Sebrae realiza Workshop de Inovação em Itabuna

Para donos de pequenos negócios interessados em tornar seu negócio mais competitivo, o Sebrae estará oferecendo um conjunto de soluções gratuitas no Workshop de Inovação, que será realizado nesta quinta-feira, dia 25, das 18h às 22h, no Ponto de Atendimento do Sebrae em Itabuna, na Rua Paulino Vieira, 175, Centro.

As inscrições podem ser feitas pelos telefones (73) 3613-9734 ou (73) 99974-2262, ou ainda presencialmente. Potenciais empresários, empreendedores e prestadores de serviço também podem participar.

De acordo com o gerente adjunto da unidade regional do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, a capacitação tem o objetivo de “oferecer ao empreendedor mais qualificação para inovar e criar um diferencial para a sua empresa”, declara.

Até o final do workshop é esperado dos participantes o desenvolvimento de competências como compreensão do conceito de inovação, busca pela diferenciação como vantagem competitiva para o negócio e o entendimento de que inovação não custa caro.


Evento mostra possibilidades de empreender e inovar no Sul da Bahia

sebrae-logoDurante o dia dedicado as Startups, 20 de maio, sábado, a cidade de Ilhéus foi contemplada com a palestra do diretor executivo da Associação Brasileira de Startups, Rafael Ribeiro. O encontro foi uma realização do Sebrae Nacional, com o objetivo de destacar a importância de um ecossistema colaborativo para desenvolver negócios inovadores.

Segundo Rafael, que é empreendedor há 12 anos no mercado de tecnologia e Business Intelligence, a região de Ilhéus possui entre 5 a 10 startups em funcionamento, com o apoio de universidades, e um número crescente de jovens com ideias inovadoras. “Atualmente, é possível empreender e criar startups inovadores, mesmo estando fora do eixo das grandes cidades. Basta ter internet e vontade de realmente fazer diferente”, explicou.

Dentre os pilares considerados importantes para o desenvolvimento desse modelo de negócio, o especialista em inovação pela ESPM revelou que o empreendedor precisa ter habilidade de liderança do seu negócio, buscar a participação de pessoas experientes e talentosas, além de investir na inclusão social de público com algum tipo de deficiência.

O especialista relatou no encontro os momentos de insucesso e sucesso ao longo da sua trajetória profissional na criação de aplicativos. Nesse período, aprendeu que, para obter o crescimento esperado da sua empresa, era preciso se fortalecer institucionalmente e agregar forças com a sociedade civil, as universidades, o Governo, imprensa, além de grandes e pequenas empresas.


MEI pode programar débito automático da contribuição mensal

Desde quinta-fera (18), os microempreendedores individuais (MEI) podem optar pelo débito automático do pagamento mensal do Documento de Arrecadação Simplificada do MEI (DAS-MEI). Para isso, basta acessar o Portal do Empreendedor, clicar no banner da solicitação de Débito Automático. O MEI que quiser fazer essa opção deve possuir uma conta em um dos 12 bancos conveniados.

“Recomendamos que os microempreendedores individuais façam a opção pelo débito automático. Essa é mais uma facilidade oferecida. O formalizado que não está com o boleto pago em dia perde diversos direitos”, destaca o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. Para ter acesso aos benefícios previdenciários e ficar regularizado, o MEI deve pagar, até o dia 20 de cada mês, o boleto mensal correspondente  a 5% do salário mínimo, destinado à Previdência Social, e a R$ 1 ou R$ 5 referentes ao ICMS ou ISS, dependendo da atividade.

Quem opta por ser MEI passa a ter o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e acesso aos benefícios do INSS. Ele também pode contratar até um funcionário que receba até um salário mínimo. O processo de formalização é rápido e pode ser feito de forma gratuita no Portal do Empreendedor, no campo Fomalize-se. Ao se formalizar, o MEI pode emitir nota fiscal e participar de licitações públicas, ter acesso mais fácil a empréstimos, fazer vendas por meio de máquinas de cartão de crédito, entre outras vantagens.


Empresários colocam em prática aprendizados da Semana do MEI

A Semana do MEI, realizada nas cidades de Ilhéus e Itabuna, gerou nos profissionais da região, uma expectativa de expansão do próprio negócio. É o caso de Jéssica Leite, que se formalizou este ano, e já participou das capacitações, com o objetivo de obter informações para montar uma loja física e expor suas bijuterias para as clientes das Redes Sociais – Instagram e whatsapp.

