Partners é a primeira de Minas e a quinta maior agência de comunicação corporativa individual

O Anuário da Comunicação Corporativa 2018, publicado pela empresa paulista de mídia, Mega Brasil – o mais abrangente do País -, colocou a Partners na primeira posição em faturamento entre as agências mineiras e em quinto lugar como a maior agência individual do Brasil (que não faz parte de nenhum grupo empresarial).

Em número de funcionários, a empresa figura em posição de destaque. É a 11ª no ranking nacional e, novamente, a primeira de Minas. Em 2017, a Partners contava com 163 profissionais multidisciplinares, hoje já são 242. “Estamos orgulhosos de nossa posição nesse ranking, fruto de muito trabalho, excelência e qualidade nos serviços que prestamos aos nossos clientes, levando para todos os cantos do país o jeito Partners de criar e desenvolver soluções estratégicas, integradas e personalizadas de comunicação”, destaca Dino Sávio, fundador e presidente da agência.

Segundo ele, trabalhar com comunicação é estar permanentemente fora da zona de conforto, é adaptar-se às circunstâncias, diariamente. Por isso é fundamental acompanhar as transformações que o mercado sinaliza, as novas tecnologias e levar tudo isso para o negócio. “Nossa expansão pelo país, que reflete a posição alcançada no ranking, é resultado de um conjunto de ações que desenvolvemos nos últimos anos, inclusive do ponto de vista de gestão, mas principalmente, de um conhecimento profundo do mercado que atuamos e da proximidade com os clientes. Para isso estamos sempre investindo em novas tecnologias e em equipes qualificadas”, enfatiza.


Dia do Economista, 13 de agosto

paul_singer_economista
Paul Singe, economista brasileiro.

Compreender de que forma as sociedades usam seus recursos materiais e humanos, com vistas a produzir e distribuir bens e serviços, é o trabalho do economista, que atua basicamente em duas áreas: na macro e na microeconomia.

Na macroeconomia, esse profissional se dedica às atividades e relações econômicas e financeiras internacionais de um país, de uma região ou de uma comunidade. Trata da política econômica, de distribuição de renda, gastos e investimentos públicos e relaciona a situação do mercado com a economia como um todo.

economiaNa microeconomia, que diz respeito ao desenvolvimento e à viabilidade da indústria e do comércio, o economista orienta o planejamento econômico e financeiro do negócio, controlando gastos e custos e fazendo previsões sobre os nichos do mercado.

Se você pensa que para fazer tudo isso o economista precisa apenas de números, está muito enganado. Além dos dados e estatísticas que fundamentam seu trabalho, o bom profissional dessa área deve ter conhecimentos de história, sociologia e política. O curso de Ciências Econômicas exige muita leitura e pesquisa. Portanto, é importante reforçar a idéia de que a economia é uma ciência humana, acima de tudo.

 

Atividade Como funciona
Comércio internacional Estuda as oportunidades de importação e de exportação de mercadoria e as tendências do mercado.
Economia agrícola Analisa e planeja as atividades produtivas de empresas agropecuárias.
Economia urbana Desenvolve projetos e soluções para os problemas econômicos de uma cidade, verificando as necessidades da comunidade.
Finanças públicas Define a política econômica de um país, estado ou município. Equilibra a receita e a despesa do governo e estuda as conseqüências sociais das medidas econômicas.
Recursos humanos e do trabalho Estuda o comportamento do mercado de trabalho de diferentes setores da economia. Verifica dados como taxa de desemprego e massa salarial. Define planos de cargos e salários em empresas privadas.
Sistema financeiro Examina a viabilidade de projetos e créditos da empresa. Trabalha no planejamento e no controle financeiro da organização.
Tecnologia e desenvolvimento Avalia os impactos econômicos e sociais da introdução de novas tecnologias e produtos no mercado. Estuda a viabilidade de projetos industriais e urbanos, considerando o meio ambiente.

 

Uma ciência humana

Selecionamos para você as principais correntes teóricas da economia. Leia com atenção e você perceberá logo porque as Ciências Econômicas são classificadas como uma ciênciaa humana. São várias as teorias econômicas que embasaram o pensamento sobre as relações de troca entre os homens, no decorrer da história. Vejamos algumas delas:

(mais…)


Presidentes de empresas chinesas avaliam obras da Ferrovia Oeste-Leste, Porto Sul e exploração de mina de ferro

chineses 1Os presidentes e vice-presidente das quatro empresas chinesas que integram o consórcio com a Bahia Mineração para a exploração da mina de minério de ferro de Caetité, construção do Porto Sul e Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) participaram de reunião com o governador Rui Costa, no final da manhã desta segunda-feira (13), na Governadoria, em Salvador.

