Proclamação da República completa 130 anos

Resultado de imagem para proclamação republicaEm 1888, a Lei Áurea aboliu oficialmente a escravidão, mas o Império estava em crise. Por um lado acreditava-se que os antigos escravizadores aderiram aos ideais republicanos para destituir a família real. Mas o cenário era bem mais amplo.

Dom Pedro II estava muito doente e a sucessora seria a princesa Isabel, que era casada com um francês, o conde D’Eu, considerado impopular, figura que também já havia criado conflitos com os militares na ocasião da Guerra do Paraguai.

“A participação do conde D’eu na Guerra do Paraguai é um dos fatores de impopularidade. Ele era arrogante. Dizem que ele promoveu massacres. Não tinha aptidão para administrar”, conta a historiadora Catia Faria.

Quem também tinha pouco prestígio entre os militares era o visconde de Ouro Preto, chefe do gabinete do Império e conhecido pela intransigência. Ele foi nomeado por Dom Pedro II para fazer as reformas que os republicanos buscavam.

Em 1870, o Brasil saiu vitorioso da Guerra do Paraguai e os militares não tinham recebido do imperador o reconhecimento que esperavam.

(mais…)


Miséria extrema no país cresce e atinge 13,2 milhões de brasileiros

Resultado de imagem para Miséria extrema no país cresce e atinge 13,2 milhões de brasileirosDados do Cadastro Único do Ministério da Cidadania mostram que a pobreza extrema no país aumentou e já atinge 13,2 milhões de pessoas. Nos últimos sete anos, mais de 500 mil pessoas entraram em situação de miséria.

O Nordeste tem o pior cenário, sendo que as maiores taxas a cada 100 mil habitantes são do Piauí (14,087), Maranhão (13,861) e Paraíba (13,106). De junho de 2018 a junho de 2019, Roraima e Rio de Janeiro tiveram o maior aumento da extrema pobreza, com incrementos de 10,5% e de 10,4%, respectivamente.

No Distrito Federal, o total de famílias inscritas no Cadastro Único, até junho de 2019, era de 158.280, entre as quais 71.091 com renda familiar per capita de até R$ 89,00 por mês.

Em 2014, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) tirou o Brasil do Mapa da Fome, composto por países em que mais de 5% da população consome menos calorias do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Há o temor, porém, de que o país volte a fazer parte do grupo.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2016 e 2017, a pobreza no Brasil passou de 25,7% para 26,5% da população. O número dos extremamente pobres, aqueles que vivem com menos de R$ 140 mensais, saltou, no período, de 6,6% para 7,4% dos brasileiros. (Correio Braziliense)


eSocial passa a substituir livro de registro de empregados

receita_federalOs empregadores que aderiram ao eSocial, sistema eletrônico de registro de dados, usarão a ferramenta para substituir o livro de registro de empregados. A mudança consta de portaria publicada ontem (31), no Diário Oficial da União.

O livro de registro contém os dados profissionais do trabalhador – como data de admissão, função, cargo – e eventos como férias, afastamentos, licenças médicas e acidentes de trabalho. Os empregadores que optarem registro eletrônico de empregados poderão começar a inserir os dados no eSocial imediatamente. Quem não optar pelo registro eletrônico continuará a fazer o registro em meio físico, mas terão um ano para adequarem os livros e fichas ao eSocial.

Os dados de registro devem ser informados ao eSocial até a véspera do dia de início da prestação de serviços pelo trabalhador. Dessa forma, o empregado que começar a trabalhar no dia 5 deverá ser registrado no sistema até o dia 4.

Nos últimos meses, o governo tem ampliado o uso do eSocial para o registro de informações e obrigações trabalhistas. Há duas semanas, uma portaria determinou que as contratações e demissões passem a ser inseridas no eSocial a partir de janeiro. Gradualmente, esses dados deixarão de ser preenchidos no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).  Da Agencia Brasil


Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta segunda-feira

Começa amanhã (21) a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que promoverá eventos em todo o Brasil com o objetivo de dar visibilidade às descobertas e inovações produzidas por instituições nacionais de pesquisa.

A ideia é popularizar esse tipo de conhecimento, muitas vezes restrito a acadêmicos, para os cidadãos, especialmente os mais jovens.

A SNCT é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com secretarias da área nos estados e municípios, além de universidades, escolas e instituições de ensino e pesquisa.

