Campanha Natalina busca apoio da comunidade Itabunense

O Natal inspira atitudes diferenciadas e destaca o potencial voluntário. Em Itabuna, o catador de material reciclável José Sebastião Rodrigues – o Telebahia busca parcerias e o apoio da comunidade para proporcionar um natal alegre para crianças carentes do bairro que ele reside, o Maria Pinheiro .

A meta é arrecadar mais de mil brinquedos que serão distribuídos para as crianças da comunidade, área esta que a violência predomina e as ações sociais do poder público ainda não conseguem chegar a todos os moradores.

Os interessados em doar os brinquedos para a Campanha natalina “Faça o natal de uma criança feliz” basta entrar em contato com Sebastião Rodrigues através do telefone (73) 98861-6881 .

“ É só ligar que eu vou até a residência da pessoa buscar o presente. Muitos já me conhecem, sabem o meu trabalho de reciclador, e agora estão conhecendo o meu trabalho social que tem a finalidade de trazer mais alegria para as crianças da minha comunidade tão sofrida, que é a comunidade do bairro Maria Pinheiro e da baixa fria”, explicou


CUT cacaueira questiona aumento da passagem de ônibus de Itabuna

gilberto_cutA Central Única dos Trabalhadores-CUT Cacaueira, lamenta a decisão unilateral do município de Itabuna e das empresas de ônibus pelo aumenta da passagem. O representante da CUT pelo Sindicato da Saúde-Sintesi, no Conselho Municipal de Transportes Gilberto Santana, questionou a decisão.

De acordo Gilberto “em momento algum houve convocação de reunião do conselho para discutir esse tema”. O dirigente   e outros membros do conselho discorda dos argumentos das empresas vencedoras da licitação, e da justificativa  feferente a construção de estações de transbordo e renovação da frota.

Na próxima segunda-feira, dia 5, segundo Gilberto, “os membros do conselho se reunirão para discutir medidas que devem ser encaminhadas ao Ministério Público”.


Conferência regional do Sul da Bahia de educação indígena

Painel - webDo CIMI

Apesar de chuvas torrenciais que se abatiam sobre o sul da Bahia, as comunidades educacionais dos povos Pataxó HãHãHãe e Tupinambá de Olivença, realizaram a etapa local em preparação a II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena a ser realizada até o mês de agosto de 2017.

Mais de 150 representantes participaram entre Educadores e Educadoras, Estudantes, Funcionários (as), Lideranças dos dois povos. Participaram também, representantes de instituições e autarquias governamentais e não governamentais: Núcleo Regional de Educação (NRE-5), Conselho Municipal de Educação de Ilhéus, Secretaria de Educação do Município de Ilhéus, Secretaria de Educação do Estado, União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação – Uncme, Instituto Federal da Bahia – IFBA, Coordenação de Educação Escolar Indígena da Bahia, Fundação Nacional do Índio – Funai -/Sul da Bahia, e da Entidade de apoio Conselho Indigenista Missionário/Equipe sul da Bahia- CIMI.

O encontro realizou-se nos dias 15 e 16 de novembro de 2016, no Centro de Recreação Cristã, no quilometro 30 da Rodovia Ilhéus X Una.

O tema motivador do evento: “O Sistema Nacional da Educação e a Educação Escolar Indígena: Regime de Colaboração, participação e autonomia dos Povos Indígenas”, foi abordado pela Profª Gilvânia Nascimento, presidenta da Uncme. O Profº José Carlos Tupinambá falou um pouco sobre os 05 eixos: I- “Organização e Gestão da Educação Escolar Indígena”; II – “Práticas Pedagógicas Diferenciadas na Educação Escolar Indígena”; III – “Formação e Valorização dos Professores Indígenas”; IV – “Políticas de Atendimento à Educação Escolar Indígena na Educação Básica”; V – “Ensino Superior e Povos Indígenas”.
Estes foram os eixos que motivaram os trabalhos em grupos e que duraram toda o dia 16. Ao final das reflexões foram apresentadas uma série de propostas que serão levadas para a Etapa Regional da II CONEEI, estas propostas organizadas pelos respectivos eixos encontram-se no documento final da Conferência.

