Comitiva de Rui está na China para tratar sobre investimentos do projeto Fiol

Rui Costa na China FIolO governador da Bahia, Rui Costa e a comitiva baiana formada de secretários estão em Pequim, na China desde segunda-feira (13) para tratar sobre grandes investimentos para o Estado. A missão baiana em terras chinesas continua nesta terça-feira (14), com dois encontros com empresas interessadas no projeto da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) e na ponte Salvador-Itaparica. Os compromissos no país asiático seguem até a próxima quarta-feira (15), na cidade de Shenzen.

Na segunda-feira (13), Rui assinou um memorando de entendimento entre o Governo e a empresa chinesa Easteel, que pretende investir U$ 7 bilhões na implantação de um projeto de desenvolvimento integrado que deve gerar mais de 30 mil empregos diretos na Bahia. “Vamos trabalhar de forma firme, dedicada e determinada para que esse projeto marque a história da economia baiana e das relações do Brasil com a China”, disse o governador.

Fazem parte do projeto, a construção de um parque industrial integrado, composto por siderúrgica, usina de energia e diversas unidades fabris, uma fábrica de cimento capaz de produzir anualmente 5 milhões de toneladas. Compõem o planejamento, a revitalização do Porto de Aratu, com aplicação de sua capacidade de movimentação, e a construção de uma cidade inteligente nas proximidades do parque industrial, para trabalhadores da empresa e seus familiares.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre fez um destaque na última semana sobre a missão internacional do governador, que começou em Washington, na capital norte-americana. “Teremos, em breve, a instalação da empresa Forever Oceans, ou seja, um investimento de sessenta milhões de dólares na criação de peixes na costa de Ilhéus. Já a Fiol é um grande sonho para os ilheenses. Não tenho dúvidas que o crescimento regional passará pelos trilhos do desenvolvimento ”, salientou.


Monitoramento On-line da Sefaz-Ba de olho em empresas fraudadoras

sefaz baO Centro de Monitoramento On-line (CMO), criado de forma pioneira em 2015 pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) para combater as novas práticas de sonegação no ambiente digital, já identificou e tornou inaptas 11,7 mil empresas fantasmas, laranjas e Microempreendedores Individuais (MEIs) que ultrapassaram o limite legal de faturamento.

As informações geradas pelo CMO subsidiaram o trabalho das inspetorias fiscais, que emitiram autos de infração totalizando R$ 452 milhões, com arrecadação efetiva de R$ 47,3 milhões para os cofres estaduais.

Perdas equivalentes, avalia a Sefaz-Ba, têm sido evitadas mediante a ação rápida de repressão a essas práticas. O modelo de fiscalização on-line, que tem chamado a atenção de outros estados, ganha mais amplitude no fisco baiano com a implantação da Gerência de Monitoramento de Contribuintes, voltada para aprimorar e tornar mais ágil o combate aos fraudadores em tempo real.

O aprimoramento do CMO, de acordo com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, é parte do processo de reestruturação deflagrado no início de 2019 para adequar a área de Administração Tributária da Sefaz-Ba às transformações no planejamento e na execução da fiscalização motivadas pela nova realidade dos documentos fiscais digitais.


A jornalista Karen Póvoas deixou a TV Santa Cruz

02

 

A jornalista Karen Póvoas deixou esta semana a TV Santa Cruz, afiliada da Rede Bahia em Itabuna e região. Repórter experiente, Karen foi afetada pela crise que vem atravessando a emissora que demitiu também editores, produtores e cinegrafistas. Novas demissões estão sendo aguardadas nos próximos dias.

Karen que completaria 12 anos de casa em julho, afirmou ao iPolitica que A TV Santa Cruz foi uma grande escola. “Cresci muito, pessoal e profissionalmente. Fiz verdadeiras amizades. O meu sentimento é de gratidão. A todos que me acompanharam, muito obrigada, aos colegas com quem aprendi todos os dias e aos telespectadores que me motivaram a fazer o melhor. Deus tá no controle de tudo. Um novo ciclo se inicia, agora com novos projetos pessoais. Muito obrigada!”, concluiu, visivelmente emocionada. Fonte: iPolitica


5ª. Agrocacau e 4º. Festival do Chocolate do Território Médio do Rio das Contas-TMRC

01

A Ceplac marcou presença em mais um evento regional com a participação na 5ª. Agrocacau e 4º. Festival do Chocolate do Território Médio do Rio das Contas-TMRC, em Ipiaú, a fim de levar informações da cacauicultura, da instituição e das novas técnicas para produção de chocolate.