(mais…)


Futebol de areia chama população para lutar contra câncer de mama

 Mulheres jogam futebol na praia de Copacabana como parte do Outubro Rosa, promovido pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da ALERJTrinta jogadoras de futebol de areia dos times Boa Vista da Praia, Projeto da Branca e Novos Talentos disputaram hoje (6), na Praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, o torneio Futebol da Resistência, Todas Contra o Câncer. O objetivo foi chamar a atenção da população, em especial das mulheres, para a importância da realização do exame de mamografia, para detecção precoce de câncer de mama.

O jogo foi organizado a pedido da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), dentro da campanha Outubro Rosa, aberta oficialmente na última segunda-feira (30).

Rejane afirmou que a luta contra o câncer é todo dia. Avaliou, entretanto, que o Outubro Rosa faz com que a sociedade preste mais atenção para a luta das mulheres. “Porque não adianta só a gente conhecer nosso corpo, apalpar, ver que tem caroço, se a gente não vai poder fazer a mamografia”.

Por isso, a deputada obteve o apoio da Secretaria de Estado de Saúde, que levou para a orla de Copacabana um caminhão móvel para fazer na hora exames de mamografia gratuitos para as mulheres que passavam pelo local e já traziam o pedido médico. Para quem não tinha a indicação, esta podia ser obtida a partir de indicação de médicos que participavam da iniciativa.


Visita de campo dos representantes da Cargill ao projeto “Construindo o Amanhã”.

 

Idealizado pela Cooperativa de Desenvolvimento Territorial (COOPERAST) e apoiado pela Fundação Cargill, o projeto impactará diretamente 20 famílias, gerando mais empregos e renda às famílias  do Litoral Sul da Bahia (municípios de Buerarema, Una e Uruçuca).

Com o projeto, a cooperativa mostrará às instituições e agricultores que é possível plantar, cultivar diferentes culturas ao longo do ano e ainda sim, conservar a Mata Atlântica. A ideia é que, através do Sistema Agroflorestal (SAF), todos possam cultivar Seringueira, Cacau, Goiaba, Açaí, Milho, Feijão de corda, Abóbora, Feijão de porco, Aipim, Quiabo, Banana e Gengibre, sempre preservando o solo, animais silvestres e a flora. A cooperativa ainda pretende unir esse ponto à questão do empoderamento feminino e a importância do jovem na agricultura.

SISTEMA AGROFLORESTAL (SAF)

Segundo Maicon Silva de Oliveira, Engenheiro Agrônomo do Projeto “Construindo o Amanhã”, o SAF pode ser explicado como sendo a integração de árvores em paisagens rurais produtivas.

A implementação desses sistemas agroflorestais se dá através do plantio de culturas agrícolas adaptadas, sob a sombra de árvores da Mata Atlântica. “O agricultor introduz espécies agrícolas em áreas onde já têm espécies nativas, aproveitando as clareiras para plantar culturas de ciclo curto e médio, a exemplo das hortaliças e anuais, gerando uma renda mais rápida, enquanto a cultura agrícola principal aguarda a chegada da produção” finaliza Maicon.

A IDEALIZAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO

De acordo com a COOPERAST, o projeto funcionará em forma de parceria e foi idealizado com base nas atividades que a cooperativa já realiza na região desde 2005.  O projeto terá prazo de um ano para a montagem do sistema.

“Entramos com a assistência técnica e insumos, e os agricultores com a área e a mão de obra. O projeto tem o prazo de um ano para a montagem do sistema agroflorestal. Nesse período o agricultor poderá plantar cacau, seringueiras, algumas árvores frutíferas, adubo verde e culturas anuais. Queremos mostrar ao agricultor que ele pode ter renda com culturas de ciclo curto, médio e longo prazo, evitando projetos de monoculturas onde o mesmo tem que custear até a cultura principal”, explica Walter Lima de Sousa, Engenheiro Ambiental e Coordenador de Assistência Técnica do projeto.

Sousa complementa falando que o SAF já é utilizado na região, por isso optaram por essa estratégia. Esse sistema é o ponto central da iniciativa, no âmbito da metodologia utilizada, e permitirá ao agricultor introduzir outras espécies nas áreas de plantação.

Será um formato que, além de garantir uma alimentação sustentável para essas famílias, trará constantemente renda e trabalho, uma vez que o agricultor poderá aproveitar o período de pausa para plantar outras culturas e assim, gerar mais renda, enquanto aguarda o período de plantio de sua cultura principal.