Foram escolhidos 24 delegados das 30 vagas reservadas as comunidades educacionais, faltando serem apresentadas os delegados das comunidades Serra do Padeiro/Tupinambá (5) e Nova Vida/Pataxó HãHãHãe (1). O critério de escolhas foi por Municípios, ficando assim definido: Ilhéus e Buerarema= 19, (Sapucaeira – 9; Acuípe de Baixo – 5; Serra do Padeiro -5). Camacan, Pau Brasil e Itajú do Colônia= 10, e Camamu= 01 (Nova Vida).

Vale ressaltar o esforço e esmero da comunidade do Acuípe de Baixo, anfitriã do evento, e da Comissão Organizadora que não mediu esforços para garantir, uma excelente infraestrutura, acolhida, alimentação de qualidade, envolvimento da comunidade local, e uma maravilhosa decoração dos locais de trabalho.

O evento foi muito propositivo e extremamente positivo. Apesar das chuvas, a representatividade foi importante para garantir reflexões fundamentais para o fortalecimento das comunidades educacionais dos povos presentes.

As reflexões não se fecharam só em torno do tema da Educação, mas foram bem mais amplos, fazendo links com a luta pela terra, a espiritualidade dos povos, a criminalização das lutas e das lideranças. Foram também discutidas as ameaças que pairam sobre as comunidades indígenas de todo o Brasil e quais as relações que as mesmas tem com a Educação Escolar Indígenas, entre elas a PEC 55, antiga PEC 241, foi a mais abordada em todos os grupos de trabalhos, e motivo de muita indignação e votos de repúdio.

Ao mesmo tempo se havia muita disposição e vontade de construir ações e atividades que não só venham a fortalecer e consolidar uma educação diferenciada e de qualidade para as comunidades, mas que também contribuam na construção de projeto de vida dos povos Pataxó HãHãHãe e Tupinambá.

Todas estas reflexões podem ser constatadas na “Carta do Acuípe”, instrumento político onde está sintetizada a riqueza do evento.


Programação do Novembro Negro em Itabuna

Programação Novembro Negro 2016 1O próximo domingo (20 de novembro) é o Dia Nacional da Consciência Negra. A data marca a morte de um maiores heróis nacionais do Brasil, Zumbi dos Palmares, que morreu lutando contra a escravidão dos negros. Para comemorar a data, organizações da sociedade civil, juntamente com o Coletivo das Entidades Negras de Itabuna iniciam, nesta quarta-feira (16), uma vasta programação cultural que seguirá até o domingo (20).

A programação tem o apoio da Prefeitura de Itabuna, por meio das secretarias municipais de Assistência Social e de Educação e também da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).  O movimento terá início logo mais às 19h, no Espaço Mário Gusmão, na Praça Laura Conceição, com a Noite do Tambor (apresentações culturais).

Diversas entidades tradicionais de matriz africana, grupos culturais e artistas foram convidados: Ilê Axé Oyá Funkê, Ilê Axê Ijexá, Ilê Axê Iya Omi, Ilê Axê Odara, Grupo Afro Encantarte, Ilê Axê Osumamaré Iyewa, Grupo de Capoeira Celeiro de Bamba, Movimento Negro Unificado (MNU), Banda Colheita Viva e Selma Aguiar. Segundo Lula Dantas, um dos organizadores, “a programação é fruto de construção coletiva, a partir das demandas de cada uma das entidades com o desejo de celebrar a memória de Zumbi dos Palmares e de discutir as questões relativas à igualdade racial”, disse o presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna (CMPCI).

Entre os dias 17 e 19, ainda no Espaço Mário Gusmão, acontecerá a Feira de Artesanato, promovida pela Associação dos Artesãos de Itabuna (Aiart). No Foyer Cultural da FICC acontece a 1ª Mostra Fotográfica do Ponto de Cultura da Associação do Culto Afro Itabunense (ACAI / Projeto Cultura em Ação), sempre das 10h e 17h. Ainda.

