Ato de estudantes da Uesc protestam contra o Golpe

uescEstudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz promoveram na manhã de hoje um ano público contra o Golpe e em Defesa da Democracia.

O ato, realizado em universidades de todo o país, é promovido pela União Nacional dos Estudantes, Frente Brasil Popular e Comitê da Uesc contra o Golpe..

Na Uesc, os manifestantes protestaram contra o Golpe e alertaram pelo riscos de redução ou extinção de programas sociais e a entrega do Pré-Sal para multinacionais do petróleo.(do blog do Thame)


Marimbeta e Escola Senhora Santana realizam Pascoa Solidária

marimbetaCom o objetivo de promover a socialização e incentivar o espírito solidário das crianças e jovens, a Fundação Marimbeta e a Escola Senhora Santa irão realizar no dia 28 de março, a Páscoa Solidária.

Durante o evento, estão previstas apresentações de teatro e ballet, distribuição de lanches, e a troca de ovos de páscoa por brindes confeccionados pelos alunos da Fundação Marimbeta.

A diretora Maria Áurea de Oliveira Santos, conhecida como tia Aurinha, destacou a importância da ação:  “A Escola Senhora Santana trabalha focando na construção de um cidadão melhor e nesse sentido, a parceria com a Marimbeta vem exemplificar a importância de se valorizar o cidadão”.

De acordo com Acácia Pinho, presidente da Fundação Marimbeta, parcerias como esta são relevantes pois possibilitam a troca de experiências entre crianças e jovens, além de contribuir para que estes compreendam e vivenciem o verdadeiro sentido da Páscoa.


Audiência pública vai debater Dia Mulher

Na semana de comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Itabuna (Consemdami), em parceria com a Secretaria de Assistência Social e a Associação de Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia – Amurc estará promovendo nesta sexta-feira, 11, a partir das 13h30, uma Audiência Pública sobre: “A Mulher Grapiúna e o seu Protagonismo: Político, Econômico e Social”.

O encontro será realizado no Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna, e tem o objetivo de sensibilizar as Mulheres para buscar suas conquistas na sociedade. Aliado a isso, a presidente do Conselho, Maria Sueli de Souza revela que a ideia é escutar o público presente para a elaboração de um documento de reivindicações a ser enviado aos órgãos responsáveis, em defesa dos Direitos da Mulher.

As palestras serão proferidas pela secretária da Secretaria de Política para as Mulheres (SPM), Olívia Santana, seguida da professora Neide Lima de Almeida e da promotora do Ministério Público, Cleide Ramos Reis.


Caminhada das mulheres reune centenas de pessoas em Itabuna

Políticos e representantes dos movimentos sociais participaram do evento.

Militantes, ativistas e a população da região participaram da caminhada em homenagem ao dia da Mulher, nesta terça-feira(08) em Itabuna no Sul da Bahia. A caminha precorreu a Avenida do Cinquentenário.

O ato também contou com a presença de centrais sindicais, Movimento Sem Terra,  Movimento de Mulheres, estudantes, partidos de esquerda e lideranças  politicas. A luta pela igualdade de direitos foi uma das pautas do movimento.

A militância petista foi uma das mais entusiasmada na atividade. O ano de 2016 promete no cenário politico itabunense.


Mulheres lutam por igualdade, mas problemas históricos persistem

Mulheres_lutamO feminismo tem ganhado cada vez mais força na sociedade brasileira. Na internet e nas ruas, mais brasileiras estão se manifestando em defesa da igualdade de gênero e do fim da violência. No ano passado, a Marcha das Margaridas e a das Mulheres Negras levaram milhares de militantes a Brasília para pedir melhorias para a vida de 51,4% da população brasileira.

A secretária de Autonomia Feminina da Secretaria de Política para as Mulheres, Tatau Godinho, avalia o que o fenômeno é muito positivo para o combate ao machismo do dia a dia. “Estamos assistindo a uma camada imensa de mulheres jovens darem um novo impulso à ideia de que a igualdade entre mulheres e homens é uma coisa legal, fundamental para se ter uma sociedade moderna, e que o feminismo não é uma pauta antiga, está nas questões cotidianas”, disse.

Apesar da popularização do debate, as brasileiras ainda precisam encarar problemas como as desigualdades salariais, a pouca representatividade política e a violência.

