Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

dinheiroA partir da próxima segunda-feira (19),  inicia-se o calendário de disponibilização dos recursos Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Neste primeiro dia, os cotistas que possuem contas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil terão dinheiro depositado em conta corrente ou em poupança. Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e Banco do Brasil.

Essa liberação das cotas do PIS/Pasep foi feita por meio da Medida Provisória 889/2019, anunciada pelo governo no início do mês. Pela MP, também houve liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A liberação das cotas é diferente do pagamento anual do abono salarial. Esse pagamento do calendário 2019/2020 começou no final de julho.

No caso das cotas do PIS/Pasep, os recursos ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro, lembrou o Ministério da Economia.

(mais…)


Brasil Cacau completa 10 anos de história

Ofotos-renata-smith-7-abertura-do-festival-do-chocolate-em-ilheuss últimos 10 anos passaram voando. Muitas mudanças aconteceram, inclusive, o surgimento de novas tecnologias. Teve muita novidade boa, principalmente, o nascimento da Chocolates Brasil Cacau. Para comunicar a campanha, que será veiculada na mídia digital, a marca apostou no conceito “Há 10 anos tudo é melhor com Brasil Cacau”.

Para celebrar o marco, a Brasil Cacau preparou uma sequência de 10 promoções surpresas em 10 semanas para comemorar a data de um jeito ainda mais gostoso. A partir do dia 4 de setembro até o dia 6 de novembro, a cada quarta-feira, os consumidores poderão encontrar uma promoção diferente nas quase 400 lojas de todo o Brasil. Os produtos e descontos serão divulgados nas redes sociais e contarão com os sucessos Dinda e Gato Mia, trufas, tabletes e as novidades de Quero Mais.

Além das promoções, a campanha contará com um filme de manifesto de celebração da marca que será exibido nos canais digitais da Brasil Cacau. Ele contextualiza as grandes mudanças de comportamento que os brasileiros vivenciaram nos últimos anos de uma forma nostálgica e divertida. E é claro que, no meio de tantas boas mudanças, chegou a Brasil Cacau para adoçar a vida dos consumidores com deliciosos chocolates para todo tipo de ocasião e consumo.

Para reforçar a comunicação, a Brasil Cacau também apostou em uma série de quatro filmes com entrevistas com consumidores e colaboradores explorando temas divertidos, por exemplo “Como é trabalhar sentindo o cheirinho de chocolate durante todo o dia?”.  Os vídeos serão postados nas redes sociais da marca e terão Didi Wagner e Fred Elboni como entrevistadores. (mais…)


Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

receita_federalOs contribuintes poderão consultar se estão no terceiro lote de restituição de Imposto de Renda (IR), a partir das 9h de hoje (8). O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

O crédito bancário para mais de 2,978 milhões de contribuintes será feito no próximo dia, somando R$ 3,8 bilhões.

Desse total, R$ 298,493 milhões são para contribuintes com prioridade: 7.532 idosos acima de 80 anos, 44.062 entre 60 e 79 anos, 6.888 com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 24.513 contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, 146.

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistência de dados identificada pelo processamento.

Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, o que facilita a consulta às declarações e à situação cadastral no CPF – Cadastro de Pessoa Física.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, utilizando o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato pessoalmente com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento (telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer instituição. (Agência Brasil)


Avatim chega a Bonito, Mato Grosso do Sul

Resultado de imagem para Avatim chega a Bonito, Mato Grosso do SulAs fragrâncias Avatim se unem às belezas naturais de Bonito e deixam o famoso destino de ecoturismo do Mato Grosso do Sul ainda mais perfumado. Inaugurada neste mês de julho, a nova loja da marca brasileira de cosméticos e perfumaria funciona na Av. Pilad Rebuá, 1800, sala 2, Centro.

Os sul-mato-grossenses já se encantam com os produtos da Avatim na capital Campo Grande, a apenas 300 quilômetros de Bonito, e também no município de Dourados.

Com fábrica em Ilhéus, no Sul da Bahia, a Avatim busca inspiração na biodiversidade brasileira para desenvolver os mais de 450 produtos do seu portfólio. Pioneira no mercado de aromatização de ambientes, a marca combina suas essências em linhas de cuidados pessoais e para a casa. São difusores, perfumes para interiores, hidratantes, esfoliantes, sabonetes, colônias, dentre outros produtos voltados para o bem-estar, todos feitos sem uso de testes em animais, nem derivados do petróleo.


Caixa anuncia regras e prazos para saques do FGTS e cotas do PIS

caixa_sao_caetanoEm coletiva à imprensa realizada hoje (5), a Caixa Econômica Federal apresenta as regras para saques das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e também de cotas do PIS.