Também o Fórum de Agentes e Gestores Culturais do Litoral Sul (FAEGSUL), promoverá nesta quinta-feira (17) às 9h, no Espaço Mário Gusmão, uma reunião ordinária que discutirá o tema “Gestão Cultural e Ações Afirmativas”, com exposição do professor Ricardo Dantas. Às 14h, acontece no Centro de Cultura Adonias Filho, a Mostra Audiovisual Cineclubista, com exibição de filmes.

 


Itabuna terá paralisações e prostestos nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, dia 11, em todo país, centrais sindicais e movimentos sociais realizarão paralisações dos serviços e manifestações públicas contra a PEC 55 que congela os gastos públicos em saúde, educação, segurança pública e infraestrutura por até 20 anos, a MP 746, que reestrutura o ensino médio, contra a reforma da Previdência, a reforma trabalhista, a terceirização e pelo fora Temer.

Em Itabuna, a Frente Brasil Popular, composta por esses movimentos, decidiu que vai paralisar os serviços da EMASA, correios e escolas públicas, também haverá protestos durante o dia nas áreas da saúde, comercio, bancos, Nestlé, IFBA, UESC e UFSB. De acordo com integrantes da Frente, “as paralisações foram aprovadas em assembleias dos trabalhadores”.

Às 15h, diversos movimentos sociais, trabalhadores da cidade, do campo e estudantes se concentrarão no Jardim do Ó, de onde sairão em caminhada protestando com cartazes, faixas, bandeiras e carros de som pela Avenida do Cinquentenário até a Praça Adami. Os organizadores esperam em média 2 mil pessoas, eles informaram que a manifestação está prevista para terminar as 18h.


Ocupação no CEEP Itabuna mobiliza estudantes contra a PEC dos Gastos

ocupa-ceepOs alunos do Centro Estadual de Educação Profissional  em Biotecnologia e Saúde/CEEP Itabuna, inspirando-se nas diversas manifestações que estão acontecendo no país contra a PEC 241/55

, decidiram ocupar a escola desde o dia 31 de outubro. Os estudantes secundaristas ocupantes do CEEP possuem entre 16 e 19 anos e aproveitam a estadia na escola para discutir assuntos ligados à educação, sociologia e política, além de estarem trabalhando na restauração do patrimônio escolar, como a horta que estava abandonada.

“Além das rodas de conversas, recebemos palestras de alguns professores. Temos também atividades de confecção de cartazes, revitalização da horta e seções com filmes educativos. É uma série de atividades educativas e políticas”, declara Amanda Kelven, aluna do 3º ano do curso técnico de Nutrição.

Durante o dia os alunos permanecem em grupo, no turno da noite são separados em alojamentos de acordo com o gênero de cada um. Cada integrante possui uma fita de identificação que representa sua função no grupo, ou seja, coordenação, limpeza, ou outra atividade. O CEEP de Itabuna foi a primeira escola ocupada na Bahia, que segue com o apoio da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e do Instituto Federal da Bahia (IFBA), também ocupados por tempo indeterminado.

Os alunos agradecem o apoio dos professores e dos  pais e pedem ajuda da sociedade para que doem alimentos, material de limpeza, higiene pessoal, e material de pintura.(blog do Thame)


Estudantes ocupam UFSB em protesto contra a PEC 241

UFSB_ocupacao_PEC_241_26_10_2016As aulas estão paralisadas na UFSB. Esta definição foi dada hoje quarta-feira, 26, na  Assembleia realizadas pelos   estudantes  da Universidade Federal do Sul da Bahia onde deliberou pela  suspensão das aulas e  ocupação dos campus.

A assembléia contou a participação de mais de 450 estudantes reunidos nos seus três campi e colégios universitários. A ocupação é  por contra do Projeto de Emenda Constitucional- PEC 241/2016  do governo Temer que  prever congelar os investimentos em saúde e educação.

Segundo o coodenador do Diretório Central dos Estudantes-DCE, Samuel Branco “a PEC 241 é um retrocesso a política de expansão das universidades, em especial a UFSB”.  Ainda de acordo o dirigente, o projeto que foi aprovado na Câmara dos Deputados “coloca em risco o projeto de desenvolvimento da região Sul e Extremo Sul da Bahia”.

