Pequenos negócios baianos contrataram 188% a mais que em 2017

1366843056670-microempresaO primeiro semestre de 2017 foi bom para as micro e pequenas empresas (MPE) baianas, que fecharam o período com um saldo positivo de 4.821 empregos gerados. Mas um levantamento do Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostra que o período foi ainda melhor este ano: os pequenos negócios do estado geraram surpreendentes 13.921 vagas, quase três vezes mais empregos que no mesmo período de 2017.

O crescimento, de 188%, merece ainda mais destaque se comparado à média brasileira de janeiro a junho, que foi 45% maior que em 2017.

O superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, comemora o resultado, registrado após um saldo negativo em 2016. “Os pequenos negócios baianos estão comprovando a sua resiliência e capacidade de gerar desenvolvimento para todo o estado. Eles atuam como uma mola propulsora e impactam diretamente a nossa economia. Precisamos dar toda a atenção a esses empresários”, avaliou o diretor, lembrando que, por outro lado, as médias e grandes empresas geraram 454 empregos no estado, de janeiro a junho.


Encontro Regional de gestores do cooperativismo baiano acontecerá em 6 cidades do estado

cooperativismoDesde 2013, os Encontros Regionais de gestores do cooperativismo baiano são realizados com sucesso, devido à significativa participação dos dirigentes das cooperativas do estado, vinculadas ao Sistema OCEB. Esses eventos são fundamentais para contribuir com o desenvolvimento do cooperativismo de forma democrática e para aprimorar a gestão das cooperativas por meio da intercooperação.

No Encontro Regional de Presidentes, Dirigentes e Gestores do Cooperativismo Baiano – Direcoop 2018 as lideranças vão priorizar as estratégias que serão implementadas pelo Sistema OCEB nos próximos quatro anos para tornar o cooperativismo baiano, cada vez mais, competitivo, respeitado e reconhecido pelo papel que desempenha na sociedade.

O evento vai oportunizar também a apresentação dos resultados do trabalho do Sistema Cooperativista Baiano em 2017 e espaço para o levantamento de demandas, por região, para a elaboração de uma carta proposta aos candidatos a Governador, Deputado Federal e Deputado Estadual das eleições deste ano.

O Direcoop é promovido pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia – OCEB, juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia – SESCOOP/BA, e vai reunir presidentes, conselheiros, diretores, gerentes, consultores e assessores de cooperativas em 6 cidades baianas: Feira de Santana (13/07); Salvador (20/07), Irecê (27/07)Itabuna (03/08), Vitória da Conquista (10/08) e Luís Eduardo Magalhães (17/08). Todos os Encontros acontecerão das 8h às 14h.

As inscrições para o Direcoop estão abertas e podem ser realizadas pelo site: www.eventos.bahiacooperativo.coop.br


Trabalhadores já podem sacar abono do PIS/Pasep de 2017

dinheiroComeça ontem (26) o pagamento do abono salarial referente ao ano base 2017. A estimativa é que sejam destinados R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

Conforme o calendário de pagamento, quem nasceu de julho a dezembro, recebe o benefício ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho, terão o recurso disponível para saque no ano que vem. Em qualquer situação, o dinheiro ficará à disposição do trabalhador até 28 de junho de 2019, prazo final para o recebimento.

Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2017 com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador já deveria estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). (Agência Brasil)


Inscrições para o Prêmio Prefeito Empreendedor vão até 25 de agosto

Gestores municipais interessados em concorrer ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor podem fazer a inscrição até o dia 25 de agosto, pelo site www.prefeitoempreendedor.sebrae.com.br.

O Prêmio reconhece prefeitos que implantaram projetos com resultados comprovados com foco no desenvolvimento dos pequenos negócios do município. Além do regulamento, no site os prefeitos podem encontrar todas as informações necessárias para participação.

A premiação terá oito categorias este ano: Políticas Públicas para Desenvolvimento de Pequenos Negócios; Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico; Compras Governamentais de Pequenos Negócios; Pequenos Negócios no Campo; Inovação e Sustentabilidade; Empreendedorismo na Escola; Desburocratização e Implementação da Redesimples; e Inclusão Produtiva e Apoio ao MEI.


Programa Liderar o Futuro inicia primeira turma em Itabuna

liderar-vsebrae_credito-da-foto-andre-gustavoCom o objetivo de formar líderes engajados no desenvolvimento regional e no empreendedorismo, teve início nesta terça-feira, 24, em Itabuna, o programa Liderar o Futuro. Até o mês de novembro, lideranças de entidades de classe, do poder público, formadores de opinião e líderes de segmentos estarão reunidos em nove encontros, com oito horas de duração para desenvolver competências essenciais de lideranças.

