Márcia Short encerra Festa Literária de Ilhéus

Com o intuito de proporcionar um diálogo entre a palavra e a música, o projeto O Violão e a Palavra oferece uma oportunidade de artistas consagrados na Bahia compartilharem das influências literárias que os inspiram a compor e a cantar.

A cantora Márcia Short e o escritor Saulo Dourado serão os convidados da próxima edição do projeto, que será realizado na Festa Literária de Ilhéus, na sexta-feira (18), às 19h, no Teatro Municipal.

A ação reúne pessoas que gostam de um papo divertido e animado e que se interessem pela relação da palavra com a música. Quem for, encontrará uma programação de arte e cultura para os amantes de literatura, leitura e música, além de ser ao mesmo tempo debate e aula-show.


Setur articula requalificação da Vila Gastronômica em Ilhéus

Com aprovação da Caixa Econômica Federal, o projeto de requalificação da Vila Gastronômica do Banco da Vitória, em Ilhéus, deve ser licitado pelo Governo do Estado ainda neste semestre. A informação foi dada pelo subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga, ao prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre de Sousa, nesta sexta-feira (11), na sede da Setur, em Salvador.

Segundo Benedito Braga, a requalificação turística vai valorizar a região da BA-415, que liga Ilhéus e Itabuna, utilizada por quem viaja pela Costa do Cacau. “Estamos empenhados para o início das obras o quanto antes. As melhorias também devem incentivar empresários a modernizarem seus estabelecimentos no complexo gastronômico”, explicou.

O projeto, financiado com recursos de emendas parlamentares da senadora Lídice da Mata, prevê urbanização, pavimentação (incluindo acessibilidade com pista tátil) e construção de estacionamentos, além de projetos de sinalização e iluminação, dentre outros. O investimento é de cerca de R$ 850 mil, liberados pelo Ministério do Turismo e Caixa Econômica Federal, e o projeto executivo das intervenções foi fornecido pela Prefeitura Municipal de Ilhéus.


FICC apresenta “A Paixão de Cristo” em Itabuna

FICC apresenta espetáculo teatral “A Paixão de Cristo”A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), apresentará nesta sexta-feira (30), o espetáculo teatral “A Paixão de Cristo”. A encenação, que mostra uma perspectiva marcante da Via Crucis e a ascensão de Jesus Cristo, será realizada no Estádio Luiz Viana Filho, às 19 horas.

Segundo o presidente da FICC, Daniel Leão, a expectativa é atrair um público de 10 mil pessoas. “Assim como o ano passado, esperamos receber um número expressivo de espectadores”, pontuou. Em 2017 cerca de 6 mil pessoas compareceram ao estádio.

Ele revelou, ainda, que esta edição será marcada pela “filantropia”. “Como forma de demonstrar amor ao próximo, e ajudar aos mais carentes, decidimos pedir ao público 1 quilo de alimento não perecível”, ressaltou, enfatizando que a doação é opcional.

De acordo com o produtor cultural e diretor da peça, André Sena, entre os 120 integrantes do elenco, estão atores de diversas cidades da região Sul da Bahia, dentre elas, Barro Preto, Buerarema e Itajuípe. Sena informou que a cenografia está sob responsabilidade de Diovane Tavares. O texto é de Équio Reis (ator e diretor importante na história do teatro de Itabuna e região, já falecido), e adaptado por André Sena.


Instituto Macuco Jequitibá abre inscrições para oficinas

O Instituto Macuco Jequitibá abre inscrições para oficinas e atividades do Projeto de Ações Continuadas. As inscrições terão inicio no dia 10 de março e seguem até o dia 30. O projeto é vencedor do edital de Ações Continuadas da Secult-BA, e deve contemplar até 2020, cerca de 3.000 pessoas de todas as faixas etárias,  com oficinas de formação, criação e difusão de inúmeros espetáculos e manifestações artísticas.

Todos os eventos são gratuitos e ocorrerão na Casa de Cultura Jonas e Pilar.