Conforme a Medida Provisória nº 889, as liberações relacionadas ao FGTS ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020.

Tabela do PIS

Os trabalhadores poderão retirar até R$ 500 por conta. De acordo com a MP, os saques poderão ser feitos entre setembro deste ano a março de 2020. A expectativa do Ministério da Economia é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia.

 

Resultado de imagem para calendario fgts 2019 e 2020

Além do saque imediato, a MP 889 traz a modalidade do saque aniversário que prevê, a partir de 2020, a possibilidade de o trabalhador retirar, anualmente, um percentual de seu saldo no FGTS. A previsão é de que o saque aniversário dê aos trabalhadores acesso a R$ 12 bilhões.

A liberação dos saques depende, no entanto, da adesão individual do trabalhador. As duas modalidades de saque criadas pela MP somam R$ 42 bilhões para serem liberados em 16 meses (quatro de 2019 e doze de 2020).

Em relação aos cotistas do Fundo do PIS/Pasep, que atendia a trabalhadores com carteira assinada antes da Constituição de 1988, o governo pretende permitir o saque de R$ 2 bilhões, de um estoque total de R$ 23 bilhões.

Leia mais na Agência Brasil


Startup reúne mulheres para impulsionar empreendedorismo materno

edit_vac_abr_04081919804A necessidade de estar mais perto dos filhos fez Juliana Barbosa dos Santos, de 39 anos, deixar o mercado formal de trabalho e desenvolver a sua própria empresa. Há quatro anos, ela deu uma nova cara para o dindin – conhecido também como geladinho ou sacolé, e hoje vende o produto em feiras, clubes, festas infantis e até casamentos.

“A minha mãe já fazia há muito tempo para ajudar nas despesas da casa, com o tempo eu fui desenvolvendo a ideia e inovando um pouco mais. Temos vários sabores, de frutas, chocolates e até alcoólicos para festas de adultos”, contou. A Vila do Dindin nasceu quando seu filho mais novo tinha um ano. “Nasceu dessa necessidade de estar perto deles, que, às vezes, trabalhando fora eu não conseguia. E está dando certo”, disse ela, que é mãe de três filhos.

Juliana participou neste domingo (4) de uma feira de mulheres empreendedoras, em Brasília, promovida pela rede Maternativa, primeira startup (pequena empresa focada em tecnologia para novos modelos de negócios) de impacto social voltada ao empreendedorismo materno no Brasil. Cerca de 20 mulheres apresentaram seus produtos e serviços durante o evento, que aconteceu no Espaço Renato Russo. (Agência Brasil)

(mais…)


Centro Público de Economia Solidária é inaugurado em Nilo Peçanha

Resultado de imagem para Centro Público de Economia Solidária é inaugurado em Nilo PeçanhaO Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Baixo Sul foi inaugurado pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (1º), em Nilo Peçanha, a 110 km de Salvador. O espaço multifuncional recebeu um aporte de aproximadamente R$ 1,6 milhão e vai atuar em 15 municípios da região, com ações de assistência técnica, microcrédito assistido, apoio à comercialização, qualificação técnica e distribuição de insumos e equipamentos para associações, cooperativas e grupos produtivos.

“O Cesol é uma experiência vitoriosa de geração de renda em diversas regiões da Bahia. No Baixo Sul, o centro vai dar suporte a 128 empreendimentos coletivos, propiciando condições adequadas para que eles possam enfrentar o mercado e dar um salto de qualidade nos seus negócios”, destacou o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Presidente da Associação Beneficente de Pesca e Agricultura de Ituberá (ABPAGI), Domingos dos Santos comemorou a abertura do espaço. “Somos uma rede de economia solidária aqui na região, gerando oportunidades para diversos empreendimentos. Com a parceira do Centro Público será melhor ainda para colocar nossos produtos nas feiras e receber orientações sobre gestão”, afirmou.

Prestigiaram a inauguração, o superintendente estadual de Economia Solidária e Cooperativismo, Milton Barbosa; a deputada estadual Olívia Santana; integrantes de empreendimentos solidários, prefeitos e vereadores de municípios da região.

Cesol

Os Cesols são unidades de caráter comunitário, que integram a política pública estadual de economia solidária conduzida pela Setre. Os equipamentos se destinam a articular oportunidades de geração, fortalecimento e promoção do trabalho coletivo baseado na economia solidária.

Além de Nilo Peçanha, os Centros Públicos de Economia Solidária estão presentes também em Salvador, Cruz das Almas, Guanambi, Itabuna, Pintadas, Juazeiro, Irecê, Monte Santo, Serrinha, Lauro de Freitas, Piatã e Vitória da Conquista.