A Ceplac se fez presente com a instalação de um moderno stand com produtos do cacau, posters inspiradores, distribuição de publicações técnicas, palestras sobre técnicas modernas de produção, além da presença do Coordenador Regional da Ceplac, Alexandre Brandão

A força do cacau na região de Ipiaú atraiu ao evento milhares de visitantes, dezenas de empresas expositoras e a participação de autoridades dos governos estadual e municipais e políticos, tais como deputados federais, estaduais, prefeitos e vereadores, além de dirigentes de várias instituições ligadas ao desenvolvimento rural.

O Coordenador Alexandre Brandão leva o discurso do cacau à região de Ipíaú: trabalho da Ceplac e fé na cacauicultura como fator de desenvolvimento regional.
Brandão, aproveitou a oportunidade para visitar o stand da Ceplac, fazer contato com produtores rurais e conhecer a gama de novos produtos e derivados do cacau feitos pelas empresas chocolateiras que se desenvolvem na região. Em seu pronunciamento, ressaltou o compromisso permanente da Ceplac na geração de tecnologia para elevar a produtividade do cacaueiro, a exemplo do recente lançamento de novos clones produtivos e resistentes às doenças.

Na oportunidade, ouviu sugestões de produtores ao trabalho da Ceplac e prestou informações sobre o momento atual da Ceplac e seus desafios, ressaltando “o esforço que o diretor Guilherme Galvão vem dispendendo para equacionar problemas de ordem orçamentária e financeira e de pessoal da instituição”. Alexandre também deu ênfase à necessidade do estabelecimento de parcerias entre as instituições da região, tais como prefeituras, câmaras municipais, sindicatos, cooperativas para o desenvolvimento da cacauicultura, citando inclusive a lacuna que as instituições acadêmicas da região podem preencher com a criação de bons cursos sobre cacau em seus vários aspectos produtivo, econômico e cultural.

SUEBA/Nucom
Jornalista: Raimundo Nogueira
Fotografia: Águido Ferreira
Assessoria de Comunicação da Ceplac


Conselho Estadual de Trabalho e Renda empossa nova presidente

A nova presidente do Conselho Estadual Tripartite e Paritário de Trabalho e Renda (Ceter-Ba), Izabella Lopes, tomou posse na manhã desta terça-feira (07), durante reunião realizada na Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em Salvador.

Representante da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), Izabella destacou como um dos desafios de sua gestão a transição das atribuições do colegiado, composto por representantes do governo, dos empregadores e dos trabalhadores.

“O Conselho terá o papel de orientar, fiscalizar e controlar a gestão do Fundo Estadual do Trabalho (FET). É uma missão ímpar de contribuir para a implementação das políticas públicas de trabalho, emprego e renda na Bahia”, afirmou a presidente.


Arte e educação em destaque no Soterópolis da TVE

Os 30 anos de carreira da atriz e dançarina Fafá Menezes é destaque no programa Soterópolis desta quinta-feira (2), às 22h, na TVE Bahia, que vai falar também do projeto Hora da Criança, criado por Adroaldo Ribeiro Costa, e da Mostra Itinerante ‘Adriana Varejão’, com obras dos seus mais de 30 anos de trajetória, realizadas entre 1992 e 2016.

Para celebrar o tempo de dedicação às artes e ao palco, a atriz e dançarina Fafá Menezes estreou o espetáculo ‘Mulheres de Sangue’ em que, além de atuar, assina a concepção e direção. Aliando dança ao teatro, o espetáculo traz histórias de três mulheres de épocas e lugares distintos, que carregam em si a força de tomar as rédeas de suas vidas e fazerem suas próprias escolhas, apesar de estarem submissas a um homem.


Reitora Adélia Pinheiro pede desligamento da UESC para assumir a Secti

adelia_26-04-19-consul-despedida-foto-julia-barretoA Universidade Estadual de Santa Cruz reuniu na manhã desta sexta-feira (26), pela 47ª vez, o seu Conselho Universitário e aprovou por unanimidade a solicitação de desligamento da reitora da Uesc Adélia Pinheiro para, a convite do Governador, assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia Inovação do Estado da Bahia (Secti).

Conforme previsto no artigo 172 § 2° do Regimento Geral da Universidade, assume o vice-reitor eleito, o professor Evandro de Sena Freire e a vice Reitoria, pró-tempore, o pró-reitor de  Graduação, o professor Elias Lins Guimarães.

A professora Adélia lembrou que “trata-se de um novo desafio entrelaçado com o fazer universitário e para o qual tenho clara compreensão que o meu percurso na Uesc me qualificou”.

