Zé Carlos do Sindicato será a voz dos terceirizados na Câmara de Ilhéus

Ze_Carlos_visita_terceirizada_28_09_2016Com uma história de vida ao lado dos trabalhadores terceirizados da Bahia, o candidato a vereador Zé Carlos do Sindicato(PSB) promete fazer um mandato a serviço dos trabalhadores em Ilhéus.

Atuando há quase duas décadas no Sul da Bahia na coordenação do Sindilimp, o dirigente sindical conhece de perto a situação e os anseios da categoria dos terceirizados. Dar atenção, ouvir as reivindicações, fazer projetos de lei, e fortalecer as lutas serão alguns dos objetivos do mandato de Zé Carlos do Sindicato.

Segundo Zé, as pessoas que trabalham no serviço de varrição e coleta de residuos sólidos  das ruas,  na limpeza das escolas e empresas, e em outros serviços terceirizados merecem ter um representante com voz e vez na Câmara de Vereadores. “Essa é a nossa oportunidade de ser um instrumento dos terceirizados e fazer um mandato de luta na Câmara”, garante.


Avança a reforma de Ginásio de Esportes de Ibicaraí

pin-destO Ginásio de Esportes Nicécio Bráulio de Ibicarai  entrou na fase final da reforma com o início da pintura interna e externa de todo o prédio.

O ginásio está situado na Avenida Coaraci, no bairro Agripino Monteiro, em Ibicaraí, e já recebeu manutenção em toda a sua parte estrutural, com a aplicação de diversas colunas de concreto para reforçar a estrutura e segurar o novo telhado.

A reforma contou com a construção e ampliação de novas arquibancadas dentro do padrão exigido (com espaço para cadeirantes), além da reforma dos banheiros e vestiários e total recuperação do palco e do espaço da lanchonete.

“Essa é, com certeza, uma das obras mais complexas do meu governo. Assim que assumi eu passei a tentar a reforma do ginásio, e depois de cinco longos anos e dezenas de ofícios, viagens à Salvador, reuniões e visitas de técnicos ao prédio, conseguimos o recurso para a tão sonhada reforma”, disse o prefeito Lenildo Santana.


Governo inicia processo de elaboração do Plano de Saneamento de Conquista e região

VITORIA_DA_CONQUISTA_PRFEITOSO primeiro passo para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Vitória da Conquista e região, no sudoeste baiano, foi dado nesta quarta-feira (28). O secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, acompanhado pelo presidente da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Rogério Cedraz, e da diretora de Normatização da Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), Eduarda Fernandes, assinou o convênio de cooperação entre entes federados, permitindo que 13 municípios tenham acesso aos instrumentos facilitadores da iniciativa.

Anagé, Barra do Choça, Dário Meira, Guanambi, Itambé, Itarantim, Jequié, Maetinga, Piripá, Santa Inês, Tanhaçu e Tremedal integram o grupo de municípios participantes do convênio. “Após a assinatura entre os entes federados, cada município terá a possibilidade de delegar a prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário para a concessionária estadual, a Embasa e a regulação dos serviços para a Agersa”, explicou Peixoto.

De acordo com o secretário, “como a Lei nº 11.445/2007 condiciona a validade dos contratos de prestação de serviços públicos de saneamento básico à existência de plano de saneamento básico, é necessário que os municípios elaborem e aprovem, junto às Câmaras Municipais, os seus planos”. Ele disse ainda que a validade dos contratos também está condicionada a existência de estudo, comprovando a viabilidade técnica, econômica e financeira da prestação universal e integral dos serviços, nos termos do plano de saneamento básico.

A diretora da Agersa esclareceu que, em consonância com o princípio da transparência das ações e do controle social, a proposta do plano e os estudos que o fundamenta devem ser amplamente divulgados, inclusive com a realização de audiências ou consultas públicas. “Portanto, para a aprovação do Contrato de Programa deverá necessariamente ser realizada audiências e consultas públicas, que irão credenciar a Embasa para operar os sistemas”.


Uesc lança festival de música

A Universidade Estadual de Santa Cruz abriu inscrições para o primeiro Festival de Música da Rádio Uesc. O projeto faz parte do programa de extensão da Rádio Experimental do Curso de Comunicação Social.

Ele visa incentivar a integração cultural da comunidade acadêmica da região e valorizar novos talentos. Outro objetivo é incentivar a criatividade, o intercambio cultural e a difusão da música regional produzida na universidade.