Douglas Burtet, desenvolvedor do programa e primeiro facilitador do Empretec no Brasil, declarou que a iniciativa vai possibilitar aos participantes “a capacidade de liderar conscientes e engajados com causas das micro e pequenas empresas nos seus municípios, gerando impactos positivos no ambiente de negócios e do empreendedorismo”.

De acordo com o coordenador do programa no Estado da Bahia, André Gustavo Barbosa, a formação de liderança é uma ação estratégica do Sebrae, tendo em vista que a sociedade civil organizada tem um papel fundamental para o fortalecimento das cidades.

Nesse sentindo, o programa é desenvolvido a partir de quatro pilares fundamentais. “Esses pilares são voltados para o aspecto pessoal, o relacionamento interpessoal com outros líderes, a elaboração de um projeto específico para a cidade ou instituição e o engajamento de outras pessoas”, destacou.

O programa está estruturado em encontros quinzenais, com oito horas de duração cada, além de um encontro com lideranças de renome estadual e nacional para compartilhar suas experiências, e cinco horas de mentoria por grupo.

“A expectativa é de formação de novos líderes comprometidos e engajados não somente com as causas da entidade, mas com o meio em que vivem”, destacou o presidente da Associação Comercial de Itabuna – ACI, Sérgio Velanes.

Para o secretário executivo da Associação dos Municípios da Região Cacaueira – Amurc, Luciano Veiga, o programa cria expectativas de “poder contribuir para a transformação da sociedade a partir dos conhecimentos que serão trabalhados”.


Nota Premiada Bahia tem nove ganhadores da capital e um do interior

dinheiroNove moradores de Salvador e um de Simões Filho são os contemplados no sétimo sorteio da campanha Nota Premiada Bahia, do Governo do Estado, realizado nesta quarta-feira (18), com base nos resultados da Loteria Federal. Cada um dos dez ganhadores receberá um prêmio de R$ 100 mil. Os sorteados na capital moram nos bairros de Patamares, Imbuí, Nordeste, Engenho Velho de Brotas, São Caetano, Paralela, Caminho das Árvores, Costa Azul e Campinas de Pirajá.

Com o sorteio de julho, a campanha, realizada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba), chega ao total de 61 ganhadores. A campanha teve início em fevereiro, com dez sorteios de R$ 100 mil a cada mês. Além do sorteio convencional, em junho aconteceu ainda o sorteio especial de R$ 1 milhão para um único vencedor.

Das 61 pessoas já contempladas pela Nota Premiada Bahia desde o início da campanha, em fevereiro, 45 são da capital e 16 do interior. O programa conta atualmente com mais de 330 mil participantes inscritos no site www.notapremiadabahia.ba.gov. br. Além de estar cadastrado, é preciso incluir o CPF nas compras realizadas em estabelecimentos que emitem a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e).


Festival do Chocolate e Cacau amplia oportunidades de negócios

fotos-renata-smith-7-abertura-do-festival-do-chocolate-em-ilheusNa abertura do 10º Festival Internacional do Chocolate e Cacau nesta quarta-feira, 18, em Ilhéus, representantes de mais de 40 marcas de chocolate e derivados de cacau todo o Brasil iniciaram a exposição dos seus produtos com o objetivo de fazer grandes negócios. Na programação, que vai até domingo, 22, no Centro de Convenções, estão previstas a realização de palestras, oficinas e rodadas de negociações com o apoio do Sebrae.

O evento atrai o público de consumidores e fornecedores de todo o país, como é o caso de uma das sócias da Nayah Sabores da Amazônia, Luciana Ferreira Centeno. A empresa é de Belém – Pará e produz chocolate de origem a partir da amêndoa de cacau e do próprio cupuaçu. Segundo Luciana, o diferencial do evento está na “oportunidade de conhecer novos parceiros, contatos com fornecedores de equipamentos e matérias primas, bem como novos clientes”.

O Festival contempla ainda a participação de produtores de cacau e chocolate da região, como é o caso de Gerson Marques da Fazenda Irerê, que produz o chocolate chamado Tree To Bar, feito a partir do cacau colhido na própria fazenda. “A parceria que nós da Associação de Produtores de Chocolate do Sul da Bahia – Chocosul, temos com o Sebrae, nos ofereceu uma oportunidade de contato com o público de fora”.

Participando pela segunda vez do evento internacional, Pedro Caetano Magalhães Neto da Var Chocolates, de Ibirataia – Bahia, destacou que o seu projeto já dura 15 anos. “Começamos com a agregação de valor na amêndoa, fazendo cacau fino, exportando, ganhando alguns prêmios e resultou na produção de chocolate há mais de 2 anos”, relatou o gestor da marca, que também busca ampliar oportunidades de negócio.


