bahia (UNEB) e do Sudoeste da Bahia (UESB).

Das atividades do Fórum constam apresentações das avaliações das Câmaras Técnicas em suas respectivas áreas de atuação. Pela ordem, a primeira foi  a de Saúde com a discussão da “Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (ANASEM)”. A Câmara Técnica de Pós-Graduação fará sua avaliação sobre os desafios frente à crise de financiamento; enquanto a de EAD/UAB vai discutir “EaD em rede: políticas e práticas institucionais”.

Durante o Fórum está prevista a  Reunião do Conselho Pleno da Abruem. Sexta-feira (21), os trabalhos serão iniciados com a conferência “Universidade: história, atualidade e gestão” seguida da Câmara Técnica de Extensão com “Avaliação da Extensão: avançar na qualidade acadêmica”. A Câmara Técnica de Graduação vai avaliar “Evasão e Mecanismos de Acompanhamento do Egresso” e a Câmara Técnica de Internacionalização e Mobilidade terá como tema a “Mobilidade Nacional e Internacional: Tendências e perspectivas”.


Municípios Sulbaianos ganharão Memorial da Educação para as novas gestões

Memorial_Oficina_Carlos Eduardo e Luciano Veiga
Luciano Veiga, diretor executivo da AMURC fala da importância do Memorial de Gestão(Fotos Viviane Cabral)

Os municípios Sulbaianos serão contemplados com o legado importante, que é a continuidade de projetos na área da educação. O projeto de construção do Memorial de Gestão para o próximo gestor municipal está sendo realizado pelos dirigentes municipais, em oficinas técnicas, até sexta-feira (21), em Itabuna e cidades circunvizinhas. A ação é uma iniciativa da Amurc, promovida com as parceria do Pró- Reitoria de Extensão da UESC, Fórum de Secretários de Educação Municipal – Forsec , e os  Institutos Natura e Arapyaú.

Desde o início do ano, secretários e técnicos municipais estão sendo orientados sobre o preenchimento de dados levantados da prefeitura, na plataforma CONVIVA, referentes ao setor da Educação: aspectos gerais da gestão, administrativa, pedagógica, democrática, transporte escolar, alimentação escolar, estrutura e documentação, pessoas e o Plano Municipal de Educação. O objetivo é deixar registrado, para a próxima gestão, os avanços, as conquistas e a situação da secretaria de educação em relação às diferentes áreas de gestão.

Para a Secretária de Educação do município de Una  e vice-presidente da Undime-BA, Leninha Vilanova, o Memorial é “uma excelente ferramenta de gestão, pois além de dar um norte para quem chega, sobre o que deu certo e o que precisa refazer, mostra a nossa responsabilidade com a cidade e com os cidadãos. É um dos grandes avanços que a parceria com a Amurc vem trazer para a região: a formação da Gestão Pública com eficiência”, destacou.

Carlos Eduardo Sanchez e dirigentes municipais de educação (1)
Carlos Eduardo Sanchez orienta os dirigentes municipais de educação

O projeto conta com a expertise do consultor da Constat – Educação, Carlos Eduardo Sanchez, que frisou a importância do Memorial para quem está terminando a gestão e quem vai assumir as Secretarias de Educação da região. “Nesse processo, de quem está saindo, ganha e quem está entrando também ganha. O ponto fundamental na transição é estabelecer que o foco é o estudante, e não pode, em hipótese alguma atrapalhar a trajetória dele na escola”.

Ainda segundo Sanchez, o Memorial de Gestão que está no Conviva atende a Constituição Federal e as sugestões do Tribunal de Contas. “O artigo 37 da Constituição estabelece os princípios importantes da Gestão Pública. Um é o dar transparência de todos os atos e o outro é dar legalidade de todos os atos”.

Homenagem

Como forma de reconhecimento das atividades realizadas em prol da continuidade das ações na área da educação, os parceiros estarão homenageando os dirigentes municipais de educação no dia 24 de novembro. Para o coordenador executivo da Amurc, Luciano Veiga “os dirigentes estão deixando um grande legado na área da educação, e nada melhor do que reconhecer essa contribuição tão importante para a sociedade”, pontuou Luciano. (Por Viviane Cabral)


Finep recomenda projeto que transforma o Centro de Biotecnologia e Genética da UESC em Centro Nacional Multiusuários

lab-uescO Projeto da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC),”Serviço de Ômicas Multiusuário Atualizado do Centro de Biotecnologia e Genética (SOMA-CBG)”, sob coordenação do professor Carlos Priminho Pirovani, com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação, foi recomendado pela  Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) conforme consta do resultado preliminar da segunda etapa da Chamada Pública MCTI/ FINEP/FNDCT 02/2016 – Centros Nacionais Multiusuários.