Tatau Godinho destaca que um dos principais obstáculos a ser superado é a desigualdade no mercado de trabalho. “As mulheres têm mais dificuldade de entrar e de chegar a cargos de chefia, e ganham menos que homens cumprindo a mesma função. O machismo faz com que mulheres sejam discriminadas no acesso aos melhores cargos”, avalia.

Leia Mais na Agência Brasil.


Galo e Yulo visitam Memorial dos Mártires em Ipupiara

yulo e galo sertaoO presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelino Galo, visitou nesta quinta-feira (3), acompanhado do Ouvidor Geral do Estado, Yulo Oiticica, o Memorial dos Mártires na comunidade de Pintada, em Ipupiara, local onde tombaram Carlos Lamarca e José Campogalo 1s Barreto, o Zequinha, em 1971.

No memorial, inaugurado em 2013 pela Diocese da Barra, repousam os restos mortais de Santa Bárbara, Otoniel Barreto, Manoel Dias e Jota assassinados por agentes da ditadura militar na década de 70 e 80 quando lutavam contra as injustiças sociais, agrárias e pelo reestabelecimento da democracia no Brasil.
Galo esteve com a ex-vereadora Generosa (PT), uma das memórias vivas dos acontecimentos na região durante a Ditadura Militar. No local exato onde Lamarca foi morto hoje há uma Cruz como símbolo de fé, luta e resistência democrática contra as desigualdades sociais.

“Em tempos de ataques à democracia do nosso país, do florescimento do fascismo, da intolerância e do preconceito nas redes e na sociedade, precisamos sempre revisitar essas espaços, para lembrar que muitos brasileiros tombaram na luta contra o autoritarismo, por democracia e justiça social no campo e nas cidades”, afirmou Galo, que cumpre agenda na região.


CGU lança campanha sobre Lei de Acesso à Informação nas redes sociais

A Controladoria-Geral da União (CGU) iniciou campanha, nas redes sociais, sobre a Lei de Acesso à Informação (LAI), na qual apresenta informações que podem ser obtidas pelo cidadão, por meio da norma. A iniciativa tem como objetivo reforçar a importância da LAI como ferramenta para assegurar direitos da população.

As postagens ressaltam que estar sempre informado possibilita que o cidadão tenha acesso aos direitos essenciais como transporte público, saúde, educação, esporte, lazer, entre outros. Até o momento, as quatro peças já publicadas tiveram mais de 1.900 curtidas e cerca de 1.850 compartilhamentos.

Os posts no Twitter e Facebook estampam questões que podem ser obtidas, como: a escala de horário de médicos nos hospitais públicos; o número de vagas disponíveis em escolas públicas; quantos ônibus fazem determinados percursos e em quais horários; entre outros. O acesso à informação é um serviço gratuito no qual a solicitação não precisa ser justificada.

Para saber mais, visite www.acessoainformacao.gov.br


Correios increvem estudantes para concurso internacional de cartas

Estudantes de até 15 anos da rede pública e privada de ensino podem participar do 45º Concurso Internacional de Redação de Cartas, realizado pelos Correios. As inscrições serão aceitas até o dia 17 de março.

O tema para este ano é “Escreva uma carta a você mesmo aos 45 anos”. As redações devem ser redigidas a mão, com caneta esferográfica preta ou azul e escritas em língua portuguesa, contendo no máximo 900 palavras em formato de carta. Para participar, o estudante deverá passar por uma seleção em sua escola, na qual será escolhida a carta que irá representá-la. Cada escola pode inscrever no máximo duas redações.

Serão realizadas duas fases: estadual e nacional. Na estadual, o autor da melhor redação ganhará R$ 1 mil. Já na fase nacional, o vencedor ganhará R$ 5 mil, um troféu e sua redação representará o Brasil na etapa internacional, que será realizada pela União Postal Universal. As escolas também recebem prêmios de R$ 2 mil na fase estadual e R$ 10 mil na nacional.

O concurso é promovido em todo o mundo pela União Postal Universal, entidade que congrega os operadores postais de 191 países, com o objetivo de melhorar a alfabetização por meio da arte epistolar e incentivar crianças e adolescentes a expressarem a criatividade e aprimorarem seus conhecimentos linguísticos.