“Embora comercialize pela Internet, tem clientes que preferem ir ao espaço físico e conferir as dimensões e cores da bijuteria que elas estão comprando”, destacou Jéssica. Para estruturar suas ideias, ela participou das capacitações: Como escolher as credenciadoras de cartão; Gestão Visual de Loja; A importância do designer de ambientes; e Workshop de Inovação – Inovar para competir.

De acordo com o gerente adjunto do Sebrae, Michel Lima, ao todo, foram 503 participantes capacitados e 439 atendimentos, entre orientação, formalização, alterações, baixas e emissão de boletos, na unidade regional e nas Salas do Empreendedor, em Itabuna e Ilhéus. “O público lotou as capacitações, superando a expectativa, com turmas de até 42 pessoas por curso”, relatou Michel.

A Semana do MEI também chamou a atenção dos profissionais sobre a declaração referente ao ano de 2016, que deve ser emitida até o dia 31 de maio, quarta-feira. O MEI precisa informar itens como o seu faturamento anual (Receita Bruta Total), valor das receitas referentes a comércio, indústria ou serviço intermunicipal e se houve a contratação de funcionário. A declaração é obrigatória e garante a manutenção dos benefícios do empreendedor.


Lideranças do Sul da Bahia debateram desenvolvimento da região

lider_foto-mauricio-maronAté esta terça-feira, 16, representantes do poder público, privado e do terceiro setor do Território Litoral Sul estiveram reunidos em Ilhéus, dialogando sobre as principais estratégias para transformar a realidade da região. A iniciativa parte do Programa de Liderança para o Desenvolvimento Regional – Líder, que tem o objetivo de construir e implementar um plano a partir de um ambiente de governança.

Durante a segunda-feira, 15, gestores municipais, empresários e profissionais que atuam no terceiro setor participaram de dinâmicas e foram orientados sobre o papel das lideranças para o desenvolvimento regional. A ideia, segundo o superintendente do Sebrae Bahia, Adhvan Furtado, é “fomentar a integração, além das instituições, mas entre pessoas, que são protagonistas da região, para a criação de um plano transformador”.

Ao longo de oito meses, as lideranças vão se reunir mensalmente para construir uma proposta de desenvolvimento para ser executada e transformada em realidade. De acordo com o analista técnico da Unidade de Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, Robson Schmidt, “juntos, os três setores irão chegar a um consenso sobre as prioridades para a região nos próximos anos e construir um projeto a médio e longo prazo”.

Expectativas

A proposta foi bem recepcionada pelo público-alvo do programa Líder, tendo em vista que a criação de uma agenda de desenvolvimento estará fundamentada nas realidades em comuns dos municípios. “Nós temos potencial ecológico, do patrimônio artístico e cultural, entre outros. O que precisamos é organizar essas ideias para que a região possa voltar a desenvolver”, declarou o prefeito de Itacaré e presidente da Associação de Municípios da Região Cacaueira, Antônio de Anísio.

Para o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, a expectativa é “conseguir um espaço de diálogo entre os municípios, encontrar caminhos para as demandas que estão sendo implantadas na região, e fazer com que isso ultrapasse o tempo de governo municipal”. Já o empresário Ronaldo Abude destacou a importância de sair do encontro “com objetivos claros e deliberações para que possamos implementar projetos que de fato tragam desenvolvimento para a região”.


MEI tem até dia 31 para entregar declaração anual

Foi pensando em enviar a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-Simei) dentro do prazo, que se encerra no dia 31, que o microempreendedor individual (MEI), Paulo César Lomi, buscou ajuda do Sebrae durante a Semana do MEI, em Salvador. O evento, encerrado no último sábado, ofereceu capacitação específica para ensinar a fazer a declaração e repassar os detalhes desse assunto para os participantes.

“A declaração é obrigatória e, mesmo que o MEI não tenha registrado receita em 2016, ele precisa enviar sua declaração. Esse registro dentro do prazo evita pendência e pagamento de multa”, explica o técnico do Sebrae, Wagner Gomes, responsável pela palestra “Como fazer a declaração de faturamento”, que aconteceu na manhã do último sábado (13), na tenda da Semana do NEI, no Shopping da Bahia. O palestrante esclarece que tudo por ser feito pelo Portal do Empreendedor (portaldoempreendedor.gov.br), de casa. É necessário informar o valor total de faturamento. Se o MEI tiver dúvida, pode entrar em contato com o Sebrae pela Central de Relacionamento (0800 570 0800) ou com Ponto de Atendimento da instituição.

