Governo abre loja e Centro Público de Economia Solidária em Irecê

Na próxima terça-feira (1º), o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), reinaugura o Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Território de Irecê. Na ocasião, uma loja para comercialização de produtos de empreendimentos econômicos solidários de 20 municípios baianos entrará em funcionamento. A solenidade acontece, às 9h, na Rua Coronel Terêncio Dourado, n°04, Centro.

O Cesol vai beneficiar diretamente 3.200 famílias, cerca de 12.800 pessoas, de 128 empreendimentos. O espaço multifuncional oferecerá ações de assessoria técnica, microcrédito assistido, apoio à comercialização, qualificação e distribuição de insumos e equipamentos para associações, cooperativas e grupos produtivos da região.

A loja, por sua vez, será a primeira da região a vender produtos orgânicos certificados, além de peças de artesanato e gêneros alimentícios, tudo produzido pelos empreendimentos de economia solidária.

A gestão do Cesol será realizada pela organização Comunidade Cidadania e Vida (COMVIDA) de Salvador.

Serviço

O quê? Reinauguração do Centro Público de Economia Solidária Território de Irecê e inauguração da loja

Onde? Rua Coronel Terêncio Dourado, n°04, Centro, Irecê/BA.

Quando? 1º de outubro (terça-feira), 9h


Dia da Responsabilidade Social da FTC Itabuna reunirá mais 30 parceiros

ftc-novaNeste sábado (28), o Sul da Bahia irá vivenciar mais uma edição do Dia da Responsabilidade Social, organizado e promovido pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna com a oferta de mais de 40 serviços e atendimentos gratuitos nas áreas de saúde, estética, inclusão digital, psicologia, feiras de estágio e de doação de cães e gatos. As ações acontecem em adesão à Semana de Responsabilidade Social, campanha realizada em todo país pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES).

Para tanto, a Instituição de Ensino está mobilizando toda sua comunidade acadêmica – alunos, docentes e colaboradores – além de mais de 30 parceiros dos setores público e privado. As ações do Dia da Responsabilidade Social em Itabuna acontecem no campus 1 da FTC e na Praça José Bastos, em frente à sede da Faculdade, no horário das 8 às 12 horas.

Na área da saúde está centrada a maior gama de serviços, que vão desde aferição de pressão arterial e glicemia, coleta de material para citologia, teste rápido de HIV e Hepatite, vacinação, exames de tipagem sanguínea até auriculoterapia. Ainda na área de saúde, o curso de Nutrição estará oferecendo diagnóstico e orientação nutricional, oficina de gastronomia nutricional infantil, bem como “Café com Prosa” reunindo os responsáveis pelo comércio ambulante de alimentos da Praça da FTC.

(mais…)


Ação de estudantes fomenta o abraço

abraco_gratisUm grupo de estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional- CETEP LITORAL SUL II,  que fica no bairro  São Caetano em Itabuna teve uma inciativa inovadora. Intitulada de “Comissão CETEP” a turma saiu distribuindo abraços  para todo mundo que encontravam pela frente no colégio.

O projeto “Abraço Grátis” aconteceu no dia 20 deste mês e tem como objetivo levar   solidariedade  a população itabunense que enfrenta os diversos tipos de problemas.  “As vezes um abraço forte e apertado pode melhorar o seu dia”, explica João Victor Santos Brandão,  articulador do grupo de 10 estudantes.

 


Assassinatos de indígenas crescem 22,7% em 2018, mostra relatório

Brasília - E/D. Secretario executivo do CIMI, Antonio Eduardo Cerqueira de Oliveira, Cacique Surui, Tribo Pataxo Aldeia Barra Velha Porto Seguro BA, presidente do CIMI, Dom Roque Paloschi, Sub secretario geral da CNBB, Padre Dirceu de OliveiraO número de assassinatos de indígenas no Brasil aumentou de 110, em 2017, para 135, em 2018, um crescimento de 22,7%. Os estados com mais registros no ano passado foram Roraima, onde ocorreram 62 homicídios, e Mato Grosso do Sul, onde foram contabilizadas 38 mortes.

As informações, levantadas a partir de mapeamento de casos em todo o país feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), estão no relatório Violência contra os Povos Indígenas do Brasil – Dados 2018. O documento foi lançado hoje (24) na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília.

Em episódios classificados como “violência contra a pessoa”, o levantamento listou no ano passado 22 tentativas de assassinato, 18 homicídios culposos, 15 episódios de violência sexual, 17 casos de racismo e discriminação étnico-racial, 14 ameaças diversas, 11 situações de abuso de poder e oito ameaças de morte.

