Devido à pandemia, IBGE antecipa dados de pesquisa sobre mobilidade

ibgeNo Brasil, as pessoas precisam percorrer, em média, 72 quilômetros (km) para ter atendimento médico e odontológico de baixa e média complexidade, que não exigem internação, como consultas, exames clínicos, serviços ortopédicos e radiológicos, fisioterapia e pequenas cirurgias.

É o que mostram os dados da pesquisa Regiões de Influência das Cidades (Regic) 2018, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) antecipou devido à pandemia do novo coronavírus. A pesquisa completa será divulgada ainda este ano.

Segundo o IBGE, com esses dados, divulgados ontem (8), o Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) terão informações sobre o deslocamento da população para as cidades em busca de serviços de saúde, para auxiliar na elaboração de políticas públicas e logística para enfrentar a covid-19.

Os maiores deslocamentos ocorrem na Região Norte. Manaus (AM) é a cidade que recebe pacientes que percorreram as maiores distâncias, com média de 418 km para atendimento ou procedimentos de baixa e média complexidade. Os menores deslocamentos são em Santa Catarina, o único estado onde a média é inferior a 40 km, com destaque para Chapecó.

A cidade que atende a pacientes do maior número de localidades é Goiânia (GO), cujo sistema de saúde serve a 115 municípios. Para o coordenador de Geografia do IBGE, Claudio Stenner, esses dados ajudam a dimensionar o impacto social que os hospitais regionais têm na vida da população de toda a região que atende.(Agencia Brasil)


Caixa altera horário de funcionamento nas agências e amplia canais digitais

caixa_sao_caetanoAs agências da Caixa Econômica Federal (CEF), a partir desta terça-feira (24) funcionarão das 10h às 14h, e restrito apenas aos casos que não podem ser tratados pelo atendimento telefônico ou pelos aplicativos do banco para celular e demais serviços digitais. A decisão tem como finalidade reforçar as medidas e ações para melhorar a segurança de todos os clientes, colaboradores e parceiros no contexto da pandemia de COVID-19.

Outra medida válida a partir de hoje é a bertura de 1.619 agências com antecipação de uma hora para atender exclusivamente idos e outras faixas de risco da Covid-19. A lista dessas unidades pode ser consultada no seguinte endereço: www.caixa.gov.br/caixacomvoce/Paginas/default.aspx.

O banco aidna orientou aos clientes a acessarem os serviços do banco por meio dos canais digitais e de telesserviço. Além de acesso à movimentação bancária através da internet e celular e reforçou o atendimento em canais remotos, como a Agência Digital, Telesserviço e WhatsApp. O atendimento e mais orientações podem ser efetivadas pelo número 0800-726-8068.

Utilizando o CPF, o cliente poderá contatar para atendimento dos serviços do pacote de medidas disponibilizadas pelo banco, como o pedido de renegociação de dívidas, renovação de contratos de Penhor e solicitação de pausa de até 60 dias nas parcelas de empréstimos comerciais e habitacionais. (BN)


Datafolha aponta que 73% dos brasileiros aprovam medidas contra o coronavírus

índicePesquisa Datafolha divulgada na noite deste sábado (21) aponta que 73% dos brasileiros aprovam as recentes medidas adotadas pelo poder público na tentativa de conter a pandemia do coronavírus. A pesquisa ouviu 1.558 pessoas entre quarta (18) e sexta-feira (20), por telefone. A margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Segundo o levantamento, 92% dos participantes da pesquisa apoiam a suspensão das aulas, 94% aprovam a proibição de viagens internacionais e 91% concordam com a interrupção dos campeonatos de futebol no País. Para 92%, é correto fechar as fronteiras do Brasil com países vizinhos.

O fechamento do comércio, no entanto não é consenso: enquanto 46% são favoráveis, 33% são contrários e 21% aprovam em parte a medida. A quarentena temporária teve o apoio de 73% dos entrevistados.

A pesquisa também buscou mensurar o conhecimento dos brasileiros sobre o novo vírus. Quase todos eles (99%) dizem saber da questão, 72% se consideram bem informados. Para 24%, o grau de informação é mediano e 3% se disseram pouco informados. Do total de pessoas ouvidas, 74% têm medo de ser infectados pelo novo coronavírus. Entre eles, 36% disseram ter muito medo e 38% afirmaram ter apenas um pouco de medo.


Senado aprova decreto que admite calamidade pública no Brasil

senadoO Senado Federal aprovou nesta sexta-feira (20), por unanimidade, o projeto de decreto que reconhece o estado de calamidade pública no país por causa da pandemia do novo coronavírus.

O decreto legislativo não precisa ser sancionado pelo presidente da República. Por isso, como já havia sido aprovada na Câmara dos Deputados, a matéria entrará em vigor quando for publicada no Diário Oficial da União.

Essa foi a primeira votação remota da história do Senado. Os senadores evitaram se reunir no plenário para evitar um possível contágio da doença que vem se espalhando pelo país.