As inscrições vão até 30 de outubro pelo email festivalmusicauesc@gmail.com As músicas devem ser de autoria própria e em português. As letras e músicas não podem ter citação ou apologia a racismo, machismo ou preconceitos.


Zé Carlos do Sindicato recebe apoio da população ilheense

Ze_Carlos_VilelaFoi mais uma semana de bons resultados a agenda de atividades da campanha do candidato a vereador Zé Carlos do Sindicato em Ilhéus. O militante que é filiado ao PSB, cumpriu várias agendas nos últimos cinco dias, incluíndo o sábado(24), e domingo(25).

Para Zé Carlos do Sindicato esse é o momento decisivo da campanha e fundamental  para garantir a vitória no dia 02 de Outubro. “A cada dia  nesta caminhada vejo a necessidade de dar a minha contribuição para melhorar o município de Ilhéus. Acredito estarmos no caminho certo para vencer mais esta batalha, nesta reta final”, frisa.

Apoiadores da campanha levaram o candidato para ouvir as demandas da população e apresentar as propostas de campanha voltadas para saúde, educação e segurança, nas reuniões em bairros com o Malhado, Vilela, Alto da Esperança e Alto da Soledade. Quem também  recebeu a visita do candidato foi á comunidade da Zona Rural de Castelo Novo.


UFSB publica Edital do Processo Seletivo para o Programa de Mestrado e Doutorado

ASSINATURA PRINCIPAL UFSB HORIZONTAL COM NOME POR EXTENSO copyA UFSB publicou o Edital para Processo Seletivo de aluno regular para preenchimento de vagas no programa de Pós-Graduação em Estado e Sociedade. São, ao todo, oferecidas 32 vagas, sendo 19 para Mestrado e 13 para Doutorado.

Poderão se inscrever para a seleção de Mestrado os/as portadores/as de diploma de cursos superiores reconhecidos pelo MEC. Para o Doutorado, além do Diploma de Graduação, será exigido o diploma de Mestrado reconhecidos pela CAPES.

As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio eletrônico, no endereçohttp://ufsb.edu.br/ppges-2, das 08:00 do dia 24 de outubro de 2016 às 23:59 do dia 07 de novembro de 2016, horário local, devendo todos os documentos solicitados serem anexados no formato PDF.

O/a candidato/a deverá preencher a ficha de Inscrição disponível na página do PPGES, especificando o nível, Mestrado ou Doutorado, e a Linha de Pesquisa pretendidos, observando os procedimentos padrão e incluindo a documentação constante no Edital.

O processo seletivo ocorrerá em duas etapas: a primeira, no dia 05 de dezembro, será uma prova escrita de caráter eliminatório e classificatório. Já a segunda, acontecerá nos dias 12 e 13 de dezembro e será uma prova oral, também de caráter eliminatório e classificatório. Essa fase inclui defesa e arguição em relação ao Plano de Trabalho ou Projeto de Pesquisa apresentado pelo/a candidato/a, vocação, interesse e disponibilidade para a pesquisa, além de avaliação de trajetória acadêmica e profissional registrada no Curriculum Lattes.

O resultado final tem previsão para ser divulgado dia 16 de dezembro e as matrículas, em janeiro, em data ainda a ser definida. O início das aulas está previsto para acontecer dia 30 de janeiro de 2017 e ocorrerão no campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro.
Para mais informações, acesse o Edital PPGES nº 01/2016 no site da UFSB. Caso ainda possua dúvidas, entre em contato através do e-mail ppges@ufsb.edu.br


Marcone Amaral realiza o maior ato político da história de Itajuípe

Caminhada_itajuipe_25_09-2016A caminhada do candidato a prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral(PSD), no último domingo,25,  foi considerada como o maior ato político de todos os tempos nas eleições do município.  A manifestação de apoio ao 55  saiu  do bairro de Pitangueiras e percorreu boa parte dos bairros da cidade.

