Professores celebram passagem dos 25 anos do I Senun

Em tempos de patrulhamento da atividade dos professores e de debates sobre projetos como o ‘Escola sem Partido’, a Câmara Municipal de Salvador foi palco, na noite desta quinta-feira (22/11), de uma mesa completamente formada por professores militantes. Os acadêmicos estavam juntos, na Sessão Especial promovida pelo vereador Sílvio Humberto (PSB), para comemorar a passagem dos 25 anos da realização do I Seminário Nacional de Universitários Negros e Negras (Senun).

Após a exibição de um vídeo, com imagens do Seminário, realizado por jovens estudantes negros, no ano de 1993, na Universidade Federal da Bahia, o autor da homenagem, que também é professor, falou sobre a motivação do ato. “Foi uma enorme ousadia, problematizar a questão da inserção dos negros e negras no ensino superior, naquele momento onde a nossa presença era ainda muito pequena. A passagem desses 25 anos não poderia deixar de ser destacada”, justificou o parlamentar.


Semana da Consciência Negra em Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria municipal da Cultura (Secult), promove atividades culturais para comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra, nos dias 20 e 21 deste mês.

A finalidade é expandir a cultura através de ações que promovam a valorização da comunidade negra na cidade. A iniciativa pretende levar arte, reflexão e debate ao público presente, disseminando a relevância histórica e cultural desta data especial. As atividades serão realizadas no Teatro Municipal e no auditório Sosígenes Costa, na sede da secretaria.

As comemorações têm início na próxima quarta-feira (20), às 16 horas, com roda de conversa entre dirigentes culturais locais, no auditório Sosígenes Costa. Na ocasião, o secretário Pawlo Cidade fará a apresentação do Programa de Fomento Afro Cultural de Ilhéus (Pro Afro Ilhéus), às 17h30min. Em seguida, acontece o Fest Afro Ilhéus, com apresentações artísticas de dança, teatro, poesia e capoeira, no Teatro Municipal às 19 horas.

No dia 21, o Fest Afro Ilhéus conta com apresentações musicais de hip-hop, reggae e música afro. Entre os intervalos dos shows, serão exibidos vídeos alusivos à comemoração.

O secretário Pawlo Cidade destaca a importância da iniciativa. “A proposta visa ao reconhecimento e resgate dos valores da cultura negra na formação da nossa cultura e identidade, trazendo uma reflexão na busca pela participação igualitária da comunidade negra na sociedade”, ressalta.


Grito dos Excluídos pede redução da desigualdade

grito_escluidos_2018Com o lema Desigualdade gera violência – Basta de privilégios – Vida em primeiro lugar, ocorreu hoje (7) a 24ª edição do Grito dos Excluídos, reunindo representantes de movimentos sociais, de trabalhadores e da juventude.

O evento acontece tradicionalmente em paralelo ao desfile cívico-militar do 7 de Setembro em diversas cidades do país.

No Rio de Janeiro, a concentração começou no mesmo horário do desfile, por volta de 9h30, na esquina da Rua Uruguaiana com a Avenida Presidente Vargas, próximo ao local de onde partiam as formações militares do desfile oficial.

Integrante do Jubileu Sul, uma das organizações nacionais do Grito, Alessandra Quintela disse que o Grito dos Excluídos surgiu para ajudar a recontar a história do país, que teve a sua independência proclamada pelo príncipe regente, Dom Pedro I, sem participação popular.

“Não foi uma independência vinda das lutas sociais, apesar de ter várias lutas naquele período de Brasil colônia. Então a gente tem que gritar para reconstruir a nossa história. O Grito nasce nesse sentido, de ser um grito de baixo, desde os trabalhadores e trabalhadoras, querendo construir e construindo na prática um novo Brasil, que acabe com os privilégios e as desigualdades”. (Agencia Brasil)


Indicadores da Educação foram discutidos em reunião temática sobre o Plano de Metas de Ilhéus

O levantamento de indicadores sociais é um importante passo para permitir a avaliação da efetividade das ações implementadas pelos governos. Com esses dados, a população poderá monitorar melhor o resultado dos projetos e programas implementados, e o poder público poderá planejar as melhores estratégias para atingir as metas que visem aumentar a qualidade de vida da população. Esta é uma visão promissora, que se materializa no Plano de Metas, previsto na Lei Orgânica de Ilhéus desde 2008, e que deve ser implementado por todos os governos municipais.