O objetivo da seleção pública da Finep (empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) é apreciar propostas de apoio a centros nacionais de infraestrutura científica e tecnológica, de caráter multiusuário, contribuindo para o fomento da pesquisa científica nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, além de consolidar centros de pesquisa já estabelecidos.

Na segunda etapa, no âmbito da linha voltada a laboratórios emergentes, concorreram 100 propostas, mas apenas dez receberam recomendação.  A proposta da UESC foi a única do estado da Bahia a ser aprovada. O projeto SOMA-CBG visa atualizar as plataformas de Proteômica e de Genômica do Centro de Biotecnologia e Genética, consolidando seu caráter multiusuário, ampliando sua atuação na prestação de serviços de confecção de proteínas de DNA/RNA, sequenciamento genômico, metagenômico e transcritômico a empresas privadas, grupos de pesquisas internos e externos à Instituição, além de firmar novas cooperações nacionais e internacionais.

O projeto está orçado em R$ 2,5 milhões e, como resultados, espera-se o aprimoramento das pesquisas em citogenética e evolução de espécies, análises de diversidade genética e fluxo gênico, além do aumento da capacidade de geração de dados genômicos e transcriptômicos, facilitando a compreensão de aspectos bioquímicos, fisiológicos e moleculares no desenvolvimento de plantas e animais e de suas interações. A previsão de divulgação do resultado final é a partir do dia 11 de novembro.


Gestores da Educação Profissional planejam 2017

ceeps1Os dirigentes dos Centros de Educação Profissional no Sul da Bahia, que tem unidades em Itabuna, Ilhéus, Maraú e Arataca, se reuniram  para realizar o  planejamento integrado do ano letivo de 2017 e se antecipar aos novos desafios que surgirão com as mudanças na Lei de Diretrizes e Bases do ensino médio.

Eles estão avaliando os impactos das mudanças propostas pelo MEC, que prevê a não obrigatoriedade de várias disciplinas e alterações na grade curricular, na rede de educação profissional na Bahia. Há uma preocupação muito grande de que essas mudanças acabem afetando o processo de formação dos alunos e o consequente comprometimento da qualidade do ensino público.

“As mudanças estão sendo feitas sem o necessário debate com a sociedade organizada e os profissionais de educação, o que pode implicar em retrocesso, justamente quando precisamos avançar no processo de universalização e qualificação do ensino público”, alerta a professora Josonita Marinho, diretora do CEEP Itabuna.


Educador português José Pacheco visitará os três campi da UFSB

gajoNo período de 25 a 30 de setembro, a Universidade Federal do Sul da Bahia- UFSB receberá, nos campi e Complexos Integrados de Educação (CIE) de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, a visita de José Pacheco – educador português, dinamizador da gestão democrática na educação e reconhecido em todo o mundo pelo seu trabalho na Escola da Ponte, em Portugal.

Especialista em leitura e Escrita, José Pacheco é mestre em Ciências da Educação pela Universidade do Porto. Idealizou e coordenou, desde 1976, até à sua aposentadoria, a Escola da Ponte, instituição que se notabilizou pelo projeto educativo baseado na autonomia dos estudantes. No Brasil, colabora com projetos que seguem os conceitos da Escola da Ponte. É autor de livros e de diversos artigos, definindo-se como “um louco com noções de prática”. Para ele, para transformar a educação, os brasileiros devem valorizar a leitura de seus pensadores, como o pedagogo Lauro de Oliveira Lima.

“O currículo escolar tem que ser construído junto com a comunidade. Aula é coisa dos séculos 18, 19. A escola no modelo atual produz desigualdade, encontramos milhões de analfabetos funcionais no Brasil, o que é uma vergonha, mas é o que esse modelo de educação produz”, argumenta Pacheco.

Pacheco realizou reuniões com o Reitor da UFSB, Naomar Monteiro de Almeida Filho, em Brasília e aceitou o convite para conhecer a UFSB. Durante a visita, o Professor Pacheco conversará sobre o projeto da UFSB com docentes, estudantes, técnico-administrativos, familiares de estudantes e membros da comunidade da região.