Cerca de 7 mil pessoas acompanharam  Marcone  e Leo da Capoeira, seu vice. Participaram além dos moradores dos bairros, a população dos distritos e da zona rural. A animação espontânea tomou conta e a alegria  contagiou  quem parou para ver  mais uma  caravana que ajudará  eleger o próximo prefeito jovem e competente.

marcoitjPara o morador Jalsen Lisboa, nenhum ato político até hoje se igualou ao tamanho  da caminhada de Marcone.  “Sou eleitor de Itajuípe há mais de 50 anos e observei diversas campanhas eleitorais. São muitos anos e nunca vi nada igual. Não tenho a menor dúvida que Marcone vencerá esta   eleição”, avaliou.

Muito feliz e grato pelo acolhimento, Marcone   disse que essa caminhada  marcou a sua vida,  e ficará  na memória como um dos melhores dias  de sua vida.  “Agradeço a todos pela linda festa que fizemos, tenho certeza a cada dia do sentimento de renovação em nosso município. Iremos com Deus no coração construir e pavimentar todos os caminhos para o futuro. Um futuro de mudanças para melhorar as vidas do povo Itajuipense”, afirmou.


Carreata de Augusto Castro anima tucanos

Carreata da Vitória Augusto- Foto Alex Freire (1)O candidato a prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSDB), mostrou força com a realização do que foi considerado, até o momento, o maior ato público da campanha eleitoral itabunense. A chamada “Carreata da Vitória” reuniu mais de 900 veículos e tomou as ruas da cidade na última sexta-feira (23).

O evento chamou atenção e impressionou quem assistiu à gigantesca fila de carros, motos e até carroças percorrer boa parte do centro e bairros de Itabuna. A carreata saiu do Jardim do Ó, seguiu pelas Avenidas do Cinquentenário e Juracy Magalhães, e pelos bairros de Fátima, Califórnia, Santa Inês, Antique, retornando pelas Avenidas Ilhéus e Amélia Amado.

A atividade contou com a presença do vice-prefeito João Otávio, do ex-prefeito de Itabuna, Ubaldo Dantas, e dos deputados João Gualberto e Jutahy Júnior, do PSDB, entre outras lideranças. “Nesta reta final da campanha, estamos confiantes e alegres com a receptividade da população e temos a certeza de que apresentamos o melhor projeto e as condições mais efetivas, com articulação política para fazer Itabuna avançar”, afirma Augusto Castro.


Os desafios da governança associativista entre prefeitos

Luciano_Veiga_perfil

Luciano Robson Rodrigues Veiga

Aproxima-se um dos dias mais importantes, para o destino político e administrativo dos municípios. Com a constituição de 1988, os municípios são considerados parte da organização político-administrativa da República Federativa do Brasil, autônomo no termo da constituição.

Como ser autônomo, com um Pacto Federativo, tão perverso, onde as obrigações foram de fato, repassadas aos municípios, nas mais diversas áreas, como saúde, educação, infraestrutura, segurança, dentre tantas outras, como fazer frente a tantas demandas com poucos recursos. Recursos estes que a União não deu a mesma velocidade e densidade de repassar aos municípios.

Podemos afirmar, que do ponto das obrigações a fazer, os municípios foram e estão sendo obrigados a atuar, quer seja, pelas obrigações constitucionais, as acordadas em convênios, as judicializadas, obrigações estas, dever do Estado e direito do Cidadão.

As implementações das políticas sociais, tão importantes, passam pela ação dos municípios. Somam-se a esse quadro de demandas, os problemas urbanos, saneamento, resíduos sólidos, mobilidade urbana, segurança, distribuição e abastecimento de água, que necessariamente obriga aos gestores, a planejar além do seu espaço territorial.

Não dá para o gestor público municipal ter uma postura de gerir ilhas. Mesmo que os problemas sejam do seu município, vivemos em um mundo de conexão metropolitana.

A cooperação entre prefeitos da mesma região, que seja através das Associações e/ou Consórcios Públicos dos Municípios, tornou-se fundamental, para que haja uma reação política, visando que os Governos, Federal e Estadual, conjuntamente com os municípios repactuem (Pacto Federativo e Reforma Tributária), e que esse novo pacto, dê equidade entre os entes, permitindo, assim, aos municípios exercer com qualidade, eficiência, eficácia e efetividade as suas obrigações.

As associações e os consórcios se apresentam como núcleos de governança compartilhada, capaz de produzir os efeitos de escala, ou seja, atender a demandas, que os municípios isoladamente não têm e não terão condições de atender, otimizando recursos e minimizando despesas.