Com essa premissa, foi realizada nesta quarta-feira (01), no Plenário da Câmara de Vereadores Ilhéus, a primeira reunião temática da Campanha do Plano de Metas Participativo 2017-2020.

A iniciativa é da Controladoria Geral do Município, que vai promover encontros, por meio do Comitê Estratégico Ilhéus Sustentável (CEIS), para implementar a agenda de metas, proposta pelo Programa Cidades Sustentáveis – com o qual a atual gestão se comprometeu – e que tem o Instituto Nossa Ilhéus como mobilizador local. O encontro contou com a presença de representantes de conselhos e associações que têm atuação na Educação, professores, estudantes, além da sociedade civil em geral e do poder público.

Ao todo, até o momento, dos 37 indicadores sugeridos pelo PCS, foram priorizados 22 para serem acompanhados durante a atual gestão. Durante o encontro, números como os 22,5% de alunos atendidos com Educação em tempo integral nas creches; os 21% que estudam em tempo integral no Ensino Fundamental; e 40% de professores licenciados em todo o sistema, foram alguns dos indicadores apresentados pela equipe da Secretaria Municipal de Educação e que devem ser melhorados, por meio de estratégias efetivas, até o fim desta gestão.


Fundação Marimbeta inclui projetos de ensino à participação da comunidade

Dentro da proposta de promover a integração entre alunos, professores e a comunidade em geral, a Fundação Marimbeta abre espaços por meio de projetos de inclusão social para as famílias que moram no bairro Fonseca. Um dos projetos é a oficina de informática básica, antes restrita a crianças e adolescentes e que funciona no Sítio II da fundação.

As aulas para as novas turmas neste segundo semestre de 2018 foram iniciadas na última segunda-feira (9), à noite, com a participação de 25 alunos adultos. A oficina de inclusão digital acontece duas vezes por semana e é ministrada pelo professor Carlos Alberto Almeida de Souza, um ex-aluno da fundação, conforme lembra a presidente da entidade, Cleonice Almeida.

“Carlos Alberto hoje é professor concursado e é um exemplo de dedicação e compromisso com a questão social, o que nos leva a afirmar que a Fundação Marimbeta cumpre seu papel na formação profissional e cidadã dos alunos que passam por lá”, destacou a presidente da fundação. O professor confirma que sua formação profissional e pessoal foi adquirida quando estudou na fundação e que por isso, hoje, tenta retribuir prestando serviço e levando conhecimento para quem necessita.

O projeto de inclusão digital foi implantando desde o inicio da atual gestão municipal na unidade II da Fundação Marimbeta já beneficiou, só no ano passado, cerca de 50 pessoas entre pais de alunos e famílias que moram próximas ao sitio. A proposta para este ano é manter o número de alunos que desejam aprender uma profissão ou que buscam qualificação da mão de obra.


SAS realiza evento para idosos assistidos pelos CRAS

Uma tarde diferente marcada por muita alegria e valorização das tradições juninas. Foi assim a comemoração do São Pedro dos idosos assistidos pelos Centros de Referência em Assistência Social, da Secretaria Municipal de Assistência Social de Itabuna (SAS), realizada na tarde de quinta-feira (28), no CRAS CEU, localizado no bairro Urbis IV.

Com uma série de atividades que visam incluir e fortalecer os direitos dos idosos, a Secretaria de Assistência Social de Itabuna atua compromissada em promover ações efetivas para melhorar a qualidade de vida da população. Segundo o Assessor da SAS, Israel Cardoso, este evento seguiu esse intuito, de aliar a promoção de políticas públicas com atividades lúdicas.

Em visita ao evento realizado no CRAS CEU, Israel destacou a preocupação da secretária Sandra Neilma em atender as determinações do prefeito Fernando Gomes quanto a promoção de um trabalho voltado à mudança de realidade daqueles que mais precisam. Para Israel Cardoso, oportunizar aos idosos um momento de diversão é mais uma forma de garantir direitos e valorizar pessoas que tanto trabalharam ao longo da vida.