Esta é a primeira vez que os presidentes visitam a capital baiana para discutir o andamento dos três projetos que são desenvolvidos em parceria com a Bahia Mineração (Bamin).

Na reunião foram abordados aspectos técnicos e o potencial de cada um dos empreendimentos, além de medidas para acelerar o processo de aprovação do projetos tanto no Brasil quanto na China. O governador Rui Costa destacou a contribuição dos projetos para o desenvolvimento econômico e social para o estado.

“Temos avanços em três projetos que são importantes para o estado. Neste momento a mineração servirá como alavancagem inicial para essa grande obra de infraestrutura que envolve a ferrovia e o porto. Nós vamos integrar diversas regiões do estão garantindo a chegada de empresas, empregos e renda para a população”, argumenta.


Cooperativas baianas da Região Sul e Extremo Sul participam do Direcoop

Líderes cooperativistas da Região Sul e Extremo Sul marcaram presença no Encontro Regional de Presidentes, Dirigentes e Gestores do Cooperativismo Baiano – Direcoop, que ocorreu no dia 3 de agosto, em Itabuna.

A realização desse encontro é uma das principais ferramentas para o planejamento de estratégias e ações do Sistema OCEB direcionadas para o crescimento e desenvolvimento das cooperativas baianas. Esse foi o destaque que os conselheiros da OCEB e do Sescoop/BA (Sílvio Porto, Edwaldo Pinheiro, Ana Paula Souza, Afrorisval Olímpio e Verônica Alves) e o superintendente do Sistema OCEB, José Alberto Batista, fizeram nas suas falas de boas vindas.

A programação do Direcoop é mantida em todas as cidades que acontece, e as contribuições e percepções dos participantes sobre os assuntos tratados são diversas, embora convergentes, agregando ainda mais importância ao trabalho que a OCEB e o Sescoop/BA realizam para atender às demandas das cooperativas.


Liberação de saques do PIS/Pasep começa amanhã

dinheiroOs pagamentos do Fundo PIS/Pasep voltam a ser realizados aos cotistas a partir desta quarta-feira (8). No total, cerca de 23,8 milhões de pessoas de todas as idades, que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988, têm direito a acessar os recursos até 28 de setembro, quando se encerra a janela do novo cronograma permitido pela legislação.

Após essa data, o benefício volta a ser concedido exclusivamente ao público habitual, formado por cotistas maiores de 60 anos, aposentados, pessoas em situação de invalidez (inclusive seus dependentes) ou acometidas por enfermidades específicas, participantes do Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e herdeiros de cotistas falecidos. O benefício tem potencial para injetar R$ 35,7 bilhões na economia do país, considerando o rendimento de 8,97% do último exercício anual do Fundo.

Os cotistas que tiverem conta corrente na Caixa Econômica Federal (PIS) ou no Banco do Brasil (Pasep) e que estiverem com o cadastro do Fundo atualizado receberão o depósito automaticamente, sem necessidade de se dirigir às agências. De acordo com o cronograma vigente, Caixa e Banco do Brasil começarão a efetuar os depósitos automáticos a partir de amanhã. Devido à compensação noturna, os correntistas desses bancos poderão verificar os valores em suas contas no dia seguinte (9). Somente esse público soma cerca de 6,3 milhões de pessoas e garante a injeção direta de R$ 5,5 bilhões na economia. (Agência Brasil)


Empresários do Extremo Sul participam de feira de panificação

O Sebrae realizou entre os dias 24 e 27 de julho uma missão empresarial com empreendedores do setor de panificação. Eles tiveram a oportunidade de participar da Fipan 2018 (Feira Internacional de Panificação), realizada em São Paulo. No evento, foram apresentadas as inovações da indústria de panificação, confeitaria e de estabelecimentos como restaurantes, pizzarias, bufês e rotisseries, além da efetivação de negócios durante a sua realização.

Promovida há mais de 25 anos e considerada a principal feira de negócios no país nesse setor, a Fipan recebeu um público formado por profissionais e gestores de padarias, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos ligados ao dia a dia da produção e comercialização de alimentos. Segundo o proprietário da empresa Bolo do Rei, Arlei Ferreira Cantão, a feira de negócios proporcionou uma visão diferenciada do seu empreendimento, com novidades, inclusive visuais, na área de panificação e que atraem os consumidores.