Itacaré participa do Programa Sebrae Cidades Empreendedoras

A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Antonio Mario Damasceno, pessoas sorrindo, pessoas sentadasO município de Itacaré foi escolhido entre as cidades do Sul da Bahia para participar do Programa Cidades Empreendedoras, desenvolvido pelo Sebrae, que tem o objetivo de engajar a gestão pública municipal e as lideranças locais para a melhoria do ambiente empresarial e a promoção de políticas públicas de desenvolvimento econômico.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio assinou o termo de adesão ao programa na manhã desta segunda-feira, no escritório regional do Sebrae em Ilhéus, quando foram discutidas as vantagens e contrapartidas para o início imediato das ações do Cidades Empreendedoras no município.

A coordenadora regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, explicou que Itacaré foi escolhida junto com mais três cidades do Sul da Bahia para integrar o programa por conta dos investimentos que vem sendo feito pela atual gestão no município, não somente na área do comércio, mas também no turismo, nos serviços, na agricultura familiar e na infraestrutura da sede e dos distritos. De acordo com ela, Itacaré já é uma referência de desenvolvimento e a partir do Cidades Empreendedoras será possível incentivar ainda mais esses investimentos e garantir o apoio aos negócios.

O prefeito Antônio de Anízio destacou a importância do programa que contempla um conjunto de ações que visam não somente oferecer benefícios para os pequenos negócios, mas também suplantar uma agenda pública de desenvolvimento dos municípios, no sentido de fazer com que os gestores municipais e a comunidade empresarial organizada passem a estruturar programas e projetos cada vez mais voltados para o fortalecimento da macroambiência de negócios. A expectativa é estimular ainda mais o desenvolvimento de Itacaré, já que o município tem potencial para se tornar cada vez mais dinâmico e promissor por meio do empreendedorismo


Happy Hour com especialista traz dicas para empreendedores da moda

sebrae-logoO Sebrae em Itabuna promove nesta terça-feira, 17, das 19h às 21h, o Happy Hour com a Moda, com o especialista no segmento, Aldir Parisi, no hotel Tarik Fontes. As inscrições gratuitas podem ser feitas na agência do Sebrae no município, na Rua Paulino Vieira, nº 175, centro da cidade, ou pelos telefones (73) 3613-9734 ou 99981-1688.

O Happy Hour é destinado aos empresários do segmento de moda, e segundo a técnica do Sebrae, Karla Peixoto, será uma oportunidade para compreender as necessidades e os desejos dos clientes. “Os participantes poderão oferecer o que eles precisam de forma a deixá-los mais do que satisfeitos”, destacou. O encontro vai abordar temas como design de serviços, o consumidor e varejo de moda.

Sobre o palestrante

Aldir é arquiteto graduado pela Universidade Federal da Bahia e engenheiro mecânico, com ênfase têxtil, pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) – São Bernardo do Campo/SP. Ele possui especialização em Administração de Marketing para Executivos e Marketing de Serviços e Business to Business, pela Fundação Getúlio Vargas – FGV – São Paulo/SP.

Atualmente, realiza trabalhos de treinamento e consultoria empresarial nas questões relativas a produção, marketing e acesso a mercados para diversos segmentos.


Investimento em ciência e tecnologia cresce abaixo do PIB global

Teste rápido de zika foi desenvolvido pela Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma)Da Agência Brasil

O investimento em pesquisa e desenvolvimento cresceu 3% em 2016 no mundo. O aporte de recursos nesta área mais do que dobrou nos últimos 20 anos (1996-2016). Contudo, ainda está abaixo do patamar anterior à crise de 2007-2008, quando o crescimento chegou a 6,7%. Além disso, o nível anual de crescimento vem caindo desde 2013, quando esteve em quase 5%.

A informação é do estudo Índice Global de Inovação, uma iniciativa da Organização Mundial de Propriedade Intelectual, com participação do Brasil por meio da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O índice (3%) foi menor do que o registrado para o total de riqueza, em que é usado o indicador do Produto Interno Bruto (PIB) global acumulado, que ficou em 3,3% em 2016.

Quando considerado o investimento em Pesquisa e Desenvolvimento de empresas, o desempenho melhora um pouco, chegando a 4,2% no mesmo ano. Mas também neste caso, o percentual é quase a metade dos patamares no momento pré-crise de 2007-2008, quando o crescimento da aplicação de recursos por empresas chegou a 8,1%.

Leia mais.