Palestra sobre o setor de moda abre série de eventos do Sebrae Conecta em Itabuna

Empresários do segmento de varejo de moda foram orientados nesta segunda-feira, 11, em Itabuna, sobre as oportunidades para inovar e competir no mundo fashion a partir da moda sustentável. O encontro iniciou uma série de encontros gratuitos com especialista do Sebrae Conecta.

No encontro com os empresários do varejo de moda, a especialista Fernanda Simon levantou o debate sobre o movimento Global Fashion Revolution Brasil, que chama a atenção das pessoas para um consumo sustentável, respeitando as condições ambientais e sociais no processo de produção.

Segundo ela, a ideia foi discutir de que forma podem ser minimizados os impactos ao meio ambiente e ao meio social, e, como isso, pode ser uma ferramenta de transformação.

Nesse contexto, a palestrante destacou que o empresariado exerce um grande poder de influência na escolha de produtos que carreguem no seu processo produtivo valores como ética e coerência.

“A nova geração de consumidores quer produtos com causa, com propósito, que tenham uma história e não comprar por comprar. Então, o empresário que não estiver atento a essas novas demandas, vai ficar para trás”, declarou a especialista de moda.


Sebrae promove encontros gratuitos com especialistas em Itabuna e Ilhéus

sebrae-itabuna-foto-mauricio-maron-unnamedCom o objetivo de atender empresários e colaboradores com soluções direcionadas para 18 áreas diferentes dos setores da indústria, do comércio e de serviços, o Sebrae promove uma série de palestras gratuitas com especialistas nas áreas de moda, panificação, beleza e estética, e alimentação fora do lar.

A primeira atividade acontece na próxima segunda-feira, 11, às 18h30, no Tarik Fontes, em Itabuna, com a palestra “Moda Sustentável: oportunidade para inovar e competir no mundo fashion”.

O encontro é destinado aos profissionais que atuam no setor de varejo de moda e áreas afins, e contará com a palestrante Fernanda Simon, responsável por trazer o movimento Global Fashion Revolution para o Brasil. A especialista no segmento vai apresentar um panorama da moda sustentável, além de um conteúdo específico sobre moda circular, inovação de matéria-prima e processo, designer e ativismo, economia e ecologia.

A empreendedora no seguimento de acessórios femininos de Itabuna, Jéssica Leite é uma participante assídua das atividades do Sebrae e já realizou a sua inscrição para o evento de moda. Segundo ela, será uma ótima oportunidade de atualizar os conhecimentos sobre a sustentabilidade na sua área de atuação. “Irei aprender um pouco mais desse movimento, fazer com que minha empresa se torne um pouco mais sustentável, que contribua para o mundo e para as pessoas”, declarou.


Visita do Banco Mundial ao Sul da Bahia

bird_sulbahiaProjetos produtivos voltados para o fortalecimento da cacauicultura no Território Litoral Sul da Bahia, que obtiveram investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, recebem, desde esta segunda-feira (4), a visita de representantes do Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD/Banco Mundial).
A visita integra a Missão de Supervisão do projeto Bahia Produtiva, que tem o objetivo de apresentar os avanços obtidos pelo projeto, nos três anos de execução, e os impactos na renda e na qualidade de vida das famílias beneficiadas.

O grupo, composto pelo diretor do Banco Mundial para o Brasil, Martin Raiser, a Gerente do Projeto e Especialista Sênior em Desenvolvimento Rural, Fátima Amazonas, foi acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Jeandro Ribeiro, pelo diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias, e pelo coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, suas respectivas equipes, e o diretor da AMMA Chocolates, Rafael Fernans.

A programação desta segunda contou com visita ao Assentamento Terra Vista, no município de Arataca, onde o grupo visitou o plantio de cacau pelo método Cabruca. O assentamento, vinculado à Cooperativa Pau Brasil, foi um dos 53 empreendimentos contemplados no edital Alianças Produtivas Territoriais, que visa estimular o crescimento produtivo da agricultura familiar da Bahia, por meio de parcerias com o setor privado.