Paulo Lomi chegou a Semana do MEI com duas demandas: buscar informações para ajudar a sua esposa a fazer a declaração dela e aprender para fazer a sua declaração, a partir do próximo ano. A esposa de Paulo, Eliana Ibrahim, MEI desde setembro de 2016, é dona da loja Diva Fitness e ele, que se formalizou em fevereiro, é gestor administrativo de condomínios. “Sabemos que é um dever do MEI, por isso venho aqui em busca de aprendizado”, explica.

A declaração refere-se ao ano de 2016 e deve ser emitida até o dia 31 de maio, quarta-feira. Na DASN-Simei, o MEI precisa informar itens como o seu faturamento anual (Receita Bruta Total), valor das receitas referentes a comércio, indústria ou serviço intermunicipal e se houve a contratação de funcionário. A declaração é obrigatória e garante a manutenção dos benefícios do empreendedor.


Agências da Caixa têm movimento intenso na terceira rodada de saques do FGTS

caixa_sao_caetanoAs agências da Caixa Econômica abriram hoje (12) mais cedo para a terceira rodada de saques de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Têm direito ao saque os beneficiários nascidos nos meses de junho, julho e agosto.

Mais uma vez, nas agências se formaram filas de pessoas para saques e também para saber se têm contas do FGTS que atendem aos critérios para saque.

A movimentação foi intensa em Brasília, no final desta manhã. Em Taguatinga Norte, a 20 km do Plano Piloto, filas se formaram também nas cabines de autoatendimento.

Em Ceilândia, um funcionário fazia a triagem do lado de fora da agência, distribuindo senhas diferenciadas aos que queriam fazer o saque do FGTS ou utilizar outros serviços bancários. No autoatendimento, as pessoas buscavam informações sobre saques.

A operadora de caixa Marina Carvalho, 27 anos, chegou ao banco por volta de 11h e se surpreendeu com a quantidade de pessoas. Ela precisava consultar os valores que tem para retirar do fundo e ficou preocupada com o tempo que teria que esperar pelo atendimento. No entanto, ela disse que não iria desistir, porque espera ter recurso disponível para comprar um novo celular. “Fui roubada faz pouco tempo e estou sem telefone. Espero ter dinheiro suficiente para um novo telefone, porque é difícil ficar sem comunicação”, disse.


Campanha para estimular o comércio itabunense

campanha-_comercio_itabuna-2017Ao considerar que sempre apoiou o comércio de Itabuna, que tem força e participação decisiva na economia local e regional, o prefeito Fernando Gomes defendeu a ampliação da parceria entre o governo municipal, Câmara de Vereadores, iniciativa privada e sociedade civil organizada em ações visando à geração de emprego e renda, bem como no resgate das tradições culturais grapiúnas.

Além de destacar a importância da Campanha do Arraial do Comércio de Itabuna, que este ano conta com o apoio institucional da Prefeitura, por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) e da Secretaria Municipal de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, ele ressaltou que o comércio de Itabuna é pujante e merece respeito, pelo fato de atrair consumidores de toda a região.

O prefeito também fez uma avaliação dos cinco primeiros meses do atual governo, lembrando a retirada dos camelôs da Cinquentenário e o projeto de reordenamento do comércio. Ele também manifestou sua preocupação com a crise econômica brasileira, que resulta no desemprego de 14 milhões de trabalhadores e afeta a milhares de famílias itabunenses, exigindo do governo municipal ações visando atrair empreendimentos.

Como exemplo, ele cita a implantação do novo curso de medicina das Faculdades Santo Agostinho e a atração de empresas de grande ou médio porte. Também falou do projeto encaminhado ao legislativo que transforma Itabuna em uma Cidade Universitária, atraindo investimentos para o ensino superior e ao mesmo tempo estimulando o comércio, a prestação de serviços e até mesmo à construção civil.

Também falaram no lançamento do Arraial do Comércio, o presidente da FICC, Daniel Leão e o secretário de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, John Nascimento, destacando a importância da parceria entre governo e a iniciativa  privada no fortalecimento da economia local, atraindo consumidores da região e   investimentos


Empreendedor do Sul da Bahia é orientado sobre finanças

semanna-mei-2017A Semana do Microempreendedor Individual (MEI) começou nesta segunda-feira, 8, nos Pontos de Atendimento do Sebrae em Itabuna e Ilhéus, com capacitações voltadas para a gestão financeira, ensinando como escolher credenciadoras de crédito e como formar o preço do seu serviço ou produto. As atividades são gratuitas e acontecem até sexta-feira, 12. As inscrições podem ser realizadas pelo site do evento ou pela Central de Relacionamento Sebrae, no 0800 570 0800.