Os governantes municipais da nossa região precisam entender que esta batalha, não poderá ser travada na trincheira, no espaço territorial do seu município, é preciso ir mais além, as soluções dos problemas apresentados, na maioria das vezes, estão fora das quatro linhas do seu território.

Fazer o dever de casa é uma obrigação, saber trabalhar em cooperação com os seus pares é a construção de uma governança capaz de produzir frutos que atenda as mais diversas obrigações.

Os Estados estão se movimentando em bloco, alguns deles, importantes da federação em estado de pré-falência, se uniram para garantir novos recursos, e provocar a reconstrução de um Novo Pacto Federativo, Reforma Tributária, dentre outras reivindicações. E os municípios? E a luta municipalista? Como participar destes debates? Somente através da união dos gestores municipais, via as suas entidades representativas, é capaz de se fazer presente a essa mesa FEDERATIVA.

Luciano Robson Rodrigues Veiga é Administrador, Especialista em Planejamento de Cidades, Coordenador Executivo da Amurc, do Consórcio Litoral Sul e Presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Leste | luciano.veiga@hotmail.com


Candidatos a prefeito de Ilhéus recebem indicadores escolhidos pela sociedade civil nesta quarta

ilheusOs 10 candidatos a prefeito (a) de Ilhéus são convidados a comparecer à Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI), na Avenida Soares Lopes, na próxima quarta (28), às 19h, para a entrega oficial dos indicadores da Ilhéus que queremos em 2020. O evento é aberto ao público e, além de apresentar a peça teatral “Teodorico Majestade”, também dará oportunidade de cada candidato fazer um pronunciamento.

Os indicadores a serem entregues são referentes às diversas áreas da administração municipal, pautadas nos 12 eixos do Programa Cidades Sustentáveis em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, perseguidos por cidades do mundo inteiro. Eles foram escolhidos pela sociedade civil durante os Improviso, Oxente! – debates com intervenções artísticas – realizados entre julho e setembro deste ano. São dados que deverão ser acompanhados e melhorados pelo(a) gestor(a) municipal eleito(a) para o mandato 2017-2020.

Resultado da participação popular, os indicadores sugerem a gestão por metas integrando diversas áreas, como saúde, educação, cultura, economia, mobilidade, governança, bens naturais e consumo responsável. Com isso, Ilhéus pode entrar para a lista das cidades que a Organização das Nações Unidas planeja dar visibilidade mundial, destacando as gestões que contribuírem com a realização, em âmbito municipal, dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Para isso, os gestores precisam saber dos indicadores do seus municípios, a fim de adotar metas exequíveis para a solução de problemas.

Instituto Nossa Ilhéus – Fundado em 09 de março de 2012, o INI é uma iniciativa da sociedade civil organizada, apartidária com o título de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. Busca a aproximação da sociedade civil e do poder público em suas ações, tendo como eixos de atuação a Educação para Cidadania, o Monitoramento Social e o Impacto em Políticas Públicas. Atua no sentido de promover o impacto social que educa e, para isso, promove o monitoramento social, mobilizando e intervindo na realidade política e social do município. O Instituto está aberto a todos que desejem engajar-se em suas atividades. Localiza-se na Rua Eustáquio Bastos, nº 126, 8º andar do Edifício Kauffman, no Centro, em Ilhéus. Acompanhe o site www.nossailheus.org.br e a fanpage facebook.com/InstitutoNossaIlheus

Teatro Popular de Ilhéus – Fundado há 21 anos, é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O TPI administra a Tenda Teatro Popular de Ilhéus. A programação mensal do espaço cultural pode ser conferida em www.teatropopulardeilheus.com.br, ou pelo aplicativo gratuito Tenda Teatro Popular de Ilhéus, disponível no Google Play.

Programa Cidades Sustentáveis – É uma iniciativa de três organizações da sociedade civil – Rede Nossa São Paulo, Rede Social Brasileira por Cidades Justas, Democráticas e Sustentáveis e o Instituto Ethos –, que oferece uma agenda completa de sustentabilidade urbana, um conjunto de indicadores associados a esta agenda e um banco de práticas com casos exemplares nacionais e internacionais como referências a serem perseguidas pelos municípios. Acesse e conheça o Guia da Gestão Pública Sustentávelwww.cidadessustentaveis.org.br/gps. O Instituto Nossa Ilhéus compõe a Secretaria Colegiada da Rede Brasileira por Cidades Justas, Democráticas e Sustentáveis.