Invasões
A pesquisa também mapeou invasões de terras indígenas, exploração ilegal de recursos naturais e danos diversos ao patrimônio dessas populações. Em 2018, a equipe responsável contabilizou 111 situações como essas. O número foi maior do que o registrado em 2017, quando o Cimi reconheceu 96 situações semelhantes.

No lançamento do documento, foram apresentados dados parciais relativos a 2019 até o mês de setembro. Segundo a entidade, foram mapeados 160 casos de invasão de terra ou exploração ilegal de recursos em 153 terras indígenas.

Conforme os responsáveis pelo estudo, se essas formas de violação contra os territórios ocorrem há décadas, recentemente muitos invasores deixaram de somente explorar ilegalmente os recursos (como apenas retirada de madeira) e passaram a se apropriar das áreas, por meio de práticas de grilagem e loteamento de parte dos territórios, por exemplo. O documento cita as terras indígenas Arariboia, no Maranhão, e Karipuna e Uru Eu Wau Wau, em Rondônia. Outro problema é a implantação de garimpos ilegais. De acordo com o Cimi, um exemplo é a terra indígena Munduruku, no Pará.

“O madeireiro entra, limpa a terra, tira a madeira e a área passa a ser destinada à especulação imobiliária. É a prática do fato consumado. Retira da terra o que ela tem para oferecer e repassa para o grileiro, que vai lutar para que esta área seja legalizada. E o Estado desestrutura os órgãos que deveriam coibir as invasões de terra”, pontuou Roberto Liebgott, um dos autores da pesquisa.

Demarcação
O relatório lista 821 casos de “omissão e morosidade na regularização das terras” e 11 conflitos envolvendo direitos territoriais. De acordo com o Cimi, de 1.290 terras indígenas no Brasil, 821 (63%) teriam o que a organização chama de “alguma pendência do Estado para a finalização do processo demarcatório”.

O cacique Suruí, do povo Pataxó e aldeia Barra Velha, em Porto Seguro (BA), afirmou o caráter originário dos povos e pediu a demarcação de terras indígenas. “Estamos no Brasil desde muito antes de Cabral. Nós somos os primeiros brasileiros, não somos os últimos. Estamos lutando por demarcação.”

Os representantes do conselho comentaram o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Asssembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que, na ocasião, disse que não pretende demarcar novos territórios. “Os povos indígenas, ao reivindicarem a demarcação de seus territórios, tornam-se alvos a serem combatidos. Que as chagas da violência não sejam patrocinadas por aqueles que devem combatê-las. Que o Estado se coloque ao lado dos direitos humanos e da natureza”, disse o presidente do Cimi, dom Roque Paloschi. (Agencia Brasil)


Rede FTC oferece mais de 10 mil atendimentos gratuitos durante Semana de Responsabilidade Social

ftc_itabuna_2Entre os dias 21 e 28 de setembro, todas as unidades da Rede FTC oferecem serviços gratuitos nas áreas de saúde, empregabilidade, assessoria jurídica e sustentabilidade.

O conjunto de ações acontece em adesão à Semana de Responsabilidade Social, campanha realizada em todo país pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES).

Em Itabuna, os serviços começam na segunda-feira (23), quando os cursos de Psicologia, Sistemas de Informação, Enfermagem e Nutrição estarão desenvolvendo oficinas, workshops e cursos no campus 1 da FTC Itabuna e em escolas da rede pública municipal. Até a sexta-feira (27), as atividades estarão focadas na promoção da educação para a saúde, na qualificação para o mercado de trabalho, inclusive com orientação vocacional.

A Semana de Responsabilidade Social da FTC Itabuna terá sua culminância no sábado (28), quando, juntamente com mais de 30 parceiros, estudantes, professores e colaboradores da Faculdade ofertarão mais de 50 serviços, como atendimento jurídico, serviços de saúde, atividades de recreação para as crianças e minicursos. Também, serão ofertados serviços de corte de cabelo, além de Feira de Adoção de Cães e Gatos, realizada pelo curso de Medicina Veterinária em parceria com ONGs que atuam na defesa e proteção dos animais.

