FTC promove qualidade de vida com a Faculdade Aberta da Terceira Idade

fterceira-idade_2019-34O que acontece com nosso corpo quando envelhecemos? Como prevenir doenças na terceira idade? Quais os direitos do idoso e quem deve assegurá-los? Estes e outros questionamentos têm movimentado idosos de Itabuna e de cidades vizinhas que participam das oficinas da Faculdade Aberta da Terceira Idade (FTerCeira Idade), que é mantida pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), na busca de novos conhecimentos que possam assegurar-lhes um envelhecimento saudável.

Implantada em 2010 no campus da FTC Itabuna, o projeto FTerCeira Idade surgiu com o objetivo de proporcionar aos idosos um espaço de multiplicação de conhecimentos numa perspectiva de desenvolver novos saberes capazes de promover uma melhor qualidade de vida, levando em conta aspectos como socialização, prevenção de doenças e cuidados com a saúde, manutenção e garantias de direitos,  alimentação saudável, economia doméstica, além de questões ligadas ao meio ambiente, inclusão digital, elevação da autoestima e preservação da memória.

Há quase 10 anos participando das atividades da FTerCeira Idade, Helena Marinho Capistrano, viúva, é uma das mais encantadas com o projeto e se emociona ao falar do quanto as oficinas têm contribuído para que ela viva de maneira mais saudável e consciente a fase da terceira idade. “Sinto-me beneficiada tanto física quanto psicologicamente. Através das oficinas, minha autoestima melhorou bastante. Fiz novas amizades, aprendi a cuidar melhor da minha saúde, ter mais amor ao próximo, a respeitar as diferenças. Confesso que hoje me sinto mais feliz”, arrematou Helena.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Andréa Cristine Machado, neste semestre, sessenta idosos estão inscritos na Faculdade Aberta da Terceira Idade, cujo acesso é totalmente gratuito. Ela explica que as atividades são desenvolvidas de segunda a sexta-feira, no turno vespertino, envolvendo discentes, docentes de todos os colegiados de cursos e voluntários, focando temáticas ligadas à promoção da saúde do idoso, além de oficinas especiais tratando temas relacionados aos direitos dos idosos, direitos previdenciários, dentre outros.

Para ter acesso aos serviços ofertados pela Faculdade Aberta da Terceira Idade, pessoas com mais de 60 anos devem procurar atendimento para inscrição na Central de Atendimento ao Docente, que funciona no 1º andar do campus-sede da FTC Itabuna, no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h. As oficinas da FTerCeira Idade acontecem de segunda a sexta-feira, das 14 às 17 horas. No ato de inscrição é necessário apenas o preenchimento de uma ficha individual de informações.


Missão brasileira viaja a Moçambique para ajudar vítimas de ciclone

Resultado de imagem para Missão brasileira viaja a Moçambique para ajudar vítimas de cicloneVinte bombeiros da equipe de busca e salvamento da Força Nacional de Segurança Pública embarcaram, no final da noite de ontem (29), no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, para Moçambique, onde vão ajudar no resgate a vítimas do ciclone Idai.

]Além da Força Nacional, farão parte da equipe mais 20 militares mineiros que atuaram nos trabalhos de salvamento do desastre em Brumadinho.

As equipes viajaram em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), levando veículos, botes e outros equipamentos fornecidos pela Força Nacional e pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

A ajuda humanitária atende a pedido feito pelo presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, ao presidente Jair Bolsonaro.

Os bombeiros da Força Nacional atuarão prioritariamente na cidade de Beira. A capital do estado de Sofala está entre as mais populosas do país e foi uma das localidades mais afetadas pelos fortes ventos, chuvas e inundações causadas pela passagem do ciclone. Estima-se que, só em Moçambique, 1,8 milhão de pessoas tenham sido prejudicadas e precisem de alguma forma de ajuda.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando. (Agência Brasil)


Mutirão da Mulher bate recorde de atendimentos em sua 2ª edição

Quando pessoas voluntárias se reúnem com o propósito de fazer o bem, o resultado consegue superar toda as expectativas: 1.200 atendimentos médicos realizados em um único dia. Assim, foi a 2ª edição do Mutirão da Mulher, ocorrido no último dia 23 na área do Plansul, no Hospital Manoel Novaes.