Escolas, instituições e demais interessados em participar dos eventos podem agendar através do e-mail:oficinacasajonasepilar@gmail.com


População de Coaraci ganhou oficinas de audiovisual e elaboração de projetos

FAEG-Sul_Itinerante_em_Coaraci_-_Grupo_de_Capoeira_Motumbaxe.JPGProfessores, estudantes, gestores públicos e artistas de Coaraci participaram das oficinas de audiovisual e elaboração de projetos oferecidas pelo projeto itinerante do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (FAEG-Sul), no último dia 9. A programação incluiu também apresentações da dupla musical Nay Amorim e Mara Bahia e do grupo de capoeira Motumbaxe, coordenado por Fernando Bergue, além de mostra da artesã Gessineide Souza e dos poetas Salete Magalhães Alves e Robison Silva Alves.

O roteiro teve ainda apresentação do presidente do FAEG-Sul, Victor Aziz, sobre as ações e projetos do fórum e diálogo cultural mediado pelo historiador e fundador do grupo afro Encantarte, Egnaldo França, sobre o tema “As lutas e os caminhos pela promoção da igualdade racial”. As oficinas foram ministradas por Victor de Aziz (Audiovisual) e a dupla Fabiane Ribeiro e Tais Motta (Elaboração de Projetos).

A Prefeitura de Coaraci foi representada pela diretora de Cultura, Elizabete Batista Menezes, que recepcionou o FAEG-Sul Itinerante em nome do prefeito Jadson Albano. Presentes também os diretores municipais de Cultura de Almadina, Carlos Henrique Pacheco e de Itapitanga, Alcimar Santos; representante do Instituto Beneficiente Casa de Ismael e editor do Caderno de Cultura de Coaraci, Paulo Sérgio Santana.

O projeto conta com apoio financeiro do Governo do Estado, (Edital Nº 24/Territórios Culturais), por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e apoio institucional da Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Proex/Uesc). Já passou por Itapé, Santa Luzia, Itapitanga, Mascote, Almadina, São José da Vitória, Maraú, Pau Brasil e Coaraci. Encerra em Itaju do Colônia, dia 14 de dezembro.


Projeto itinerante de cultura atende Coaraci com oficinas e intervenções artísticas

faeg-sul-itinerante-em-mascote-08-06-17-foto-alex-freire-2A população de Coaraci será contemplada com oficinas e atividades artísticas do projeto itinerante do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (FAEG-Sul), nesta quinta-feira, 9. As atividades serão realizadas no Clube Social, localizado à Rua Juvêncio Pery Lima, s/nº, centro, das 9 às 16 horas. Inscrições para as oficinas (restritas a 30 vagas cada) já estão disponíveis pela internet, por meio do linkhttp://faegsulba.blogspot.com.br/p/inscricao-oficinas.html.

O projeto conta com apoio financeiro do Governo do Estado, (Edital Nº 24/Territórios Culturais), por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Coaraci, Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Proex/Uesc).  Já passou por Itapé, Santa Luzia, Itapitanga, Mascote, Almadina, São José da Vitória, Maraú e Pau Brasil. Após Coaraci, segue para Itaju do Colônia (14 de dezembro), encerrando as atividades.

A programação da manhã começa com mostra cultural, fala das autoridades municipais e representantes das instituições apoiadoras do projeto e encerra com diálogo sobre o tema “As lutas e os caminhos pela promoção da igualdade racial”, mediada por Egnaldo França, especialista em Gestão Cultural pela Uesc, historiador e fundador do grupo afro Encantarte. À tarde, acontecem as oficinas de “Audiovisual” e “Elaboração de Projetos”, no mesmo espaço.

Oficinas – A oficina de “Audiovisual” será dirigida pelo especialista em Gestão Cultural e comunicólogo, Victor de Aziz, atual presidente do FAEG-Sul. Eletrabalha com produção de conteúdo audiovisual e gestão de projetos no Nuporart (Núcleo de Produções Artísticas – www.nuproart.com.br). O conteúdo incluihistória da fotografia, princípios da imagem em movimento, conceitos de obturador, diafragma, ISO, pixel, composição da imagem, enquadramentos e desenvolvimento de roteiro através de fotografias.