A empresa surgiu na cidade de Linhares (ES) e há mais de um ano e três meses inaugurou uma filial em Teixeira de Freitas. Em breve, uma nova filial será aberta em Vitória capital do Espírito Santo. “Antes de começar, eu achava que sabia tudo por ter trabalhado muitos anos como gerente comercial de uma grande empresa. Quando decidi empreender, percebi que tinha muito que aprender ainda”, destaca. Ainda segundo o empresário, o Sebrae foi a peça fundamental para fazer a empresa funcionar. “Eu precisava mudar o conceito de trabalhar, precisava lapidar a forma de gerir meu negócio e o Sebrae foi o coração do desenvolvimento dessa empresa”, ressaltou.


Pequenos negócios baianos contrataram 188% a mais que em 2017

1366843056670-microempresaO primeiro semestre de 2017 foi bom para as micro e pequenas empresas (MPE) baianas, que fecharam o período com um saldo positivo de 4.821 empregos gerados. Mas um levantamento do Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostra que o período foi ainda melhor este ano: os pequenos negócios do estado geraram surpreendentes 13.921 vagas, quase três vezes mais empregos que no mesmo período de 2017.

O crescimento, de 188%, merece ainda mais destaque se comparado à média brasileira de janeiro a junho, que foi 45% maior que em 2017.

O superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, comemora o resultado, registrado após um saldo negativo em 2016. “Os pequenos negócios baianos estão comprovando a sua resiliência e capacidade de gerar desenvolvimento para todo o estado. Eles atuam como uma mola propulsora e impactam diretamente a nossa economia. Precisamos dar toda a atenção a esses empresários”, avaliou o diretor, lembrando que, por outro lado, as médias e grandes empresas geraram 454 empregos no estado, de janeiro a junho.


Encontro Regional de gestores do cooperativismo baiano acontecerá em 6 cidades do estado

cooperativismoDesde 2013, os Encontros Regionais de gestores do cooperativismo baiano são realizados com sucesso, devido à significativa participação dos dirigentes das cooperativas do estado, vinculadas ao Sistema OCEB. Esses eventos são fundamentais para contribuir com o desenvolvimento do cooperativismo de forma democrática e para aprimorar a gestão das cooperativas por meio da intercooperação.

No Encontro Regional de Presidentes, Dirigentes e Gestores do Cooperativismo Baiano – Direcoop 2018 as lideranças vão priorizar as estratégias que serão implementadas pelo Sistema OCEB nos próximos quatro anos para tornar o cooperativismo baiano, cada vez mais, competitivo, respeitado e reconhecido pelo papel que desempenha na sociedade.

O evento vai oportunizar também a apresentação dos resultados do trabalho do Sistema Cooperativista Baiano em 2017 e espaço para o levantamento de demandas, por região, para a elaboração de uma carta proposta aos candidatos a Governador, Deputado Federal e Deputado Estadual das eleições deste ano.

O Direcoop é promovido pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia – OCEB, juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia – SESCOOP/BA, e vai reunir presidentes, conselheiros, diretores, gerentes, consultores e assessores de cooperativas em 6 cidades baianas: Feira de Santana (13/07); Salvador (20/07), Irecê (27/07)Itabuna (03/08), Vitória da Conquista (10/08) e Luís Eduardo Magalhães (17/08). Todos os Encontros acontecerão das 8h às 14h.

As inscrições para o Direcoop estão abertas e podem ser realizadas pelo site: www.eventos.bahiacooperativo.coop.br


Trabalhadores já podem sacar abono do PIS/Pasep de 2017

dinheiroComeça ontem (26) o pagamento do abono salarial referente ao ano base 2017. A estimativa é que sejam destinados R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

Conforme o calendário de pagamento, quem nasceu de julho a dezembro, recebe o benefício ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho, terão o recurso disponível para saque no ano que vem. Em qualquer situação, o dinheiro ficará à disposição do trabalhador até 28 de junho de 2019, prazo final para o recebimento.

Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2017 com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador já deveria estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). (Agência Brasil)


Inscrições para o Prêmio Prefeito Empreendedor vão até 25 de agosto

Gestores municipais interessados em concorrer ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor podem fazer a inscrição até o dia 25 de agosto, pelo site www.prefeitoempreendedor.sebrae.com.br.

O Prêmio reconhece prefeitos que implantaram projetos com resultados comprovados com foco no desenvolvimento dos pequenos negócios do município. Além do regulamento, no site os prefeitos podem encontrar todas as informações necessárias para participação.

A premiação terá oito categorias este ano: Políticas Públicas para Desenvolvimento de Pequenos Negócios; Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico; Compras Governamentais de Pequenos Negócios; Pequenos Negócios no Campo; Inovação e Sustentabilidade; Empreendedorismo na Escola; Desburocratização e Implementação da Redesimples; e Inclusão Produtiva e Apoio ao MEI.