Ao todo, foram 30 médicos entre consultas médicas e exames de diversas especialidades, sem contar nos serviços oferecidos na feira de saúde, e mais de 300 voluntários envolvidos na organização. O evento movimentou a cidade e conseguiu reunir milhares de mulheres numa fila que dobrou o quarteirão.

Entre as especialidades médicas ofertadas estavam ginecologia, cardiologia, mastologia, neuroclínica, ortopedia, geriatria, clínica médica, pneumologista, nefrologia, gastroenterologia, dentista e fisioterapia para gestantes. Também foram realizados os exames de citologia, ultrassom obstetra, ultrassom transvaginal e de mama.

Durante o evento, as mulheres também puderam desfrutar de palestras sobre autoestima e disfunções urinárias, sorteio de brindes, maquiagem, pintura de unhas, orientações oncológicas com Dr. Garrick, serviços como teste de glicemia, banco de sangue, orientações sobre doação de órgãos, banco de leite e muita diversão para as crianças que puderam brincar e se divertir com no espaço Kids.


Nossa Ilhéus abre vagas para voluntários em comunicação

O Instituto Nossa Ilhéus abre duas vagas para voluntários que desejem atuar junto ao setor de comunicação, com produção de conteúdo para suas redes sociais e site. Além de realizar pesquisas sobre a cidade, os interessados auxiliarão na coleta de dados, redação de textos, fotografia e elaboração de vídeos.

O objetivo é produzir conteúdo que fortaleça o engajamento dos cidadãos e levem conhecimento sobre cidadania, fortalecendo a democracia participativa na cidade e região.

Embora seja um diferencial para a realização das atividades, os interessados não precisam ter formação na área de comunicação. Habilidade com escrita, vontade de aprender e exercer sua cidadania por meio das atividades são requisitos básicos. As demandas podem ser cumpridas de forma remota, como home office, de acordo com alinhamento com a equipe.

Para juntar-se à equipe, os interessados devem enviar até o dia 05 de fevereiro, para contato@nossailheus.org.br, o currículo e um pequeno texto explicando por que se interessam em atuar como voluntário no Instituto. Após esta etapa, serão chamados para uma entrevista.

O INI foi fundado em 2012 e é referência enquanto sociedade civil organizada, na promoção da Educação para Cidadania, Monitoramento Social e no Impacto em Políticas Públicas. Realiza palestras sobre cidadania, monitora e divulga a produção legislativa da cidade e atua, entre outras demandas, na articulação para implementação do Plano de Metas, da Lei de Resíduos Sólidos e no Sul da Bahia Global. É integrante da Rede Brasileira de Cidades Justas, Democráticas e Sustentáveis, do Conselho da Sociedade Civil do Banco Interamericano de Desenvolvimento (ConSOC BID) e o único movimento da Bahia a atuar com o Projeto MobCidades, financiado pela União Europeia. Saiba mais em www.nossailheus.org.br


Professores celebram passagem dos 25 anos do I Senun

Em tempos de patrulhamento da atividade dos professores e de debates sobre projetos como o ‘Escola sem Partido’, a Câmara Municipal de Salvador foi palco, na noite desta quinta-feira (22/11), de uma mesa completamente formada por professores militantes. Os acadêmicos estavam juntos, na Sessão Especial promovida pelo vereador Sílvio Humberto (PSB), para comemorar a passagem dos 25 anos da realização do I Seminário Nacional de Universitários Negros e Negras (Senun).