Para garantir o funcionamento desses espaços, o Governo do Estado assinou este ano contratos de gestão que somados envolvem cerca de R$ 19,4 milhões. Desde 2013, quando foram criados, os centros já atenderam 2.270 empreendimentos, com mais de dez mil famílias contempladas.


Mais de 60% dos brasileiros usam meios digitais para pagamentos

celularSeis em cada dez brasileiros das classes A, B e C utilizam meios digitais de pagamentos, como aplicativos próprios – PayPal, PagSeguro e Google Pay -, canais de pagamento de contas, compras e transação pela Internet.

A informação está no estudo sobre mudanças nos hábitos de consumo de serviços financeiros diante das novas tecnologias elaborado pela empresa IDC que entrevistou mais de mil pessoas, de classes média e alta, em três dos maiores países da América Latina: Brasil, Colômbia e México.

O resultado do levantamento apresentado em Nova Iorque (EUA) ainda apontou que, apenas no Brasil, 61% dos entrevistados responderam recorrer a meios digitais de pagamento ou “carteiras digitais”. No México, o resultado foi semelhante (62%) e, na Colômbia, pouco mais da metade das pessoas ouvidas afirmaram utilizar esses recursos (52%).

A adesão foi menor em relação as chamadas fintech, empresas que oferem serviços bancários ou financeiros de instituições sem locais físicos. Entre os ouvidos, 56% manifestaram adotar esse tipo de meio de pagamento no Brasil, contra 34% no México e 30% na Colômbia.

(mais…)


Cidadania e Educação são ministérios mais afetados por novos cortes

secretarios-e-tecnicos-municipais-de-educacao-estiveram-reunidos-nesta-quarta-feira-3-na-unimeDa Agência Brasil

Os Ministérios da Cidadania, da Educação e da Economia serão as pastas mais afetadas pelo novo contingenciamento (bloqueio de verbas) de R$ 1,443 bilhão anunciado na semana passada. A distribuição dos cortes consta de decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União nesta noite.

Pela legislação, o governo teria até hoje (30) para editar um decreto definindo os novos limites de gastos por ministérios e órgãos. A pasta mais afetada foi a da Cidadania, que perdeu R$ 619,2 milhões. Em segundo lugar, vem o Ministério da Educação, com R$ 348,5 milhões bloqueados. Em terceiro, está o Ministério da Economia, com R$ 282,6 milhões retidos.

Em quarto lugar na lista, o Ministério do Turismo teve R$ 100 milhões bloqueados. Foram afetados ainda os Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (-R$ 59,8 milhões); da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (-R$ 54,7 milhões); das Relações Exteriores (-R$ 32,9 milhões) e do Meio Ambiente (-R$ 10,2 milhões).

Em contrapartida, duas pastas tiveram recursos liberados. O Ministério da Infraestrutura teve R$ 60 milhões desbloqueados. O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos ganhou R$ 5 milhões. O valor total do contingenciamento não foi alterado. Nesses casos, as demais pastas tiveram recursos adicionais bloqueados para que esses ministérios pudessem ter verbas liberadas.

O decreto distribuiu o contingenciamento adicional de R$ 1,443 bilhão anunciado na semana passada pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues. Originalmente, o governo teria de bloquear R$ 2,252 bilhões, mas a equipe econômica usou R$ 809 milhões que restavam de uma reserva de emergência constituída em março para diminuir o valor contingenciado.

O contingenciamento é necessário para que o governo cumpra a meta de déficit primário (resultado negativo desconsiderando os juros da dívida pública) de R$ 139 bilhões estabelecida para este ano. A desaceleração da economia, que reduz o crescimento econômico, faz o governo arrecadar menos que o originalmente planejado, levando a contingenciamentos adicionais. Há 20 dias, a equipe econômica diminuiu de 1,6% para 0,8% a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos) para este ano.


Aneel anuncia bandeira tarifária vermelha para agosto

energia_solar_instalacao_babilonia_rio_hostelA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, hoje (26), que a bandeira tarifária para o mês de agosto será a vermelha, no patamar 1, onde há uma cobrança extra de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a cobrança foi da bandeira tarifária amarela, quando há um acréscimo de para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a agência, a medida foi tomada pela possibilidade de aumento no acionamento das usinas termelétricas, que têm custo de geração de energia mais alto. Também pesou na decisão, a diminuição do volume de chuvas, com a chegada da estação seca.

“Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios”, disse a Aneel.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos.

A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.(Agência Brasil)