As ações sociais da Rede FTC se estendem a todas as unidades do grupo educacional, localizadas em outras seis cidades da Bahia, Petrolina e São Paulo. Juntas, as unidades devem oferecer cerca de 10 mil atendimentos gratuitos à população. “As ações pontuais desenvolvidas no bojo da Semana de Responsabilidade Social só reforçam o compromisso perene da Rede FTC com a prestação de serviços às comunidades e com a formação humanística e ética dos nossos alunos. Durante todo o ano, o cidadão pode contar com a nossa estrutura para receber esses e outros serviços, gratuitamente”, destaca o Presidente da Rede FTC, William Oliveira.


Ministério da Defesa e UESC finalizam preparativos para o IV Congresso Nacional do Projeto Rondon

uesc-frenteRepresentantes do Ministério da Defesa estiveram reunidos com o reitor Evandro Sena Freire, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, Bahia, em mais uma preparatória para o IV Congresso Nacional do Projeto Rondon, que terá como tema Cidadania e Responsabilidade.

Também participaram da reunião os coordenadores locais do IV Congresso Nacional do Projeto Rondon, que será realizado nos dias 25, 26,27 e 28 de setembro, pelo Ministério da Defesa, com o apoio da UESC. O Campus Professor Soane Nazaré de Andrade, no bairro Salobrinho, deverá receber cerca de 500 participantes de todo Brasil.

O Congresso Nacional do Projeto Rondon tem por objetivo discutir as ações anteriores e pensar no futuro das atividades e operações que serão realizadas. A primeira edição foi realizada em Ribeirão Preto/SP, na Universidade de São Paulo (USP), em 2013, e a segunda na cidade de Florianópolis/SC, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em 2015.

O reitor da UESC, professor Evandro Sena Freire, mais uma vez reforçou o apoio da comunidade acadêmica. “O Projeto Rondon merece todo nosso respeito. Estamos apoiando este Congresso, bem como, com o apoio de toda sociedade regional.

Pastores acusados pelo homicídio de Lucas Terra vão a júri popular

Os pastores Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva, acusados de assassinarem em 2001 o garoto Lucas Terra, de 14 anos, serão julgados em júri popular, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Na tarde de ontem, a 2ª Turma da Corte acatou, por maioria, o recurso do Ministério Público Federal contra decisão que anulou a pronúncia dos acusados determinada pelo Tribunal de Justiça da Bahia. A denúncia contra os pastores foi oferecida à Justiça pelo Ministério Público estadual em 2008.

A pronúncia contra os pastores havia sido anulada, em novembro 2018, pelo ministro Ricardo Lewandowsky em decisão monocrática que argumentou pela falta de provas. Ontem, o voto dele foi vencido. Votaram a favor do recurso os ministros Celso de Mello, Edson Fachin, Gilmar Mendes e a ministra Carmen Lúcia


GACC Sul da Bahia participa do McDia Feliz

gaac mc diaO Grupo de Apoio à Criança com Câncer – GACC Sul da Bahia participa neste sábado, 24 de agosto da campanha do McDia Feliz, através da venda de sanduíches Big Mac. Muito mais que uma campanha de arrecadação, é uma iniciativa que mobiliza os mais diferentes setores da sociedade em torno de duas causas de grande importância no Brasil: saúde e educação. Liderando a causa da saúde, contribuir para o aumento dos índices de cura do câncer infantojuvenil é o objetivo principal do Instituto Ronald McDonald através da campanha.

Todos os anos, em um sábado do mês de agosto, é dia de transformar Big Mac em sorrisos: é McDia Feliz. Parte da arrecadação obtida com a venda do Big Mac, isoladamente ou na McOferta 01 (exceto impostos) nas cidades de Itabuna, Vitória da Conquista e Porto Seguro será revestido para o GACC Sul Bahia.

A campanha deste ano irá adquirir Picc’s para as crianças e adolescentes em tratamento. O picc é um tubo colocado na veia para que o paciente não tenha a necessidade de ser furado toda vez que for tomar uma medicação. E também para a realização do Programa Diagnóstico Precoce que consiste em treinamento para equipes de saúde dos municípios vizinhos para que possa diagnosticar o câncer em estágio inicial e aumentar a chance de cura.

Todos os produtos da campanha estão disponíveis no estande, no Shopping Jequitibá, entrada do fundo, em frente ao Bom Preço. Os tíquetes são vendidos a R$17,00 cada, as camisas custam R$25,00. Nesta edição estamos com o apoio de 18 empresas de artesãos locais que doaram produtos para campanha e estão com preços acessíveis no estande. O stand abre às 8h e encerra às 22h, de quarta (21) a sábado (24).