Após a exibição de um vídeo, com imagens do Seminário, realizado por jovens estudantes negros, no ano de 1993, na Universidade Federal da Bahia, o autor da homenagem, que também é professor, falou sobre a motivação do ato. “Foi uma enorme ousadia, problematizar a questão da inserção dos negros e negras no ensino superior, naquele momento onde a nossa presença era ainda muito pequena. A passagem desses 25 anos não poderia deixar de ser destacada”, justificou o parlamentar.


Semana da Consciência Negra em Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria municipal da Cultura (Secult), promove atividades culturais para comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra, nos dias 20 e 21 deste mês.

A finalidade é expandir a cultura através de ações que promovam a valorização da comunidade negra na cidade. A iniciativa pretende levar arte, reflexão e debate ao público presente, disseminando a relevância histórica e cultural desta data especial. As atividades serão realizadas no Teatro Municipal e no auditório Sosígenes Costa, na sede da secretaria.

As comemorações têm início na próxima quarta-feira (20), às 16 horas, com roda de conversa entre dirigentes culturais locais, no auditório Sosígenes Costa. Na ocasião, o secretário Pawlo Cidade fará a apresentação do Programa de Fomento Afro Cultural de Ilhéus (Pro Afro Ilhéus), às 17h30min. Em seguida, acontece o Fest Afro Ilhéus, com apresentações artísticas de dança, teatro, poesia e capoeira, no Teatro Municipal às 19 horas.

No dia 21, o Fest Afro Ilhéus conta com apresentações musicais de hip-hop, reggae e música afro. Entre os intervalos dos shows, serão exibidos vídeos alusivos à comemoração.

O secretário Pawlo Cidade destaca a importância da iniciativa. “A proposta visa ao reconhecimento e resgate dos valores da cultura negra na formação da nossa cultura e identidade, trazendo uma reflexão na busca pela participação igualitária da comunidade negra na sociedade”, ressalta.


Grito dos Excluídos pede redução da desigualdade

grito_escluidos_2018Com o lema Desigualdade gera violência – Basta de privilégios – Vida em primeiro lugar, ocorreu hoje (7) a 24ª edição do Grito dos Excluídos, reunindo representantes de movimentos sociais, de trabalhadores e da juventude.

O evento acontece tradicionalmente em paralelo ao desfile cívico-militar do 7 de Setembro em diversas cidades do país.

No Rio de Janeiro, a concentração começou no mesmo horário do desfile, por volta de 9h30, na esquina da Rua Uruguaiana com a Avenida Presidente Vargas, próximo ao local de onde partiam as formações militares do desfile oficial.

Integrante do Jubileu Sul, uma das organizações nacionais do Grito, Alessandra Quintela disse que o Grito dos Excluídos surgiu para ajudar a recontar a história do país, que teve a sua independência proclamada pelo príncipe regente, Dom Pedro I, sem participação popular.

“Não foi uma independência vinda das lutas sociais, apesar de ter várias lutas naquele período de Brasil colônia. Então a gente tem que gritar para reconstruir a nossa história. O Grito nasce nesse sentido, de ser um grito de baixo, desde os trabalhadores e trabalhadoras, querendo construir e construindo na prática um novo Brasil, que acabe com os privilégios e as desigualdades”. (Agencia Brasil)


Indicadores da Educação foram discutidos em reunião temática sobre o Plano de Metas de Ilhéus

O levantamento de indicadores sociais é um importante passo para permitir a avaliação da efetividade das ações implementadas pelos governos. Com esses dados, a população poderá monitorar melhor o resultado dos projetos e programas implementados, e o poder público poderá planejar as melhores estratégias para atingir as metas que visem aumentar a qualidade de vida da população. Esta é uma visão promissora, que se materializa no Plano de Metas, previsto na Lei Orgânica de Ilhéus desde 2008, e que deve ser implementado por todos os governos municipais.

Com essa premissa, foi realizada nesta quarta-feira (01), no Plenário da Câmara de Vereadores Ilhéus, a primeira reunião temática da Campanha do Plano de Metas Participativo 2017-2020.