O Educador fará a aula inaugural nos três campi. No dia 26 de setembro, o professor visitará o campus e o CIE de Itabuna. Dia 27 e 28, fará a visita ao campus de Porto Seguro. E, para finalizar, no dia 29, a visita será ao campus de Teixeira de Freitas.


Municípios Sulbaianos definem estratégias para implementar metas do PME

4º Encontro do Forsec e da RAE com dirigentes de educação dos municípios sulbaianosColaborar para implementação das metas dos Planos Municipais de Educação (PME) de 36 municípios do Sul da Bahia é o objetivo do 4º Encontro do Fórum de Secretários de Educação (Forsec), que iniciou nesta segunda-feira, 19, em Itabuna. O evento segue até sábado (24), organizado pela Rede de Apoio a Educação do Instituto Natura, em parceria com a Amurc, o Instituto Arapyaú e a Uesc, destinado aos dirigentes e técnicos das secretarias municipais de educação.

A maratona de formação começou tratando no primeiro dia sobre “financiamento, acompanhamento e controle social de políticas públicas educacionais pelos conselheiros municipais de educação” previsto na meta 19 do PME com a assessoria da professora e consultora Graça Prates. A especialista falou sobre a Educação, “enquanto política social e pública, aliada a atuação dos Conselhos Municipais, que devem ser democráticos e trabalhar as estratégias de colaboração e monitoramento”.

A secretária de Educação de Itabuna e presidente do Forsec, Dinalva Melo parabenizou a iniciativa e destacou que é preciso construir mecanismos para garantir uma gestão democrática. De acordo com ela, “é preciso ter critérios técnicos para a escolha de um conselheiro, e, a partir disso, investir na capacitação desses profissionais, objetivando melhorar o atendimento ao sistema educacional”, declarou Dinalva.

Na metodologia do evento, os grupos de trabalhos compostos pelos municípios inscritos em cada uma das temáticas de interesse, irão ainda discutir as seguintes metas: Meta 05 – Alfabetização; Meta 06 – Educação em Tempo Integral e Meta 07 – Qualidade de Educação. O PME é instrumento de planejamento, constituído em 2015, com validade de 10 anos e a proposta é de melhorar a gestão e a qualidade da educação nos munícipios.


Feira das Profissões da UESC começa nesta quinta-feira

Feira das Profissões da UESC - Laize Galvão (1)Mais de 3.500 estudantes do ensino médio, de 55 escolas situadas em 37 municípios da região, estão sendo esperados na IV Feira das Profissões da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus. O evento será aberto quinta-feira (15), às 8h30min, no auditório do Centro de Arte e Cultura Paulo Souto, em seguida, os estudantes visitam os stands, montados no Ginásio de Esportes do Parque Desportivo da UESC, onde vão conhecer os 33 cursos de graduação, oferecidos pela Universidade.

A IV Feira das Profissões da UESC prossegue até às 16h30min de sábado (17), com os eventos concentrados no Ginásio de Esportes da UESC. Coordenada pelo pró-reitor de Graduação, Elias Lins Guimarães, a iniciativa, em seu quarto ano consecutivo, tem como público alvo os estudantes do 3º ano do ensino médio de escolas públicas e privadas, particularmente aquelas localizadas em cidades da região Sul da Bahia.

“Durante o evento serão prestadas informações aos estudantes para que, com a ajuda de docentes e discentes da instituição, que servirão como monitores, os orientem na tarefa de optar por uma carreira profissional. Esse é o principal objetivo da UESC: ajudar os futuros ingressantes a conhecer melhor os cursos ofertados pela Universidade,” frisa o pró-reitor.

De acordo com a gerente de Graduação da Universidade, Agna Almeida Menezes, “nesta edição da Feira das Profissões que tem como tema “Aproximando a universidade das escolas”, serão apresentadas aos estudantes das unidades de ensino médio da região, os cursos de graduação, laboratórios e ações de apoio proporcionadas aos ingressantes pela instituição. Nos estandes da Feira instalados no Ginásio de Esportes, os visitantes poderão tirar suas dúvidas sobre a escolha da carreira profissional que vão abraçar”.

Além dos coordenadores, a organização da IV Feira conta com a participação de Ana Lúcia Amaral Freitas, Cátia Miriam Bispo Melo de Sá, Jacy Ramos Costa Santos e Maristela de Oliveira Reis, além das equipes de cada curso e do pessoal de apoio, infraestrutura e saúde, estão preparados para recepcionar os estudantes