Projeção de expansão da economia cai pela oitava vez e vai para 1,71%

economiaDa Agência Brasil

Instituições financeiras reduziram pela oitava vez seguida a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano.

A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – agora caiu de 1,95% para 1,71% este ano.

Para 2020, também houve redução: de 2,58% para 2,50%. Essa foi a quinta redução consecutiva. As estimativas de crescimento do PIB para 2021 e 2022 permanecem em 2,50%.

Os números constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada com base em estimativas de instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos. O boletim é divulgado às segundas-feiras, pelo Banco Central (BC), em Brasília.

Inflação
A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi ajustada de 4,06% para 4,01% este ano. Para 2020, a previsão segue em 4%. Para 2021 e 2022, também não houve alteração: 3,75%.

A meta de inflação deste ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. A estimativa para 2020 está no centro da meta: 4%. Essa meta tem intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

(mais…)


Participação do Brasil na economia global cai ao menor nível em 38 anos

Da Folha

Dados recém-divulgados pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) mostram que o Brasil completou, em 2018, o sétimo ano consecutivo de perda de participação na economia global.

A fatia do país na produção de bens e serviços do mundo, que era de 4,4% em 1980, chegou, entre altos e baixos, a 3,1% em 2011 e, desde então, caiu sem parar, atingindo 2,5% no ano passado, o nível mais baixo ao longo das quase quatro décadas na série histórica que mostra as trocas realizadas entre Brasil e o resto do mundo.

Os dados se referem à participação no PIB (Produto Interno Bruto) global em dólares ajustados pela paridade do poder de compra (PPC), que reflete as diferenças de custo de vida entre os países.

Por essa medida, que é mais estável, o Brasil perdeu, no ano passado, o posto de sétima maior economia do mundo, que detinha desde 2005, para a Indonésia, caindo para o oitavo lugar. No ranking feito a partir da conversão simples do PIB em dólares, que é mais volátil, a posição brasileira sempre variou bastante e, em 2018, o país voltou a recuar também da sétima para a oitava posição, ultrapassado pela Itália.

Segundo as projeções do Fundo, a tendência de perda de espaço do Brasil se manterá pelo menos até 2024, quando a parcela do país na economia global, pelas projeções realizadas na instituição, recuará para 2,3% (em PPC). Esse padrão histórico de encolhimento não é uma exclusividade brasileira. Desde 1980, quase todos os gigantes econômicos cederam espaço para a China passar, movida por suas taxas de crescimento que chegavam a dois dígitos. A exceção foi a Índia, que também se expandiu a um ritmo acelerado em todo o período.


Festival em São Paulo amplia visibilidade do cacau e chocolate do Sul da Bahia

cacau_festival_stande_spPor Viviane Cabral | Agência Sebrae

O Chocolat Festival de São Paulo, com a participação de expositores de todo o país, apresentou, no último final de semana, a expertise da produção de amêndoa de cacau e chocolate de qualidade, alinhada às inovações do segmento que mais cresce devido ao grande valor agregado aos produtos. Do Sul da Bahia, 17 produtores de cacau e chocolate contaram com o apoio do Sebrae em Ilhéus para participar do evento, que antecipa o Festival Internacional do Chocolate, em Ilhéus, previsto para o período de 18 à 21 de julho.

O coordenador do evento, Marco Lessa destacou que o festival foi o primeiro a acontecer no ano, com uma grande estrutura e a presença de cerca de 120 expositores da Bahia. “Foi uma prévia do que vai acontecer em Ilhéus, quando estão previstos novos chefs de cozinha internacionais, a visita de chocolateiros de São Paulo, que vai refletir no aumento do turismo regional”, afirmou.

Da região Sul da Bahia, mais de 40 marcas de chocolate de origem foram expostas no Festival, marcando um grande momento de expansão e consolidação do cacau e chocolate de qualidade no Sul do Brasil. O resultado é fruto de parcerias institucionais, a exemplo do Sebrae, que a através do projeto Derivados de Cacau e Chocolate, tem contribuído com a promoção de pesquisas de análise setorial, que comprovam demanda de mercado para amêndoa premium, com a perspectiva para a produção e comercialização do entre os produtores da região.