Em Itabuna, a consultora em finanças Janara Andrade explicou a importância do uso da maquineta de cartão, e os cuidados antes de contratar o serviço da operadora de crédito. Segundo Janara, atualmente o uso do cartão de crédito é mais seguro, pois diminui a inadimplência e viabiliza a venda em parcelas. Mas ela alerta para uma necessidade: “observar o custo para ter o serviço e o valor cobrado pelos juros”.

As informações foram importantes para o MEI Odilon Fonseca de Araújo, que ainda irá começar a empreender no ramo de salgados congelados, e aproveitou a Semana do MEI para buscar mais conhecimento, antes de abrir o seu negócio, “com o objetivo de evitar erros futuros”. Já para a costureira Altamira Paixão dos Santos, que é empreendedora há oito meses, o aprendizado tem sido fundamental para melhorar o desempenho do seu trabalho na confecção de fardamentos.

Para as pessoas que não têm tempo de participar de forma presencial, o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, revela que os Pontos de Atendimento na cidade e em Itabuna estão distribuindo, gratuitamente, kits (manual e DVD) com informações teóricas e práticas sobre as principais atividades de gerenciamento do negócio. “Os interessados devem se dirigir aos locais de atendimento, portando o CNPJ”, alerta Michel.

Além das capacitações, durante todo o dia, até sexta-feira, 12, é oferecido atendimento gratuito nos Pontos de Atendimentos, com técnicos do INSS, do Banco do Povo e da empresa Cia Júnior, para orientações e encaminhamentos específicos, voltados ao MEI. Em Ilhéus, as atividades estão sendo realizadas na Unidade Regional do Sebrae, na Praça José Marcelino, 100, Centro. Já em Itabuna, o ponto de atendimento fica na Rua Paulino Vieira, 175, Centro.


Empresários conhecem proposta para ocupação de áreas no CPI destinadas à ressocialização

Empresários itabunenses conheceram, durante reunião com o Ministério Público, realizada no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, na noite de quinta-feira (4), detalhes do edital de chamamento público para que empresas se instalem em áreas do Conjunto Penal de Itabuna (CPI). O objetivo é promover oportunidades de ressocialização por meio do trabalho para internos em regime semiaberto.

Como contrapartida, o governo do estado, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), pretende ceder espaços como galpões e terrenos na área do CPI para que as empresas que ali se instalarem possam contribuir com os processos de ressocialização de pessoas privadas de liberdade através do trabalho. A empresa ainda tem incentivos como um salário subsidiado e a possibilidade de renovação da parceria após os cinco anos iniciais, previstos no edital de chamamento, que será republicado na próxima semana.

Diversos empresários se interessaram pelo chamamento e pediram mais informações aos representantes do Ministério Público e do Conjunto Penal. As dúvidas, em sua maior parte foram relacionadas às questões que envolvem a vida prisional e o perfil dos possíveis beneficiados, mas também detalhes sobre as condições trabalhistas ou mesmo sobre condições de investimento em melhorias do galpão existente ou edificação de novos espaços.

A promotora Cleide Ramos, que convocou a reunião, disse que o encontro foi positivo. “Empresários, normalmente, tem uma inclinação a esse tipo de ação. Sabemos que há muitos entraves, próprios da política prisional e de ressocialização, o que pode afastar muitos interessados, mas como primeiro passo, esse encontro foi muito positivo”.

A opinião é compartilhada pela coordenadora do Conselho da Comunidade para Assuntos Penais, Ivone Montenegro. Para ela, um ponto muito importante foi a sugestão do representante da Caixa, Marcus Vinícius Nascimento, de apresentar o edital a empresas da construção civil que vão iniciar novos projetos do programa Minha Casa, Minha Vida no município.

Participaram da reunião empresários, dirigentes de entidades representativas e instituições financeiras, como a Caixa Econômica Federal. O Conjunto Penal de Itabuna foi representado pelo diretor-adjunto, Bernardo Cerqueira Dutra, e por Yuri Martins, gerente da empresa Socializa Brasil, que faz a administração da unidade em regime de cogestão com o governo do estado. Também pela empresa, contribuíram para esclarecimentos aos presentes a terapeuta ocupacional Camila Souza e os supervisores de segurança, Alan Brito e Marcos Antônio Santos.