O regulamento completo do concurso está disponível no site dos Correios. (Agência Brasil)


Projeto Mãos que Previnem da Base Comunitária orienta estudantes em Itabuna

BC_MC_aula_soldada_fotoJosivaldoDiasEducar, conscientizar, estreitar os vínculos entre polícia e escola, conhecer a comunidade local e suas reais necessidades, bem como reduzir a incidência de jovens no mundo do crime. Esses são os objetivos do projeto Mãos que Previnem, iniciado nesta terça-feira (23), pela Base Comunitária de Segurança do bairro Monte Cristo, em Itabuna.

O projeto, que tem duração de quatro semanas e atende cerca de 200 alunos do ensino fundamental com idades entre 5 e 9 anos, é realizado na Escola Municipal Verdes Campos, Ong Padre Tonucci e Grupo Escolar Amélio Cordier. Os estudante participam de atividades educativas, lúdicas e de conscientização.

BC_MC_frente_escola_Foto_Josivaldo_DiasPoliciais da BCS do Monte Cristo, numa linguagem acessível às crianças e no contexto social em que elas vivem, abordam temas como Polícia Amiga, direitos fundamentais e deveres, drogas e seus efeitos, violência nas escolas, higiene e saúde, relacionamento familiar.

Gabriela Oliveira Santos, 9 anos, estudante do 3º. ano do ensino fundamental, afirma que “a gente é orientada sobre a atuação da polícia pra defender a comunidade e também para o risco das drogas”. Perguntada sobre a profissão que pretende seguir, Gabriela responde sem hesitar: “policial militar”. “Ficamos sabendo dos riscos do mundo do crime para os jovens e também como é importante se manter no bom caminho e respeitar nossos pais e professores”, diz Carlos Henrique Oliveira Lopes, de 9 anos, que a exemplo de Gabriela também pretende ser policial.

Mudança de comportamento

A vice-diretora da Escola Municipal Verdes Campos, Duzi Darli Pereira Matos ressalta que “a gente percebe uma mudança no comportamento dos alunos, com a diminuição da agressividade, a valorização da família e da escola, evitando cair no mundo da marginalidade, que é uma coisa bem próxima da realidade dessas crianças”. ”Essa é uma oportunidade para que eles possam trilhar um novo caminho”, diz.

O soldado PM Lucas Curvelo, da Base Comunitária do Monte Cristo, que participa do projBC_MC_comandante_foto_Josivaldo_Diaseto, afirma que “é gratificante poder contribuir para integrar ainda mais a polícia com a comunidade, incutindo nas crianças noções de cidadania”. “É preciso que as crianças passem a ver a polícia como uma instituição amiga, que existe pra combater o crime e proteger a população”, afirma Lucas.

Para a comandante da Base Comunitária do Monte Cristo, Tenente PM Heidilane Nascimento, “o projeto é uma ação preventiva, orientando as crianças sobre seus direitos e deveres e aproximando os pais das escolas e mostrando que eles também têm responsabilidades no processo de formação dos filhos”. De acordo com Heidilane, “a Base Comunitária tem esse foco na prevenção, promovendo e apoiando ações que melhoram a qualidade de vida da população”.


Reunião de instituições de assistência aos idosos na FTC

Num encontro realizado na tarde da última segunda-feira (1º) a direção da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna reuniu dirigentes e representantes de instituições que atuam na prestação de serviços, na assistência e na defesa dos direitos dos idosos e aposentados. Na oportunidade, o diretor geral da FTC, professor Januário Mourão e Lima apresentou aos participantes os projetos que integram o Programa FTC em Ação, lançado no último dia 19 e que contempla diversas atividades voltadas, também para a população da terceira idade.

O diretor adiantou que a Faculdade estará intensificando e restabelecendo as parcerias com as instituições, visando fazer uma devolutiva à comunidade do conhecimento que é fomentado nos muros da Faculdade. “Estreitar e fortalecer a boa relação mantida com as organizações que vocês representam é uma das metas das ações que iremos desenvolver a partir deste semestre, envolvendo alunos e docentes de todos os cursos de graduação da FTC”, elucidou Januário.

Ele lembrou que, de fato, os espaços dos abrigos, albergues, clubes, grupos e associações da terceira idade e aposentados são ambientes que se tornam laboratórios extramuros para que os alunos possam confrontar a teoria absorvida em sala de aula com a realidade prática que eles encontraram ao saírem graduados da Faculdade. “Hoje, mais que levar o aluno a dominar o saber, uma Instituição de Ensino que prima pela qualidade do ensino deve ter como meta torná-lo apto ao saber fazer”, pontuou o diretor.