(mais…)


Chocolate de origem do Sul da Bahia conquista consumidores de São Paulo

chocolat sp 5 (1) (1)Na semana que antecede a Páscoa, com a tradição dos ovos de chocolate, São Paulo recebeu o Chocolat Festival, realizado de sexta a domingo na Bienal do Ibirapuera. O evento que teve o apoio do Governo da Bahia, recebeu cerca de 20 mil pessoas e gerou R$ 5 milhões em negócios, abrindo um novo e importante mercado para o chocolate de origem produzido no Sul do Estado. O setor cresce 30% ao ano, com uma enorme demanda, em função da qualidade e com teores de amêndoas que variam de 50% até 100% de cacau, num produto de grande valor agregado.

chocolat sp 5 (2)“A avaliação é altamente positiva. Passamos três anos planejando o festival e como o cacaueiro também frutifica em três anos, chegou o momento de expandir e consolidar o chocolate de origem afirmou o coordenador do evento Marco Lessa”. “As marcas chegam a São Paulo de forma madura, com qualidade, embalagens atraentes”. “O resultado disso é que muitos consumidores disseram que não precisam mais comprar produtos premium da Europa, o que demostra a potencialidade dos nossos produtos como negócio sustentável”, disse.

Durante três dias, além da Feira do Chocolate, com mais de 40 marcas de origem do Sul da Bahia, o festival teve atividades como o Fórum do Cacau, Biofábrica de Cacau, Cozinha Show, Bean to Bar (da amendoa ao chocolate), ChocoDay, Ateliê do Chocolate e Cozinha Kids, um espaço especial para degustação e elaboração de chocolates, que fez a alegria das crianças.


Sancionada lei do novo Cadastro Positivo

O presidente da Repubica assinou ontem hoje (8), em cerimônia no Palácio do Planalto, a nova Lei do Cadastro Positivo, que torna automática a adesão de consumidores e empresas ao banco de dados que já existe desde 2011, mas cuja participação dos clientes era voluntária. A matéria foi aprovada pelo Congresso Nacional no mês passado.

O serviço do Cadastro Positivo é prestado por empresas especializadas, que avaliam o risco de crédito de empresas e de pessoas físicas com base em históricos financeiro e comercial. Atualmente, esse banco de dados reúne informações de aproximadamente 6 milhões de pessoas. A perspectiva, com a nova lei, que torna a adesão automática, é que alcance 130 milhões de consumidores, segundo o governo.

(mais…)


Receita abre consulta a lote da malha fina do IR

dinheiroA Receita Federal abre hoje (8) consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda (IR) Pessoa Física de abril. Ao todo, serão desembolsados R$ 210 milhões para 91,3 mil contribuintes que estavam na malha fina das declarações de 2008 a 2018, mas regularizaram as pendências com o Fisco.

A lista com os nomes estará disponível a partir das 9h no site da Receita na internet. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que permite o acompanhamento das restituições.

As restituições terão correção de 6,64%, para o lote de 2018, a 108,76% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração no próximo dia 15. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento. (Agência Brasil)


Sebrae oferece mais de 500 vagas de capacitações em Ilhéus e Itabuna

michel-lima-credito-sebrae-da-foto-mauricio-maronO Sebrae em Ilhéus e Itabuna está com as inscrições abertas para capacitações gratuitas e pagas, voltadas para as áreas de inovação/mídias sociais, liderança, gestão, empreendedorismo, finanças, planejamento e coach. Nesta quarta-feira, 3, acontece a Clínica Tecnológica gratuita, das 19h às 21h, no auditório do Sebrae em Ilhéus, sobre “Como usar as mídias sociais no seu negócio”.

De acordo com o gerente adjunto do Sebrae na região, Michel Lima, ao todo, são 540 vagas disponíveis, com inscrições na Loja Virtual do Sebrae ou pelos telefones (73) 3613-9734 e (73) 99974-2262 (Itabuna) ou (73) 3634-4068 e (73) 99974-2263 (Ilhéus).

“Os cursos e as capacitações visam oferecer estratégias eficazes para o aperfeiçoamento dos empresários e futuros empreendedores, que buscam no Sebrae informações específicas sobre como abrir um negócio ou aqueles que desejam inová-los”, destacou Michel.

Na quinta-feira, 4, no Sebrae em Ilhéus, acontece às 19h, a palestra de sensibilização do programa Liderar o Futuro, destinado ao desenvolvimento de líderes empreendedores para a transformação do ambiente de negócios. A ideia central do programa, segundo o jornalista Douglas Burtet, idealizador da iniciativa, “é formar lideranças participativas com desejo de contribuir e ser protagonistas de mudanças em seu território social e de negócios”.

(mais…)


Cadastramento eSocial para empresas do Simples termina em 9 de abril

Resultado de imagem para e socialEmpresários optantes pelo Simples Nacional devem ficar atentos ao calendário do eSocial. Termina em 9 de abril o prazo para cadastramento no sistema e envio de tabelas. Esse grupo é formado ainda por empregadores pessoa física (exceto domésticos), produtores rurais pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos. Segundo o Ministério da Economia, já são mais de 23 milhões de trabalhadores cadastrados na base do eSocial.