A oficina “Elaboração de Projetos” será ministrada conjuntamente pela produtora executiva Fabiane Ribeiro, e comunicóloga Thais Motta, ambas alunas da pós-graduação em Gestão Cultural pela Uesc. Tem como objetivo despertar nas pessoas o espírito empreendedor, pondo suas ideias e sonhos em prática, orientando-as para a elaboração projetos e captação de recursos em iniciativas de âmbito cultural.


Novos integrantes do Conselho de Cultura de Ilhéus tomam posse dia 25

aleluia_festival-ilheusOs novos integrantes do Conselho Municipal de Cultura tomam posse no dia 25 deste mês, às 19 horas, no auditório da Academia de Letras de Ilhéus, situada à rua Antonio Lavigne de Lemos, centro. O conselho é formado por representantes do poder público e da sociedade civil que tem o objetivo de elaborar moções, pareceres sobre tombamentos e reformas do patrimônio cultural, participar de comissões técnicas e temáticas, além de garantir as políticas públicas de cultura e fiscalizar os recursos destinados ao setor.

Os conselheiros indicados pelo poder público municipal são representantes das secretarias de Cultura, João Paulo Couto Santos (titular) e Paulo Jorge Pereira do Rosário (suplente); de Turismo, Jacks Rodrigues dos Santos (titular) e Roberto de Andrade Pereira (suplente); de Educação, Mariângela de Sant’Anna Bahia, (titular) e Altemíria Gracia de Souza Protásio Félix (suplente); e Divisão de Esportes, Marcos Ulisses dos Reis Garcia (titular) e Aneilson Leal da Luz (suplente).

Também fazem parte do conselho os representantes das secretarias de Planejamento, Helena Maria Souza Bomfim Ribeiro (titular) e Emílio José Santos Gusmão (suplente); da Fazenda, Roberto Soares Oliveira, (titular) e Gilberto José Araújo Dórea (suplente); de Desenvolvimento Social, Rubenilton Santos Silva, titular e Géssica Miranda Rebouças (suplente); de Saúde, Rita de Cássia do Carmo Adami (titular) e Elizângela Santos de Oliveira (suplente); Gabinete do Prefeito, Sérgio Santos de Sousa (titular) e Joilma Cristina Sodré Santos Bandeira (suplente).

Já os integrantes indicados pela sociedade civil são os representantes da Câmara Setorial de Teatro, Ruy Penalva Guimarães Neto (titular) e Robert Alexandre Rodrigues (suplente); Câmara Setorial de Música, Laís Chaves Marques (titular) e Agenor Santos de Oliveira Filho (suplente); Câmara Setorial de Artes Visuais, Gildásio Rodrigues Santos (titular) e Emerson Silva Araújo (suplente); Câmara Setorial de Audiovisual, Tacila Aparecida Mendes Reis, (titular) e Rodrigo Macedo Figueroa (suplente); e da Câmara Setorial de Dança, Eliana Conceição da Fonseca (titular) e Djalma Fernandes da Silva (suplente).


Estátua de Jorge Amado de Ilhéus recebe revitalização da pintura

Um dos monumentos mais fotografados de Ilhéus, a estátua do escritor baiano Jorge Amado, está passando por uma revitalização na sua pintura. Iniciou hoje (27), pelas mãos do artista plástico ilheense Beto Shaolin, um trabalho cuidadoso de remoção dos fungos e detritos de sujeira que estão impregnados na estátua, devido ao desgaste da ação do tempo. O serviço está sendo realizado em parceria com o restaurante Vesúvio que desde ontem (26), abriu as portas para o público.

“Jorge Amado é nosso escritor maior. Foi por ele e com ele que Ilhéus foi apresentada ao mundo. Tudo que fizermos ainda é pouco para fortalecer sua obra”, reforça o gestor cultural, Pawlo Cidade.

A obra-prima material está localizada em frete a Casa de Cultura que leva seu nome e, homenageia o escritor que está usando um chapéu, gravata e bengala, retratando uma das últimas imagens de Jorge ainda em vida.


Sessão de autógrafos de Waldeny Andrade na CESE foi sucesso de público

waldeny-lanca-livro-na-cese-em-salvador-foto2-divulgacaoPor Luiz Conceição | Jonalista

Foi um sucesso a noite de lançamento do livro “Serra do Padeiro – A saga dos Tupinambás” do jornalista e escritor grapiúna Waldeny Andrade na Coordenadoria Ecumênica e de Serviços (CESE), na Graça, em Salvador.

Um seleto público compareceu à sessão de autógrafos da obra ficcional, editada pela Via Litterarum, que narra a história de três gerações de uma mesma família nascida da união de uma índia e um austríaco, que fugiu da Europa após a Primeira Guerra Mundial ao final da primeira década do século XX.

Para Waldeny Andrade a calorosa recepção do seu thriller pelo público da capital o surpreendeu, embora soubesse que ainda ecoa entre seus leitores soteropolitanos as boas histórias contidas nos seus dois primeiros livros pela mesma editora. “Vidas Cruzadas”, ambientado em Ilhéus, e lançado na 2ª Bienal do Livro em Salvador, com edição já esgotada, e A Ilha de Aramys, que narra a aventura amorosa de um casal apaixonado em uma ilha, cujos traços ainda resistem no Rio Cachoeira.

Agora as atenções se voltam para o lançamento de “Serra do Padeiro – A saga dos Tupinambás”, às 18h30min desta quarta-feira, 27, na Academia de Letras de Ilhéus, cidade onde o jornalista, ainda adolescente, deu os primeiros passos na mídia eletrônica, na Rádio Cultura de Ilhéus, no início da década de 1960. Natural de Ipiaú, Waldeny Andrade da Silva, 81 anos, é radialista e jornalista com mais de 60 anos de atuação na imprensa sul-baiana.

Nos últimos 50 anos viveu mais do que ninguém os fatos políticos, cotidianos e socioeconômico da Região Cacaueira, principalmente com o programa de notícias e comentários “Microfone Aberto”, apresentado de segunda a sexta-feira, às12h30min, na Rádio Jornal de Itabuna. Waldeny não esconde a ansiedade em ver parte do seu público na sessão de autógrafos na Academia de Letras de Ilhéus, onde mantém muitos amigos entre os integrantes os acadêmicos.

A Comunidade Ecumênica e de Serviços (CESE), na capital, é uma respeitada organização há mais de 40 anos, com atuação firme e dedicada à promoção, defesa e garantia de direitos civis. Criada por Igrejas Cristãs reúne representantes das igrejas Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Presbiteriana Independente do Brasil, Presbiteriana Unida do Brasil, Episcopal Anglicana do Brasil, Aliança de Batistas do Brasil e da Igreja Católica Apostólica Romana – CNBB.


“Medida por medida” no teatro popular de Ilhéus

teatro-ilheusO Teatro Popular de Ilhéus (TPI) apresenta o espetáculo “Medida por medida” no próximo domingo, dia 17, no município de Camamu. A apresentação, gratuita, acontecerá na praça Drº. Pirajá da Silva, às 17h, no “Palco Rodante” do grupo ilheense.

Medida por medida é uma comédia baseada na obra de William Shakespeare, com direção e dramaturgia de Romualdo Lisboa.

A história se desdobra a partir das decisões de Ângelo, juiz implacável que substitui o Duque de Viena, cumprindo à risca as leis contra a fornicação. O texto aborda temas como poder, corrupção e os dilemas éticos e morais da vida pública e privada.

Antes da apresentação, o grupo realizará ainda, no período da manhã, uma oficina para artistas locais sobre a técnica Mondrongo, desenvolvida e utilizada pelo TPI na montagem de seus espetáculos.

A apresentação de Medida por medida em Camamu é o encerramento do projeto “Shakespeare no Sertão”, que tem apoio financeiro do Governo da Bahia. As atividades contam ainda com apoio cultural da Prefeitura Municipal de Camamu.