Com o reconhecimento da calamidade pública, o governo vai poder aumentar o gasto público e descumpra a meta fiscal prevista para o ano.(BN)


Coronavírus – Correios realiza logística de material viral para universidades

correioOs Correios estão atuando como apoio logístico para a Rede Vírus, comitê do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) responsável pela coleta de material viral (novo coronavirus e influenza). Os insumos serão utilizados em estudos sobre o contágio, proliferação dos vírus e vacina para as doenças.

O procedimento consiste na retirada das amostras virais embaladas, conforme as regras de biossegurança, no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo, e posterior envio a cinco universidades: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), USP/Ribeirão Preto, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e FEEVALE (Novo Hamburgo/RS). A primeira coleta ocorreu na noite desta quarta-feira (18). Em menos de 13h, o material biológico já havia sido entregue em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto/SP e Rio Grande do Sul. A operação foi concluída com 8 horas de antecedência.

O transporte realizado pela empresa é dotado de altos requisitos de segurança e agilidade, para que o material seja entregue até 20 horas após a coleta, em perfeito estado de conservação e com risco zero de contaminação, tanto de pessoas quanto do ambiente por onde as amostras transitam. Este apoio tem período inicial de 3 meses, podendo ser renovado, a critério do Instituto.


Concurso Internacional de Redação de Cartas

correioEstudantes e escolas interessadas em participar do 49°Concurso Internacional de Redação de Cartas, e que ainda não fizeram sua inscrição, devem se apressar. O prazo para o envio das redações pelas instituições escolares termina na próxima sexta-feira (20). Alunos com até 15 anos, da rede pública e privada de ensino, podem participar.

Em 2019, entre as quase 7 mil inscrições, a carta da aluna Sara Luisa Amorim da Rocha, de Vila Velha/ES, se destacou. A vencedora nacional dá uma dica aos estudantes. “Soltar a imaginação e escrever com o coração”, diz a aluna do Colégio Marista Nossa Senhora da Penha

Nesta edição, o tema da redação é: “Escreva uma mensagem para um adulto sobre o mundo em que vivemos”. As redações devem ser redigidas de próprio punho, com caneta esferográfica preta ou azul. Os textos devem ser produzidos em língua portuguesa, ser relacionados estritamente ao tema e conter, no máximo, 800 (oitocentas) palavras.

O primeiro colocado em cada Estado, e sua respectiva escola, receberão prêmios em dinheiro e participarão da fase nacional. Nesta segunda fase, também serão premiados os três melhores colocados. Além de troféu, os vencedores receberão certificado e prêmios de até R$ 10 mil. O primeiro lugar nacional representará o Brasil na etapa internacional.

Em 48 edições, o Brasil ocupa a segunda posição no ranking de vencedores na etapa internacional, ficando atrás apenas da China. O Brasil já ganhou 3 medalhas de ouro (1972 /1988 / 2006), 2 medalhas de prata (1978 / 1980), 2 medalhas de bronze (1992 / 2015) e recebeu menções honrosas na etapa internacional, em 2009, 2012, 2016, 2017 e 2018.

Promovido anualmente pela União Postal Universal (UPU), e realizado no Brasil pelos Correios, o concurso tem como objetivo estimular jovens e crianças a expressarem sua criatividade e a melhorarem seus conhecimentos linguísticos. O regulamento completo do Concurso Internacional de Redação de Cartas e o formulário de inscrição estão disponíveis no site dos Correios.


Minas tem 44 mortes e mais de 17 mil pessoas fora de suas casas

Resultado de imagem para chuva minasEm novo boletim divulgado na noite deste domingo (26), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informou que o número de mortes pelas chuvas de quinta e sexta-feira em Minas Gerais pulou de 37 para 44. Outras 19 pessoas continuam desaparecidas.

A maioria das mortes está concentrada na Grande BH: 13 em Belo Horizonte, seis em Betim, cinco em Ibirité e duas em Contagem.
No interior, os óbitos estão concentrados em 10 municípios da Zona da Mata mineira: Alto Caparaó (três), Alto Jequitibá (três), Carangola, Divino, Luisburgo (duas), Manhuaçu, Pedra Bonita (duas), Santa Margarida, Tocantins e Simonésia (três).

Ainda de acordo com o balanço da Defesa Civil estadual, 17.241 pessoas estão fora de suas casas em Minas: 13.887 desalojadas (6.767 na Grande BH e 7.120 no interior) e 3.354 desabrigadas (850 na RMBH e 2.504 no interior).

Além disso, 12 pessoas ficaram feridas no estado – seis na Grande BH e outros seis no interior. Fonte: E.M.