Para o processo de migração para o sistema do eSocial foram definidos quatro grupos de empresas. Cada grupo tem quatro fases para a transmissão eletrônica de dados. A primeira fase é destinada à comunicação dos eventos de tabela e dos cadastros do empregador. A segunda etapa engloba os eventos não periódicos, ou seja, o envio de dados dos trabalhadores e seus vínculos com a empresa. A terceira fase compreende os eventos periódicos: informações sobre a folha de pagamento. Na última fase são exigidas informações relativas à segurança e à saúde dos trabalhadores.

As empresas optantes pelo Simples Nacional fazem parte do terceiro grupo de empresas a migrar totalmente para o sistema do eSocial. A conclusão da inserção do primeiro grupo envolveu as 13.115 maiores empresas do país, que já estão transmitindo os eventos para o eSocial, com exceção das informações referentes à Saúde e Segurança do Trabalho (SST), que deverão ser enviadas a partir de julho de 2019.

Já o segundo grupo, composto de empresas com faturamento, no ano de 2016, de até R$ 78 milhões e não optantes pelo Simples Nacional, iniciará agora em abril a substituição da GFIP – Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) e de Informações à Previdência Social para recolhimento de contribuições previdenciárias. O quarto grupo, que iniciará o processo de cadastramento em janeiro de 2020, é formado por entes públicos e organizações internacionais. A última fase deste grupo está prevista para janeiro de 2021, data em que, segundo as expectativas, todo o processo deverá estar finalizado no Brasil.

Confira o cronograma completo: http://portal.esocial.gov.br/noticias/publicado-novo-cronograma-do-esocial


BC reduz projeção de crescimento da economia este ano para 2%

economiaDa Agência Brasil

O Banco Central (BC) reduziu a projeção para o crescimento da economia este ano. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 2,4% para 2%. A projeção consta do Relatório de Inflação, divulgado trimestralmente pelo BC.

Entre os fatores para essa redução, o BC cita o crescimento menor do que o esperado no quarto trimestre de 2018, o que reduziu o “carregamento estatístico [herança do que ocorreu no ano anterior] de 2018 para 2019”. Outros fatores foram os “desdobramentos da tragédia em Brumadinho sobre a produção da indústria extrativa mineral”. Além disso, o BC cita a redução estimada para a safra agrícola e a moderação verificada no ritmo de recuperação da economia.

Setores

Para o BC, a produção da agropecuária deverá crescer 1% no ano, ante estimativa de elevação de 2% prevista em dezembro, após crescimento de 0,1% em 2018. A projeção para o desempenho da indústria foi reduzida de 2,9% para 1,8%. A estimativa de crescimento da indústria de transformação passou de 3,2% para 1,8%.

A previsão para a indústria extrativa recuou de 7,6% para 3,2%. As estimativas de crescimento para construção civil e para produção e distribuição de eletricidade, gás e água foram mantidas em 0,6% e 2,3%, respectivamente.

(mais…)


Palestra em Itabuna vai falar sobre liderança no Mundo VICA

sebrae_evento-_itabunaO Sebrae promove, na próxima terça-feira, 2 de abril, às 19h, no Palace Hotel, em Itabuna, a palestra “Liderança no Mundo VICA – Inspirando equipes em tempos de mudanças”. A master coach Taís Gaspar, consultora e treinadora de líderes empreendedores e especialista em Gestão Estratégica há mais de 15 anos, vai conduzir a atividade.

O encontro será um momento de conversa e reflexão sobre o cenário de mudanças inesperadas, voláteis e repentinas; incertezas, informações importantes desconhecidas, duvidosas ou imprecisas; e múltiplos interesses, interações complexas e ambiguidade na interpretação da mesma situação.

Mundo VICA

Originalmente denominado de VUCA – do inglês, volatility (volátil), uncertainty (incerto), complexity (complexo) and ambiguity (ambíguo) – o conceito de Mundo VICA (em português) foi criado nos anos de 1990 para descrever a dinâmica que passou a reger os acontecimentos no mundo, cheio de transformações e desafios em relação aos paradigmas até então definidos.

Nesse sentido, o gerente adjunto do Sebrae na região, Michel Lima, acredita que “compreender as características desse novo ambiente, marcado pela complexidade e pelo uso intensivo da tecnologia, pode ser fundamental para saber lidar com os desafios e aproveitar as oportunidades”.

As inscrições já estão sendo feitas na Loja Virtual do Sebrae. Outras informações pelos telefones (73) 99974-2262 / 3613-9734 ou na agência do Sebrae em Itabuna, localizada na rua Paulino Vieira, 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro.