Documentário do Ministério da Saúde mostra projeto que ajuda mastectomizadas

Arte, amizade e superação são as protagonistas do documentário Amigas do Peito: Redes de Afetos no Cuidado, produzido pelo Ministério da Saúde com o grupo de pacientes do Hospital Federal Cardoso Fontes (HFCF), Jacarepaguá, zona oeste da capital fluminense. O filme foi lançado hoje (19) no núcleo estadual do ministério no Rio de Janeiro.

O filme registra a rotina das pacientes no projeto Amigas do Peito, criado há dez anos por profissionais de saúde do hospital, que já atendeu dezenas de mulheres mastectomizadas.  Ao longo dos encontros as mulheres trocam informações, visitam outras pacientes que vão passar por cirurgia, mostrando como fica a vida após a retirada da mama.  A missão do grupo é acolher e enfrentar as emoções de pacientes que sofreram alguma intervenção cirúrgica em decorrência do câncer de mama. As pacientes tem o apoio de uma equipe multidisciplinar, composta por ginecologista, psicóloga, fisioterapeuta, nutricionista, enfermeira e assistente social.

Angela Borges de Oliveira e Silva é uma das pacientes e personagens do documentário. “Foi uma oportunidade de falar da importância do auto-exame na prevenção e de que, mesmo com a doença, a vida continua e precisamos nos tratar”. Integrante do grupo Amigas do Peito, ela descobriu que tinha câncer de mama em janeiro de 2014 e fez a mastectomia três meses depois. “Participar desse projeto ajudou a esquecer que temos a doença e viver com mais alegria”. (Agencia Brasil)


Mulheres que fazem cinema querem ampliar participação feminina no audiovisual

A primeira edição do Festival Internacional de Cinema de Realizadoras (Fincar) vai até sábado e ocorre no histórico Cinema São Luiz, no Paço do Frevo, e na sede da Aliança FrancesaMulheres que fazem cinema – diretoras, roteiristas, produtoras e montadoras – discutem, no Recife, o que vem sendo feito por elas e os caminhos para ampliar a participação feminina no audiovisual. Esse é o objetivo do Festival Internacional de Cinema de Realizadoras (Fincar), aberto ontem (6) à noite.

O evento vai até sábado (9) no histórico Cinema São Luiz, no Paço do Frevo, e na sede da Aliança Francesa. O festival, que está em sua primeira edição, mostra a diversidade do audiovisual produzido por mulheres. A curadoria selecionou 30 obras de 19 países, entre curtas, médias e longas-metragens. Há ficção e documentário, estéticas e temas amplos. No primeiro dia do festival foram exibidas produções com protagonistas femininas variadas.

The Arcadian Girl (Canadá), de Gabirelle Provost, retrata uma garota que vende algodão doce; The Internacional (Argentina), de Tatiana Mazú, mostra a irmã da cineasta em sua militância política e no relacionamento com a família. Já Outside (Brasil), de Letícia Bina, dá voz a uma ex-presidiária; e Kbela (Brasil), de Yasmin Thayná, usa uma narrativa repleta de simbolismos para contar o processo de libertação do cabelo crespo.(Agência Brasil)


Projeto cineclube desenvolve atividades nas escolas

Exibição de filme no Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães em Itabuna(Foto Cláudio Lyrio)

O Projeto Rede Cineclubista nas Escolas tem por objetivo criar a rede cineclubista nas escolas públicas da Bahia, através da implantação de 54 novos cineclubes e da realização de mostra audiovisual nas escolas.

A expectativa é que o projeto estimule a produção audiovisual e contribua para a formação de público interessado em cinema e audiovisual.

As equipes da Rede Cineclubista, formadas por profissionais do campo educacional e audiovisual, estão atuando nos territórios de identidade, efetivando espaços de projeção para exibições e debates de filmes que irão ocorrer durante todo o ano letivo de 2016, incluindo a Mostra Audiovisual dos filmes dos próprios estudantes, apresentando a importância da ferramenta do cinema para o aprendizado transdisciplinar.

No território Litoral Sul o projeto está acontecendo nos municípios de Itabuna no Colégio Modelo Luiz Eduardo Magalhães através do Cineclube Mocamba, no IMEAM e no ACM através do Cineclube Burundanba, na escola Florestan Fernandes no Assentamento Terra Vista em Arataca com apoio do Cineclube Cabaça, e ainda em duas escolas públicas de Ilhéus através do Cineclube Dilazenze e também em Serra Grande/Uruçuca através de Cineclube Mocamba.

O Projeto Rede Cineclubista nas Escolas é uma realização da OCA – Centro de Agroecologia e Educação da Mata Atlântica, em parceria com a União de Cineclubes da Bahia, Conselho Nacional de Cineclubes, Federação Internacional de Cineclubes, Secretaria do Audiovisual / MINC, TVE, 107,5 FM Educadora, Universidade Estadual de Santa Cruz, Laboratório Audiovisual / LabAV, CESOL e CINEarts.

O projeto conta com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz).


‘Spotlight’ leva o prêmio de melhor filme do Oscar 2016

A 88ª. edição do Oscar terminou como se fosse um grande filme de mistério: de forma surpreendente, distribuindo um pouco entre todos.

Spotlight – Segredos Revelados levou o prêmio principal da noite, o de melhor filme; O Regresso colocou o auditório em pé e ficou com alguns dos principais troféus, incluídos o de melhor diretor, para Alejandro González Iñárritu, e melhor ator, para Leonardo DiCaprio; e Mad Max: Estrada da Fúria ganhou por pontos, em seis categorias.

“O Oscar mais resmungão”, como descreveu o apresentador Chris Rock após passar a cerimônia toda disparando contra a falta de diversidade em Hollywood, acabou sendo o mais diversificado, ao menos quanto à lista de ganhadores.

O urso de O Regresso não teve sossego, e o filme, que havia chegado ao Oscar como favorito, com 12 indicações, levou apenas três categorias. El Negro, como é conhecido Iñárritu entre seus amigos, ficou com o prêmio de melhor diretor pelo segundo ano consecutivo, o que o coloca na companhia de cineastas como John Ford e Joseph L. Mankiewicz. Ele é também o terceiro mexicano consecutivo a levar o prêmio. Como observaram as redes sociais, o Oscar não só é branco demais como também é hispânico demais.

Leia mais no El Pais.


Oscar 2016 acontece neste domingo

'A grande aposta', 'O regresso', 'Brooklin', 'Mad Max', 'Perdido em Marte', 'Ponte de espiões', 'O quarto de Jack' e 'Spotlight' concorrem ao Oscar de melhor filme (Foto: Montagem G1)

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anuncia na noite deste domingo (28) os vencedores do Oscar 2016.

A festa acontece no Dolby Theater, em Los Angeles, nos EUA. A cerimônia será apresentada pelo comediante Chris Rock, com início às 22h30. O Oscar 2016 será transmitido pela TV Globo, depois do Big Brother Brasil.

“O regresso” e “A grande aposta” são os mais bem cotados para o prêmio principal, de melhor filme. Os sinais são divididos: enquanto “A grande aposta”, filme sobre a crise financeira americana de 2008, foi o escolhido do sindicato dos produtores – que não “erra” desde 2006 -, “O regresso” levou o Globo de Ouro e o Bafta.(G1)