Protesto de caminhoneiros na BA e em todo país contra aumento dos combustíveis

Congesionamento nesta segunda-feira (21), na BA-526 por conta da manifestação dos caminhoneiros (Foto: Divulgação/Bahia Norte)Os caminhoneiros que estão em mobilização nacional contra o aumento do valor do diesel, interditaram, volta das 16h20, desta segunda-feira (21), o trânsito na rodovia BA-535, também conhecida como Via Parafuso, em Camaçari, região metropolitana de Salvador. A informação é da Concessionária Bahia Norte, responsável pela rodovia.

Por volta das 17h30, a BA-535 foi liberada e quase pouco mais de uma hora de bloqueio causou congestionamento na via.

Já a BA-526, chamada de Cia-Aeroporto, em Simões Filho, e também de responsabilidade da concessionária, foi bloqueada pela manhã. A liberação da rodovia ocorreu por volta das 17h. Entretanto, nesse horário, o congestionamento chegava a 4km, em ambos os sentidos da rodovia.

A Bahia Norte detalhou que a Via Parafuso (BA-535), que foi bloqueada já no período da tarde, foi fechada no sentido Salvador, na altura da Cascalheira. No sentido Camaçari, uma faixa da via ficou liberada para o tráfego de carros de passeio.

Apesar da liberação das vias, por volta das 17h40, os motoristas que passavam pela região ainda encontravam trânsito lento nas BA’s-535 e 526.

O protesto nas rodovias baianas começou desde a madrugada desta segunda, nas vias federais que cortam o estado. Na BR-324, uma das mais importantes da Bahia, o trânsito foi bloqueado na cidade de Amélia Rodrigues, a cerca de 90 km de Salvador, das 1h até por volta das 13h. Os caminhoneiros queimaram pneus para fazer o bloqueio.(G1)


Dia Nacional de Combate a Exploração Sexual de Crianças

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

160516

A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. O  “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

Diferença entre Abuso e Exploração Sexual

abuso sexual envolve contato sexual entre uma criança ou adolescente e um adulto ou pessoa significativamente mais velha e poderosa.

As crianças, pelo seu estágio de desenvolvimento, não são capazes de entender o contato sexual ou resistir a ele, e podem ser psicológica ou socialmente dependentes do ofensor.

O abuso acontece quando o adulto utiliza o corpo de uma criança ou adolescente para sua satisfação sexual. Já a exploração sexual é quando se paga para ter sexo com a pessoa de idade inferior a 18 anos.(Alagoas 24h)


A maternidade fora do cárcere

colmeia_2Quando foi presa pelos policiais, em setembro do ano passado, Taiane Gonçalves ainda estava amamentando o filho Enzo, de 1 ano e 8 meses. Durante cinco meses, ela só teve notícias do bebê, seu primeiro filho, por meio de parentes, pois não queria que ele frequentasse o Centro de Detenção Provisória Feminino de Franco da Rocha (SP), onde ela estava detida. De longe, ficou sabendo que Enzo, mesmo tão pequeno, sentiu o afastamento e demorou para se acostumar com a falta da mãe.

“Ele ficou com febre, perguntando por mim, estranhando as pessoas. Ficar longe dele foi a pior situação possível que eu passei, porque somos muito apegados, sempre estivemos juntos”, diz a mãe, de 23 anos, acusada de tráfico de drogas, associação ao tráfico e porte de arma.

Em fevereiro deste ano, Taiane foi a primeira mulher do país beneficiada pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que aprovou um habeas corpus coletivo para substituir a prisão preventiva por domiciliar para presas de todo o país que sejam gestantes ou mães de crianças de até 12 anos ou de pessoas com deficiência.

Um dia depois da votação no STF, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Joel Ilan Paciornik determinou a substituição da prisão preventiva de Taiane pela domiciliar. Na decisão, ele afirmou que, apesar de estar sob os cuidados de parentes, o contato permanente da criança com a mãe “mostra-se essencial ao seu desenvolvimento, além de ser um direito previsto em inúmeros dispositivos legais”.

LEIA MAIS NA AGENCIA BRASIL.


Atos de sindicatos e movimentos sociais marcam o 1° de maio

As comemorações neste 1º de maio reuniram pessoas em pelo menos 20 cidades em todo o país. Os atos ocorreram na maioria das capitais e em municípios do interior em alguns estados, como São Paulo e Minas Gerais.

As manifestações tiveram como pautas centrais a defesa dos direitos dos trabalhadores, críticas à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o repúdio à morte da vereadora Marielle Franco.