Reunião com vereadores fortalece projeto do complexo Agroindustrial de Itajuípe

vereadores-e-equipe-cooperast1No dia 30 de janeiro do ano de 2019, o Diretor Presidente da COOPERATIVA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL – COOPERAST, esteve na câmara municipal de Itajuípe – BA, apresentando o projeto da construção de um Armazém para qualificação e comercialização do cacau no município.

O investimento será de aproximadamente um milhão e quinhentos mil reais, custeado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a COOPERAST.

O armazém tem como propósito fortalecer a comercialização de Cacau na região. Diante disso, o município de Itajuípe, por esta localizada na Zona Central da Região Cacaueira, Sul do Estado da Bahia, próximo a BR 101 e ao o Porto de Ilhéus, o maior porto exportador de cacau do Brasil, foi escolhido.

A apresentação na câmara de vereadores faz parte de uma série de mobilizações que a COOPERAST está realizando para a divulgação e discussões em torno da construção do Complexo Agroindustrial de Itajuípe.

Entre os presentes na reunião  estavam os vereadores Roney Adriel (Presidente da Casa), Gean Silva, Lusiane Maia, Joacy Caires, Mateus Mattos, João Magalhães e Fábio Almeida, que juntos acompanharam a proposta e poderão contribuir com os ajustes necessários para consolidação da construção.


Produção industrial tem alta de 1,1%, diz IBGE

cartao-credito-maquinaA produção industrial brasileira fechou 2018 com um crescimento de 1,1%.

O dado é da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), divulgada hoje (1º), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Em dezembro, a produção industrial cresceu 0,2% na comparação com novembro. Na média móvel trimestral, também houve alta de 0,2%. Já na comparação com dezembro de 2017, houve uma queda de 3,6%.

Setores

Entre as quatro grandes categorias econômicas, apenas os bens semi e não duráveis encerraram o ano em queda (-0,3%). Os bens de consumo duráveis tiveram alta de 7,6% e os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos, cresceram 7,4%.

Já os bens intermediários, ou seja, os insumos industrializados usados no setor produtivo tiveram crescimento de 0,4%.

A alta do ano foi sustentada por 13 dos 26 ramos industriais pesquisados, com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias (12,6%), metalurgia (4%), celulose, papel e produtos de papel (4,9%), indústrias extrativas (1,3%) e máquinas e equipamentos (3,4%).

Das 13 atividades em queda, os destaques ficaram com produtos alimentícios (-5,1%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (-3,3%) e couro, artigos para viagem e calçados (-2,3%). (Agencia Brasil)


Microempreendedores itabunenses fazem Declaração Anual do Simples Nacional

meiInteressados em manter os benefícios assegurados pela Lei Federal nº 126/2008, centenas de microempreendedores individuais (MEIs) itabunenses têm buscado o atendimento da Sala do Empreendedor, mantida pela Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, para efetuar a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-Simei).

O prazo para emissão obrigatória da declaração, que começou no último dia 2 de janeiro, seguirá até 31 de maio. Entretanto, os microempreendedores que realizarem o procedimento até o próximo dia 20 de fevereiro, terão acesso aos boletos referentes ao ano de 2019. Em Itabuna, estão aptos a declarar 9.390 cadastrados, mesmos aqueles que estão inadimplentes, bem como os estão recebendo benefício do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

O MEI que deixar de declarar os dados à Receita Federal, além de pagar multa de R$50, poderá ter o CNP cancelado. Para emitir gratuitamente a Declaração Anual do Simples Nacional, no ato do atendimento, o microempreendedor deverá apresentar o faturamento bruto registrado em 2018 e informar se houve contratação de funcionários.

Dentre os benefícios assegurados aos microempreendedores individuais estão: concessão de CNPJ e Alvará gratuitos; isenção da declaração do Imposto de Renda; aptidão para participar de licitações públicas; emissão gratuita de nota fiscal eletrônica; poder contribuir com o INSS tendo como base a alíquota de autônomo, isenção de tributos, auxílio-doença, salário maternidade e aposentadoria.


Mercado prevê inflação de 4,01% e alta de 2,53% no PIB para este ano

A inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 4,01% este ano. Essa é a previsão de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) todas as semanas sobre os principais indicadores econômicos.