Inscrições para o Conselho Tutelar em Itacaré vai até dia 14 de agosto

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente(CMDCA) de Itacaré publicou a resolução que dispõe sobre a convocação do Processo de Escolha Unificado para Membros do Conselho Tutelar para o quadriênio 2020/2023. As inscrições ficarão abertas até o dia 14 de agosto, das 08 às 13 horas, na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, situada na Rua Rui Barbosa, 11, Centro. A prova será realizada no dia 01 de setembro, com início às 08 horas e término das 12 horas, no endereço a ser informado na lista de habilitados para esta etapa.

O processo destina-se à escolha de cinco membros titulares e seus respectivos suplentes, para composição do Conselho Tutelar do município de Itacaré, para o mandato de quatro anos, permitida uma recondução, mediante novo processo de escolha. O cidadão que desejar candidatar-se à função de membro do Conselho Tutelar deverá atender a requisitos como: ser pessoa de reconhecida idoneidade moral, comprovada por folhas e certidões de antecedentes cíveis e criminais expedidas pela Justiça Estadual, apresentar documento de identidade ou outro documento oficial de identificação e residir no município há pelo menos dois anos, comprovado por meio da apresentação de conta de água, luz, telefone fixo ou contrato de aluguel.

(mais…)


Educação realiza campanha do agasalho para ajudar famílias carentes de Itacaré

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Educação, está realizando a campanha de arrecadação de agasalhos em todas as unidades da rede municipal de ensino. O objetivo é coletar o maior número possível de roupas, casacos e cobertores para suprir as necessidades de famílias e pessoas carentes. Os agasalhos devem ser entregues até o dia 1º de agosto em qualquer unidade de ensino do município, da sede e da zona rural.

A iniciativa partiu da equipe da Secretaria Municipal de Educação, com o apoio dos diretores das escolas, como forma de ajudar as pessoas carentes de Itacaré para que enfrentem esse período de frio com muito mais dignidade, segurança e mais protegidos. “O principal objetivo é diminuir o sofrimento daqueles que não tem como se aquecer nesse período de inverno”, explicou a secretária de Educação, Eliane Camargo.

De acordo com os organizadores, um gesto simples, de solidariedade, pode ajudar a muita gente carente de Itacaré. Eles explicam que muitas pessoas possuem em suas casas cobertores, roupas, calçados e casacos que já não usam mais e que podem ser doados para diminuir o sofrimento de famílias carentes. A idéia é que os produtos estejam limpos e em bom estado de conservação, para que de fato sejam usados por essas família carentes,, num gesto de amor e solidariedade.


Maragojipano recorre ao Supremo Tribunal Federal e à Corregedoria do CNJ a fim de evitar o fechamento do Fórum

O Cidadão Maragojipano Luciano Estevam Santos, protocolou no Supremo Tribunal Federal – STF e na Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, requerimento conjunto com várias matérias jornalísticas da imprensa do recôncavo baiano e da capital, demonstrando insatisfação da comunidade Maragojipano pelo Tribunal de Justiça da Bahia – TJBA.

Pelo processo de desativação da comarca da cidade de Maragojipe, tais documentos também foi enviado via e-mails e pelos correios às seguintes entidades nacionais Federação Nacional dos Jornalistas –(FENAJ); Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP); Associação dos Magistrados da Bahia – (AMAB); e ao Conselho Nacional dos Direitos Humanos – (CNDH); Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia – (SINPOJUD) e a Seção da OAB/Bahia.

Além dos transtornos causados aos servidores que já tem família e filhos que já trabalham há mais de 30 na comarca, os mais afetados com essa ação serão as oito (08) comunidades quilombolas, reconhecidas e certificadas pela Fundação Cultural Palmares – FCP, Putumuju Salaminas; Giral Grande, Gueren, Tabatinga, Porto da Pedra, Dendê, Zumbi e Enseada do Paraguaçu e os (06) seis distritos Nagé, Coqueiros, Guaí, Guapira, Sede e São Roque do Paraguaçu.

“Será um verdadeiro caos social para Cidade de MARAGOJIPE, haja vista a grande extensão territorial, o que acarretara grandes transtornos à população em geral, principalmente aos mais pobres e desempregados na sua grande maioria, que vezes precisam reclamar seus direitos à justiça terão que se deslocarem por mais de 80 quilômetros até cidade onde se pretende agregar a comarca de Maragojipe” critica Estevam.

Destaca-se ainda, que a comarca de Maragojipe encontra-se com milhares de processos nas prateleiras paralisados há décadas, o que também acarretará grandes transtornos a comarca de cachoeira, diante da ausência de juízes titulares.