A PARCERIA

Esse é o primeiro projeto originado da parceria Cooperast e Fundação Cargill. A parceria surgiu por meio do Edital Fundação Cargill 2019 e atualmente o projeto encontra-se em fase de balizamento das áreas para o início do plantio.

COOPERAST

Fundada em 2005, a Cooperativa de Desenvolvimento Territorial – COOPERAST surgiu através da necessidade do desenvolvimento de um trabalho diferenciado baseado em organização social e sustentabilidade na região de Itabuna, Bahia.

Seu principal objetivo é estimular e apoiar as iniciativas de desenvolvimento sustentável, fortalecendo a agricultura familiar através dos princípios Agroecológicos, com a prestação de serviços em Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER).

 


Greve dos Correios vai para o Tribunal Superior do Trabalho

Os Correios entraram com um pedido de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) nesta quinta-feira (11). Agora, sindicatos da categoria e a companhia estatal irão negociar em Brasília.

Caso haja acordo, ele será homologado. Caso não haja consenso, a disputa será julgada pelo TST, em data ainda não definida. Os Correios pedem que a greve seja suspensa, sob pena de multa.

Os funcionários do Correios entraram em greve na terça-feira (10) por melhores condições salariais e contra a privatização da empresa, anunciada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). A direção dos Correios oferece um reajuste anual salarial de 0,8% para a categoria, aumento na coparticipação no plano de saúde e a exclusão de 45 cláusulas do atual acordo vigente, diz a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect).

“A direção da ECT e o governo querem reduzir radicalmente salários e benefícios para diminuir custos e privatizar os Correios. Entregar o setor postal a empresários loucos por lucro”, diz a Findect em nota.

A adesão ao movimento grevista está entre 60% a 65%, afirma a revista Veja. A direção dos Correios afirma que medidas emergenciais foram tomadas para mitigar os efeitos da mobilização trabalhista. Serviços com hora marcada, como Sedex 10 e Sedex Hoje, foram suspensos temporariamente. …

(mais…)


Operação apreende 1,5 milhão de carteiras de cigarros

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Federal (PF) e soldados do Exército estouraram na madrugada deste domingo (18) um depósito de cigarros contrabandeados do Paraguai, no município de Francisco Alves, região noroeste do Paraná.

No local, foram apreendidos cerca de 1,5 milhão de carteiras de cigarro, cujo valor de mercado corresponde a cerca de R$ 7,5 milhões. Segundo a assessoria da PRF, esta é uma das maiores apreensões de cigarro realizadas nos últimos anos no Paraná.

O material apreendido foi encontrado em um acampamento escondido em meio à vegetação, próximo ao Rio Piquiri. No local, havia uma estrutura de apoio formada por alojamento, espaço para estocar mantimentos e roupas, além de uma pequena horta.

Um rapaz de 21 anos de idade foi preso em flagrante e um adolescente de 15 anos, apreendido. De acordo com a PRF, os dois declararam ter sido contratados para descarregar embarcações e carregar veículos, além de vigiar a carga ilícita.

(mais…)


Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

paulo-henrique-amorinO jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na manhã desta quarta-feira (10) aos 77 anos no Rio de Janeiro, após um infarto.

PHA estava na Record TV desde 2003. Também foi afastado do Domingo Espetacular, da mesma emissora, após pressão do governo Jair Bolsonaro. Ele entrou com ação na Comissão de Direitos Humanos da ONU denunciando cerceamento à sua liberdade de expressão.

O jornalista passou por emissoras como TV Manchete, TV Globo, TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band, e TV Cultura.

No último vídeo em seu canal, PHA denunciou o uso político do futebol por Jair Bolsonaro. PHA deixa uma filha e a mulher, Geórgia Pinheiro.


Prêmio de Jornalismo prorroga inscrições até 24 de julho

Jornalistas de todo o Brasil ganharam um tempo extra para participar da edição 2019 do Prêmio Estácio de Jornalismo. As reportagens veiculadas no país entre 3 de julho de 2018 e 6 de julho de 2019, que tenham o Ensino Superior como tema central, poderão ser enviadas até o dia 24 de julho de 2019. Cada concorrente poderá inscrever até 5 (cinco) reportagens.

A premiação irá distribuir R$ 125 mil para as melhores matérias do ano produzidas sobre o tema.

As reportagens poderão ser inscritas por meio do site oficial do prêmio. Além de cadastrar as informações sobre as reportagens, é possível fazer o upload dos arquivos das matérias pela plataforma de inscrição online. O processo é seguro e rápido.