Na semana passada, a projeção para o IPCA estava em 4,02%. A estimativa segue abaixo da meta de inflação (4,25%), com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%, este ano.

Para 2020, a projeção para o IPCA segue em 4%, há 81 semanas seguidas. Para 2021 e 2022, a estimativa permanece em 3,75%.

A meta de inflação é 4%, em 2020, e 3,75%, em 2021, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

O BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano, para alcançar a meta da taxa inflacionária.

De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve encerrar 2019 em 7% ao ano e continuar a subir em 2020, encerrando o período em 8% ao ano, permanecendo nesse patamar em 2021 e 2022.

O Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic para conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Atividade econômica

O mercado financeiro reduziu a projeção para o crescimento da economia, este ano. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 2,57% para 2,53%. Para o próximo ano, a expectativa subiu de 2,50% para 2,60%. Em 2021 e 2022, a projeção segue em 2,50%.

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar caiu de R$ 3,80 para R$ 3,75 no final deste ano. Para 2020, a previsão passou de R$ 3,80 para R$ 3,78.


Documento indica cortes na Corregedoria da Receita Federal

Documento indica cortes na Corregedoria da Receita FederalUm memorando da Corregedoria da Receita Federal faz críticas a cortes de cargos feitos pelo governo federal no órgão. De acordo com informações do G1, documento relata que a decisão pode comprometer o trabalho de combate à corrupção.

O texto assinado pelo corregedor da Receita Federal, José Pereira de Barros Netto, reclama de um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no início do ano que altera a estrutura do órgão. Em nota, a Receita Federal diz que há apenas “simulações de cenários” e aponta que as alegações sobre “fragilidade no combate à corrupção” representam “ilações desprovidas de qualquer fundamento”.

Segundo Barros Netto, ele tomou conhecimento de uma proposta de alteração do decreto que indica o corte de cinco dos dez escritórios da Corregedoria da Receita. A mudança foi negada pelo governo. Informações do G1.


Contribuinte de Itabuna tem até o dia 31 para pagar IPTU com 15% de desconto

Itabuna apresenta Plano de Saneamento em Seminário-01-foto Vinícius BorgesO contribuinte itabunense tem até o dia 31 de janeiro para pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano 2019 (IPTU) com 15% de desconto. O Diretor do Departamento de Tributos, Emerson Carvalho, informa que esta condição está sendo disponibilizada para pagamento em cota única. “Importante lembrar que também está sendo ofertado desconto de 10% para pagamento até 28 de fevereiro, e 5% para pagamento até 29 de março”.

Para o pagamento, basta acessar o site www.itabuna.ba.gov.br antes da data do vencimento ou se dirigir ao balcão de atendimento do Departamento de Tributos, de segunda a sexta-feira, das 09 às 15 horas, e solicitar a emissão do carnê. Para os contribuintes que optarem por parcelar o pagamento, a primeira parcela deverá ser liquidada a partir de março. O diretor do Departamento de Tributos, Emerson Carvalho, ressalta que a expectativa é de que este ano o município tenha uma arrecadação superior a do ano passado.

“A cada ano vem aumentando a procura dos contribuintes para o pagamento do IPTU, e a expectativa é de que este ano seja maior que no ano passado, tendo em vista que muitas empresas deixaram de se enquadrar no perfil de isenção”, explica. Para finalizar, ele informa que neste ano de 2019 os valores dos imóveis de Itabuna foram atualizados de acordo com a inflação, de modo que ficou em 4.5%.


Receita abre consulta a restituição do IR de 2008 a 2018

imposto-de-rendaA Receita liberou nesta segunda-feira (14) a consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, contemplando as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2018.

O crédito bancário será realizado nesta terça (15) para 257.094 contribuintes e totalizará mais de R$ 667 milhões.

Desse total, cerca de R$ 268,9 milhões são para contribuintes com preferência para o recebimento: 7.677 idosos acima de 80 anos, 45.899 contribuintes entre 60 e 79 anos, 5.487 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 20.742 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Os contribuintes também poderão fazer a consulta por meio do Receitafone, no telefone 146.

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, com entrega de declaração retificadora. (Fonte: Bahia.BA)