A decisão dos estudantes da UFSB soma-se agora ao movimento da Universidade Estadual de Santa Cruz-UESC, do IFBaiano de Uruçuca e Teixeira de Freitas, do IFBA de Ilhéus e de Porto Seguro e dos campus da UNEB de Teixeira de Freitas, com o objetivo de barrar a PEC 241 no Senado.


Mais de 200 atendimentos gratuitos marcam o 1º dia de atividades em comemoração ao Dia Mundial da Visão

FURC fotoCom 250 testes de acuidade visual realizados em escolas da rede pública (duas escolas municipais no bairro Ferradas, além da estadual CIOMF e da escola Ação e Cidadania, no bairro da Bananeira) e 95 crianças e jovens encaminhados para consultas oftalmológicas gratuitas no DayHORC – Hospital de Olhos Ruy Cunha,  a Fundação Regina Cunha de Oftalmologia e Prevenção a Cegueira – FURC deu início nesta segunda-feira (10) às atividades em comemoração ao Dia Mundial da Visão, celebrado mundialmente na segunda quinta-feira de outubro (13).
Na triagem, os alunos receberam orientações sobre sua saúde  ocular e a importância do cuidado, para assegurar bom rendimento na escola.  O primeiro dia de atividades contou ainda com a abertura da exposição “Um Olhar para o Novo Mundo” no shopping Jequitibá, na qual o público pode conhecer de perto o trabalho da Fundação, além de ter contato direto com o acervo de livros em braile e fotografias de atividades realizadas pela instituição, material informativo e oficinas elaboradas pelos profissionais do Centro de Reabilitação Visual Brilhar. Na noite de segunda-feira a FURC também  realizou o jantar beneficente em prol da reforma da sede da instituição, em imóvel doado pelo DayHORC.
Para a diretora da FURC, Ive Cunha, “ir às escolas traduz o compromisso que a FURC tem com a transformação social a partir das crianças e jovens”, garantindo o direito do acesso à saúde e à educação, para seu pleno desenvolvimento como cidadãos e profissionais.

FTC reúne parceiros para o Dia da Responsabilidade Social em Itabuna

A Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna reúne no próximo sábado –  17 de setembro – diversas instituições públicas e empresas privadas como parceiros para realizar o Dia da Responsabilidade Social.

A iniciativa integra a Campanha de Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular, promovida anualmente pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), que acontece em todo território nacional. Em Itabuna, as atividades foram iniciadas pela FTC na segunda-feira, 12, com a oferta de diversos atendimentos e serviços à comunidade.

No Dia da Responsabilidade Social, a programação será desenvolvida das 8 ao meio-dia, mediante a atuação de parceiros, estudantes e docentes da FTC com a oferta de mais de 50 serviços e atendimentos gratuitos para a população. Serão oferecidos, por exemplo, teste do pezinho para recém-nascidos, corte de cabelo, demonstração de aproveitamento integral de alimentos, aferição de pressão e de glicemia capilar, orientação para prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis, orientação oftalmológica e prevenção do glaucoma, avaliação e orientação nutricional.


Gritos dos Excluídos marcado por “Fora Temer” em Itabuna

ft-2
Foto Daniel Thame

O 7 de setembro de 2016 entra para a história como o dia em que mais de 200 mil brasileiros foram às ruas para pedir a volta da democracia, eleições diretas para a presidente e a saída de Michel Temer do governo.

Ao todo, estima-se que mais de 200 mil pessoas tenham ido às ruas neste domingo, em protestos que foram realizados em praticamente todas as capitais do Brasil e também em várias cidades médias.

O Grito dos Excluídos, que ocorre tradicionalmente no 7 de setembro organizado pela Igreja Católica, teve como pauta principal a volta da democracia.

Itabuna

Em Itabuna mais de mil pessoas segundo a organização foram a Av. do Cinquentenário gritar fora Temer. Participaram do ato lideranças sindicais, pastorais da Igreja Católica,  partidos e principalmente estudantes.

Os militantes saíram do Jardim do O por volta  do meio dia, e obteve adesão da população que foi ver os desfile oficial.