26 04 19 Consul Despedida Foto- Júlia Barreto (46)Emocionada,  Adélia Pinheiro agradeceu aos conselheiros “o compartilhamento das responsabilidades e da aprendizagem construída, bem como, a comunidade acadêmica constituinte da minha trilha formativa permanente.”

“Por fim, ainda que responsável por meus atos e decisões, como agente pública firmo o compromisso, com a minha instituição de origem a Uesc, de sempre atuar no interesse público em defesa da produção e socialização do conhecimento, inovação e tecnologia, contribuindo com o desenvolvimento da sociedade de forma sincera, respeitosa e afetuosa. Acrescentou”.

(mais…)


Bahia é o único estado do Nordeste a gerar empregos em março

Com a geração de 2.569 novos empregos, a Bahia foi o único estado da Região Nordeste com saldo positivo no mês de março. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (24) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia.

“Enquanto no cenário nacional tivemos uma perda de empregos formais, fruto de uma política que corta substancialmente investimentos públicos, na Bahia, o saldo é positivo. Esse resultado na esfera estadual é reflexo da política de atração de investimentos e a realização de obras púbicas”, assegura o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Com desempenho positivo praticamente em todos os setores, os destaques da geração de empregos ficaram com a Construção Civil (1.636), Serviços (784) e Agropecuária (753), seguidos pela Indústria de transformação (661), Administração pública (141), Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP) (114). Já o Comércio, perdeu 1.600 postos.


Mulheres da agricultura familiar são capacitadas na agroindústria da UESC

ascom-cooperast

A Cooperativa de Desenvolvimento Territorial -COOPERAST, entendendo a importância das agroindústrias para o desenvolvimento socioeconômico dos pequenos agricultores familiares, promoveu nesta quinta-feira (11), em parceria com a Universidade Estadualde Santa Cruz – UESC, a capacitação técnica das agricultoras familiares em processamento de frutas.

Utilizando a técnica de aulas teóricas e práticas, expositivas e dialogadas e utilização de grupos de trabalhos. Foram capacitadas pelo professor Antônio Fábio Reis Figueiredo, no Pavilhão de Agroindústria da UESC, as mulheres associadas da Embaúba (Associação de Produtores Orgânicos da APA Itacaré-Serra Grande).

Para Vinícius Monteiro, Diretor Presidente da COOPERAST, a função da cooperativa é promover parcerias para fortalecer as entidades parceiras, uma vez que, a EMBAUBA (Associação de Produtores Orgânicos da APA Itacaré-Serra Grande), está em processo de montagem de uma fábrica de processamento de frutas e levando estas mulheres envolvidas nesta montagem a um centro de pesquisa, fazendo com que elas possam aprender ainda mais na prática tudo que necessitam para usar no dia-dia de uma fábrica.


Filmes indígenas ganham destaque no abril da TVE Bahia

A TVE Bahia estreia o mês de abril com novidades. Uma série de produções indígenas serão exibidas na emissora pública a partir do dia 03 de abril, sempre às quartas, quintas e sextas-feiras, às 22h15. Com o objetivo de dar visibilidade à diversidade dos povos indígenas, a emissora selecionou 10 longas e curtas-metragens, na categoria documentário.

Os filmes que abrem a temporada da ‘Mostra de Cinema Indígena da TVE’, são ‘Ihiato’, que conta a história dos Fulni-ôs em busca de suas raízes em um passado não muito distante, e ‘Konãgxeka: Dilúvio Maxakali’, animação falada em língua maxakali, que trata da versão maxakali da história do dilúvio. Como um castigo, por causa do egoísmo e da ganância dos homens, os espíritos yãmîy enviam a “grande água”.

Inéditos na tv aberta, a emissora vai exibir também alguns filmes produzidos pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). O curta ‘Aos que sempre lutaram’ vai mostrar o aspecto da luta contra o massacre do povo pataxó. A obra foi construída na Aldeia Cahy, localizada em Cumuruxatiba, território marcado por conflitos contra esse povo. Produzido em outro território, na região de Coroa Vermelha, o filme ‘Em todos os lugares #SomosPataxó’, traz testemunhos sobre o que é ser Pataxó no mundo contemporâneo. Ambos terão exibição na quinta-feira (04), às 22h15.

Na sexta-feira (05), a emissora exibe o filme ‘ATL – Acampamento Terra Livre’, que retrata a mobilização anual que acontece no mês de abril, no Congresso Nacional, pelos direitos dos povos indígenas. O curta foi dirigid por Edgar Corrêa Kanaykõ, do povo Xakriabá, que habita as margens do rio São Francisco no município de São João das Missões, ao norte de Minas Gerais. Neste mesmo dia, a TVE exibe o filme ‘Juacema: Terra do povo Pataxó’, obra também produzida pela UFSB.