Após chuvas, Espírito Santo tem 229 pessoas desalojadas e 6 mortos

Após as fortes chuvas que atingiram a região Sul do estado desde sexta-feira (17), o Espírito Santo registra 229 pessoas desalojadas, 182 desabrigadas, uma pessoa ferida e seis mortos. As informações constam de boletim divulgado pela Defesa Civil do estado às 11h deste domingo (19).

O município com o maior número de desalojados é Vargem Alta: 212. Rio Novo do Sul tem nove pessoas desalojadas e Anchieta, oito. Anchieta concentra o maior número de desabrigados: 80. Todos estão agora no Centro de Convivência de Limeira.

Vargem Alta tem 63 pessoas desabrigadas, que estão em duas escolas estaduais. Iconha registra 35 desalojados, que se encontram na Igreja Católica da cidade e Rio Novo do Sul tem quatro pessoas desalojadas. De acordo com a Defesa Civil, elas foram encaminhadas para o aluguel social.

Três pessoas morreram no município de Iconha. A cidade também registrou uma pessoa ferida em razão das chuvas. Em Alfredo Chaves, onde houve o maior volume de chuvas (249,4 milímetros nas últimas 24 horas), também morreram três pessoas: duas soterradas no distrito de Cachoeirinhas; a outra morreu no distrito de Recreio.

(mais…)


Apesar de expansão, mais de 70% das propriedades rurais no Brasil não têm acesso à internet

O acesso à internet no campo é um dos principais desafios do agronegócio brasileiro. De acordo com o último Censo Agropecuário, de 2017, mais de 70% das propriedades rurais não possuem conexão.

Segundo o Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), que faz o Censo: o Brasil tem 5,07 milhões de estabelecimentos rurais: 71,8% não têm acesso à internet (3,64 milhões de propriedades)

O IBGE considera estabelecimentos rurais como locais onde ocorre produção agropecuária como atividade de renda. Terras utilizadas em mineração, sítios, chácaras e áreas militares não são consideradas.

Apesar do crescimento de 1.900% entre um Censo Agropecuário e outro (2006 e 2017), o acesso à internet deixa a desejar em um setor que movimentou mais de R$ 1,43 trilhão em 2018, o equivalente a mais de 20% do PIB brasileiro.

Das 10 principais cidades produtoras do país, apenas Sapezal e Nova Mutum, municípios de Mato Grosso, têm mais propriedades com internet do que fazendas sem conexão. Fonte G1.

Estabelecimentos agropecuários sem acesso à internet — Foto: Rodrigo Sanches/G1


2020 terá 11 feriados nacionais em dias de semana

Arte do calendário de 2020 com feriadosO ano de 2020 promete mais dias de descanso do que 2019. Dos 12 feriados nacionais, 11 caem em dias de semana e dez podem ser emendados com sábados e domingos. A lista não inclui os feriados estaduais e feriados municipais.

As exceções aos feriados colados ao fim de semana são 1º de janeiro (Confraternização Universal), caindo em uma quarta-feira; 21 de abril (Tiradentes), que será em uma terça-feira e o Corpus Christi (11 de junho), que sempre cai às quintas-feiras 60 dias após a Páscoa.

Páscoa e carnaval são feriados alongados em todos anos. A Paixão de Cristo (sexta-feira) será no dia 10 de abril. A segunda-feira e a terça-feira de carnaval cairão nos dias 24 e 25 de fevereiro, respectivamente.

Além desses dias, os brasileiros poderão emendar com o fim de semana o Dia do Trabalho (1º de maio) que cai numa sexta-feira, assim como o Natal (25 de dezembro).

Para quem não gosta das segundas-feiras, a boa notícia é que os feriados da Independência do Brasil (7 de setembro), de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e de finados (2 de novembro) cairão nesse dia da semana.

Com tanto feriado, há quem preveja perdas econômicas. “O varejo nacional deve deixar de faturar R$ 11,8 bilhões em 2020 por causa de feriados nacionais e pontes ao longo do ano. O total é 53% maior do que a perda prevista para 2019, de R$ 7,6 bilhões”, calcula a Federação do Comércio de São Paulo.

Outros setores de atividade econômica festejam como é o caso do turismo. “No ano passado, os feriados prolongados resultaram em 13,9 milhões de viagens, que injetaram R$ 28,84 bilhões na economia brasileira”, soma o Ministério do Turismo (MTur).

Segundo a pasta. “o feriado de [1º de] maio movimentou [em 2019] R$ 9 bilhões na economia e resultou em 4,5 milhões de viagens. Já o 12 de outubro foi um dos mais movimentados do ano com a realização de 3,24 milhões de viagens domésticas e impacto econômico de R$ 6,7 bilhões nos destinos visitados”. O MTur ainda não fez projeção do impacto dos feriados de 2020 em venda de passagens, hospedagens e passeios.

O ano que começa é ano bissexto e, portanto, tem um dia a mais, mas esse não descontará as folgas proporcionadas pelos feriados nos dias de semana. O dia 29 de fevereiro cairá em um sábado. (Agência Brasil)