A iniciativa é da Controladoria Geral do Município, que vai promover encontros, por meio do Comitê Estratégico Ilhéus Sustentável (CEIS), para implementar a agenda de metas, proposta pelo Programa Cidades Sustentáveis – com o qual a atual gestão se comprometeu – e que tem o Instituto Nossa Ilhéus como mobilizador local. O encontro contou com a presença de representantes de conselhos e associações que têm atuação na Educação, professores, estudantes, além da sociedade civil em geral e do poder público.

Ao todo, até o momento, dos 37 indicadores sugeridos pelo PCS, foram priorizados 22 para serem acompanhados durante a atual gestão. Durante o encontro, números como os 22,5% de alunos atendidos com Educação em tempo integral nas creches; os 21% que estudam em tempo integral no Ensino Fundamental; e 40% de professores licenciados em todo o sistema, foram alguns dos indicadores apresentados pela equipe da Secretaria Municipal de Educação e que devem ser melhorados, por meio de estratégias efetivas, até o fim desta gestão.


Fundação Marimbeta inclui projetos de ensino à participação da comunidade

Dentro da proposta de promover a integração entre alunos, professores e a comunidade em geral, a Fundação Marimbeta abre espaços por meio de projetos de inclusão social para as famílias que moram no bairro Fonseca. Um dos projetos é a oficina de informática básica, antes restrita a crianças e adolescentes e que funciona no Sítio II da fundação.

As aulas para as novas turmas neste segundo semestre de 2018 foram iniciadas na última segunda-feira (9), à noite, com a participação de 25 alunos adultos. A oficina de inclusão digital acontece duas vezes por semana e é ministrada pelo professor Carlos Alberto Almeida de Souza, um ex-aluno da fundação, conforme lembra a presidente da entidade, Cleonice Almeida.

“Carlos Alberto hoje é professor concursado e é um exemplo de dedicação e compromisso com a questão social, o que nos leva a afirmar que a Fundação Marimbeta cumpre seu papel na formação profissional e cidadã dos alunos que passam por lá”, destacou a presidente da fundação. O professor confirma que sua formação profissional e pessoal foi adquirida quando estudou na fundação e que por isso, hoje, tenta retribuir prestando serviço e levando conhecimento para quem necessita.

O projeto de inclusão digital foi implantando desde o inicio da atual gestão municipal na unidade II da Fundação Marimbeta já beneficiou, só no ano passado, cerca de 50 pessoas entre pais de alunos e famílias que moram próximas ao sitio. A proposta para este ano é manter o número de alunos que desejam aprender uma profissão ou que buscam qualificação da mão de obra.


SAS realiza evento para idosos assistidos pelos CRAS

Uma tarde diferente marcada por muita alegria e valorização das tradições juninas. Foi assim a comemoração do São Pedro dos idosos assistidos pelos Centros de Referência em Assistência Social, da Secretaria Municipal de Assistência Social de Itabuna (SAS), realizada na tarde de quinta-feira (28), no CRAS CEU, localizado no bairro Urbis IV.

Com uma série de atividades que visam incluir e fortalecer os direitos dos idosos, a Secretaria de Assistência Social de Itabuna atua compromissada em promover ações efetivas para melhorar a qualidade de vida da população. Segundo o Assessor da SAS, Israel Cardoso, este evento seguiu esse intuito, de aliar a promoção de políticas públicas com atividades lúdicas.

Em visita ao evento realizado no CRAS CEU, Israel destacou a preocupação da secretária Sandra Neilma em atender as determinações do prefeito Fernando Gomes quanto a promoção de um trabalho voltado à mudança de realidade daqueles que mais precisam. Para Israel Cardoso, oportunizar aos idosos um momento de diversão é mais uma forma de garantir direitos e valorizar pessoas que tanto trabalharam ao longo da vida.